Traduza esta Página
English plantillas curriculums vitae French cartas de amistad German documentales Spain cartas de presentación Italian xo Dutch Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
King Of Pop

Buscar
 
 

Resultados por:
 


Rechercher Busca avançada

Navegação
 Portal
 Índice
 Membros
 Perfil
 FAQ
 Buscar
Últimos assuntos
»  Um Amor de Padrinho
Sex Set 02, 2016 10:55 pm por Mimijak

» Michael Jackson In Memoriam. Remembrances (Ingles)
Sab Jul 09, 2016 4:09 am por Mimijak

» Todos os Livros Sobre Michael
Seg Jun 13, 2016 1:29 am por Mimijak

» Simplesmente MICHAEL
Seg Jun 13, 2016 1:16 am por Mimijak

» Michael Jackson = A Visual Documentary 1958-2009
Seg Jun 13, 2016 1:08 am por Mimijak

» LoveIsHIsMessage
Qui Maio 26, 2016 7:41 pm por Mimijak

» Curso de Ingles Online: Qual Escolho?
Ter Maio 17, 2016 1:17 am por Mimijak

» Mini-fic - Favores
Dom Maio 15, 2016 1:07 am por Mimijak

» Insana Obsessão
Qui Maio 12, 2016 2:13 am por Mimijak

Meu MSN
Meu MSN – Venha conhcer - Click Aqui e vá  para o Meu Perfil
Michael Is Invincible - diHITT– Mimijak Invincible
 Michael Is Invincible – Mimijak Invincible - Click Aqui e vá  para o Blogger
Dangerous
DANGEROUS MJ- Click Aqui e vá  para o Fórum Dangerous

The Miracles

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

The Miracles

Mensagem por Mimijak em Sex Abr 22, 2016 12:03 am

Miracles
Blankie Jackson



Sinopse: Será que o amor é capaz de operar milagres? Será que o amor puro e verdadeiro consegue muda o destino de uma pessoa? Ou são apenas coencidencias ? Será que podemos nos enganar com as atitudes das pessoas a nossa volta?
Essa e outras respostas em Miracles uma fic que acontecer o impossível não é mero acaso do destino.



avatar
Mimijak
Adm
Adm

Feminino Mensagens : 20561
Data de inscrição : 05/03/2011
Localização : Brasil

Ficha do personagem
MimiJak Invincible: 1

http://mimijak-mjj.forumsmusic.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Miracles

Mensagem por Mimijak em Sex Abr 22, 2016 12:19 am

INTRODUÇÃO - Período 1988 a 2010






Por Michael


Quando tinha 30 anos de idade a minha maior satisfação em um show era dar tudo de mim aos meus fãs, mas o que eu não sabia é que o destino estava conspirando pra mim, ou melhor, pra minha felicidade. Era verão de 88 estava em tour pelo sul da Europa iria passar por muitos países ainda. Quando estava me aprontando pra sair pra mais essa apresentação recebi uma noticia que me deixou sem chão. Uma jovem princesinha que era minha fã havia sofrido um acidente a caminho do estádio. Tinha que vela não importa o que acontecesse eu tinha que visita-la sabia que meus fãs entenderiam o atraso.
O acidente tinha sido grave, seu carro havia batido em uma mureta de proteção da estrada. Em um acidente semelhante eu iria perder uma grande amiga anos depois. Quando finalmente pude entrar lá estava ela um verdadeiro anjo inconsciente na cama. Me aproximei de seu leito e disse baixinho em seu ouvido:
_ Hei mocinha nem pense em me deixar só nesse mundo, ainda quero dançar com você quando sair dessa cama. Sei que reconheceu a minha voz... Então... Bem que eu queria poder ficar aqui com você, mas tenho um show pra fazer. Você me entende não é?
Mal sabia eu que aquelas palavras operariam um milagre tremendo. Dirigir-me ao estádio com mais de uma hora de atraso, o publico já estava em polvoroso pela demora ate que finalmente abri o show. Fui direto ao palco sem explicações pra ninguém apenas pus o figurino do show e como sempre dei tudo de mim. Como sempre todos acham que arrasei, mas no fundo sabia que podia fazer melhor. Com os passar dos dias acabei por me esquecer daquela jovenzinha e continuei com a minha vida.
Enquanto a minha vida tomava o rumo doloroso pelo qual eu não sabia o que viria pela frente, a jovem princesinha era transferida para um hospital em sua terra natal. Ela vivia em um país do leste europeu, pequeno, pouco conhecido, porém muito rico. Ela teria todo cuidado necessário para sobreviver e quem sabe o destino um dia iria nos reunir de novo.


avatar
Mimijak
Adm
Adm

Feminino Mensagens : 20561
Data de inscrição : 05/03/2011
Localização : Brasil

Ficha do personagem
MimiJak Invincible: 1

http://mimijak-mjj.forumsmusic.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Miracles

Mensagem por Mimijak em Ter Abr 26, 2016 12:15 am

Capitulo  ISonhos de uma menina



Por Christal


Quando era pequena sempre ouvi falar em Michael Jackson, mas nunca consegui velo de perto apesar da minha família ter o poder pra fazer o que eu quisesse, como se previa a qualquer princesa mimada pelos pais, mas estranhamente nunca fui assim, por isso quando soube que ele iria fazer um show na Europa não perdi tempo em pedir pro meus pais me levar lá para velo. Estava para completar oito anos de idade quando fiz meu pedido iria ser meu presente de aniversario se não fosse um fato que mudaria minha vida.
O show fora marcado no dia do meu aniversario incrível coincidência não é? Mas essas coincidências terminariam ai, me arrumei para o tão esperado momento, comprei roupas novas ate escolhi um perfume novo para a ocasião, estava linda pra realizar o meu sonho, chamei meus pais e fui para o meu tão sonhado show. Entramos no carro e fomos ao tão esperado show da minha vida, mas eu não esperava o que estava para me acontecer, quando entramos na avenida principal que dava acesso ao estádio um carro em sentido contrario nos atingiu em cheio, não podia acreditar que estava perdendo o meu show, estava perdendo de ver o Michael de perto, meu mundo estava desabando perante meus olhos, rapidamente os paramédico chegaram e estávamos recebendo os primeiros socorros, não demorou muito estávamos na emergência do hospital mais próximo, meus pais se machucaram pouco, mas eu tive traumatismo craniano, uma lesão temporária na coluna, minhas duas pernas e um braço estavam quebrados, sem falar em meu rosto que ficou completamente cortado pela pancada que dei no vidro, fiquei em coma por conta da gravidade dos ferimentos.
Mas não esperava o que ia me acontecer, já estava desistindo de viver sem realizar o meu grande sonho quando senti um leve toque na minha mão e uma voz doce e suave ao meu ouvido:
_ Hei mocinha nem pense em me deixar só nesse mundo, ainda quero dançar com você quando sair dessa cama, eu sei que reconheceu a minha voz... Então bem que eu queria ficar aqui com você, mas tenho um show pra fazer, você me entende não é?
Ahh como eu queria ter podido respondê-lo, não havia duvidas que Michael tinha ido me ver da mesma forma que aquele toque surgiu ele sumiu, me desesperei queria poder sentir aquele toque novamente, minha angustia fora tanta que abri meus olhos imediatamente após ele sair da UTI para espantos dos médicos que tinha certeza que eu morreria em breve devido ao meu estado lastimoso. Há passos lentos fui me recuperando, cada dia pra mim era uma conquista, meu destino agora era viver imóvel em cima de uma cama, sem poder falar, andar, me mover, ou ate respirar sozinha, antes eu tivesse morrido naquele acidente assim não sofreria tanto. Muitos pensavam assim ao me ver.
Os anos foram passando e eu me agarrava a aquelas palavras com toda as minhas forças “Hei mocinha nem pense em me deixar só nesse mundo, ainda quero dançar com você quando sair dessa cama...” eu queria cumprir aquela promessa dançar com ele quando saísse da cama, mas será que o mundo e o tempo me trariam até ele de novo? Só o tempo iria me responder, mas antes tenho coisas mais importantes a me preocupar, me manter viva por exemplo....
_ Enfermeira chamem o medico ela está passando, mal.
_ Sim senhora já vou chamar.
_ Dr. George Smith comparecer a UTI emergência...
_ Rápido tragam o desfibrilador e a adrenalina não podemos perde-la, anda mocinha você ainda quer aquela dança com seu ídolo não é? Então fique viva, fique viva pra dançar com ele...
Minha mãe veio correndo invadindo a UTI aos prantos tendo que ser impedida pela equipe medica de se aproxima de mim:
_ A senhora não pode ficar aqui – Repreendeu a enfermeira a minha mãe.
_ É minha filha, é minha filha.
O desespero dela era evidente, eu era filha única mesmo que minha mãe quisesse não poderia mais ter filhos novamente, então eu era a sua única esperança de seguir com a sua vida, que embora bem de vida com tudo que queria a mão, dar um filho para o meu pai não importava o sexo era sua realização pessoal, ela passou anos e anos tentando e quando conseguiu foi a sua maior alegria e me ver ali naquela cama a beira da morte dilacerava por dentro. Ela só queria ficar ao meu lado.
_ Tirem ela daqui agora..... – ordenou o medico.
Um enfermeiro grandalhão a arrastou pra fora da UTI, afazendo esperar do lado de fora, podendo apenas observar pela janela enquanto chorava desesperada observando a cena que estava ao redor do meu leito, enquanto meu pai a abraçava orando a Deus que tudo se resolvendo da melhor forma possível e que eu me salvasse e eu também.....


avatar
Mimijak
Adm
Adm

Feminino Mensagens : 20561
Data de inscrição : 05/03/2011
Localização : Brasil

Ficha do personagem
MimiJak Invincible: 1

http://mimijak-mjj.forumsmusic.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Miracles

Mensagem por Mimijak em Ter Abr 26, 2016 12:24 am

Capitulo IISonhos Intrigantes




Por Michael


Depois daquela visita, aquela princesinha não saia da minha mente, terminei o show como de costume fomos ate um restaurante pra comemorar o sucesso da apresentação, todos estavam empolgados muitos nunca haviam viajado pra tão longe de casa, todos muito felizes com o show, todos menos eu:
_ Que cara é esse Mike parece ate que perdeu alguém querido.
_ Estamos sendo um sucesso de publico e de critica alegre-se.
_ Desculpa gente é que eu tô preocupado com uma garotinha que eu vi hoje no hospital.
_ Aquela princesa que sofreu um acidente antes de vir para o show?
_ É essa mesma.
_ Relaxa Michael logo ela melhorar, você ver.
_ Sei não gente ela estava muito mal quando eu saí de lá queria ter noticias dela.
_ Ei Michael relaxa vai ficar bem, depois ela vai ao seu show novamente você vai ver.
_ Pessoal deixem de encher o Mike, qualquer coisa relacionada à criança é motivo pra ele ficar assim, deixem o cara em paz. – Observou Frank
_ Valeu Frank, bom eu vou indo, pra quem fica tenham uma boa noite.
_ Ah Michael!!! Fica mais um pouquinho.
_ Tô cansado demais, não tenho dormindo nada nessas viagens, então fica pra próxima ok? Até mais galera.
_ Até Michael.
Retirei-me o mais rápido possível daquela mesa, não sei por que estava nauseado de tanto papo fútil, eles eram pessoas legais, mas o menosprezo deles por uma vida que estava sofrendo me fez sentir mal, sei que não é culpa deles a maioria das pessoas também não se importam com o sofrimento alheio, por isso há tanta fome e guerra no mundo, subi pra minha suíte pensativo, pedi pra um dos meus assessores tentar contato com a família pra saber da menina, tudo foi sem sucesso, o aperto no meu peito não parava, então tomei um remédio pra dor de cabeça, já que a mesma não me deixou em paz o show todo, me deitei e adormeci rápido achei que ia ter um sono aparentemente tranquilo, mas foi aparentemente.
Meu cansaço era tanto que não lembrei de me trocar, nem os sapatos tirei. Então eu vi a menina correndo por uma rua escura, ela corria desesperada, gritava a plenos pulmões pelo meu nome, enquanto um homem com uma foice corria atrás dela, eu respondia pra ela, dizia que estava aqui que iria salva-la, mas ela não me via e nem ouvia, o que me desesperava mais ainda, eu chegava a ficar na frente dela de braços abertos, mas ela passava através de mim como se eu não estivesse ali, não entendia do que se tratava. Ate que o homem a alcançou e começou a golpeá-la com a foice com toda a força e raiva que vinham de dentro dele. Então gritei para que parasse, foi então que algo estanho aconteceu, o tal homem veio pra cima de mim e disse:
_ Fique longe dela ou eu mato você
Ele me golpeou na cabeça abrindo boa parte do meu rosto, deixando parte do meu osso zigomático a mostra, com o golpe eu cai e nesse mesmo instante acordei assustado com os meus lençóis banhos em sangue, que não fazia ideia de onde vinha, me dirigir ao banheiro sentindo uma dor insuportável no meu rosto, quando olhei-me no espelho vi que o sonho era real, o corte igual ao do meu sonho estava ali na minha face como se fosse um aviso do que eu não poderia fazer.
peguei uma toalha e liguei pra Frank que logo veio ao meu encontro:
_ Nossa Michael o que foi isso cara. – Exclamou assustado
_ Eu não sei cara, acordei assim.
_ Isso não estava ai ontem de noite eu me lembro bem.
_ Eu sei, eu sei, também me lembro bem.
_ Então como isso veio para ai?
_ Eu não sei, a ultima coisa de que me lembro foi ter tomado um remédio pra dor de cabeça e apaguei quando acordei a cama estava lavada em sangue e essa coisa na minha cara.
_ Você não bebeu nada além do remédio?
_ Não.
_ Você não é sonambulo é ou e um daqueles caras que gostam de se corta.
_ Para de pergunta idiota Frank e me leva de uma vez pro hospital antes que eu morra sem sangue.
_Tá tô indo.
Frank saiu o mais rápido que pode, foi ao estacionamento providenciar pra deixassem um carro aposto pra assim que eu descesse. Eram tantas perguntas sem resposta que mesmo que eu tentasse não conseguiria responde-las pra mim imagine pros médicos que me atendessem, o que eu diria a eles?.......


