Traduza esta Página
English plantillas curriculums vitae French cartas de amistad German documentales Spain cartas de presentación Italian xo Dutch Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
King Of Pop

Buscar
 
 

Resultados por:
 


Rechercher Busca avançada

Navegação
 Portal
 Índice
 Membros
 Perfil
 FAQ
 Buscar
Últimos assuntos
»  Um Amor de Padrinho
Sex Set 02, 2016 10:55 pm por Mimijak

» Michael Jackson In Memoriam. Remembrances (Ingles)
Sab Jul 09, 2016 4:09 am por Mimijak

» Todos os Livros Sobre Michael
Seg Jun 13, 2016 1:29 am por Mimijak

» Simplesmente MICHAEL
Seg Jun 13, 2016 1:16 am por Mimijak

» Michael Jackson = A Visual Documentary 1958-2009
Seg Jun 13, 2016 1:08 am por Mimijak

» LoveIsHIsMessage
Qui Maio 26, 2016 7:41 pm por Mimijak

» Curso de Ingles Online: Qual Escolho?
Ter Maio 17, 2016 1:17 am por Mimijak

» Mini-fic - Favores
Dom Maio 15, 2016 1:07 am por Mimijak

» Insana Obsessão
Qui Maio 12, 2016 2:13 am por Mimijak

Meu MSN
Meu MSN – Venha conhcer - Click Aqui e vá  para o Meu Perfil
Michael Is Invincible - diHITT– Mimijak Invincible
 Michael Is Invincible – Mimijak Invincible - Click Aqui e vá  para o Blogger
Dangerous
DANGEROUS MJ- Click Aqui e vá  para o Fórum Dangerous

Eu assessor do Michael Jackson

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Eu assessor do Michael Jackson

Mensagem por Mimijak em Seg Abr 18, 2016 8:57 pm

Eu assessor do Michael Jackson
Por: Blankie Jackson



Nota da Escritora: Meninas eu tenho uma fic beeeeeeeeeeeeeeeeeeem diferente das demais, atendendo a pedidos, uma fic que não envolve amor e sim amizade, amizade de UM fã com o ídolo. Um Homem e o Mike que tal? leia a sinopses abaixo.


Sinopse: James Brown tem 22 anos e através de uma amiga ele consegue a tão sonhada vaga de Assessor do Michael Jackson. até ai tudo bem, mas ele passa a conhecer um lado de Michael que ele não conhecia, além de se meter em variaaaaaaaaaaaaaas frias que o Michael coloca ele e também tem que esconder um romance secreto de seu ídolo da imprensa. E ai o que essa dupla vai aprontar? Será que ele consegue dá conta do recado? descubram em:


Eu assessor do Michael Jackson


Capa da Fic:

avatar
Mimijak
Adm
Adm

Feminino Mensagens : 20561
Data de inscrição : 05/03/2011
Localização : Brasil

Ficha do personagem
MimiJak Invincible: 1

http://mimijak-mjj.forumsmusic.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Eu assessor do Michael Jackson

Mensagem por Mimijak em Seg Abr 18, 2016 9:41 pm

Capitulo I - Eu Assessor do Michael Jackson




Meu nome é James, James Brown, nome estranho para um brasileiro, mas meus pais eram fãs dele e quiseram homenagear o cara, minha historia começa quando uma amiga de um fórum teve a idéia de trazer o Michael Jackson, meu ídolo, de volta pro Brasil, Blankie Jackson, por mais que não pareça coincidencia, era o verdadeiro nome dela.
Tudo começou quando eu estava desempregado. Eu era assessor de segurança, porém estava afastado. Saí atrás de empregos durante dois logos meses. Nesse tempo eu conheci um departameno super secreto, só para quem é indicado por alguem do mesmo cargo, que por sorte Blankie havia me indicado, la fui bem tratado, como se fosse uma mini cidade escondida, onde tem missões e serviços só para gente famosa. Era na verdade um prédio na verdade, foi levado por uma pessoa que me esperava, era uma simples entrevista para ver se eu estava qualificado para o cargo, entrei na sala indicada e fiquei esperando ansioso, até que surge uma mulher:
_ Olá – Cumprimentou a mulher – Meu nome é Raymone.
_ Prazer meu nome é.... - Interrompe ela.
_ Eu sei quem você é senhor Brown, já tive todas as informações sobre você, trouxe seu currículo?
_ Sim. Está aqui.
Ela deu uma olha nos papeis que eu a entreguei e recebi a sentença:
_ Está contrato.
_ Mas só isso? – Falei gaguejando – Mas nada.
_ Só isso. – Disse ela – Você vai consegui se sair bem.
_ E quando é que eu começo?
_ Agora mesmo – diz ela – sua amiga o espera com ele na outra sala. Venha por aqui – indicando-me o caminho.
Eu fiquei tão empolgado com a noticia que até esqueci de pergunta o porque que ela está saindo, mas isso não me importava mais eu iria assume o lugar dela, ela me indicou uma porta no final do corredor, quando me aproximava avistei Blankie que com um largo sorriso no rosto me saudou:
_ Seja bem vindo a equipe James – abrindo a porta – Ele nos espera.
Entrei na sala e lá estava ele, sentado atrás de uma mesa com um largo sorriso no rosto que derrete o coração de qualquer mulher, e por que não dizer de homens também, não que eu seja gay, nada contra gays, mas Michael Jackson é Michael Jackson né, o cara mudo o mundo da musica, revolucionou os vídeos, bateu todos os recordes que se pode imaginar, dançava pra caramba.... ta parei, mas enfim era meu ídolo ali na minha frente né, não dava pra não deixa de passa esse fato em branco.
Ele se levantou e fez sinal pra mim me aproxima e cumprimentá-lo, eu nem sei como consegui caminha até ele minhas pernas tremiam mais que vara verde em dia de ventania, minhas mãos suavam mais que pano de cuscuz no fogo, ele esticou a mão pra mim e o idiota aqui levo bons bom 3 minutos pra nota, de tão fascinado com ele que eu tava, depois de me toca da gafe eu segurei na sua e mão e falei quase sem voz de tanto que eu gaguejava:
_ É um prazer conhecê-lo senhor Jackson. – praticamente cuspi tudo de tanto esforço que eu fiz pra falar.
_ Prazer é meu – disse simpaticamente – e pode me chama de Mike, senhor está no céu.
_ Sim senhor ops quero dizer Mike.
_ Bom a Blankie falo muito bem de você, espero que nos demos muito bem. – disse enquanto me encarava.
_ Eu também espero.
_ Bom acho que a Ray não te passo nada de como é o seu trabalho, então a Blankie vai te ajuda nesses primeiros dias até você pega o jeito.
_ Ah valeu.
_ Notei que você está nervoso com a minha presença.
_ É porque o James é seu fã Mike. – disse Blankie de um canto da sala salvando a minha pele.
_ Que bom – exclamou ele – então acho que não terei problemas.
Depois dessa breve conversa Michael seguimos pra um compromisso naquela manhã atribulada, e lotada do que fazer, Michael seguiu em um carro principal já Blankie e eu fomos em um carro a parte a frente, tínhamos que chegar antes dele pra deixar tudo preparado para o evento, Blankie me instruía com tudo.
_ James sua função é atender ao Mike em tudo que puder ok? Você tem que marca reuniões de empresários, gravadoras, tarde de autógrafos, gravação de clips, locação de estúdio tanto de clips, quando musica, agenda visitas, pronunciamentos sobre as atividades de Michael, desmentidos, notas oficiais....
Uau agora entendei porque a Ray se demitiu é coisa pra caramba.
_.... nesse evento você vai auxilia o Mike nos anúncios do show aqui de Londres ok?
_ O Michael tá voltando aos palcos? – Perguntei espantado
_ Sim está por isso te chamei pra cá.
_ E você nem pra me avisa mulher – praticamente gritei de alegria na cara dela que riu da minha empolgação.
_ Bom to te avisando agora......





Última edição por Mimijak em Ter Abr 19, 2016 12:15 am, editado 2 vez(es)
avatar
Mimijak
Adm
Adm

Feminino Mensagens : 20561
Data de inscrição : 05/03/2011
Localização : Brasil

Ficha do personagem
MimiJak Invincible: 1

http://mimijak-mjj.forumsmusic.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Eu assessor do Michael Jackson