avatar
Mimijak
Adm
Adm

Feminino Mensagens : 20561
Data de inscrição : 05/03/2011
Localização : Brasil

Ficha do personagem
MimiJak Invincible: 1

http://mimijak-mjj.forumsmusic.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Miracles

Mensagem por Mimijak em Ter Abr 26, 2016 12:57 am

Capitulo IIIPequenas Vitorias








Por Christal



Apesar da grande luta que tive para sobreviver consegui manter- me viva, meu espirito queria por que queria dançar com o Michael, apesar daquele homem que eu via do lado do meu leito com aquela foice me assombrando a cada dia querer o contrario, tenho plena consciência de que ele vinha me buscar, mas algo o impedia que eu não sabia o que era ou quem era, as vezes pensava em ser o Michael, mas seria sonhar demais pra mim devido ao meu contato mínimo com ele, só que essa esperança de ser ele era o que me mantinha viva.
Após quarenta dias de internação e de uma dura recuperação fui transferida finalmente pra minha casa, tiveram todos os cuidados comigo, apesar de ser muito sofrida a viagem consegui chegar relativamente bem passava boa parte da minha vida dormindo e as pessoas que me cercavam e me amavam sempre estavam mostrando algo do meu anjo:
_ Princesa olha a novidade que eu tenho pra você? Acabou de sai o novo álbum do Michael Jackson, Dangerous, sei que você deve estar louca pra ouvir então vou por aqui pra tocar já, já eu venho troca o lado do LP está bem? Boa diversão.
Aquelas musicas começaram a tocar no meu quarto e assim que eu ouvi a voz dele meus olhos lacrimejaram, principalmente quando tocou a Música keep the Faith:



[center][size=18]Mantenha a Fé



Michael Jackson - Keep The Faith





[color=#cc99ff]Se você clamar bem alto
Vai atingir lá dentro
Através do íntimo da sua rendição
Para seus álibis
E você pode dizer as palavras
Como você entender
Mas o poder está em acreditar
Então dê uma chance a você mesmo

Pois você pode escalar a montanha mais alta
Nadar no mar mais profundo- hee
Tudo que você precisa é de vontade para querer isso
E uuh, um pouco de autoestima.

Então mantenha a fé!
Não deixe ninguém virar as costas
Você tem que saber quando é a hora de ir
E tirar seus sonhos do chão

Mantenha a fé, baby, yea
Porque é tudo uma questão de tempo
Antes que sua convicção seja vencedora
Acredite em você
Custe o que custar
Você pode ser um vencedor
Mas você tem que manter a fé!

Mantenha isso irmão
Você consegue


E quando você pensa em confiança
Isso o leva para casa
Para um lugar o qual você só pensa
Quando está sozinho
Você pode seguir pelo instinto
Ao invés das circunstâncias
Mas o poder está em acreditar
Então dê uma chance a você

Eu sei que você pode
Navegar pelas águas
Flutuar pelo ar - alto
Qualquer estrada que você pegar vai te levar lá
Se você apenas tentar!

Então mantenha a fé! ow
Não deixe ninguém te levar para baixo, irmão.
Apenas mantenha os olhos no prêmio
E seus pés grudados no chão

Mantenha a fé, baby, yea
Porque é tudo uma questão de tempo
Antes que sua convicção seja vencedora
Eu disse a meu irmão
Como fazer a coisa certa
Levante a cabeça
E mostre ao mundo que você tem orgulho
Vá para o que você quer
Não deixe eles entrarem no caminho
Você pode ser um vencedor
Mas você tem que manter a fé!

Mantenha isso irmão
Você consegue

Eu sei que manter a fé

Significa nunca desistir no amor
Mas o poder que o amor tem de acertar
E acerta...faz tudo certo

Então mantenha a fé!
Não deixe ninguém virar as costas, irmão.
Você tem que saber quando é a hora de ir
E tirar seus sonhos do chão

Mantenha a fé, baby, yea
Porque é tudo uma questão de tempo
Antes que sua convicção seja vencedora

Melhor levantar-se
E agir da maneira que você acha melhor
Não seja bobo
Pelo resto de sua vida
Trabalhe nisso, irmão
E um dia você vai conseguir
Vá para o que você quer

E não se esqueça da fé!
Olhe para você
E para o que você está fazendo agora
Pare um pouco
Para examinar a si mesmo
Arrume sua vida
E como você está vivendo a cada dia
Se organize
Por que você tem que manter a fé!

(Mantenha a fé)
Não deixe ninguém te levar para baixo, irmão
Apenas mantenha os olhos no prêmio

(Mantenha a fé)
E seus pés grudados no chão

Mantenha a fé, baby, yea
Porque é tudo uma questão de tempo
Antes que sua convicção seja vencedora

Eleve sua mente
Antes que ela esvaeça
Algumas coisas na vida
É melhor deixá-las de lado
Vá para o que você quer
Não deixem eles entrarem no seu caminho
Você pode fazer acontecer
Mas você tem que manter a fé!

(Mantenha a fé)
Mantenha- a irmão
Você tem que manter a fé
É... Manter a fé!
(Mantenha a fé)
Mantenha-a, irmã.
Você tem que manter a fé agora, agora!

(Mantenha a fé)
Vou mostrar a meu irmão
Como fazer a coisa certa
Levante a cabeça
E mostre ao mundo que você tem orgulho

(Mantenha a fé)
Vá para o que você quer
Não deixe eles entrarem no caminho
Você pode ser um vencedor
Se você mantiver a fé

(Mantenha a fé)
Dê uma arrumada em você
E deixe sua mente ligada
Espane seu alvo
Levante-se e retome seu respeito próprio

(Mantenha a fé)
Você me conhece o suficiente
Para saber o que não faço
Leve isso como você quiser
Mas você tem que manter a fé!

(Mantenha a fé)
Não deixe ninguém te levar para baixo
Apenas mantenha os olhos no prêmio

(Mantenha a fé)
E seus pés grudados no chão

Mantenha a fé, baby, yea
Porque é tudo uma questão de tempo
Antes que sua convicção seja vencedora

Mas até esse dia chegar
Eu te digo para manter a fé!


Foi com essas doces palavras que eu segui os meus duros e sofridos dias....


avatar
Mimijak
Adm
Adm

Feminino Mensagens : 20561
Data de inscrição : 05/03/2011
Localização : Brasil

Ficha do personagem
MimiJak Invincible: 1

http://mimijak-mjj.forumsmusic.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Miracles

Mensagem por Mimijak em Ter Abr 26, 2016 1:35 am

Capitulo IVSonhos Intrigantes - Parte II



Por Michael


Com o rosto enrolado na toalha e ainda sangrando muito fui ao hospital com Bill e Frank ao meu lado, saímos pelos fundos do hotel e entramos pelos fundos do hospital, os médicos correram pra me auxiliar devido a grande perda de sangue tive que toma quatro bolsas de sangue estava tão fraco que desmaiei logo que cheguei, passei dois dias inteiros no hospital desacordado. Duro foi aguentar o interrogatório quando acordei:
_ Olá senhor Jackson, vejo que já está melhor – Cumprimenta o medico – sou o medico que lhe atendeu quando chegou, me chamo Jonathan
_ Olá doutor. Estou um pouco melhor.
_ Machucado feio esse do seu rosto, quer me conta como aconteceu?
_ Eis a questão – sorri amarelo, acho que vou preferi conta meia verdade. – Não sei como aconteceu?
_ Humm, continue.
_ Dormi como de costume, só tomei um analgésico pra minha dor de cabeça que geralmente são fortes e quando acordei puft isso estava ai do nada.
_ O senhor sofre de algum distúrbio de sono? Sonambulismo? Pesadelos noturnos?
_ Insônia conta? – Ironizando a situação
_ Conta sim, se lembra de ter feito algo antes de dormir? Se teve algum pesadelo?
_ Pesadelo eu tive sim e o mais estranho foi quando me olhei no espelho. _ contei tudo ao medico do meu sonho inclusive o corte.
_ Como assim? Seja mais especifico.
_ Sabe o corte que levei no meu sonho?
_ Sim o que tem ele?
_ O senhor fecho ele. – Olhando seriamente, se o medico pensava que eu era louco agora ele tinha certeza.
_ Bom pedi pra um colega cirurgião plástico vir dar uma olhada nesse corte, ficara aqui mais dois dias por medida de segurança.
_ Sem problemas, mando cancela minha agenda de shows.
Após as considerações finais do medico me vi sozinho naquele quarto onde passaria os próximos dois dias, me senti um pouco melhor pra caminhar então resolvi dar uma volta no hospital, não preciso dizer pra qual ala eu fui não é mesmo? Ao me verem todas as crianças fizeram a festa, já que eu ia fica de molho lá então porque não ser agradável a todos, brinquei com todas as crianças foi um finzinho de tarde bem animado no hospital, prometi que voltaria no outro dia as enfermeiras devia estar achando que eu fugir pelo meu sumiço, voltei pro quarto correndo sabia que poderiam estar a minha procura então não tinha remédio a bronca que levaria por sair sem avisa.
Os medico fizeram mais alguns exames e trocaram meu curativo, por precaução fique em um quarto monitorado por câmeras, não sei do que tinham medo ou desconfiavam, mas eu tinha plena consciência que não tinha me cortado propositalmente, se eles queriam averigua meu sono então tudo bem vamos dormir. Porém as cenas que eu veria pela manhã me dariam muito medo, muito medo mesmo, não só a mim, mas quem as visse também.
Assim que adormeci tive o mesmo sonho todavia com alguns detalhes diferentes, caminhava por uma rua escura com alguns trechos havia pouca ou nenhuma iluminação, naquele lugar inóspito havia uma loja com uma vidraça com uma luz sob ela, me aproximei e olhei na janela, vi meu rosto com o corte e os pontos, continuei caminhando e voltei a ver a mesma garotinha chorando e gritando, gritando pelo meu nome, me dirijo a ela e dessa vez ela consegue me ver:
_ Me ajuda o homem mal quer me pegar - Implora ela.
_ Vou te ajudar, vamos sair daqui.
De mãos dadas começamos a caminhar procurando um jeito de sair dali, ate que a menina grita me fazendo olhar pra trás:
_ Ele tá vindo, ele tá vindo. – Seu desespero era evidente
_ Vamos correr.
Corremos o mais rápido possível, mas ele era mais rápido e nos alcançava, no meio do caminho ela cai e eu a pego no colo e então começamos a correr novamente pra fugir. Por descuido meu acabo entrando em um beco sem saída nos deixando encurralar, sem termos pra onde ir ele se aproxima de nós a menina consegue correr, mas eu sou novamente golpeado por ele reabrindo o meu rosto dessa vez no lado oposto:
_ Fique longe dela ou eu mato você. – Tornou a advertir o homem, dessa vez eu responder-lhe.
_ Nunca, eu vou salvá-la de você.
_ Então morrerás.
Repetiu ele, com a dor e força do golpe acordei-me desesperado de dor e banho de sangue, um dos enfermeiros que monitoravam o meu sono correu pra me socorre chocado pelo que viu na tela, após ter novamente meu rosto suturado pelo medico assistimos o meu rosto ser rasgado do nada pelo ar, deixando todos chocados e o medico olhando pra mim sem saber o que me dizer:
_ Eu disse que não sabia como havia me cortado antes nesse também não? Acreditam em mim agora? – Acho que sim.....


avatar
Mimijak
Adm
Adm

Feminino Mensagens : 20561
Data de inscrição : 05/03/2011
Localização : Brasil

Ficha do personagem
MimiJak Invincible: 1

http://mimijak-mjj.forumsmusic.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Miracles

Mensagem por Mimijak em Ter Abr 26, 2016 1:43 am

Capitulo VTentando Entender os Fatos


Por Michael


Devido aos inúmeros cortes que sofria por conta dos meus sonhos inexplicáveis, tive que fazer uma cirurgia reconstrutora pra pelo menos amenizar os danos, por consequência acabei mudando meu rosto mais do que devia, mas gostei do resultado, mas uma coisa sempre tentei entender, todas as vezes que eu incluía a jovem princesinha nas minhas orações era certeza a minha ida ao hospital com o rosto sangrando. Sabia que algo estava errado então tentava decifrar o que era.
Enquanto me recuperava de mais uma cirurgia, aproveitava o tempo livre pra compor pro meu álbum novo que sairia em breve, Dangerous, minha mente estava tão ocupada que me esquece de orar pelas crianças doentes como era de meu costume, o que de certa forma foi ótimo pra mim, pois não orava pela princesinha e por consequência do esquecimento involuntário não tinha mais surpresas a noite, os médicos classificaram os meus cortes como sonambulismo decorrente de trauma psíquico, acho que quiseram arruma um nome bonito pra não faço a menor ideia de como explicar isso. Nem me perguntem também porque ate então não tinha feito ponte de ligação alguma sobre isso.
Fiz algumas gravações de clips e me voltei a turnês, só pra ressalta odeio turnês, aquelas mudanças de horários acabam com o meu sono que já é escasso, vocês nunca se perguntaram por que sempre estou de óculos escuros todas as vezes que desço de um voo? Eu explico é só pra esconder as minhas olheiras de noites mal dormidas, mas o que me compensa são os contatos com os meus fãs, eles sim valem todo o sacrifício, mas por mais que eu goste da minha profissão não pretendo morrer nela. Um dia vou me aposentar, sei que vou fazer muitos sofrerem, mas fazer o que um dia todo mundo vai ter que parar não é? Por bem ou por mal, querendo ou não então que seja por bem e ao meu querer.
Levei um amigo comigo, mas não esperava o que ia me acontecer, na volta pros estados unidos o garoto me acusou de um crime que eu não havia cometido, pro meu desespero, pois estava vendo minha vida desmoronando sob os meus pés e eu não sabia o que fazer. Telefone tocando:
_ Alô?
_ Michael está sabendo o que aquele miserável apronto com você?
_ Como não saber – Lacrimoso – O mundo todo já está sabendo.
_ Acalme-se estou indo pra ai, não faça nenhuma besteira, por favor.
_ Ok! Estou te esperando Liz.
Confesso que realmente estava pensando em me matar minutos antes dela me ligar, a pior coisa pra um ser humano é ser acusado de algo que não fez, qualquer coisa que venham a falar sobre você, sua aparência, se está gordo de mais ou magro de mais, se está feio, desleixado ou qualquer outra coisa que fizerem pra te ferir, nada absolutamente nada se compara com uma acusação falsa, todas as outras dá ate pra levar porque muitas vezes se não 110% das vezes é pura inveja daqueles que querem fazer melhor que você e não passam nem perto do que você faz, ou ainda não sabem fazer.
Inveja no meio da musica é constante, mas uma acusação falsa destrói qualquer reputação, seja ela qual for e pior te acompanha pelo resto da vida e ate depois dela também, aqueles olhares te julgando por algo que você não fez é a pior coisa que possa acontecer, tudo bem que o meu pai não era o melhor pai do mundo, cometeu algumas atrocidades com meus irmão e principalmente comigo que muitos se negam a imaginar ou ate mesmo a pensar nessa possibilidade, mas eu jamais infligiria a uma criança o mesmo trauma que eu passei.
Tive que ser interrogado, fui forçado a parar a turnê Dangerous e ser literalmente humilhado perante a justiça tudo pra provar minha inocência, fique como vim ao mundo pra que fossem feitas fotos do meu corpo e das minhas partes intimas, nunca chorei tanto em minha vida como chorei nesse dia, mesmo que Bill estivesse me dando apoio e a minha melhor amiga, Liz Taylor, minha dor não podia ser sufocada nem mesmo pelo amor dos meus fieis seguidores. Dai pra frente minha vida seguiu uma avalanche de tragédias pré-anunciadas.
_ Já tem em mente o que vai fazer Michael?
_ Vou dar o que aquele marginal quer e seguir minha vida.
_ Michael não, isso é uma admissão de culpa pelo que você não fez. Não faça isso. Todos vão ter certeza que você fez isso com ele, reflita sobre isso meu amor, não se suje pela ganancia dos outros.
_ E ser julgado por algo que não fiz e talvez ate ser preso? Não, não aguento mais isso. Não ligo que achem que eu fiz mesmo, minha opinião nunca vale de nada pra ninguém mesmo, sempre que eu falo algo pra desmentir uma coisa, aparece mais dez confirmando a mentira, como Liz me diz? Como manter limpa minha imagem assim? Como?
_ Ok, meu amor faça o que achar melhor, sei que você esta passando por uma fase difícil, mas logo vai passa estou aqui pra te ajudar.
_ Obrigado Liz.
Liz sempre me deu força pra sobreviver a toadas as tempestades na minha vida e sempre esteve lá ate nas brisas mais leves, era reconfortante saber que ela estava do meu lado, fiz a pior coisa que poderia ter feito adiei o que no futuro um pouco distante não poderia adiar, paguei o marginal e segui em frente. Mas antes a minha despedida da Dangerous tour foi dramática, mas mesmo assim foi feita devia isso aos meus fãs.
Após o ultimo show e resolução dos meus problemas me isolei na Itália, passei alguns dias em profunda depressão e Liz sempre do meu lado me ajudando juntar o cacos do que um dia foi eu, mas a pior coisa que podia me acontecer estava por vir, uma infeliz sugestão do meu pai pra limpar a minha imagem, do jeito que me encontrava psicologicamente, sem pensar em absolutamente nada acabei acatando a ideia estupida dele, se arrependimento matasse....
Em maio de 1994 eu me casei com Lisa Marie, minha imagem estaria parcialmente limpa com essa junção, não sei dizer se eu gostava mesmo dela ou se foi apenas carência de momento, já que minha depressão amenizou, porém não passou por completo, mas eu tentei que esse casamento desse certo, juro que tentei.
_ Michael espero que você tenha feito a escolha certa:
¬_ Eu também Liz.
Quando as coisas se acalmaram, retomei as minhas orações e voltei a ter aquele sonho horrível de novo, dessa vez orei com tanto afinco que ganhei ate mais de um corte no rosto, sangrei tanto que quase morri de hemorragia grave, difícil foi explicar pra minha mulher o meu problema:
_ Ai meu Deus o que foi isso? – Me vendo com o rosto cortado e sangrando muito e em pânico.
_ Lisa eu preciso... Ir ao hospital... – Desmaio
Não vi mais nada e nem lembro também, acordei no hospital com Bill e minha ate então mulher do lado, nunca vi tanto terror nos olhos de alguém, foi ai que percebi que tinha esquecido de conta-lhe algo serio desse algo serio.
_ Obrigado Bill por me ajudar, de novo.
_ É sempre um prazer garoto, agora vou deixar-lhe a sós, vocês precisam conversar, há muito que explicar. _ Saindo do quarto
_ Você se assustou com isso não foi? Devia ter te avisado antes de nos casarmos, mas foi tudo tão rápido que acabei me esquecendo desse detalhe, achei que tinha sumido com os meus problemas, mas ao que parece ainda vai me perseguir.
_ Então me conte agora, porque eu não vou ficar casa com um homem que acorda toda noite assim – apontando pro me rosto com o curativo - banhando de sangue e com o rosto cortado dentro de um hospital...


avatar
Mimijak
Adm
Adm

Feminino Mensagens : 20561
Data de inscrição : 05/03/2011
Localização : Brasil

Ficha do personagem
MimiJak Invincible: 1

http://mimijak-mjj.forumsmusic.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Miracles

Mensagem por Mimijak em Ter Abr 26, 2016 1:48 am

Capitulo VIExplicando o Inexplicável




Tentei começando pelo obvio, mas não deu certo:
_ Lisa eu tenho um problema durante o sono, tenho sonhos, pesadelos pra ser exatos que não sei como, mas sempre acabam me causando esse tipo de ferimento na minha face e sempre que acordo o ferimento que sofri no sonho está aqui me lavando de sangue, não sei como explicar isso.
_ Bem que minha mãe avisou que você era louco.
_ O que quer dizer com isso? Eu não sou louco.
_ Você se feriu e não quer confessar Michael, admita.
_ Não estou mentindo Lisa, não me feri por que quis.
_ Com certeza vão achar que foi eu que te machuquei também.
_ Não! Os medico daqui sabem do meu problema, não vão te acusar de nada.
_ AH Não? Então porque todos me olharam torto quando entrei aqui com você sangrando? Estavam pensando que tentei te matar obviamente.
_ Está louca? Ninguém está achando isso de você! Eles estavam olhando pra mim, pro meu estado.
_ E os olhares deles pra mim Michael? Não me iluda.
Ela saiu me deixando sozinho no quarto, foi ali que percebi que meu casamento começava a ruir, Lisa não mais foi ao hospital me visitar, também passou a não dormir comigo no mesmo quarto, voltei a ser sozinho no meu mundo, já que a minha mulher não me dava atenção devida, resolvi me afundar no trabalho para evitar conflitos, mais quanto mais eu tentava evita-los mais eles apareciam:
_ Vai sair de novo?
_ Vou – Suspiro pesado – Preciso trabalhar afinal sou eu quem pago as contas dessa casa, não nasci em berço de ouro igual a você.
_ Você vive me abandonando aqui, passa dias longes, só sei de você pela imprensa, isso está me cansado.
_ O que você quer que eu faça? Quem sumiu quando eu mais precisava de apoio foi você, quem saiu da minha cama, do meu quarto foi você, está reclamando de abandono é? Você quem escolheu isso agora aguente, não me espere não volto pra casa essa semana.
_ Vou pra casa da minha mãe.
_ Faz o que você quiser eu não ligo. Não mais.
Viajei pra Nova Iorque nesse mesmo dia, me sentia derrotado por não conseguir salvar meu casamento, nem mesmo o clip que eu havia gravado com Lisa resolveu a situação, então resolvi deixa o barco afundar por si só não importa o que eu faça, nada ajuda ou resolve a situação, em maio de 1996 nos separamos de vez, de certa forma me senti livre por tudo aquilo.
Minha carreira estava voltando aos eixos embora a imprensa me ataque sem dó, mas minha pele de rinoceronte ia me ajudar a vencer. Devido ao meu cansaço acabei adormecendo no estúdio de gravação, pra minha sorte Bill estava comigo...
Dessa vez o sonho veio sem as minhas orações, novamente sonhei com a jovem dessa vez ela estava maior, parece que durante os anos ela cresceu da mesma maneira que eu envelhecia, dessa vez ela queria me proteger:
_ O que você está fazendo aqui?
_ Eu vim te ajudar com aquele homem da foice.
_ Fuja, não venha mais aqui ou ele vai te matar.
_ Não posso te abandonar aqui com ele.
_ Pode sim, posso me virar sozinha. Corre.
Corremos feitos uns loucos tentando fugir em um determinado momento eu acabei caindo e sendo alcançado pelo cara, que novamente tentou acerta, como reflexo acabei pondo as minhas mãos na frente do meu rosto tentando me proteger, mas foi em vão ele golpeou meu peito passando a lamina bem próximo do meu coração, milímetros pra ser exato, me deixando em estado grave pra desespero do meu amigo e segurança pessoal Bill.
_ Michael!!!! A meu Deus o que está acontecendo com ele, aqui é o Bill Bray segurança do Michael Jackson preciso de uma ambulância pro estúdio 3 urgente.
A ambulância chegou eu estava quase em choque hipovolêmico, fui levado rapidamente para o hospital ao chegar fui direto pro centro cirúrgico, tomei umas cinco bolsas de sangue sem contar as 3 paradas cardíacas que eu tive por conta do ferimento mais profundo e grave que os anteriores, confesso que queria mesmo me entregar pra da um fim aquele tormento, mas alguém ou alguma coisa estava me impedindo de entregar os pontos.
Bill Bray era o meu segundo pai ainda mais presente que o meu biológico, confesso que nunca entendi o Joe e suas atitudes, mas sobrevive ao que parecia impossível, foi assim que tornei o homem que sou hoje, meu amor por crianças e a necessidade de suprir o amor que lhes foi tirado pelos pais. Bill cuidava de mim e me aconselhava em todas as ocasiões, principalmente quando a Lisa me largou. Seu conselho mais valioso foi:
_ Não desista do amor só porque você se machucou com alguém que não te merecia, a sua alma gêmea mais cedo ou mais tarde vai aparecer. Só não desista de procura-la,
Só espero que seja logo porque se continuar do jeito que eu vou não vai haver muito de mim pra conta a historia após 36 horas em absoluto coma induzido pra não sentir muitas dores eu acordei pro mundo e ainda orando pelas crianças...


avatar
Mimijak
Adm
Adm

Feminino Mensagens : 20561
Data de inscrição : 05/03/2011
Localização : Brasil

Ficha do personagem
MimiJak Invincible: 1

http://mimijak-mjj.forumsmusic.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Miracles