Mensagem por Mimijak em Seg Abr 18, 2016 9:45 pm

Capitulo II - A Conferencia em Londres






Na conferencia em Londres aconteceu algo que me chamou a atenção, chegamos ao O2 arena onde estava tudo preparado para o anuncio dos shows, Blankie me instruía como tudo tinha que ser feito, mas na hora que meu ídolo chego era outra pessoa, claro que eu sendo fã não era nenhum idiota, conheci logo que não era o Mike, notando a minha cara ela veio logo ao meu encontro e puxando para o canto antes que eu fizesse alguma besteira:
_ Blankie quem é esse cara? – perguntei em choque.
_ É o e’casanova.
_ O que esse cara ta fazendo aqui no lugar do MJ.
_ James eu não te contei tudo, pôquer não deu tempo, mas vou conta agora. Vem comigo.
Fomos pra uma parte mais afastada, onde poderíamos ficar escondidos sem ninguém pra nos ver conversando ou ouvir o nosso papo:
_ O Mike não vai voltar aos palcos.
_ Hã? – chocado.
_ Isso que você ouviu. Mike não vai volta aos palcos.
_ mas você me disse que ele ia volta a meia hora atrás.
_ Disse, mas esse era o plano inicial do Mike, volta aos palcos só que ele foi engano pela companhia de shows que não quer desfazer o contrato.
_ Ai caramba
_ O contrato era pra 10 shows, eles conseguiram alterar pra 50 depois que o Mike assino.
_ Mas como eles fizeram isso?
_ Não sabemos. O Mike fico fulo quando soube.
_ E como se resolve isso?
_ O Mike vai morrer.
_ Tu ta tirando onda comigo né – falei sem levar a serio.
_ não to falando serio. Nunca falei tão serio em toda minha vida.
_Tu ta maluca mulher, o Mike num pode se mata só por causa disso. – praticamente berrava com ela.
_ James....
_ Por pior que as coisas estejam o Mike não pode se matar ele é um guerreiro, pow cara isso é frustrante...
_ James – ela impaciente.
_ Tem que haver um jeito de reverter isso? Eu não vou deixa isso acontecer nem que custe a minha vida..... – Falava eu desesperado, alucinado com a informação
_ James cala a boco por um minuto – grita ela comigo – o Michael não vai pratica suicídio sua besta.
_ Então o que?
_ Ele vai forja a própria morte pra se livra de uma galera que quer ver ele morto.
_ Num to entendendo mais nada – confuso
_ Eu vou te explica, mas vê se fica calado pra você entender ok?
_ Ok?
_ Como eu disse falsificaram o contrato do Mike, alem do contrato ta no nome de um cara que o picareta do irmão dele indico pra administra as finanças do Mike, até ameaça o cara já fez se ele na fizer isso e rápido o Mike vai morrer de verdade. Por isso que eu te chamei aqui.
_ Congelei!!!!!! – Disse eu com a noticia
_ Eu sei que você ama o Mike tanto quanto eu, então vai me ajuda?
_ Vou claro tudo pelo meu ídolo. O que eu tenho que fazer?
Depois do susto, e já de volta ao EUA fui instruído no que eu iria tomar parte, eu teria que reunir todos os amigos do Mike pra uma reunião urgente, o negocio não foi nada fácil. Mas eu consegui junta todo mundo, na reunião Mike expos o problema dele e que pretendia fazer e claro que todos concordaram em ajuda, fui apresentado a todos e tive um novo cargo coordenador da morte do Michael Jackson, nome estranho concordo, mas dadas a situação era isso ou ver meu ídolo preenchendo um caixão igual ao do meu xará James Brown, me dá arrepios só de pensa.
A lista de envolvidos era enorme, ia desde a Elisabeth Taylor até o polha do pai dele, irônico o Joe ta no meio, mas tinha que ser pra não dá problemas, enquanto nos no mercado paralelo íamos montando a farsa toda Mike ia fazendo os ensaios pra não dá nas vistas. Era o sonho de uma vida eu estava em todos os ensaios, muitos fãs do Mike eram capazes de vender a mãe e não entregar só pra está onde eu estava. Mas eu tinha que disfarça a cada ligação que recebia fazia um sinal pra ele parar e atender, ninguém entendia nada daquilo, mas não era pra entender só nós sabíamos o que era e do que se tratava:
_ James faz um favor pra mim?
_ Manda MJ
_ Vai na casa da Liz e leva ela pra minha casa.
_ Pode deixa. Catando tudo e querendo vaza – algum recado? - Perguntei antes de sai
_ Entrega isso aqui pra Blankie. – me entregando uma rosa vermelha – ela sabe do que se trata.
_ Ok então. – Guardando a rosa.
_ Não me esquece de entregar essa rosa é importante.
_ Não vou esquecer.
_ Esquece eu te demito
É o Mike não vai tolerar se eu esquecer da rosa, melhor eu acha a Blankie antes que eu esqueça, depois eu pego a Liz, mas como minha amiga também tava nessa maracutaia, eu vou pena pra acha ela....





Última edição por Mimijak em Ter Abr 19, 2016 12:21 am, editado 2 vez(es) (Razão : Inserindo Imagem)
avatar
Mimijak
Adm
Adm

Feminino Mensagens : 20561
Data de inscrição : 05/03/2011
Localização : Brasil

Ficha do personagem
MimiJak Invincible: 1

http://mimijak-mjj.forumsmusic.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Eu assessor do Michael Jackson

Mensagem por Mimijak em Seg Abr 18, 2016 9:50 pm

Capitulo III - Nos Ensaios Conversa Com o Ortega




Enquanto eu me desdobrava pra acha a dona Blankie, meu ídolo batia um papo com o Ortega.
_ Quem é o cara MJ?
_ Meu novo assessor
_ Rapaz dedicado.
_ Ele é – disse Michael tomando um gole generoso de água.
_ E como vão as coisas?
Enquanto Mike e o Ortega tão lá de papeio, eu to aqui tentando localiza a Blankie, que o celular só dá fora de área ai que ódio, bom vou buscar a Liz e depois eu deixo a rosa com a Blankie, cheguei a casa da senhora Taylor as 14h, na entrada uns dos seguranças pediu minha identificação, que prontamente eu dei e lhe informei a mando de quem eu vinha, autorizado a entra, fui direto a sala onde a Liz estava, fui prontamente por ela:
_ Senhora Taylor.... – interrompido por ela
_ Ah por favor me chame de Liz, e o senhor que é?
_ Sou o novo assessor do senhor Jackson, meu nome é James senhora.
_ Senhora está no céu. – Repreendeu ela – James de que?
_ Desculpe Liz, é Brown, James Brown.
_ Nome imponente – Elogio – Me lembra alguém.
_ Meu pai era fã do James Brown e acabo o homenageando me dando seu nome.
_ A que devo essa visita?
_ O senhor Jackson quer que eu a leva a sua casa. Por isso vim aqui buscá-la.
_ Ah sim! Vamos. Pode me ajudar sim?
Ao entrar no carro, miss Taylor logo viu a rosa e questionou.
_ Essa rosa é da Blankie não é?
_ Sim é
_ Ela já devia esta nas mãos dela, Michael não vai gosta nada se ela não receber essa rosa.
_ eu sei, mas eu não consigo localizá-la.
_ é bom correr o tempo ta passando.
_ assim que eu a acomodar, eu vou deixa na casa dela.
Enquanto eu me encaminhava até a casa do Mike com a Liz o Mike ganhava mais um aliado pra sua “morte”:
_ E tá tão ruim assim MJ?
_ Eles querem me ver em um caixão – fala magoado – to valendo mais morto do que vivo.
_ tem algo que eu posso fazer pra te ajudar? – pergunta Ortega angustiado com a dor de Mike.
_ To pensando em algo, as quanto menos envolvidos melhor.
_ Não vai me dizer que? Talvez eu possa te ajudar – insisti Ortega.
_ Não sei – Diz Michael meio encabulado.
_ Pelo que você me conto é melhor até que você morra mesmo, ou pelo menos se finja de morto.
Ortega ganha a atenção de Mike agora que prossegue:
_ Me passo essa idéia doida na minha cabeça que talvez pudesse te ajudar. – Michael o olha fixo – mas não sei se você iria aceitar. – fala Ortega rindo.
_ Serio? Você me ajudaria a forja a minha morte? – pergunta Michael espantado a Ortega.
_ Claro Michael você mais que ninguém merece paz, por tudo que já passo, seria uma honra te ajuda.
_ Que bom saber Kenny. – sorri Michael – Fale com o James amanhã ele vai te orienta sobre isso.
_ Olha só. Você agindo pela minas costas e não me falo nada – brinca Ortega – pode deixa Mike eu vou te ajuda.
_ Obrigado Kenny você não faz idéia o quanto isso é importante pra mim. – Michael abraça Ortega calorosamente.
Os ensaios terminam e eu acomodei a Liz Taylor na casa do Mike e ainda não consegui falar com a Blankie...