Mensagem por Mimijak em Ter Abr 26, 2016 1:58 am

Capitulo VIISinais De Um Anjo


Por Christal



Sempre que dormia sentia que alguma coisa olhava por mim, apesar de não poder me mover ou falar com as pessoas sentia bem a energia delas ao me redor, a cada novo lançamento feito por Michael eu ficava mais alegre por ele, também me entristecia com os seus problemas, torcia para que seu casamento desse certo, o que infelizmente não aconteceu. Mas o que me perturbava era que em todos os meus sonhos ele estava lá e sempre saia machucado, seus ferimentos durante os sonhos nunca vazaram pra imprensa, então nunca me preocupei com eles ate descobrir anos depois.
Um dia quando estava deitada como sempre em minha cama, viu um belo vulto passar no meu quarto, sempre senti uma sensação ruim no meu quarto, mas não conseguia pedir pra me tirarem dali, o máximo que podia fazer era orar com toda fé possível. E foi atendida, meu vulto misterioso era a minha resposta, me sentia muita protegida com sua presença em meu quarto o ar ficava mais light, o que era bom pra mim:
¬_ Quem é você? – Perguntei receosa.
¬_ Um amigo.
_ Esse amigo tem um nome.
_ Por enquanto não, na hora certa você saberá o meu nome.
_ Você vai ficar aqui pra sempre?
_ Até você melhorar sim.
_ Ai vai embora?
_ Sim, mas por enquanto cuido de você e do seu marido.
_ Meu marido? Eu não tenho marido.
_ Não ainda, mas vai ter em breve.
_ Pode me dizer quem é ele?
_ Ainda não, é cedo pra você saber.
_ Pelo menos posso ver seu rosto?
_ Tenha paciência que você saberá de tudo em breve.
Após essa minha breve conversa com o meu misterioso protetor me senti mais protegida, mesmo que ele não quisesse se mostrar muito respeitei seu tempo. Ele nada fala e eu nada perguntava, sempre me observando ao longe em meio a sua escuridão o seu rosto era meu desejo de consumo, mas ele nunca se revelava pra mim sempre me dizendo que pra tudo há o seu tempo, me conformava com a situação, mas nunca esquecia.
_Tem algum nome que eu possa te chamar?
_ Você pode me dá o nome que quiser e eu atenderei.
_ Que tal...Michael?
_ Se você gosta então será Michael. – Respondeu ele - Durma agora eu preciso ajudar a pessoa que você ama...
Na hora que ouvi essas palavras me desesperei, pois desconfiava que poderia ser Michael, senti medo por ele, mas antes que eu pudesse perguntar algo ao meu protetor ele sumiu tomando um rumo desconhecido, apenas orei por Michael e pedir que ele estivesse bem. Adormece e me senti bem melhor do que estava, meu protetor era o único com quem podia conversar, apenas com o meu pensamento já que havia ficado com dificuldade pra falar e me mover, sequelas do acidente, mas mesmo assim me sentia bem porque podia me comunicar pelo menos com ele, não era muito, mas pra quem estava incomunicável para o mundo o pouco que conquistasse já era muito. Principalmente porque aquele ser que sempre vinha me assombrar a noite sumiu após a chegada desse meu protetor, continuei seguindo o tempo longo de minha lenta recuperação com fé no meu futuro. Os anos passaram rápido pra mim e para Michael, eu cresce ele se casou novamente e teve filhos, mas ele nunca saiu da minha mente, permanece deitada todos esses anos sempre com alguém cuidando de mim pra que não tivesse nenhum tipo de ferida ou infecção, mais um aniversario chegou sem que eu percebesse, mas dessa vez teria um presente:
_ Michael? – chamei meu protetor.
_ Sim?
_ Como será que o Michael está?
_ Com alguns problemas, mas ficará bem.
_ Que tipo de problemas?
_ Não se preocupe, ele está bem.
_ Cuida dele pra mim?
_ Cuido sim, assim como cuido de você.
_ Promete?
_ Prometo.
Não descobri com o meu protetor o que o Michael estava passando, mas fiquei mais tranquila quando ele disse que iria cuidar dele também. Meus músculos haviam se atrofiado logo não podia andar mesmo que eu tentasse seria um trabalho muito doloroso voltar a andar se um dia meu corpo voltar ao mundo real de onde eu sai, mas o meu protetor havia me reservado algumas surpresas.
Era próximo do meu aniversario de 26 anos quando recebi uma noticia que me fez vibrar por dentro por uma das minhas empregadas:
_ Senhora o Michael Jackson vai vir fazer um show particular aqui no palácio em comemoração ao seu aniversario. Não é esplêndido?
Meu mundo se iluminou ao saber que meu ídolo viria me ver, era presente que eu sempre quis e nunca tive a chance ter se não fosse aquele maldito acidente que me deixou prostrada nessa cama. Meu protetor me confessou que logo eu o veria e me surpreenderia com o que eu veria em relação a ele. Seria uma longa espera pra mim já que não tinha como contar o tempo, o jeito era esperar com paciência e conversando com o meu protetor.....


avatar
Mimijak
Adm
Adm

Feminino Mensagens : 20561
Data de inscrição : 05/03/2011
Localização : Brasil

Ficha do personagem
MimiJak Invincible: 1

http://mimijak-mjj.forumsmusic.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Miracles

Mensagem por Mimijak em Ter Abr 26, 2016 2:27 am

Capitulo VIIISentido de Viver




Era estranho, durante meu sono comecei a sentir uma presença no meu quarto, não era ruim não, mas sim agradável uma sensação de paz tomava conta de mim em sua presença, aquilo não só me ajudava, como também me fortalecia, uma bela noite demorei além da conta pra dormir e pode vê-lo chegar, era belo e imponente sua aura trasbordava paz, então indaguei-lhe:
_ Quem é você?
_ Não se assuste Michael, sou seu amigo e de sua esposa.
_ Não sou casado – Retruquei
_ Mas será.
_ Como assim? O que quer de mim?
_ Estou aqui pra te proteger do espirito que te feri em sonhos.
_ Como sabe dos meus sonhos?
_ Os anjos sabem tudo sobre você e sobre ela, agora durma, estarei protegendo você enquanto dorme.
Senti-me incrivelmente cansado naquela noite como nunca havia me sentido antes, a séculos não sentia um sono igual, o que de certa forma foi ótimo pra mim, pois descansei bem e acordei revigorado e pronto pra encara a minha rotina exaustiva, ahh se eu pudesse dormi assim todas as noites, após a dispensa da Lisa me casei de novo e realizei meu sonho de ser pai, fiz mais um álbum quando sai do hospital, logo em seguida continuei com a minha vida, tive dois filhos um casal lindo que amo de paixão, mas Debbie, minha mulher por assim dizer me largo deixando a responsabilidade de cria-los sozinho, o que foi relativamente fácil pra mim já que cuidar deles era meu maior prazer, anos depois tive mais um menino escondido do mundo, mas alguém me faltava embora eu tivesse tudo na minha vida, em breve descobriria o que era. Estava curtindo a minha liberdade com os meus três anjinhos quando recebo uma proposta tentadora, fazer um show particular para um princesa enferma desde os 8 anos, confesso que não me empolguei muito com a oferta, não imaginei quem poderia ser, mas ao ouvir o caso logo me animei pra ir nesse show sem ligar o nome a pessoa:
_ Qual é Michael vai lá fazer meu, a garota sofreu um acidente indo pro seu show em 88, bem que você podia dá esse presente pra ela né?
_ Acidente em 88?
_ Eu me lembro de uma princesa que sofreu um acidente em 88, fui visita-la no hospital na época, desde então tenho orado por ela, mas nunca obtive noticias. Será que essa princesa que você falo é a mesma pessoa?
_ Cara só tem um jeito de você descobrir.
_ Então confirme tudo irei pra lá amanhã mesmo.
Topei o desafio, estava louco pra descobrir se era a mesma pessoa, arrumei as crianças, passei na casa de minha mãe deixando-os aos cuidados dela ate eu voltar e me dirigi ao país dela cheguei meio oculto pra ninguém me notar, já havia alguns meses que eu orava por ela a noite antes de ir dormir, porem não amanhecia mais com meu rosto cortado, em meus sonhos havia um homem que sempre era golpeado por mim, desde o ultimo sonho antes desse homem aparecer que quase me tirou a vida fiquei com uma certa dificuldade pra respirar, meus pulmões foram feridos naquele dia e se recuperavam a passos lentos e pra piora ainda mais uma queda no meu banheiro no final do julgamento me deixo quase de cama, o que fez demorar ainda mais a minha recuperação, faço fisioterapia respiratória desde então. Mas vou conseguir me apresentar a ela, mais lento que o normal confesso, mas vou, o que já é muito pra quem não tem nada não é verdade?
Os pais dela fizeram questão que eu ficasse no palácio, residência deles, fiquei acomodado próximo ao quarto dela, já me sentia bem o suficiente pra me apresentar embora os intervalos pra recuperar o folego fossem um pouco mais longos do que de costume, ensaiei um pouco e fui caminhar nos jardins aliviar minha mente dos problemas, mas ela não saia da minha cabeça...


avatar
Mimijak
Adm
Adm

Feminino Mensagens : 20561
Data de inscrição : 05/03/2011
Localização : Brasil

Ficha do personagem
MimiJak Invincible: 1

http://mimijak-mjj.forumsmusic.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Miracles

Mensagem por Mimijak em Ter Abr 26, 2016 2:47 am

Capitulo IXEnfim o Meu Tão Sonhado Show Acontece




Enquanto caminhava soube que o show seria mais que particular, seria intimo, apenas ela e eu estaríamos no quarto os demais convidados veriam minha performance após a apresentação que faria pra ela. Aceite tranquilamente, mas pedi pra vela antes como condição, gostaria de ver pessoalmente o estado da minha contratante, qual não foi a minha surpresa quando a vi em estado vegetativo, pouco se sabia dela apenas que ele movia os olhos. Mesmo assim me senti instigado em fazer um show normal como os outros, obviamente não esperava aplausos dela dado o seu atual estado, tive que adaptar o show para o seu quarto, o volume foi posto em um nível que não incomodasse ninguém, mas que desse pra ser ouvido, havia mandando fazer uma roupa especialmente pra aquela ocasião e assim me posicionei para enfim dançar pra ela.


Por Christal


Vi uma movimentação estanha a minha volta, me dera banho, trocaram minhas roupas, me perfumaram eu estava linda não sabia para que:
¬_ Michael o que está acontecendo? Porque estão me arrumando.
_ Você vai receber uma ilustre visita – Enfatizou o anjo
_ Visita? Mas de Quem? - Confusa
_ Uma pessoa que você ama desde que tinha 8 anos.
Michael posicionou minha cabeça virada pra frente e foi então que o vi, Michael estava ali na minha diante de mim parado e vestido pra o show.
_ Michael o que está acontecendo? Quem é ele?
_ Ele é Michael Jackson, o seu ídolo, ele vai fazer um show pra você de aniversario. Aproveite e parabéns.
_ Meu aniversario? – Em choque.
Não pude acreditar quando ouvi isso, era meu aniversario e péssimas lembranças me vinham a mente, aquele acidente me apavorava por anos, me concentrei no show, ele estava lindo como sempre foi, não tive chance de acompanhar as suas mudanças físicas por isso não o reconheci de primeira, mas só foi ele abri a boca pra mim reconhece-lo de imediato fiquei encantada com os novos passos, a agilidade que se movia e a voz principalmente a sua voz que estava perfeita com os passar dos anos. Todas as minhas musicas favoritas tocaram ate que chegou uma musica romântica que eu amava, então ele parou:
_ Bom agora seria o momento que você iria dançar comigo – Se aproximando do meu leito – Mas acho que não será possível não é mesmo.
Não sei como consegui abrir a boca e falar o que falei:
_ Você me prometeu? Não se lembra? No hospital quando me visitou no dia do acidente. – Quase sussurrei pra ele.
Ele ficou chocado com o que viu e ouviu, um verdadeiro milagre estava acontecendo diante dos olhos de Michael. Foi a primeira vez que falei com alguém que não fosse meu protetor, Michael chamou uma das minhas empregadas que demorou a vir então tive tempo de me levantar com muito esforço e pedir a minha dança.
_ Dança comigo Michael?
Apesar do susto que ele teve, Michael tomou a minha mão e cuidadosamente me conduziu a uma leve valsa, me segurei firme em seus pescoço sentido o doce cheiro do seu perfume, ele cantava suavemente no meu ouvido, me segurando firme pra que eu não caísse, nunca me senti tão feliz em minha vida. Meu protetor via tudo ao longe e me apoiava, apesar das minhas pernas a muito tempo não sentia meu peso, elas pendiam com o meu corpo, mas me mantive forte em seus braços, que notando minha dificuldade não me largará por nada. Meus pais ao me verem acordada e bem sorriram pra cena que presenciavam, eles haviam sido chamados por conta de uma das minhas empregadas que viu a cena.
_ Oh meu Deus é um milagre, é um milagre – Gritava o meu pai.
E era mesmo, os dois Michaels promoveram um verdadeiro milagre em minha vida, meu protetor que me protegeu do homem do meu pesadelo e meu ídolo por me dar coragem pra viver e esperar por ele e finalmente eu dançar com ele como prometerá naquele hospital. Todas as minhas funções voltaram do nada como se nada tivesse acontecido comigo nesses anos, era como se eu estivesse apenas dormindo:
_ Michael eu te amo tanto – Dizia abraçada a ele.
Lagrimas rolavam em nossos rostos, a emoção fluía como nunca naquela sala, após a minha dança ele me pós de volta a minha cama e terminou o seu show em lagrimas e eu tive a certeza que minha vida mudaria dali em diante.....


avatar
Mimijak
Adm
Adm

Feminino Mensagens : 20561
Data de inscrição : 05/03/2011
Localização : Brasil

Ficha do personagem
MimiJak Invincible: 1

http://mimijak-mjj.forumsmusic.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Miracles

Mensagem por Mimijak em Ter Abr 26, 2016 11:26 pm

Capitulo X Renascendo Para o Mundo.