Última edição por Mimijak em Ter Abr 19, 2016 12:13 am, editado 2 vez(es) (Razão : Inserindo Imagem)
avatar
Mimijak
Adm
Adm

Feminino Mensagens : 20561
Data de inscrição : 05/03/2011
Localização : Brasil

Ficha do personagem
MimiJak Invincible: 1

http://mimijak-mjj.forumsmusic.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Eu assessor do Michael Jackson

Mensagem por Mimijak em Seg Abr 18, 2016 9:53 pm

Capitulo IV - A Mancada



Sem consegui fala com ela, tive que sai pra ir na casa da Blankie, chegando lá já era por volta das nove da noite, toquei a campainha e nada dela atender, a luz do quanto ta acessa, continuo a tocar e nada dela atender ainda, ouço um barulho de carro e continuo a toca a campainha desesperado sem resposta, ai escuto uma voz furiosa conhecida nas minhas costas:
_ Eu não acredito que você não entrego a minha rosa.
_ ii sujo – Pensei antes de olha pra cara do Mike, que provavelmente tava querendo me mata. Nesse momento eu ouço ele fala comigo uma seqüência de palavrões impublicáveis.
_ oi MJ é... Eu ... gaguejando feito um louco – eu vim aqui deixa sua rosa.
_ agora? Eu te entreguei era 9 horas da manhã James – fala andando na minha direção.
_ Eu tentei encontra ela, mas o telefone tava fora de área.
_ viesse deixa na casa dela e deixasse na porta, é pra isso que a rosa tem esse elástico do lado.
_ mas eu vim deixar
_ Olha a hora que você veio deixa? 12horas depois?
_ Eu fui pegar a Liz Taylor como você me mando.
Nessa hora Mike se aproxima de mim, com um olhar de fúria como que quisesse me mata, na duvida eu me pus a correr e não deu outra, Mike veio atrás de mim correndo e gritando feito um louco e quando eu sentia que ele ia me pega eu fazia uma curva inesperada fazendo com que o ele escorregasse e caísse, o deixando ainda mais furioso, eu nunca corri tanto em toda minha vida, e também nunca vi meu ídolo correr daquele jeito, a gritaria era tanta que finalmente a Blankie apareceu pra me socorrer:
_ Oh que zona é essa no meu jardim?
_ Socorro Blankie ele quer me mata – falei apontando pro Mike e me escondendo atrás dela.
_ Esse energúmeno não cumpriu uma ordem que eu disse pra não esquecer. – disse Mike tentando pular por cima dela pra me pega.
_ Que ordem era essa meu deus do céu?
_ A rosa.
_ A sim! É pra você dele. – estendi o que sobro da rosa depois daquela tentativa de assassinato.
Quando mostrei a rosa Michael começou a circula a Blankie e eu pra me defender comecei a girar ela junto comigo, enquanto Mike me xingava.
_ Pará
_ Vem cá James deixa eu torce seu pescoço só um pouco.
_ De jeito nenhum.
_ Para os dois pelo amor de deus – girando a Blankie pro Mike não me pega. – parecem duas crianças birrentas.
_ Eu não sou criança – replicou Mike – esse ai que não consegue nem entrega uma rosa – fala emburrando a cara.
_ Ah tá! Não sei pra que tanto escândalo senhor Michael, não estou em condições físicas que a rosa exige – falou meio irritada.
_ Como assim? – disse Mike em choque.
_ TPM e não é tensão por você, como diria o dicionário da M@ry.
Nessa hora Mike falo outro palavrão impublicável, coçou a cabeça e respirou fundo e me olho fixo na cara, a Blankie completou.
_ Passei o dia com o celular desligado e de cama por isso o James não conseguiu fala comigo.
Ufa salvo pelo gongo.
_ Vem, James entra. Você precisa se recupera do susto – nessa hora Mike me olhar incrédulo com o que ouviu, Blankie completou – Vai pra casa mister escândalo, hoje tem cartão vermelho pra você, amanhã quando estiver mais calmo conversamos.
Eu não pensei duas vezes, entrei sem discuti muito, Mike em meio a uma mistura de indignação e decepção volto pro carro, sem acredita no que havia acontecido.....




Última edição por Mimijak em Seg Abr 18, 2016 10:03 pm, editado 1 vez(es)
avatar
Mimijak
Adm
Adm

Feminino Mensagens : 20561
Data de inscrição : 05/03/2011
Localização : Brasil

Ficha do personagem
MimiJak Invincible: 1

http://mimijak-mjj.forumsmusic.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Eu assessor do Michael Jackson

Mensagem por Mimijak em Seg Abr 18, 2016 9:57 pm

Capitulo V - A Balada Com Ortega e Michael – Parte I






_ Valeu ai Blankie, você salvo minha pele. – agradeci a ela.
_ Na próxima vez deixa na porta – falou ela seria. - James daqui a 3 dias é você que vai dá uma rosa minha pro Michael.
_ O que? – Gritei – Não, não, não, não – Me afastava dela enquanto gesticulava negativamente – Tu viu ele quase me mato por causa dessa rosa –mostrei só o talo do que era uma rosa no começo do dia.
_ Se você não entregar eu quem vou te mata.
_ Tá pedindo assim com tanta delicadeza eu entrego. - Eu to lascado com esses dois.
Depois de algum tempo Blankie me libero pra casa, nisso antes de eu sair o telefone toca era um numero residencial, pelo nome no visor do aparelho eu já sabia que o home tava em casa eu podia sai em segurança, pro meu alivio:
_ desde quando você tem o numero residencial do Michael?
_ James você não estava de saída? – Pergunto ela me empurrando pra porta enquanto eu não entendia nada. – até amanhã James.
Quando estava chegando em casa, muito quebrado de tanto correr do Mike, e já imaginava que eu ia me joga na cama e dormi uma boas 8 hora de sono, meu telefone toca, ao atender gelei quando ouvi a outra voz do lado da linha:
_ O energúmeno, primeiramente desculpa por hoje, a Blankie já me explico tudo, segundo desce que estamos te esperando aqui em baixo – Disse Mike seco batendo o telefone na mina cara, mal dando tempo pra mim responder.
_ quem ta esperando onde meu deus? – pensei ainda com telefone na mão, quando ouvi uma buzina insistente na minha porta, desce era Michael e Ortega fazendo sinal pra mim entrar no carro.
_ Oww vai fica plantando ai até quando? Movimenta energúmeno, entra logo. – gritava Michael no banco do passageiro com Ortega no volante.
Tranquei tudo e fui com a roupa do corpo mesmo, entrei no carro e fui recebido carinhosamente por Michael com um pedala Robinho na cabeça:
_ ai que violência é essa? – exclamei – o que foi que eu fiz dessa vez?
_ nada, mas você ainda vai fazer
_ chega crianças, hoje viemos aqui nos divertir e trata de negócios. – falou Ortega entregando um copo de uísque na minha mão, enquanto Michael praticamente arrancava a garrafa da mão dele.
_ Own pelo que to vendo alguém aqui tomo um fora, heim MJ. – riu Ortega.
_ Toca pro Hard rock –ordeno o Mike pro motorista que tinha trocado de lugar com Ortega.
No caminho o Mike abriu o jogo pro Ortega, que logo se prontificou ao plano e já fui logo tomando parte do ele podia fazer, marcamos uma segunda reunião para o mais breve, chegamos ao Hard rock e nessa altura Mike já tinha tomado meia garrafa junto com o Ortega, eu nem tinha tocado no meu copo ainda, entramos na boate e os dois foram logo pro bar, no pé que aqueles dois bebiam eu ia ter uma longa noite:
_ vai com calma Mike – adverti.
_ Num enche hoje eu quero esquece meu dia que foi péssimo, a noite é uma criança. – Falo enquanto emburrava um copo de vodka gola a baixa junto com o Ortega.
A bebedeira ia rolando e eu de olho nos dois, Ortega foi pra pista dançar com uma loira de para o transito, enquanto o Mike fica no balcão jogado na vodka. Quanto eu pensei em relaxa um pouco e puxa um papo com uma morena que era um monumento, eu escuto um principio de tumulto vindo da pista de dança, quando eu e o Mike olhamos, o Ortega tava caindo no meio da pista.
_ Eu acho que o Ortega ta um pouquinho alto – disse Mike se controlando pra fica de pé no balcão.
_ Ah meu Deus – corri pra ver o Kenny. – Kenny? Kenny? – chamava por ele desesperado.
Eu batia no rosto dele até que ele se manifesto ufa só tava dormindo, quando eu olho por balcão cadê o Mike?
_ Mike? Mike? – gritava pelo Mike sem visualizá-lo, agora ferro num posso deixa o Ortega só, mas também não posso perde meu patrão, a noite vai ser longa......




Última edição por Mimijak em Ter Abr 19, 2016 12:07 am, editado 2 vez(es) (Razão : Colocação)
avatar
Mimijak
Adm
Adm

Feminino Mensagens : 20561
Data de inscrição : 05/03/2011
Localização : Brasil

Ficha do personagem
MimiJak Invincible: 1

http://mimijak-mjj.forumsmusic.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Eu assessor do Michael Jackson