Com tanta emoção a solta foi praticamente impossível conter as lagrimas, após o show tive uma surpresa da parte do meu pai:
_ Senhor Jackson sinta-se a vontade pra ficar o tempo que quiser conosco. – Proferiu emocionado
_ Obrigado senhor.
_ Você nos deu um presente, nossa menina de volta. – Replicou minha mãe
_ Eu não faço milagres senhora, apenas aconteceu.
_ Não faz diferença, você motivou isso.
Michael passou mais três semanas na minha casa, médicos foram chamados e muitos exames foram feitos todos deram normal pra espanto de todos. Comecei na fisioterapia pra voltar a ter força muscular pra andar sozinha, e curar uma possível atrofia muscular. Michael ficou comigo e me auxilio em cada etapa e o meu protetor junto e de olho em nós:
_ Acho que não vou conseguir?
_ Você consegue, descansa um pouco e tenta de novo.
_ E ai? – Sentando em uma poltrona com a ajuda do Michael - Conte-me sua vida depois de 88.
_ Podia ter sido melhor, fui processado duas vezes, em uma consegui um acordo no segundo fui julgado e graças a Deus fui inocentado. Casei duas vezes, me separei em todas. E agora estou aqui.
_ Resumo bem resumido. (risos)
_ Algumas coisas eu prefiro esquecer, procura na internet que você saber tudo que me aconteceu com riqueza de detalhes.
_ Desculpa, não queria ser indiscreta.
_ Não foi indiscrição, mas tem coisas que você gostaria de apagar da memoria.
_ Eu sei, também quero esquecer, meu acidente por exemplo.
_ eu tenho muitos, ei mocinha seu tempo de descaço acabo, de volta ao exercício.
_ Ah não que quero conversa mais.
_ Depois você conversa mais, agora é hora de você se exercita pra poder andar e dança comigo. – Se levantando e estendendo a mão pra mim.
_ Dançar com você? De novo?
_ De novo, por quê? Não quer?
_ Claro que quero.
_ Então força nas pernas, que antes de eu ir embora nós vamos dançar mais uma vez.
_ Você já vai?
_ Sim daqui a alguns dias.
_ Ah – Tom de lamento.
_ Eu tenho que voltar, não posso ficar aqui, minha família me espera.
_ Seus pais?
_ Também. Eu tenho filhos agora esqueceu?
Não sei porque, mas fiquei triste ao ouvir isso, no fundo eu sonhava em ser mãe dos filhos de Michael e saber que ele já os tinhas sem mim, me magoou profundamente, mas meu protetor estava lá pra me consolar:
_ O que foi Christal? Porque esse choro? Não diga que é de dor que eu sei que não é.
_ Ele construiu uma família Michael, não pensei que fosse tão fundo assim.
_ mas ele não é feliz, nunca foi.
_ Pensei que daria filhos a ele um dia.
_ E dará, deixe as coisas acontecerem e você verá.
_ Como?
_ Espere pra ver. Agora se arrume ele está vindo ai.
Como estava longe da cama nos braços do meu protetor, ao desaparecer eu fui direto ao chão, Michael ao adentra o recinto me viu caída e em lagrimas foi logo me socorrer:
_ Ah meu Deus como você chegou aqui? Está tudo bem?
Michael me tomou nos braços e me levou ate a minha cadeira de rodas, me pondo sentada confortavelmente nela:
_ Está se aventurando longe da cadeira é?
_ Digamos que sim, ai minhas pernas.
_ Ta doendo muito?
_ Está.
_ Espera um pouco.
Michael fez algo inesperado pra mim, ele encostou minha cadeira próxima a cama, sentou-se pegou uma minhas pernas começa a fazer uma massagem nelas que realmente aliviaram as minhas dores musculares, suas mãos eram tão finas e delicadas, quase não senti dor durante a sessão dele, suas mãos me fizeram viajar em pensamentos que nunca antes havia tido em minha vida. Ele tinha mãos leves sabia bem onde aplicar a pressão nas partes mais doloridas. Jamais imaginei em conhecer esse lado dele. Após a massagem ele me acomodou na cama e se despediu:
_ Chega de aventuras ok? – Beijo na testa – Amanhã nos falamos, boa noite.
Meu protetor estava sempre olhando tudo acontecer, aos poucos comecei a entender as intensões dele, Michael queria que o meu Michael se interessasse por mim, não sei se estava conseguindo algum progresso com essas sumidas, mas eu estava apreciando tudo que estava acontecendo. Então resolvi entrar na brincadeira, uma coisa não entrava na minha mente, Michael apesar de ser todo prestativo não perdia a tristeza no olhar, sempre com olhares vagos ou vazios, muitas das vezes estava pensativo demais, parecia que estava em outro mundo diferente do nosso.
Minha noite foi tranquila apesar do cansaço que minha fisioterapia me causou, mas consegui descansar, estava disposta a conseguir algumas respostas e meu protetor iria me dá-las todas:
_ Michael porque ele está tão triste? Da pra perceber no seu rosto a tristeza nele.
_ Ele está com depressão Christal.
_ Como assim depressão?
_ Os problemas dele o deixaram doente e você vai ajuda-lo a supera-los, não deixe que uma desgraça aconteça com ele, sua felicidade e a dele dependem de seus esforços.
_ Mas como irie ajuda-lo Michael? Não sei como fazer isso ou o que fazer.
_ Apenas seja amiga dele, você já o ama faça com que o seu amor o recupere de tudo que ele sofreu, conquiste-o e o salvará, agora descanse o dia será bem cheio pra vocês amanhã....





Última edição por Mimijak em Qua Abr 27, 2016 12:10 am, editado 2 vez(es)
avatar
Mimijak
Adm
Adm

Feminino Mensagens : 20561
Data de inscrição : 05/03/2011
Localização : Brasil

Ficha do personagem
MimiJak Invincible: 1

http://mimijak-mjj.forumsmusic.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Miracles

Mensagem por Mimijak em Ter Abr 26, 2016 11:31 pm

Capitulo XITroca de Olhares.






Acordei mais cedo do que de costume, me arrumei e desce pro café da manhã, ao chegar me deparei com Michael terminando o seu dejejum acho que cheguei atrasada pra acompanha-lo, seu rosto estava serio não demostrava nenhuma expressão aquilo me preocupou, peguei algumas guloseimas da mesa e um copo de café e o segui, demorou um pouco por conta da minha dificuldade de caminhar, mas o encontrei estava ao telefone dei uns minutos de privacidade pra ele pelo que entendi falava com a mãe, seus olhos estavam marejados, o homem forte que me fazia rir e dava força pra continuar lutando estava em lagrimas não sei porque, aquilo me comoveu muito, mas eu vou descobrir a razão de seu pranto.
Quando ele desligou ficou alguns minutos sozinho, eu pensava em como poderia resolver os seus problemas, então me aproximei dele:
_ Bom dia?
_ Bom dia!
_ Está chorando Michael?
_ Não.
_ Está sim, seus olhos estão molhados, o que houve?
_ Está tudo bem, não se preocupe. Vou arrumar minhas coisas tenho que ir embora ao fim do dia.
_ Ir embora? Hoje? Mas por quê?
_ Já se passaram três semanas mocinha, minha família precisa de mim, eu tenho que volta, não posso ficar mais.
_ Nossa!! O tempo voou, pensei que tínhamos mais tempo juntos. – Indaguei com lagrimas nos olhos.
_ É eu sei, desculpe, prometo que te ligo assim que chegar, ai podemos marca pra você ir me visita, o que acha? – retrucou secando minhas lagrimas com as pontas dos dedos.
_ Seria ótimo. E quanto a minha dança?
_ Quando estiver bem melhor a gente dança. Mas eu quero te ver andando sem ajuda até lá, me promete?
_ Prometo.
Terminei o meu café ao seu lado sabendo a eminencia de sua partida fiquei o máximo que pude com ele, não queria deixa-lo ir, meu mundo era o dele, minha vida era entorno dele, será que ele não via isso, tá soando meio desesperado, mas só fiquei boa por causa dele, quando as coisas dele estavam prontas ele veio ao meu quarto se despedir, mas algo me incomodava não sabia exatamente o que era mas meu peito doía e minha alma estava inquieta, porem logo eu descobriria o que era:
_ Oi!
_ Oi
_ Eu vim me despedir – Cabeça baixa
_ Já vai? – Lagrimas nos olhos. – precisa mesmo ir não pode ficar mais um pouquinho?
¬¬_ Sim, preciso ir. – tentando disfarçar o choro – não torne as coisas mais difíceis do já estão.
_ Quando você volta? Preciso de você Michael.
_ Não sei, não depende de mim, mas se quiser falar comigo sabe onde me procurar. – Entregando um papel. - Ate breve minha princesinha.
_ Até meu anjo.
Essas palavras me machucaram por dentro, sabia que dificilmente o veria novamente, sua agenda era muito lotada e dificilmente ele lembraria de mim, ele entrou no carro de volta pra casa e eu fiquei lá com aquele papel na mão com medo de abri, mas algo naquela partida não estava certo e nos uniria pra sempre...




Última edição por Mimijak em Qua Abr 27, 2016 12:27 am, editado 2 vez(es)
avatar
Mimijak
Adm
Adm

Feminino Mensagens : 20561
Data de inscrição : 05/03/2011
Localização : Brasil

Ficha do personagem
MimiJak Invincible: 1

http://mimijak-mjj.forumsmusic.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Miracles

Mensagem por Mimijak em Ter Abr 26, 2016 11:41 pm

Capitulo XII Coincidências Não São Por Acaso.




Por Michael

Não esperava que Christal me visse chorando, literalmente fui pego de surpresa, tentei disfarçar arrumando uma desculpa qualquer conversamos brevemente e fui me arrumar pra ir embora, não queria esconder as coisas dela, mas era necessário, há semanas que eu não me sentia bem, meu corpo doía horrores e não tinha força muscular pra se quer conseguir me levantar da cama, me negava a acreditar que eu estava sofrendo de alguma doença típica da idade mais madura, ainda não cheguei aos cinquenta anos não é justo tudo isso, não agora meu coração estava sofrendo por causa dela, não podia acreditar que me apaixonei por ela, a diferença de idade é imensa, ela é tão jovem pra perder tempo com um velho igual a mim.
Deixa-la para trás foi mais difícil que imaginei, ela havia crescido e mudado tanto desde a ultima vez que a vi, meu coração disparo ao vê-la naquela cama e agora ver seu progresso e dedicação comigo era incrível, senti que realmente tinha encontrado minha cara metade, mas um mundo lá fora me esperava infelizmente, deixei todos os meus contatos que podia para ela e voltei pra casa. Pelo menos assim pensei.
Estava tudo muito bem pra mim, finalmente iria voltar pra casa ver meus filhos e família estava banhando de alegria pelo tão esperado retorno, já dentro do carro quando eles partiram em um ultimo gesto de despedida me viro para ver a minha pequena dama agora quase uma mulher feita pela ultima vez, pelo vidro traseiro eu dou o meu ultimo aceno para ela, seus olhos brilhavam ao me ver indo embora, era uma mistura de sorriso e lagrimas em sua face, tudo muito natural em uma despedida ainda mais quando se ama alguém, foi questão de segundo pra ver essa expressão de tristeza se transformar em terror absoluto.
Foi em segundos, ao olhar pro lado vi uma enorme carreta vindo em nossa direção sem freio, o impacto foi todo do meu lado, com a força da batida fui arremessado do outro lado da pista, literalmente atravessei o vidro carro indo parar a 12 metros do local do impacto, completamente desacordado, o motorista do carro teve morte instantânea, quanto a mim fui socorrido por umas das ambulâncias que atenderam a chamada, meu estado não era nada animador....