Mensagem por Mimijak em Seg Abr 18, 2016 10:05 pm

Capitulo VI - A Balada Com Ortega e Michael – Parte II



Já tava quase em pânico quando vi um lugar vazio perto de duas moças, sem a ajuda de ninguém, eles não tava nem ai pra mim nem pro balofo apagado nos meus pés, eu pus o Ortega nas costas e quase caindo com aquele pançudo alcancei o sofá onde as duas moças estavam, pelo menos eu achava que eram moças né.
_ Meninas cuidem do meu colega pra mim, preciso achar alguém – larguei o Ortega com elas e fui atrás do Mike.
Enquanto as meninas cuidava do Ortega, eu peguei o telefone e liguei pra Blankie, e ao mesmo tempo procurava o Mike, pra varia o telefone dela só chamava.
_ Atende Blankie – gritava desesperado sem acha o Mike.
_ Alo – voz de sono.
_ Blankie graças a deus você atendeu.
_ o que foi agora James?
_ To no hard rock....
_ E o que eu tenho com isso?
_ ....To com o Mike e o Ortega.... falava sem ela me deixa completa a frase.
_ Que bom que vocês se entender, me ligo só pra dizer isso?
_ Perae mulher deixa eu fala pelo amor de deus.....
_ Fala logo
_ O Mike e Ortega tomaram um porre daqueles, o Mike sumiu e o Ortega apago no meio da pista de dança vem Ra cá agora.
_ To indo.
Quando eu já estava quase doido por não encontra meu chefe, resolvi dá uma pausa no banheiro, quando estavam entrando eu simplesmente tropeço em algum infeliz que invento de senta na porta:
_ O seu crê...... MJ? – falei surpreso.
Era o próprio jogado no chão da porta do banheiro, quase desacordado. Aleluia:
_ Hã? Ah energúmeno é você.
_ Como você chego aqui? – perguntei o levantando e ele sem querer vir. – acho melhor voltarmos pra casa a festa acabo por hoje.
_ Me deixa aqui – dizia ela querendo meio que fugi. – Vai enche o saco de outro pow.
_ Acho que você bebeu demais hoje.
_ Ai é que tá – completo ele – Eu não bebo – Gargalhando – Foi o meu primeiro porre – Gargalhando.
Bebado já é fogo e de primeira viagem então, te prepara chefe que a tua ressaca vai ser cavalar amanhã, fiz a minha pausa e voltei pro sofá onde tava o Ortega com o Mike praticamente arrastando ele, quando eu chego lá:
_ Ortega? Ortega? – surpreso – cadê todo mundo?
_ Aquele gordo que tavam aqui com duas loiras? – diz um cara desconhecido com ar de moça
_ Esse mesmo, cadê ele?
_ Acabo de sai com as minhas colegas faz uns 10 minutos.
_ Hoje não é meu dia – pensei alto e correndo pra porta.
¬_ Opá ta tudo chacoalhando – diz Mike na corrida – perai isso num é legal....
Quando eu paro na porta sinto escuto um barulho nada desagradável...
_ uhhh arghhhhhhh
_ Valeu Mike – disse pro meu amado chefe.
_ Ops. Desculpa.
Até que o carro da Blankie para na minha frente
_ James!!! – diz ela espantada – você ta vomitado cara?
_ É eu percebi – com um animo de fazer inveja a qualquer defunto.
_ Cadê o Ortega?
_ Boa pergunta me virei pra procura esse aqui e ele sumiu. – Pondo o Mike desacordado no banco de trás do carro e saindo em busca do Ortega.
Passamos meia hora procurando pela cidade até que o achamos caindo num beco, completamente nu, sem dinheiro e sem mais nada:
_ Achamos ele. - Disse Blankie.
_ Acho que ele vai querer esquecer essa noite.
_ E o moço ai atrás também.
_ Ai meu Deus cadê minhas roupas? O que eu to fazendo aqui? – pergunta Ortega sem lembra de nada.
_ Acredite você não vai querer saber – respondi ajudando entra no carro.
_ iii olha só o Ortega peladão – disse Mike meia acordo – olha lá onde você pos a mão bumbum que mamãe limpo malandro num poe a mão.
Todos encontrados podemos seguir pra casa em pais, e assim por um fim nessa noite traumatizante.
_ Ortega quando vai ser a próxima?
_ Quando você quiser MJ.
_ E o James vem com a gente
_ Nãooooooooooooooooo........




Última edição por Mimijak em Ter Abr 19, 2016 12:10 am, editado 1 vez(es) (Razão : Inserindo Imagem)
avatar
Mimijak
Adm
Adm

Feminino Mensagens : 20561
Data de inscrição : 05/03/2011
Localização : Brasil

Ficha do personagem
MimiJak Invincible: 1

http://mimijak-mjj.forumsmusic.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Eu assessor do Michael Jackson

Mensagem por Mimijak em Seg Abr 18, 2016 11:13 pm

Capitulo VII - A Rosa da Blankie


Depois dessa noite do terror eu pude finalmente descansar, Blankie deixo o Ortega em casa com aquela roupa leve falta de roupa dele em casa, após deixa o Mike apagado em casa, fui literalmente desovado na minha, na manhã seguinte os três estávamos mais quebrados que arroz de terceira, eu principalmente, mas a dupla dinâmica tava com uma ressaca daquelas, tanto que cancelaram os ensaios do dia seguinte. Pra mim foi um alivio que pude fica um pouco mais na cama, pelo menos eu achei que ia fica. Meu telefone toco quando eu atende:
_ James é a Blankie.
_ Oi Blankie o que faz você ligar tão cedo pra mim.
_ James é quase uma hora da tarde.
_ então ainda é cedo pra acorda – Disse querendo ir dormi mais um pouquinho.
_ Para de gracinha e levanta daí – Brigou ela – Você tem cinco minutos pra estar aqui.
_ Ok – voz sonolenta.
_ Agora – grito ela – ou já sabe.
Me disseram que trabalha pra uma estrela pop era estressante, mas trabalha pro Mike tava beirando o ridículo, sai de casa as pressa sai calçando o sapato n meio da rua enquanto engolia um pão seco com manteiga, após uns 20 minutos correndo até a casa da Blankie. Ao chega lá todo suado ela me esperava na porta:
_ nem entre – dizia ela –pega essa rosa e entregue na mão do Mike.
_ Outra rosa não – fiz cara de desiludido – ainda não me recuperei da anterior
_ Ahh criança se vira eu quero essa rosa em mãos e um resposta pra ontem, xô vai logo entrega.
Sem opção, lá vou eu toma um taxi pra entrega a tal rosa, 40 minutos de carro, cheguei a casa do home, autorizado a entra fui direto pro quarto dele, onde ele dormia feito uma criança, curando a ressaca, bate na porta:
_ Quem é?
_ Sou eu James MJ
_ Cara me deixa em paz eu quero dormi. – vinha a voz de dentro do quarto
_ Tenho uma encomenda pra você
_ James eu quero dormi.
_ Eu tenho que leva a resposta MJ.
Nessa hora eu escutei um palavrão impublicável dele e ouvi a chave da porta se abri, fiz uma cara feliz e contente com um largo sorrisão na cara, quando a porta de abre sou surpreendido por um direto de esquerda q me leva literalmente ao chão.
_ ahh a rosa vermelha – disse ele com a rosa na mão – foi da Blankie?
_ Foi – respondi massageando o queixo – essa doeu.
_ É pra você para de grita na porta do meu quarto – disse serio.
_ eu não tava gritando
_ Tava gritando sim como ta gritando agora.
_ Não to gritando to falando normal. – efeito da ressaca dele – qual a resposta.
_ Eu vou lá hoje as 20 horas – disse ele engolindo um analgésico – se esquecer o recado eu te mato ouviu.
Se eu esquecer o recado a Blankie é quem me mata antes dele......


avatar
Mimijak
Adm
Adm

Feminino Mensagens : 20561
Data de inscrição : 05/03/2011
Localização : Brasil

Ficha do personagem
MimiJak Invincible: 1

http://mimijak-mjj.forumsmusic.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Eu assessor do Michael Jackson

Mensagem por Mimijak em Ter Abr 19, 2016 12:43 am

Capitulo VIII - Isso Não Vai Presta






Depois de ser quase expulso da casa de MJ eu fui pra casa da Blankie da o recado, dado o recado voltei pra casa, tomei um banho e me dirigi pra casa do MJ pra levá-lo a casa da Blankie sabe-se deus lá pra que, após eu deixa o home na casa dela voltei pra casa, mal tive tempo de descansar e meu telefone celular toco, realmente trabalha pro MJ não é nada fácil:
_ James aqui é Ortega.
_ Oi Kenny, o que posso fazer por você?
_ viu o Mike hoje?
_ Vi. Acabei de deixa ele na casa da Blankie.
_ então volta lá e dá um recado pra ele por mim.
_ Kenny CE ta maluco? O Mike me mando fica longe da casa da Blankie.
_ Ah o Mike vai ter que entender. – ironizou o Ortega. Diga ao Mike que eu consegui uma pessoa pra tira ele do pais, e pede pra ele me liga.
_ Pow Kenny faz isso não cara eu tenho amor a vida meu.
_ Ti vira – desligo o telefone
Pelo que eu vi hoje seria a minha ultima noite na terra, com certeza eu ia ser esquartejado pelo Mike e a Blankie hoje.



Na casa da Blankie:


_ E ai? Melhoro da ressaca?
_ Vou fica melhor com você. – Tomando ela nos braços e beijando a com volúpia.
_ Neném ta carente é? – olhar fatal
_ Nem imagina o quanto?
_ Quer subi e se distrai um pouco? – puxando a barra da saia e mostrando-lhe uma cinta liga vermelha – essa é nova a outra você rasgo. – mordendo o dedo indicador.
_ Acho que vai ser mais uma pro lixo – ele a toma nos braços uma perna de cada lado de seu corpo, os dois sobem paro quarto em meio a beijos e caricias ousadas.
Ele a deita na cama e começa a beijá-la suavemente mente sem pressa, ele percorria seu corpo com as mãos enquanto beijava demoradamente sua face, orelha, pescoço, colo descobrindo parte de seu seio, retornando aos beijos cálidos e ousados, passando a perna esquerda dela sob sua cintura, se posicionando ainda mais seu corpo sob o dela, ela o acariciava seus cabelos descendo uma de suas mãos por dentro da sua blusa, tocando-lhe o peito, em um golpe rápido ela consegue de uma só vez retira-lhe a camisa e a clássica blusa regata branca, deixando seu tórax desnudo, a cada deslizar de suas mãos no corpo dele ele gemia baixinho, fazendo-a enlouquecer com seus sons de prazer.
Ele desliza suavemente suas mãos ate a cinta liga por baixa da saia fazendo menção de arrancá-la junto com sua peça intima, até que ele escuta uma voz que ele preferiria não ouvir tão cedo. Principalmente naquela hora tão crucial da sua tão esperada noite:
_ MJ o Kenny ligo e precisa falar com você urgente........


avatar
Mimijak
Adm
Adm

Feminino Mensagens : 20561
Data de inscrição : 05/03/2011
Localização : Brasil

Ficha do personagem
MimiJak Invincible: 1

http://mimijak-mjj.forumsmusic.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Eu assessor do Michael Jackson

Mensagem por Mimijak em Ter Abr 19, 2016 12:54 am

Capitulo IX - Péssima hora pra dá recado.




Abri a porta e vi que o clima tava quente entre o Mike e a Blankie, logo entendi o porque da rosa, nem preciso dizer que eu tava sobrando ali, só tive tempo de me esconder atrás da quina da porta e ouvi o barulho de um vaso se estilhaçando na quina da parede, na duvida eu corri, cara nunca corri tanto na minha vida. Só escutei uma frase:
_ Mike vê se num bate muito nele.
Eu nunca vi o Mike tão furioso em 10 anos sendo fã dele, alias eu nunca vi o Mike furioso, o que me espanto esse instinto assassino dele, eu nem podia pensa em parar de correr se não era morte na certa, aquela primeira semana parecia que deus tava de gozação com a minha cara, tudo que o Mike encontrava pela frente ele jogava a casa da Blankie parecei que tinha tido um terremoto, se bem que o nome do terremoto se chamava Michael Jackson, Mike parecia um búfalo enfurecido atrás de mim, desci a escada pelo corrimão, na primeira curva eu só escutei um barulho de peso caindo, quando eu olhei pra traz vi o Mike rolando no final do primeiro lance, não tive duvida procurei a primeira porta que eu achei e ganhei a rua. Mas enquanto descia deixa o restante do recado.
_ O Ortega falo que conseguiu alguém pra te tira do pais – Falei passando pela porta.
_ James eu ainda te mato (palavrão impublicável)
Já relativamente em segurança, me dirigi pra casa pra finalmente ia descansar e pedindo a Deus pra não cruza com o Mike no dia seguinte, se não eu tava frito.


De volta a casa da Blankie

_ Eu to começando a odiar essa cara – gritava o MJ – eu passo 15 dias de molho esperando um momento com você e olha o que ele faz? (palavrão impublicável)
_ Eu também to começando a ter raiva dele – dizia Blankie – mas se acalme se não eles te matam antes de você.
_ Eu só queria está com você – Cara de cachorro sem dono.
_ Eu sei, eu sei – Consolo ele – Vamos retoma de onde paramos? – beijando o pescoço abraçada por trás com as mãos dentro da camisa dele.
_ Desculpa meu anjo, mas aquele (palavrão impublicável) acabo com meu clima. – Lamento ele – Melhor eu ir embora – Se levantando
_ Dormi aqui pelo menos – Segurando na mão e um olhar de cachorro pedido carinho – me faz companhia a minha cama é tão grande sem você.
_ Não adianta, aqui hoje ta a nocaute por culpa daquele (palavrão impublicável)
_ E quem foi que falo de sexo – O puxando pra um abraço – Você sabe muito bem que a sua companhia pra mim vale mais que qualquer sessão de kama-sutra não sabe?
Michael coçou o queixo, dei um sorriso de canto de boca, mordeu o lábio inferior e solto:
_ O que você não me pede chorando que eu não faço sorrindo? – Nesse momento ele a toma em um beijo cálido e se deita na cama com ela, os dois se acomodam um ao lado do outro, e adormecem com Michael acarinhado os cabelos dela, na manhã seguinte nos ensaios:
_ E ai MJ como foi a sua noite? – pergunta Ortega fazendo um gesto que da a entender a noite de Love.
_ Nem me fale – Bufando – Foi um desastres, pior que o katrina
_ E foi tão ruim assim? – Estranha Ortega – o que aconteceu pra ser tão ruim?
_ James. James aconteceu.
_ Falando nele, ele te deu meu recado?
_ Deu na hora que eu tava indo pra galera ele, me entra no quarto com o seu recado.
_ Ohh man isso foi péssimo.
_ Nem me fale. – Respira fundo – Quem foi que você conseguiu?
_ Vamos ter que marca uma reunião com todos os envolvidos, ligue pro James.... – Mike interrompe
_ Não. Não me fale esse nome, liga você pra ele se eu o ver na minha frente, eu vou precisa de um assessor novo, porque esse eu mato.
_ Ok MJ eu ligo pra ele – ri Ortega – você ta traumatizado com ele heim.
_Ainda bem que esse inferno logo vai ter um fim – toma um gole generoso de água. - você sabe que eu odeio deixa ela só na vontade.
_Não só ela você também – replica Ortega – seu humor ta de cão esse dias.
_ pois é odeio isso – bufa ele - meu clima foi todo pro ralo, eu só dormi lá porque ela praticamente imploro pra mim fica.
_ Ela imploro ou você tava louco pra fica Mike. – desconfio.
_ Um pouco dos dois – Ri malicioso – Mas nada, culpa daquele (palavrão impublicável) do James.
_ Ta bom MJ eu vou ligar – dizia Kenny as gargalhadas – não quero ver um homicídio.
Kenny me ligo as 10 da manhã pra avisa da reunião da farsa do MJ, eu tinha que comparecer já que trabalhava pro home, mas ia ser difícil encara o Mike depois da noite anterior. Tava lascado mesmo.....


avatar
Mimijak
Adm
Adm

Feminino Mensagens : 20561
Data de inscrição : 05/03/2011
Localização : Brasil

Ficha do personagem
MimiJak Invincible: 1

http://mimijak-mjj.forumsmusic.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Eu assessor do Michael Jackson

Mensagem por Mimijak em Ter Abr 19, 2016 1:16 am

Capitulo X - A reunião



A reunião fora marcada pra dez da noite, Kenny me oriento pra chega cedo e se possível passa longe do Mike, essa seria a parte difícil, já que ele tava afim de comer meu fígado comigo ainda vivo, cheguei na casa do meu chefinho querido com o Ortega, melhor me prevenir com ele. Fugi do Mike a noite todo pra garanti meu bem estar físico, no jantar com a multidão quer iria ajudá-lo, no total de 36 pessoas contando comigo, ficou acertado que ao termino dos ensaios no dia 25 de junho tudo teria inicio.
_ Mike esse é Danny.
_ Oi Mike
_ Oi Danny – Apertam as mãos
_ O Danny vai te tira daqui e te levar pra onde você quiser ir. – Mike fez sinal positivo com a cabeça – Só escolher a rota e o lugar e ninguém mais te acha.
_ Dá pra ser 4 pessoas?
_ Claro – diz Danny - Pra onde você quiser. Já tem algo em mente?
_ Pensei no Brasil
_ hum Brasil.
_ É tenho uma pessoa de lá você sabe. – Encabulado coçando o queixo.
_ Ah claro, amor – Ambos riem.
_ Mas não seria imediatamente, antes teria que monta tudo lá, casa enfim.
_ Temos que correr, já estamos no final de maio quase. – adverti Ortega.
_ É verdade – Se toca Mike – Ok vamos fazer o seguinte, consigam tudo que eu vou precisa nessa nova fase, documentação, casa fora daqui pra serve de esconderijo de inicio e tudo mais a curto prazo. No final do mês nos reunimos pra eu repassa o destino imediato antes de ir pro Brasil.
_ E Blankie Mike? – Questiona Liz Taylor – o que vai fazer com ela?
_ Ela vai comigo Liz, ela é a razão principal de eu estar fazendo isso. – Fala sorridente pra amiga. – Ela é o impulso que faltava pra isso tudo Liz.
_ Que bom meu amigo. – Diz Liz segurando a mão dele – Não a deixe escapar, é sua ultima chance. – E as crianças?
_ Não vou deixar Liz, não vou deixar. – Diz sorrindo – Já vou resolve isso hoje com elas.
Enquanto eles conversavam eu anotava tudo, se eu deixasse algo pra trás me dava mal legal, levei um susto quando Mike viro pra mim e me chamou pra perto, vou confessa tremi nas base, com aquele humor do Mike, eu realmente não tava querendo brincar:
_ Você vai viaja amanhã – Falo olhando serio pra mim.
_ Viaja pra onde? – Perguntei incrédulo com medo dele me engoli.
_ Brasil. – Sentenciou – Você vai monta nossa casa lá.
_ Ok. – Exclamei.
_ Providencie tudo hoje pra amanhã, resolva tudo lá e me esteja aqui até o dia 15.
_ Pode deixa. – Falei com um sorriso incrédulo.
_ E pelo amor de Deus, não me liga, não liga pra Blankie, fique incomunicável, não ligue pra gente, a gente liga pra você. Estamos entendido?
_ Estamos. – Repliquei com voz gasguita quase sem sai de medo.
Tendo em vista que em quase uma semana eu quase fui morto pelo meu ídolo enfurecido, não tava nem louco de ligar de volta, a noite mesmo providenciei minha passagem, avisei família que irai pra lá a trabalho, Michael deixo disponível pra mim a quantia que fosse necessária pra compra a casa, antes perguntei a Blankie se ela tinha preferência por algum lugar especial e ela me passo algumas cidades litorâneas pra mim ir atrás de casa.
Mas antes de sai Michael me obrigou a passar na casa dele:
_ Antes de ir pro aeroporto deixa isso com a Blankie – me entregando uma rosa vermelha.
_ Deixa comigo – me despedi e fui entrega a encomenda.
Deixei a rosa e fui pro aeroporto, Blankie foi comigo pra me ajuda com alguma coisa, no saguão eu fiz o check-in e embarquei rumo ao Brasil pra cumpri minha missão.....