Por Christal


Quando eu vi aquele carro indo na direção dele, meu coração disparou gritei o máximo que pude pra poder evitar aquele acidente, mas não pode fazer nada, assisti aquela maldita carreta acerta em cheio seu carro, não me contive chorando desesperada eu corri em sua direção, não sei como, pois não conseguia andar sem as muletas, mas eu corri pra junto dele sem elas, não consigo explicar como consegui forças pra correr ate Michael, mas o fiz, fiquei com ele ate a ambulância chegar com ele em meus braços:
_ Michael meu amor fala comigo, por favor, fala comigo. – Implorava em vão.
_ Ele está inconsciente, não vai lhe responder.
_ Michael não o deixa morrer, por favor, ele é tudo pra mim.
_ Não posso fazer muito Christal, assim como ele fez com você, tu terás que ajuda-lo a achar o caminho de volta.
_ Porque isso teve que acontecer? Por quê? Já não bastava a mim?
_ Christal ele precisa de mais tempo pra se recuperar de tudo que viveu, essas duas acusações o deixaram morto por dentro, se ele não ficar aqui com você ele vai cometer suicídio.
_ Não isso não – Pranto forte.
_ Christal ele te ajudou agora é a sua vez de ajuda-lo, a família dele está vindo pra cá, cuide dele. – falou serio - Não vai abri? – Apontando para o papel.
_ Não.
_ Devia ele estava esperando você ligar pra ele.
A afirmação do meu protetor me deixou em choque, não imaginava que ele queria que eu ligasse com certeza me faltaria coragem pra ligar não sabia se iria incomoda-lo, talvez não devesse ligar, ou devesse? Nossa como essa duvida iria me corroer eternamente, ele foi levado para o hospital onde indo direto pra UTI, sentei-me do lado de fora da UTI esperando o momento em que poderia velo, a equipe estava em polvoroso além de ser o rei do pop ali na frente deles morrendo. Após um longo tempo de espera foi-me dado à chance de velo, andando com as minhas muletas devido a minha dificuldade de andar, fui ajudada por uma das enfermeiras ao tocar em sua maca ele deu um leve gemido, mostrando não só a mim, mas aos enfermeiros que ele estava consciente o que era um bom sinal, pois ele chegará sem resposta alguma então cochichei em seu ouvido:
_ Meu anjo, estou aqui com você, não vou te abandonar tá me ouvindo? Ainda me deve aquela dança se lembra? Quando acordar eu vou cobrar, então volte pra mim, por favor, volte pra mim.
_ Christal
Ate pensei que estava sonhando quando ouvi-lo chamar meu nome, alias todos da equipe medica também, eles haviam dado a Michael apenas mais um dia de vida dado o estado que ele chegou, nesse trágico acidente ele havia fraturado vários osso, teve traumatismo craniano, alguns órgão internos perfurados, Michael enfrentou bravamente mais de 16 horas de cirurgia pra estancar a hemorragia, ao sai do centro cirúrgico os medico tinham pouca esperanças pra ele ate eu visita-lo:
_ Isso meu menino você vai conseguir
_ Eu te amo minha princesinha – confesso que fiquei sem ação nessa hora.
_ eu também te amo Michael, vou esperar por você bem aqui do seu lado
Aquela declaração dele me pegou de surpresa não imaginei que ele sentisse algo por mim tão forte assim, meu coração disparou ao ouvir ele chama meu nome e dizer que me amava, consegui permissão para acompanha-lo durante o período de internação, sempre que podia deslizava minha mão pelo seu rosto, e quando precisava fazia-lhe a barba, penteava os cabelos, o perfumava como ele gostava de está sempre bem arrumado não podia deixar de qualquer jeito:
_ Isso mocinha persistente, continue assim e logo o trará de volta, o seu amor o guiará de volta a você, vocês nem imaginam o tamanho da força que esse amor tem na vida de vocês e o quanto ele mudará suas vidas......





Última edição por Mimijak em Qua Abr 27, 2016 12:33 am, editado 1 vez(es)
avatar
Mimijak
Adm
Adm

Feminino Mensagens : 20561
Data de inscrição : 05/03/2011
Localização : Brasil

Ficha do personagem
MimiJak Invincible: 1

http://mimijak-mjj.forumsmusic.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Miracles

Mensagem por Mimijak em Ter Abr 26, 2016 11:58 pm

Capitulo XIII Segure Minha Mão.


Michael passava boa parte do tempo imóvel na cama, devido as suas fraturas ele não podia ser movido, já eu não saia do seu lado:
_ O que você está fazendo aqui – pergunta com dificuldade de falar.
_ Cuidado de você, o que mais seria?
_ Vá pra casa, não quero você aqui. – falando pausadamente
_ Não conte com isso, vou ficar aqui e cuidar de você como cuidou de mim
_ Não quero atrapalhar sua vida, siga com ela. Deixe-me aqui.
_ De jeito nenhum, não agora que mais precisa de mim, não mesmo.
_ Não preciso de você, você tem que viver a sua vida e não perde-la comigo aqui.
_ Não estou perdendo minha vida com você Michael estou ganhando minha vida de volta com você. Além do mais eu te amo e vou ficar aqui com você quer você queira ou não.
_ Você é louca sabia? Como pode amar um velho invalido como eu que tem idade pra ser seu pai?
_ Invalido sim no momento, mas velho nunca, eu conheci um menino nessas três semanas é com ele que eu quero passar o resto dos meus dias.
A relutância dele de me ter por perto era visível, mas eu não iria sair dali por nada nem ninguém, sabia que ele precisava de mim e não iria abandona-lo por isso, a família dele só poderia chegar em duas semanas dos os tramites legais para uma viagem internacional e por conta de uma transferência de hospital, iria perde-lo de qualquer forma então precisava cuidar dele o máximo que eu podia, o que seria de certa forma fácil já que Michael passava boa parte do tempo sedado devido as fortes dores que sentia, os único momentos que ficara consciente era quando tinha que comer mesmo que a contra gosto:
_ Deixe-me Christal, procure outro alguém pra você, esqueça-me. – Rejeitando a comida.
_ Desista dessa ideia, daqui eu não saio mesmo que queira. – Forçando-o a comer – Vou cuida de você.
Após a ultima colherada Michael volto a dormir o remédio voltou a fazer efeito e então apagou, fiquei velando seu sono mesmo sendo a contra gosto dele, mas eu me sentia melhor assim. Então recebi uma visita que muito me ajudaria:
_ Problemas com o paciente? – indagou calmo
_ Ele não me quer aqui Michael, o que eu faço?
_ Continue insistindo mesmo que ele não queira, sua persistência é fundamental pra ele sair dessa depressão, a família dele só o enxerga como fonte de obtenção de dinheiro, cabe a você a cuidar dele e ama-lo. Esqueça seu titulo de nobreza, seja diferente de todas que ele conhece. – Desapareceu como fumaça.
Para o nosso protetor falar é fácil, os primeiros a chegar foram os filhos que o viram na UTI, por instinto ele acordou pra vê-los, por um momento me senti excluída daquela família feliz, senti que não pertencia aquele mundo dele. Tentei me afastar, mas eu protetor me ordenou:
_ Volte pra lá, ele precisa de você do lado dele.
Não tive como dizer não, voltei a me aproxima do leito dele que meio por instinto procurou a minha mão e a segurou com força como quem pedisse pra que não o abandonasse, olhei em seus olhos por alguns instantes nossos olhares se cruzaram e partir desse momento senti que nunca mais nos separaríamos, acontecesse o que acontecesse, Michael baixou o olhar em sinal de timidez, provavelmente deve ter sentido o mesmo que eu.
Naquele mesmo dia Michael me apresentou aos seus filhos, o menor não queria se separar do pai que era a única pessoa de nível materno-paternal que ele conhecia na vida, me deu lagrimas nos olhos ao ver o drama que ele fazia pra ficar com o pai, mas tanto eu quanto Michael sabíamos que ele não podia. Creio que aquela visita lhe fez bem, em poucos dias as dores dele reduziram a quase zero, Michael só as sentia quando tinha que ser movido ou sentando pra se alimentar. Parecia um milagre como ele se recuperava rápido sob os meus cuidados:
_ obrigado – sussurrou ele.
_ Pelo o que?
_ Por perder seu tempo comigo,... Por me amar ao ponto de desperdiçar sua vida comigo aqui.
_ Já disse que não estou desperdiçando meu tempo com você, pelo contrario, estou cuidando do homem que eu amo.
_ Leu meu bilhete?
_ Ainda não.
_ Quando ler me diga quero uma resposta sua.
Nunca teve coragem de abrir aquele a bilhete, mas a pedido dele eu iria abrir e ler, só que mal sabia a surpresa que me reservava aquele singelo bilhete escrito a mão.....


avatar
Mimijak
Adm
Adm

Feminino Mensagens : 20561
Data de inscrição : 05/03/2011
Localização : Brasil

Ficha do personagem
MimiJak Invincible: 1

http://mimijak-mjj.forumsmusic.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Miracles

Mensagem por Mimijak em Qua Abr 27, 2016 1:18 am

Capitulo XIVMantenha Sua Cabeça Erguida.




Sob protesto do meu coração e apoio do meu protetor, me dirigi a minha casa fui direto ao bolso do meu casado do dia do acidente, pedindo a Deus que não tivesse jogado fora o bilhete, que para minha surpresa estava lá intacto ao abri-lo li o seguinte conteúdo escrito a próprio punho:


Meu amor

Durante todos esses dias que estive ao teu lado me senti o homem mais feliz do mundo, não só por saber que sobrevivera aquele terrível acidente ao qual foi-lhe visitar, mas por seres essa pessoa tão boa e dedicada que és, meu coração sangra ao saber que terei que regressar sem data previa de retorno a te não sei se um dia nos encontraremos de novo, porem quero que saibas que te amo com todas as minhas forças, não só como pessoa e amiga que tu me es, mas como mulher também.
Perdoe-me por mandar-lhe esse bilhete, mas sei que não teria coragem de lhe falar pessoalmente, espero que me entenda e que aceite meu singelo pedido. Entenderei se não me desejares como eu te desejo Christal, mas só assim poderei acalmar meu coração, Christal aceita ser minha esposa, para te honrar, respeitar, amar ate o ultimo dia da minha vida? Aguardo sua resposta.... Meu numero de casa: _______me liga quando puder.




Com Amor Michael


Não tive duvidas ao ler aquelas palavras, corri para o hospital a fim de lhe dar a minha resposta, mas quando eu cheguei meu protetor praticamente me arrastou pra dentro da UTI:
_ Porque essa agonia Michael? – indaguei sem entender
_ Ele tá morrendo, precisa da sua resposta agora pra poder sobreviver.
_ Ele não pode morrer, eu preciso dele na minha vida.
_ Então diga a ele.
Ao adentrar na UTI me deparei com uma cena chocante, a equipe medica tentava reverter uma parada cardíaca, aquilo me desesperou quando vi a equipe desistindo dele:
_ Michael me amor – tocando sua mão – estou aqui com você, não me deixe, por favor, eu aceito me casar com você mas não me deixe pelo amor de Deus – disse as lagrimas pra ele.
Não entendi minha reação, mas no meu desespero de perdê-lo eu o beijei em seus lábios, pode sentir que ainda estava quente, tudo indicava que seria meu primeiro e ultimo beijo nele. Debrucei-me sobre ele e chorei. Mas para o meu espanto ele abriu os olhos e chamou meu nome:
_ Christal – puxou o ar com força – você não vai se livrar de mim tão fácil assim.
Ao ouvi-lo a equipe medica em peso correu ao meu encontro, sem entenderem nada, logo voltaram a atendê-lo Michael tinha uma expressão leve no rosto como se tivesse tirado um peso das costas com aquela minha respostas, que diga-se de passagem não era da boca pra fora...


avatar
Mimijak
Adm
Adm

Feminino Mensagens : 20561
Data de inscrição : 05/03/2011
Localização : Brasil

Ficha do personagem
MimiJak Invincible: 1

http://mimijak-mjj.forumsmusic.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Miracles