avatar
Mimijak
Adm
Adm

Feminino Mensagens : 20561
Data de inscrição : 05/03/2011
Localização : Brasil

Ficha do personagem
MimiJak Invincible: 1

http://mimijak-mjj.forumsmusic.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Eu assessor do Michael Jackson

Mensagem por Mimijak em Ter Abr 19, 2016 1:35 am

Capitulo XI - Quando o Gato Sai o Rato Faz a Festa, no Caso o Gato é o James






George Michael - I want your sex



Por Blankie


Mike tava tão desesperado pra se livra do James, que ele não pensou duas vezes em mandá-lo por Brasil, de quebra eu tinha que fiscaliza pra ter certeza que ele tinha ido mesmo, eu tinha ordens expressas de só sai do aeroporto quando tivesse certeza que o James tinha viajado de verdade, Mike tava a 15 dias sem saber o que era um aconchego feminino, devido a um acidente nos ensaios, que nem ele tava se reconhecendo de tão estressado que estava. Quando vi o vôo do James decolando aguardei uns 30 minutos e liguei pro MJ:
_ Alô. – Mike atende com voz irritada.
_ Passarinho voando Mike – Falei sorridente
_ Graças a deus – Disse Mike aliviado do outro lado da linha - Vem pra cá me pega agora.
_ To indo – repliquei – Chego ai em 40 minutos.
_ To esperando.
_ Ah sim ele me deixo a rosa. Intacta dessa vez.
_ Aleluia. – Gritou ele do outro lado.
_ Até daqui a pouco.
_ Até.
Larguei o telefone no banco do carro e sai pro Stample Center pra pega o Mike, enquanto eu dirigi para lá, Mike colocava um fim nos ensaios mais cedo, até o Ortega estranho a alegria dele após o telefonema:
_ Ok minha gente ensaios encerrados por hoje, vão pras suas casas, um bom descanso e até quinta.
_ Ohh que alegria toda é essa MJ? Ganho na loteria? – brinca Ortega e Mike ri.
_ Melhor que isso. – Sorri maliciosamente – O meu amado assessor está voando pro Brasil nesse exato momento – Fazendo com as mãos o gesto de avião decolando.
_ Explicado, vai passa a noite com ela né moço – Fala Ortega as gargalhadas e dando um soquinho o braço de Mike que retribui.
_ Yes, Yes, - Fala cantando - A noite é uma criança Kenny, a noite é uma criança, vou toma um banho, minha carona ta chegando e eu não quero ta fedendo pra ela – Se encaminhando pros banheiros. – Não me procure até quinta – Adverte ele brincando.
_ Boa diversão sortudo – Grita Kenny – e o papai aqui encalhado – Sussurra ele e Mike ouve e rebate.
_ Relaxa cara quem sabe você não conhece uma amiga da Blankie solteira a procura.
_ Tem ouvido de tuberculoso Mike?
_ Não exatamente – Gargalha – To indo bye.
Depois da conversa rápida, Mike tomou seu banho, se trocou e se deixou pronto pra mata, em um terno de linho vermelho com detalhes bordados em preto que se moldava a perfeitamente a ele, por dentro uma camisa branca justa de botão e a velha clássica regata inseparável, uma calça de linho na mesma cor do terno feito sob medida, marcando bem o seu quadril atrás e na frente, deixando evidente seus melhores talentos naquela região, seus cabelos estava soltos cacheados, o visu entediante do liso escovado ele havia abandonado a pedido meu, o deixavam desejavelmente mais jovem e sexy que o habitual, os sapatos era o seus velhos sapato social preto. Sem esquecer de seu cheirinho tradicional e inconfundível Bal a Versalles. Com essa produção dele dá até vontade de levar pra casa. Nesse caso eu que levei:
_ Foi daqui que pediram carona – Falei parando o carro na frente dele.
_ Foi sim – Entro sentando no banco do passageiro e deixando claro no beijo desesperado e ávido de desejo que a noite ia ser longa.
_ Pra onde menino faminto? – Perguntei sem fôlego. – Pra sua casa ou pra minha?
_ Santa Monica.
_ Cidade vizinha? – Ar de desconfiança - O que está aprontando Peter?
_ Você vai ver – Me falou com olhar malicioso.
Mike me ensinou o caminho, era uma casa que ele havia alugado ate quinta, era uma residência estilo colonial clássico parecidíssima com a que estava morando em LA, era belíssimo o lugar, ele havia preparado tudo pra esses 3 dias, tudo que a gente ia precisa estava lá, entrei na propriedade e nos dirigimos pra casa após trancar o carro, a excitação de Michael era evidente, enquanto abria a porta principal pra entramos ele não tirava os olhos das minhas pernas, eu estava com uma sai curta mais ou menos no meio da coxa, com uma blazer um pouco menor que a saia, detalhe eu não estava com absolutamente nada por baixo de ambas, já que a noite era pra ser selvagem quanto menos melhor.
Quando finalmente abriu a porta, Mike me tomou de assalto em um beijo desesperado, sua língua dançava na minha boca e a minha na dele, ele trancou a porta sem nem olha enquanto colocava a mão por baixo da minha saia e constata a falta de alguma coisa ali:
_ Você tá sem calcinha? - Descolo a boca da minha e fazendo cara de surpreso.
_ Serio? Putz nem percebi – Ri maliciosamente.
_ O que mais de surpresa você tem ai? - Pergunto com um beijo que fazia nossos corpos ferverem de desejo.
_ Porque não vem descobri?
Não precisei continua essa provocação por muito tempo, ele prontamente me abraço pela cintura, me erguendo em seus braços (sou baixinha esqueci de crescer 1.60 de altura), eu imediatamente enlacei minhas pernas em seu quadril, senti todo seu desejo manifestado por cima da calça, tanto eu quanto ele sabíamos que era questão de encontrarmos um lugar confortável pra nos entregarmos um ao outro, nos beijamos com toda fome do mundo enquanto ele procurava um lugar na casa pra nós, Michael encontrou a biblioteca que por sorte havia um divâ, ele me acomodou lá e começou a explora todo meu pescoço, colo, sua mãos hábeis logo desabotoaram meu blaze. E fez a segunda descoberta da noite:
_ Você veio preparada pra tudo hoje não foi?
_ Você nem imagina o quanto – Disse o puxando de volta pra mim e dessa vez eu o despia de suas roupas, com as pontas dos dentes eu dava leves mordidas em sua orelha o fazendo delirar, tirei seu terno e a camisa e nem vi onde joguei, enquanto ele percorria minhas pernas com uma de suas mãos, avancei sob sua calça praticamente arrancando os botões dela, deixei todo seu quadril a mostra pra mim e todos os seus atributos contidos neles, enquanto me deleitava com aquela visão magnífica ele terminava de me despir, sem pensar muito tirei a regata que separava o meu corpo do dele, explorei todo o seu corpo com meus lábios deslizando e beijando delicadamente no seu peito fazendo seu corpo estremecer e ele gemer baixinho.
Em um golpe rápido ele trocou de lugar comigo me deixando dominando a situação, ele enlouquecia a cada vez que eu ameaçava brincar abaixo da linha da sua cintura, nossos corpos imploravam pelo toque mais quente um do outro, então ele me segura firme pela cintura e em um movimento preciso dele, ele consegue extinguir a separação de nossos corpos, eu estando dominante na situação, começo a dançar sobre seu quadril de forma que seus gemidos e frases de declaração de amor inaudíveis são ditas por ele, Michael mergulha sua face em meus seios praticamente os degustando, como um fruto maduro que foi recentemente colhido, o sons de seus beijos me enlouquecem ainda mais fazendo com que nossa intensidade aumente, ele segura minhas coxas com mais firmeza enquanto vou alternando nosso ritmo, seus cabelos uma vez secos agora estão molhados como nosso suor. Nossos corpos começam a ter espasmos mais fortes e involutórios do que antes é inevitável nosso ponto alto se aproxima, Michael não se conteve e no momento exato que nossos corpos explodem na mais pura saciação de nossos desejos Michael solta um gemido forte e ao mesmo tempo melódico permanecendo abraço a mim por alguns minutos. Me dando leves beijos nos meus seios, em seguida olha nos meus olhos e diz:
_Eu te amo sabia. – Faço sinal positivo com a cabeça, estava sem ar, pois meu corpo havia explodido de desejo junto dom ele.
Pelos seus olhos eu sabia que a noite apenas estava começando e a biblioteca era só o começo....


avatar
Mimijak
Adm
Adm

Feminino Mensagens : 20561
Data de inscrição : 05/03/2011
Localização : Brasil

Ficha do personagem
MimiJak Invincible: 1

http://mimijak-mjj.forumsmusic.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Eu assessor do Michael Jackson

Mensagem por Mimijak em Ter Abr 19, 2016 1:47 am

Capitulo XII - A Viagem Para o Brasil








Enquanto os ratos fazem a festa, assim penso eu. Após umas nove horas de vôo, estou de volta a minha terra natal. Como minhas condições financeiras permitiam me hospedei em um luxuoso hotel de Copacabana. Hotelzão de frente pro mar. Pra alivia o estresse de trabalha com o Mike, me dei o direito de dois dias de descanso. Peguei uma praia, sentei a beira mar e tomei uma água de coco bem gelada. Dei uns mergulhos naquele marzão pra espantar qualquer espírito ruim que tava perto de mim, porque minha vida com o tornado Michael Jackson não estava sendo nada fácil mesmo.
Ao termino de meu pequeno e merecido descanso hora de trabalhar. Blankie me deu uma lista enorme de praias pra pesquisa e não ia ser nada fácil chegar nelas. Comecei pelo rio já que estava por lá mesmo, encontrei algumas praias pouco habitadas. Enquanto visitava uma a uma cada lugar especifico da lista da Blankie, não notei que estava sendo seguido por quatro brutamontes, verdadeiros armários 2 x 2. Quando estava saído do rio ou chegando não me lembro bem dos fatos, foi surpreendido por eles. Pareciam quatro touros bravos vindo pra cima de mim, tentei correr, mas não consegui fugi. Os quatro aspirante a Anorld shuwaszenegger me cercaram e começara a me bater, um correu com a minha mala e o outro com celular e dinheiro, tomei chute na cabeça, no pescoço, estomago, porrada no olho, na boca até o James Brown jr sofreu com a violência gratuita. Seria sorte minha se eu puder ter filhos depois de ser quase linchando na minha terra natal, fiquei ali apagado no chão ate que umas pessoas me encontraram e me levaram para o hospital, sorte minha que eles não acharam meu passaporte, documentos e o principal. Eles não encontraram, os cartões do Mike, eu tava ferrado se eles levassem isso.
Fiquei dois dias internado desacordado no hospital, quando acordei fiquei em observação mais três dias e fui liberado. Meu prazo ainda não tinha se esgotando ainda faltava uma semana pra fechar, mas tinha que volta pra casa de qualquer jeito se não eu ia parar num caixão antes que pudesse retornar, tive que liga a contra gosto pros pombinhos pra avisa que tava chegando. O telefone tocava, tocava e ninguém atendia.



Na casa da Blankie.



_ Ahhh – Som de prazer – Preciso atender esse telefone Mike.
_ Não atende, por favor, agora não. – Implorava Michael me assaltando o pescoço com leves mordidas que me faziam arrepiar.
_ E se for o James. – Barulho insistente do telefone ao fundo.
_ To pouco me lixando pro James, quero sabe da gente. – jogando seu corpo contra o meu.
_ Eu vou atender.
_ (palavrão impublicável do Mike)
_ Alô
_ Blankie graças a Deus você atendeu.
_ Quem está falando?
_ É o James.
_ James? Ta com uma voz diferente. – Estranhando a voz dele. – O que houve ai?
_ Fui assaltado no rio – Falando com dificuldade.
_ O que você disse? Não entendendo nada – exclamei confusa – Repeti devagar, por favor.
_ Eu disse que fui assaltado no rio.
_Assaltado? Mas como James? – Mike me olha serio com a sobrancelha arqueada como se não acreditasse no que acabou de ouvir.
_ Eu não sei. Acho que me seguiram aqui. - Cuspindo sangue dos dentes faltando. – Fui quase linchado aqui no rio.
_ James você é o saco de pancada oficial do Mike, ninguém pode te bater ou ameaçar de morte alem dele, ta no seu contrato. – Ironiza ela.
_ Dessa eu não sabia, olha to chegando ai amanhã, to embarcando hoje.
_ Como assim chegando amanha? – berrei com ele – Você fez o que te pedimos James?
_ Não eu não consegui e não tenho condições de ficar aqui.
_ E agora James precisamos da casa pra ontem.
_ Ohhh James sempre dando trabalho – Mike atrás dela com as mãos na cabeça quase em desespero, desliguei o telefone.
_ O que aconteceu dessa vez? – Pergunta Mike irritado.
_ O James foi assaltado no rio, mal pode andar.
_ Senhor daí-me paciência com o James, porque se tu me der força eu bato ate mata. – fala Mike p... da vida – E agora?
E ele ta voltando né – Falei desanimada. – Vai ter que manda outro, fazer o que? – tom de decepção na voz.
_ Ortega – Fala Mike rápido – Vou fala com ele, me dá o telefone – Pede Mike eufórico – Ele vai ter que me quebra essa urgente – Discando pro Ortega.
O telefone na casa de Ortega toca desesperado, após alguns minutos o próprio atende meio sonolento:
_ Alô – voz de sono.
_ Sou Kenny Mike.
_ Oi Mike. Tudo bem por ai?
_ Tudo. Estou te atrapalhando?
_ Não Mike. Não está, to rolando só na cama sozinho como sempre. – lamenta ele - Você está me ligando essa hora porque? Algum problema?
_ Basicamente – Hesitou ele - Preciso de um favor seu urgente, pode ser?
_ Peça – fala Ortega tomando um café pra acorda.
_ O energúmeno foi assaltado no rio e está voltando amanhã, será que dá pra você termina o trabalho daquela anta?
_ Nossa o James não tem sorte mesmo heim? – Gargalhando alto – Ok então eu estou indo. Mas arruma uma desculpa bem convincente pra mim nos ensaios ok?
_ Ok. Deixa que eu a jeito as coisas aqui com os cães de guarda. – completou - A Blankie está providenciando uma agencia aqui de turismo pra você conhecer as praias que tem casa pra alugar ou vender. É mais seguro pra você.
_ Valeu Mike. E quando o James Chega.
_ Infelizmente amanhã. – Bufando – Só espero que não levante suspeitas deles é a ultima coisa que eu preciso agora.
_ Relaxa vai dá tudo certo, confie em Deus.
_ Estou confiando nele desde o começo.
No dia seguinte ao telefonema. Mike cancelou os ensaios por uma semana alegando motivos pessoas para o Ortega ter sumido. Era o tempo que restava pra tudo acontecer sem levantar suspeitas de ninguém, na verdade era meu prazo. Mas como eu tive que volta antes do combinado, o Ortega teve que entra no meu lugar. Kenny embarcou pra cá mais rápido do que se previa, nem quero saber como eles conseguiram toda a documentação necessária tão rápido desse jeito. O fato era que um substituto estava a caminho e eu teria um período de recuperação pra poder por tudo em pratica como se previa. Enquanto eu voltava pros EUA pra toma uma segunda surra dessa vez do Mike, Kenny desembarcava aqui. Mas além da casa ele ainda iria sair no lucro com uma bela gata enquanto eu teria que esperar a boa vontade de Deus pra desencalha......


avatar
Mimijak
Adm
Adm

Feminino Mensagens : 20561
Data de inscrição : 05/03/2011
Localização : Brasil

Ficha do personagem
MimiJak Invincible: 1

http://mimijak-mjj.forumsmusic.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Eu assessor do Michael Jackson

Mensagem por Mimijak em Ter Abr 19, 2016 1:58 am

Capitulo XIII   - Ortega Vem ao Brasil em Segredo



Por Ortega.




Depois da ligação do Mike. Apressei-me pra arrumar as minhas malas enquanto esperava o e-mail da Blankie com a confirmação da minha passagem pro Brasil, eu não conheci o lugar, então resolvi confiar na namorada do meu amigo e fazer uma espécie de cruzeiro pelos principais pontos que a Blankie havia me indicado, me juntei ao grupo da excursão e embarcamos todos pro Brasil, após nove horas de vôo desembarcamos no galeão, seguimos pra um hotel a beira mar, que tinha uma bela vista por sinal, sai na varanda pra pega um sol, já que estava em um país tropical pelo menos uma cor no rosto e nos braços eu ia ter que pega.
Sento numa espécie de cadeira de palha, muito confortável por sinal apesar da aparência estranha, quando me deparo com a visão de uma deusa do lado da minha varanda. Ela era uma belíssima morena, cabelos curtos escuros até os ombros, seus olhos era uma espécie de mosaico de cores, pele clara corpo perfeito, eu ate esqueci que tava com um copo de Marguerite na mão e deixei cai quebrando e sujando tudo em volta, ela viu meu gorila e riu pra mim, e que sorriso iluminou meu dia, me abaixei pra limpa aquela bagunça toda e a minha deusa sumiu.
Descansei da viagem um pouco e na manhã seguinte saímos todos pro passeio a Angra, a minha deusa não sai da minha mente, já estava sem esperança de vê-la novamente antes do barco zarpar, quando a vejo correndo em nossa direção fazendo sinal pra esperar, por sorte o guia a viu. Fiquei pedindo a Deus pra ela sentado do meu lado. E fui atendido por ele. Nos apresentamos. Conversamos um pouco durante toda a viagem, não desgrudamos um do outro, mas o que é bom dura pouco, tive que fechar negocio numa casa no nordeste, e ao termino da tour tinha que volta pra termina os detalhes da “morte” do MJ:
_ Oh minha deusa pena que terei que volta pra casa.
_ Pega meu telefona Kenny, assim você me liga quando quiser. – Entregando o papel com o numero dela.
_ Pode deixar eu vou te ligar lolitcha, minha deusa.
_ E... Eu vou pros estado unidos hoje a tarde.
_ Serio? – Perguntei surpreso – Vai pra onde? Digo que lugar dos Estados unidos.
_ Las Vegas eu acho – Responde Incerta – Vou visita uma amiga.
_ Own eu moro em Los Angeles. Então me dá o numero da sua amiga assim a gente pode se encontrar lá, se você quiser é claro.
_ Mil desculpas não estou com o numero aqui só em casa. – Disse envergonhada – Não quero que pareça que estou fugindo de você, mas eu não decoro nada de primeira.
_ Não se preocupe então fique com o meu numero de Los Angeles, quando você quiser é só me ligar. – Entregando-lhe uma papel com meus contatos.
_ Pode deixar que eu vou te ligar sim. – guardando na bolsa – agora eu tenho que ir se não me atraso pro meu voo. Ate mais Kenny.
_ Até Lola.
Ela embarcou no dia seguinte a nossa conversa pra sua viagem pra Las Vegas. Já eu, embarquei no outro dia de volta pra casa, apesar de ter cumprido as ordens de Michael, demorei mais que ela pra ir por causa da documentação da casa que se eu esquecesse o casal me engolia vivo. Mas fiquei deprê o restante da viagem, minha deusa não sai da minha mente, seu sorriso seus lábios, seu corpo, seu cheiro de morango que me embriagava, ahh como eu queria ter tido coragem pra beijá-la, como eu podia ter sido tão covarde em uma hora dessas? Como? Definitivamente havia me apaixonado por ela, mas mal sabia o que estava me esperando quando chegasse a Los Angeles, por hora fico só com as lembras da minha deusa....


avatar
Mimijak
Adm
Adm

Feminino Mensagens : 20561
Data de inscrição : 05/03/2011
Localização : Brasil

Ficha do personagem
MimiJak Invincible: 1

http://mimijak-mjj.forumsmusic.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Eu assessor do Michael Jackson

Mensagem por Mimijak em Ter Abr 19, 2016 9:38 pm

Capitulo  XIV - Detalhes Finais – Quase Tudo Pronto



Por James


Quando eu pus os pés nos states, lá estava Blankie a minha espera, já impaciente pronta pra me matar:
_ Arg que foi isso James? Você ta todo quebrado – Disse ela visualizando o meu estado lastimável – Até o corcunda de Notredame ta mais bonito que você.
_ Obrigado pelo elogio, isso estimula meu ego.
_ Mike está fulo com você – Adverte ela. – O que você andou fazendo pra ser assaltado? E porque inferno não fez o que ele te mandou?
_ Eu não fiz nada, você sabe que o rio é um lugar perigo – Rebate – Fui pra três praias no nordeste antes de volta pro rio, quando voltei eles me pegaram.
_ Nada James? Nada? Deve ter bem posado de bacana pra isso acontecer com você, incompetência humana. – Me xingava enquanto andava pro carro – Entra logo ai que o Mike quer te decapita ainda hoje.
Blankie me levou pra casa onde o mike estava e como era de se esperar ele só não me matou por conta do episodio porque ainda precisava de mim porque se não.... na volta a Blankie me deixou em casa e tive o resto da semana pra me recupera do massacre gratuito para com a minha pessoa, nesse período de molho Mike vivia me mandando fazer ligações pra turma que ia ajudar ele na “morte,” a semana se passou rápido pra todo mundo, Ortega volto e uma nova reunião fora marcada com os envolvidos:
_ Então Kenny conseguiu a casa?
_ Sim Mike, fica em um litoral do nordeste, mas o lugar é quente viu. – Adverte Ortega – Não sei se você vai agüenta viver lá.
_ Não se preocupe amigo, pra isso que existe ar condicionado – Brinca Mike. – A única coisa que eu quero é ver minha Blankie feliz, qualquer lugar com ela pra mim é lucro.
_ To vendo que tá apaixonado heim! – Diz Ortega as gargalhadas
_ E muito, e muito Kenny eu nunca me apaixonei assim antes em toda minha vida, quero aproveita cada segundo disso.
_ Aqui está a documentação da casa, já foi tudo depositado e a escritura ta no nome da Blankie pra não desconfiarem. Desculpe se a casa não está ao agrado de vocês, mas foi a melhor que eu achei.
_ Sem problema Kenny qualquer coisa eu reformo – Disse Blankie agarrando Mike pelas costas e beijando.
_ Demoro heim moça! – Repreendendo docemente fazendo um dengo. _ Senti saudade.
_ Eu sei, é que tive que ir ver uma amiga que chego ontem de viagem do Brasil e está lá em casa passando ferias. – Acarinhando o rosto dele com as costas da mão.
_ Olha só Brasil – Disse Mike pensativo.
_ Que foi senhor Jackson já ta querendo me passa pra trás é? – Falou Blankie desconfiada. – Saiba que de mim você não se livra tão fácil assim. Tá em cana meliante – Falou rindo.
_ Hummm dessa cadeia eu quero é pena máxima e sem condicional. – Fala Mike nas gargalhadas – Tava pensando em apresenta ela pro Ortega.
_ Ah é boa idéia. – Concorda ela. – Ela está solteira mesmo a gente pode junta os dois.
_ Ei, ei, ei esperai vocês dois. – Grita Ortega - Não to tão desesperado assim não viu, não preciso de padrinhos pra namoro. – Reclama emburrado.
_ Ok você é quem sabe – Fala ambos rindo
_ Chame-o pra minha casa que eu cuido dela – Fala Blankie cochichando pra Mike que lhe responde com um gesto de jóia com as mãos.
_ O que vocês tão cochichando ai? – Indaga Ortega desconfiado.
_ Nada não – Diz os dois contendo a risada e saindo de fininho um pra cada lado.
Faltavam dez dias pro fim dos contratos dos equipamentos dos ensaios. Mike estava afoito com tudo, ficou acertado que ele iria sai pela fronteira do México na noite do dia vinte cinco mesmo e de lá ele pegaria o avião com o Danny, Mike, Blankie e por incrível que pareça eu. Ou melhor ainda, eu iria atravessa a fronteira com o Mike de carro, se ele não me matasse antes é claro. No dia seguinte fiquei incumbido de levar o Ortega a casa da Blankie pra esse encontro as cegas a contra gosto do Ortega.
Mas antes passei pra combina a hora com a Blankie. Bate a porta e quando ela se abre sou atendido por uma gata com cheiro de morango, pelo aroma aquele avião tinha acabado de sair do banho. Fiquei alguns minutos olhando aquilo tudo enrolado na toalha bem ali na minha frente, logo pensei:
_ Obrigado senhor alguém pra me amar. – Eu ali mudo na porta olhando pra ela.
_ Vai fica ai parado me olhando de toalha até quando heim? – Fala a moça quase batendo a porta na minha cara.
_ A.... a .... Blankie está? – Falei gaguejando.
_ Perai que eu vou chama – Ela se virou pra dentro e disse – Blan tem um idiota aqui querendo fala com você. – Gritou ela pra Blankie que não demoro a aparecer.
_ Quem é? – Vindo até a porta – Ah num é um idiota não Lola é só James mesmo. – Retrucou a minha amiga do peito pra não dizer o contrario – O que você quer?
_ Queria saber que horas que eu passo pra pega o Kenny? – Falei sem tira o olho de dentro da casa.
_ As nove James e pode ir tirando o olho que ela já tem compromisso – Retruco ela fechando a porta na minha cara. – Não se atrase James ou o Mike bebe seu sangue de canudinho.
_ Pode deixa – Falei desanimado, ai meu saco todo mundo se arrumando e eu ficando, lá fui eu pra casa do Ortega.
Cheguei na casa do Ortega na hora combinada, o cara já tava a minha espera e cheio de perguntas:
_ O que diacho o Mike quer comigo na casa da Blankie? – Pergunta Ortega confuso.
_ Não sei.
_ Não era mais fácil dizer por telefone, ou nos ensaios?
_ Realmente eu não sei Kenny – Falei desanimado.
_ Você está bem cara? – Pergunto o Kenny enquanto eu estacionava o carro. Está de mau humor desde que saímos de casa.
_ Estou ótimo Kenny – Respondi seco.
Dirigimo-nos pra porta da casa enquanto ele me enchia de perguntas que eu não estava afim de responder, toquei a campainha e depois de alguns longos minutos a espera de sermos atendidos, até que finalmente a porta se abre e o Kenny.....
_ Lola?
_ Kenny?
_ Desde quando você conhece a Blankie? - Pergunta os dois juntos.
_ Eu conhece a Blan em um fórum dela na net há alguns meses, e você?
_ Eu a conheço pelo através do namorado dela.
_ Ah já vi que vocês já se conhecem – Diz Mike chegando por trás de nós – Prazer meu nome é...
_ Michael Jackson – Diz Lola incrédula.
_ A Blankie está senhorita....? – Estendo a mão pra ela.
_ Lola – responde ela pegando na mão dele sem acreditar nos seus olhos. – Está sim - Responde ela meio que saído do estado de transe.
_ Bom melhor a gente entra, não vai fica legal nós ficarmos na calçada chamando a atenção dos vizinhos. – Diz Mike avançando em direção a porta – James está dispensado por hoje, boa noite tenha bom sonhos....


avatar
Mimijak
Adm
Adm

Feminino Mensagens : 20561
Data