Mensagem por Mimijak em Qua Abr 27, 2016 1:34 am

Capitulo XV Leave Me Alone


Michael adormeceu, meu desespero foi grande, pois não sabia se ele iria acorda novamente, pensei que fosse a ultima vez que falaria com ele dado o seu estado, mas ele logo acordou, passaram-se mais três semanas do acidente e internação e por um milagre de Deus ele recebeu alta do hospital, já não corria mais risco de vida. Mas esse cabeça dura ainda ia me da muito trabalho:
_ Como foi sua noite meu amor?
_ Péssima tô com o corpo todo dormente, não consigo me mexer por causa dessa porcaria de gesso. – Irritadiço.
_ Porque não me chamou poderia ter mudado de posição. – Encarou–a seria e proferiu:
_ Não acha que já está na hora de para com essa piedade não? Já está ficando patética já.
_ Michael não é piedade, eu faço isso porque te amo será que é tão difícil entender assim? O que vale está com as pessoas que amamos nas horas boas se nas ruins nos afastamos delas? Você reclama que vive só e abandonado na sua fama não seria porque você afasta quem realmente ama você? Patético está sendo você – Saiu batendo a porta do quarto.
_ Por que a repele tanto?
_ O que você acha? – Apontando pra si na cama.
_ Você ajuda varias pessoas e não admiti ser ajudado, como pode ser isso? Ninguém vive assim Michael.
_ Não quero ser um fardo pra ninguém.
_ Ser um fardo pra pessoas que ama só porque está doente, não é ser um fardo, Michael a verdadeira face das pessoas se mostra nas dificuldades que passamos, a Christal é uma boa pessoa quer te ajudar, não mate isso nela. – indaga o anjo.
_ Eu não quero que ela me veja morrer nesse estado.
_ Você não vai morrer, viverá muito ainda e vai ter filhos com a Christal, basta você parar com essa teimosia, seu estado é passageiro logo poderá voltar a dançar e cantar como antes basta fazer a fisioterapia – desaparece o deixando só em seus pensamentos.
Os dias foram se passando e cada vez mais Michael melhorava, passando assim a ocupar um quarto comum em uma ala particular, alguns nervos de sua coluna foram machucados no acidente o que com que ele demorasse um pouco pra andar, tendo que me ser meu colega de fisioterapia. Mike era muito esforçado e fazia tudo que a fisioterapeuta mandava, apesar da raiva que sentia ao não conseguir efetuar de primeira o exercício.
Ele carregava uma cara fechada toda vez que estava nas sessões não entendia aquela raiva toda, não sei se era por minha causa ou por sua condição, fato é que ele pouco ou quase não falava comigo e quando falava era apenas o necessário:
_ Michael por que essa cara fechada pro meu lado? – Aproximando minha cadeira de rodas da dele – Só quero ajudar você
_ Não preciso de ajuda Christal
_ Precisa sim, você vive cabisbaixo, chora quando ninguém está vendo e mal come, isso é não precisar de ajuda? – Michael suspira longa e pesadamente.
_ O que eu te fiz pra você não me larga heim?
_ Amar você? Seu turrão emburrado, apesar dessa revolta interna eu te amo, me ajudaria muito se baixasse a guarda de vez em quando.
Apesar da capa de hostilidade da parte de Michael, era visível que Christal sabia que afetava-o de alguma forma, essa capa protetora que seu amado tinha adotado pra permanecer imerso em sua dor seria inútil para ela já que assim como Michael Christal é tão dura na queda quanto ele:
_ Você é teimoso heim seu moço – brincou o protetor
_ É tão difícil ser assim com ela
_ Então não seja, fugir dela só vai piora as coisas pro seu lado, ela te ama e ficando longe dela só o afasta da felicidade Michael, não jogo a sua felicidade pela janela.
_ Não quero vela sofrer com a minha vida miserável, que só me faz ter certeza que não quero ficar nela.
_ Não pense que ela é fraca, você ira se surpreender com a Christal, tirando a sua própria vida você ira além de perde a vida que pediu a Deus também perdera a oportunidade de entrar no céu, sendo condenado ao tormento eterno no inferno é isso mesmo que quer Michael? – Desapareceu o deixando só em sua reflexão...


avatar
Mimijak
Adm
Adm

Feminino Mensagens : 20561
Data de inscrição : 05/03/2011
Localização : Brasil

Ficha do personagem
MimiJak Invincible: 1

http://mimijak-mjj.forumsmusic.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Miracles

Mensagem por Mimijak em Qua Abr 27, 2016 1:45 am

Capitulo XVICom Ou Sem Você.


Por Michael


U2 with or without you

Definitivamente não era o que eu queria, mas já tinha me magoado de mais com relacionamentos anteriores e me machucar de novo com certeza não estava nos meus planos, porem pouco podia fazer além de ser um “pé no saco” pra Christal, jamais quis magoa-la como sei que estou fazendo, só que ver olhos triste dela pra mim cada vez que eu era rude com ela me doía mais que qualquer coisa, queria poupa-la de uma vida dura ao meu lado naquele estado que com os passar dos anos tenderiam a piorar com os males da velhice que eu tanto acho feio, mas para a minha surpresa Christal já tinha tomado sua decisão, iria ficar comigo a todo custo ou pelo menos morreria tentando.
Após refletir sobre o que o anjo havia me dito resolvi que já era hora de arriscar um pouco, no amor e nos negócios as vezes temos que nos arriscar e arcar com as consequências sendo elas boas ou ruins. Tomei um banho com a ajuda de uma enfermeira já que Christal havia se trancado no quarto após o meu ataque na fisioterapia e pelo silencio que vinha de lá deduzi que estivesse dormindo, apesar do meu constrangimento com a moça devido a minha pouco roupa ou falta dela vesti-me e segui para um joelheiro local, precisa compensar a minha jovem e insistente apaixonada pretendente.
Devidamente escolhido o presente pedi a alguns funcionários do palácio ao qual eu ainda estava hospedado que providenciasse um jantar para o dia seguinte. Passei a noite em claro pensando em que faria para me aproxima dela, já que ela possivelmente estava magoada comigo, e não era pra menos, deixando os por menores de lado saímos juntos para a fisioterapia, no meu bolso estava o meu presente queria lhe fazer uma surpresa, mas não contava com a revolta dela nesse dia, o que me fez mudar totalmente de ideia:
_ Christal – chamei – Espera - empurrando minha cadeira com o boque de rosas sob minhas pernas – Espera ai.
_ Me deixa Michael. – Aumentando a velocidade
_ Preciso fala com você.
_ Pra que pra você me engoli como das outras vezes? Não obrigado.
_ O que? – cara de espanto – Olha Christal – respirando fundo – eu realmente queria reconsidera tudo, formalizar o meu pedido de casamento, mas ao que vejo você se ofendeu mais rápido do que eu imaginava.
_ E o que você queria me tratando daquela forma? – dura
_ Queria te pedir desculpa e convidar pra jantar comigo, mas pelo que eu to vendo.... – calma na voz e um leve tom de tristeza – toma – jogando sob as pernas dela – Eram pra você. – olhar de decepção movimentando-se para o carro.
Tudo bem eu admito fui rude com ela por vários motivos, mas temos direito de mudar de ideia, atitudes e conceitos certos? Se você esta em uma situação que sabe que o seu fim é a morte o que você faria? Continuaria batendo de frente com os fatos ate morrer ou arrumaria um jeito de mudar a sua situação? Pois é, foi o que fiz com a Christal pena que ela não me deu o valor devido e nesse dia briguei ate com quem só estava assistindo:
_ Não vem me fala sobre a Christal – Gritando com o protetor – Realmente eu queria ficar com ela agora depois de muito refletir tentei arrumar as coisas e olha o que deu?
_ Você sabe que ela esta muito magoada não sabe?
_ Génio qual foi a parte do tentei arrumar as coisas que você não entendeu? – furioso
_ Michael! Podemos conversar? – ela esta parada ao pé da porta.
_ A vinte minutos atrás podíamos, agora não – arrumando a minha mala – estou indo embora hoje a noite, esse conto de fadas definitivamente acabo pra mim.
_ Michael não precisa ir embora – pedi ela – preciso de você aqui comigo.
_ Não, não precisa, você queria brincar de medica comigo e como eu não queria insistiu agora que eu baixei a guarda, revi a minha vida e decide fica com você, nem pra me ouvir você quis? Admito que erro e muito, mas sei corrigir meus erros, não quero mais ficar aqui. – ela chora.
Christal em uma ultima tentativa se aproxima parando sua cadeira ao lado de Michael que estranha a atitude dela, sem pensar muito toma a boca dele de assalto com o susto Michael quase cai da cadeira, ele tenta resistir ao beijo forçado da moça, mas em vão ele acabou por se render, seus lábios se tocavam com urgência, pareciam que seus lábios e língua faziam amor da forma intensa que se tocavam, quase que tentando suprir as necessidades que outras partes queria, mas não podia não naquele momento:
_ Bela tentativa pra me fazer mudar de ideia – desgrudando um do outro – melhor sorte na próxima vez.
_ Senhor Jackson já podemos ir?
_ sim Jason, podemos – olhar pesado enquanto se afastava.
Não houve como Christal me impedir de ir embora, mas aquele beijo me atormentaria por meses a fio...


avatar
Mimijak
Adm
Adm

Feminino Mensagens : 20561
Data de inscrição : 05/03/2011
Localização : Brasil

Ficha do personagem
MimiJak Invincible: 1

http://mimijak-mjj.forumsmusic.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Miracles

Mensagem por Mimijak em Qua Abr 27, 2016 2:00 am

Capitulo XVIIMeu Mundo É Só Você.


Depois de engolir esse sapo comuniquei ao pai dela o que eu faria, sem deixar de falar os motivos que me levariam a sair dali sem deixa muita escolha, expliquei que precisa de uma tratamento mais invasivo e que quanto mais eu demorasse pior seria pra mim voltar a andar, já que a Christal não me deu escolha e minha passagem já estava comprada com tudo que eu precisava pra regressar em segurança. Não havia outro remédio a não ser partir, mesmo a contra gosto de todos que criaram grande carinho por mim e meus filhos nesse período que fiquei por lá.
E dessa vez sem mais susto, consegui ir embora com os meus filhos, apesar de parte de mim está ficando pra trás eu precisava voltar e retomar minha vida com ou sem ela, sei que estava errado por tentar me desprender dela após o acidente, mas não consegui entender o porque dela não querer se quer me ouvir pedir desculpas, será que não mereço uma chance de retratação? Essa duvida ficaria pra sempre em aberto, pois estava decido a não voltar mais aquele lugar.
Cheguei a Los Angeles às 10h45min da noite exausto da viagem assim que cheguei em casa desabei na cama, dormi como nunca na minha vida, parecia que os meus problemas estavam todos dispersos. Ate que voltei a ter aqueles malditos sonhos de novo, fazia tanto tempo que não os tinha que ao acordar e ver o meus rosto lavado em sangue novamente não acreditei que aquele inferno estava voltando tudo de novo:
_ Tá bom moço quero algumas explicações agora – intimei o meu protetor que demorou a aparecer.
_ Pelo que vejo orou pela Christal
¬¬_ Não, muito pelo contrario, nem se quer pensei nela antes de dormir, então porque acordei assim? – Afeição seria pra ele.
_ Então ela deve ter orado por você.
_ Para de enrola e fala logo inferno. – Irritado
_ Você e a Christal são amantes espirituais, alma gêmeas pra facilitar a sua compreensão, o que acontece com uma a outra também sente e tenta proteger a companheira.
_ Tá – irônico - mas, não explica isso – Pontado pro meu rosto.
_ Ela provavelmente tentou te proteger, por isso o corte não foi tão profundo.
_ Eu não quero mais ela – Falei serio – Me desvincula já, cansei de me dá mal por causa da Christal.
_ Não posso Michael, vocês estão ligados a séculos em espirito não há como separa-los.
_ Eu não vou ficar com ela, não nessa vida.
_ Você está com raiva dela com o tempo você irá perdoa-la.
Estava tudo marcado pra minha cirurgia, por sorte a minha vã extravagancia não me prejudicou muito no processo de transição de um lugar pro outro, enquanto me recuperava permanece em mais total silencio perante a imprensa e meus fãs tudo que eu menos queria a essa altura era rumores sobre a minha saúde depois do julgamento, sem saber o que me esperava ao final dessa briga rumei a sala de cirurgia esperando a minha tão sonhada cura....


Por Christal

Era inegável que eu tinha feito uma burrada enorme por conta de uma maldita TPM, já havia me acostumado a teimosia do Mike em me querer por perto, mas dar um fora naquele nível que eu dei foi inadmissível e depois de uma conversa com meu pai isso iria ficar ainda mais claro pra mim ah se arrependimento matasse:
_ Christal você esta louca – gritou meu pai enfurecido – eu vi o que fez com Michael, logo hoje que ele havia preparado uma festa de noivado pra vocês e é assim que retribui a ele?
_ Como assim festa de noivado? – Perguntei sem entender nada.
_ Michael veio ontem a noite conversar comigo, me pediu oficialmente a sua mão em casamento, ate a festa ele tinha mandado preparar, foi pessoalmente na joalheria mesmo sem poder sair por conta da coluna compra o seu anel, mas por conta de um capricho seu ele foi embora prometendo a mim que não voltaria mais aqui. Se o Michael fica paraplégico a culpa vai ser toda sua. – Esbravejava meu pai.
Depois de ouvir algumas verdades jogadas na minha cara pelo meu pai me dei conta que deveria pensar melhor antes de falar asneira, Mike estava com um problema parecido com o meu e não estava conseguindo reagir bem, quando ele estava conseguindo reagir aos fatos eu faço tudo errado, sabia que ele deveria ceder uma hora só não imaginei que fosse assim de uma hora pra outra. O que me deixou ainda pior:
_ Como assim pai paraplégico? – Quase em lagrimas.
_ O Michael sofreu uma lesão grave na coluna, ele não pode se mover por ai tem que fica completamente imóvel de cama e só sair pra fisioterapia. Ele não queria te contar, ele vai ter que fazer uma cirurgia enorme pra consegui corrigi o problema, o pedido de casamento era pra você ir com ele e agora cabecinha oca o que pretende fazer?
_ Por isso que ele me repelia tanto, se eu o tocasse ele poderia não andar mais – Triste constatação – Preciso ir atrás dele e corrigir meu erro pai.
_ Se é que ainda dá tempo, mas você está de castigo só sai daqui quando termina a sua fisioterapia.
_ Mas pai...
_ Nada de mais pai, se ele te ama vai esperar por você, caso contrario...
Depois dessa bronca tive que aceitar que meu pai só me deixaria sair do palácio ou ate mesmo do país comigo andando, nunca orei tanto pra que o Michael esperasse por mim nesses longos dezesseis meses que me restava de tratamento, mas o destino estava revoltado comigo não sei porque.



avatar
Mimijak
Adm
Adm

Feminino Mensagens : 20561
Data de inscrição : 05/03/2011
Localização : Brasil

Ficha do personagem
MimiJak Invincible: 1

http://mimijak-mjj.forumsmusic.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Miracles

Mensagem por Mimijak em Qua Abr 27, 2016 9:04 pm

Capitulo XVIIICedo Demais.





Por Christal


Devo admitir que fui muito burra ao magoar o Michael, mas essa revelação do meu pai me pós no chão, ele me queria ao lado dele e eu não soube perceber isso no momento mais crucial da minha vida, esses dezesseis meses passaram longos e mortais pra mim a cada progresso me sentia mais próximo do meu grande amor, mas será que ele ainda era meu? Isso eu sou iria descobrir quando o encontrasse de novo.
Descobri onde ele havia se escondido e fui logo atrás dele, viajei do meu pais para o dele enfrentando longas horas de voo, ao chegar me hospedei em um hotel próximo a Los Angeles, mas nada havia me preparado para o que iria me aconteceu, cheguei era 25 de junho de 2009 as 10 horas da manhã. Me programei pra ir no dia seguinte a sua casa para que nós pudéssemos conversar, queria por tudo em ordem pedir-lhe perdão por tudo que eu fizera e conta-lhe sobre a falta que ele me fazia, que gostaria de valsar com ele nem que fosse pela ultima vez. Mas percebi que era tarde de mais.
_ Plantão de noticias foi divulgado nessa quinta feira que o astro pop Michael Jackson deu entrada no UCLA hospital com uma parada cardíaca, informes médicos indica que seu estado é grave e ele está em coma profundo, mais informações em nossa programação.
Foi com essa noticia que eu fui recepcionada ao 12H30 horário de almoço, quando liguei a tv pra me distrai, logo me pus a tremer sem saber o que fazer, em pouco tempo estava em prantos compulsivos pedindo a Deus que não o tirasse de mim não sem ao menos me desculpar com ele, se ele tivesse que ir que pelo menos me ouvisse primeiro, mas minhas preces não foram ouvidas.
Fui ao UCLA e tentou ver Michael pela ultima vez, mas fui impedida pela família dele, o que a deixou sem chão meu coração doía muito por não ter tido a oportunidade pedir-lhe perdão por tudo que havia acontecido com eles, dizer-lhe o quanto fui burra por ignora-lo daquele jeito no dia que tinha tudo pra ser o mais feliz da minha vida. Agora quem ficaria com a lembrança de um único beijo roubado dele a força seria eu.
Sai de Los Angeles no mesmo dias que havia chegado, não havia mais motivo pra mim estar ali, meu grande amor já havia sido recolhido pelo meu protetor e não havia mais nada que eu pudesse fazer a não ser chorar:
_ Sinto muito Christal – proferiu o anjo em um canto na sala.
_ Você sente muito? Você sente muito, por acaso faz ideia da dor que estou sentindo aqui no meu peito? Não você não sabe, nem sabe o que é sentir dor de verdade então não me venha dizer que senti muito porque não senti – Gritava com ele. – Some da minha frente e nunca mais volte.
_ Como quiser
Desde então nunca mais vi o meu anjo, mas do que adianta se ele não havia me ajudado a ficar com Michael não é mesmo? Meu mundo estava sem sentido, não só o meu como de milhares de fãs pelo mundo, assistir o seu funeral na tv foi demais pra mim tive que ser sedada. Dormi por umas boas horas, quando despertei me encontrava sozinha no mesmo quarto onde eu havia acordado em meu aniversario com Michael dançando pra mim, era inevitável não me lembrar daqueles momentos que passamos juntos, a valsa a ida pra fisioterapia, ate o acidente me veio a mente com as crises dele querendo me afastar pro meu próprio bem eu me lembrei, chorei e como chorei, como ele me faz falta.
Após seis longos e dolorosos meses meus pais resolvem me levar pra um passeio forçado nas ilhas gregas, não tinha animo pra mais nada após a “morte” Michael, mas eles queriam meu bem e queria que eu reagisse a tudo isso, não podia parar minha vida por conta dele, infelizmente não era assim que eu pensava, queria de alguma forma me juntar a ele no outro mundo, esse estava sem brilho algum sem Michael. Só queria que Deus me desse a chance de pedir-lhe perdão por telo feito sofrer na hora que ele baixou a guarda, Oh Deus como eu me arrependo de tudo:
_ Christal? Christal? – Chama minha mãe – Christal ai esta você, minha filha saída desse quarto dê uma volta o dia está tão lindo pra uma moça tão jovem ficar pressa dentro de casa.
_ Não quero não tenho vontade – Abraçada aos meus joelhos na cama.
_ Christal me ouça – Levantando o meu queixo – Você teve sua chance com ele e a desperdiçou, ele não iria te esperar pra sempre, agora siga sua vida, vá caminhar na praia.
_ Não quero, prefiro ficar aqui no quarto.
_ Não estou pedindo Christal, estou mandando, arrume-se e vá caminhar.
A contra gosto me levantei tomei um banho e fui caminhar na praia, seguia sem rumo pela areia pensando nos momentos que desperdicei com ele, como seria estar aqui caminhando na praia de mãos dadas com ele, quando mais eu imaginava mais minhas lagrimas rolavam, momentos esses que nunca iriam acontecer.
Enquanto caminhava perdida em meus sonhos incompletos, vi um casal animado conversando ao caminhar com um bebê ao longe, pareciam felizes, imediatamente me vi na cena com Michael, “como eu queria estar com ele assim meu Deus como eu queria”. Sentei em uma pedra próxima e fiquei a observar o casal ao longe, o rosto alegre dela ao beija-lo, o cuidado que ele tinha com o bebê nos braços, tudo ali era perfeito, mas eu nunca iria ter aquilo em minha vida, mas quando por alguma razão ignorada por mim ele se aproximou eu não pude acreditar no que meus olhos estavam vendo:
_ Você, aqui? Não pode ser? – Exclamou o homem com um misto de raiva, surpresa e rancor na voz – O que faz aqui?.....


avatar
Mimijak
Adm
Adm

Feminino Mensagens : 20561
Data de inscrição : 05/03/2011
Localização : Brasil

Ficha do personagem
MimiJak Invincible: 1

http://mimijak-mjj.forumsmusic.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Miracles

Mensagem por Mimijak em Qui Abr 28, 2016 2:30 am

Capitulo XIXCure minhas feridas.


Por Michael


Quando a vi naquela praia quase tive um infarto com o susto, o que ela faria ali naquela ilha que eu havia escolhido pra morar com a minha nova família?
_ Você aqui? Não pode ser!!!!! – Exclamei surpreso ao vê-la.
_ Pensei que tinha morrido, me desesperei sabia – Dizia ela em lagrimas.
¬_ Morri para o mundo eu morri sim, não era pra você me encontrar aqui.
_ Eu chorei por você sabia e quem é aquela – Apontando pra minha mulher que nos observava.
_ Christal aquela é a minha mulher – Dizia pausadamente – E o bebê no colo dela é meu filho, nasceu a pouco.
_ Não!!! Você é minha alma gêmea, não pode isso.
_ Não é verdade Christal, eu também achava que era e descobri que somos outro tipo de almas gêmeas, somos almas irmãs. Nunca, nada de amoroso vai acontecer com a gente.
_ Mas como?
_ O nosso protetor errou ao tirar conclusões precipitadas, ele pensou que éramos amantes, mas não somos, o que somos é apenas amigos inseparáveis, por isso não demos certo e vivíamos brigando.
_ Eu preciso de você Michael, o que vai ser da minha vida sem você agora? Diz-me?
_ Eu encontrei quem eu procurava Christal, agora é a sua vez, siga em frente. Encontre sua alma gêmea verdadeira.
_ Mas eu quero você.
_ Eu não posso Christal, já estou feliz. Tenho uma família pra cuidar agora. Você encontrar alguém e formará a sua.
_ Não, eu sei que errei com você, mas eu quero uma segunda chance Michael.
_ Me perdoa, mas eu não posso.
_ Por favor, Michael.
_ Mike!!!!! – Chamou o meu anjo. – Onde está você?
_ Eu tenho que ir, ela precisa de mim. Cuida-se Christal – Beijando sua fronte.
_ Vamos nos ver ainda? Diz pra mim que sim?
_ Ainda vamos nos ver sim – Menti. – Ate breve.
Infelizmente não a vi mais, mudamos de ilha naquele mesmo dia soube por fontes amigas minhas que ela havia se casado anos depois, Christal manteve sempre uma expressão de que tudo poderia ser diferente no rosto, mas meu coração dizia que não, sentia que a minha missão com ela havia terminado no dia que sai daquele palácio, de alguma forma nunca consegui sentir algo mais forte por ela, sempre que estávamos juntos não passava de amizade ao menos pra mim.
_ Mike o que foi? Depois que saímos da ilha você está diferente? Foi aquela mulher de quem me falou?
_ Sim. Foi ela, foi algo que nunca deu certo mesmo, pensei que não a veria mais. Mas relaxe agora nós temos uma vida juntos sem o mundo nas minhas costas.
_ Falando em costas, como está a sua coluna, senti dor? – perguntou ela curiosa com o meu estado de saúde.
_ Está tudo bem comigo – Olhando-a fixa nos olhos – A cirurgia deu certo não deu? Olha a prova disso aqui – Pegando o bebê no colo.
Apesar da forma que acabou o nosso “relacionamento” agradeço a Christal por tudo que ela me fez, superar a minha depressão, enxergar que apesar de tudo a ainda há esperança na vida, lutei pra conseguir me manter de pé após tudo que aconteceu na minha vida. Hoje estou com a mulher da minha vida e uma filha linda que coroou minha vida de alegria e felicidade.
Na vida encontramos dois tipos de almas gêmeas que nos completa no decorrer da vida, uma delas é a alma irmã que sempre cuida pra que nós nunca esmorecemos na vida, funcionando como nossos ombros amigos nas horas difíceis, sabe o amigo parafuso só sabemos quem é esse amigo mesmo na hora do aperto? Então Christal era a minha e eu o dela. Caímos e levantamos juntos, choramos e rimos juntos, sonhamos e realizamos sonhos juntos. Poucas pessoas na vida pde, ter esse privilegio. Eu e a Christal tivemos. Sei que o amor dela por mim é verdadeiro, assim como o das minhas fãs. Infelizmente o destinou ou Deus, como queiram chamar. Gosta de pregar umas peças pra vida da gente. Não é por mal, apenas é a forma dele de nos ensinar por onde devemos ir e de não errar. De nos dar esperança ate o ultimo segundo de que tudo vai da certo. Podemos não entender porque é que ele tira alguém que amamos tanto de perto da gente, mas um dia a gente entende. Sei que a Christal vai entender mesmo que demore um pouco. E quem sabe um dia nos reencontremos por ai, mas por agora deixemos o tempo passar.
Ah e antes que me pergunto o nome da minha filha é Miracles Christal.





Ben





Ben, não precisamos mais procurar
Nós achamos o que procurávamos

Com um amigo pra chamar de meu
Nunca estarei só

E você, meu amigo, verá
Que tem um amigo em mim
(Que tem um amigo em mim)

Ben, você sempre corre aqui e ali
(Aqui e ali)

Sente que não é querido em lugar algum
(Lugar nenhum)

Se um dia você olhar pra trás
E não gostar do que achar

Tem algo você deve saber
Você tem um lugar pra ir
(Você tem um lugar pra ir)

Eu dizia "eu" e "eu"
Agora digo "nós", agora digo "nós"

(Eu dizia "eu" e "eu"
Agora digo "nós", agora digo "nós")


Ben, a maioria das pessoas mandaria você embora
Eu não escuto uma palavra do que eles dizem

Eles não te vêem como eu vejo
Eu gostaria que eles tentassem

Tenho certeza de que pensariam novamente
Se tivessem um amigo como o Ben

(Um amigo) Como o Ben
(Como o Ben) Como o Bem



fim
avatar
Mimijak
Adm
Adm

Feminino Mensagens : 20561
Data de inscrição : 05/03/2011
Localização : Brasil

Ficha do personagem
MimiJak Invincible: 1

http://mimijak-mjj.forumsmusic.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Miracles

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum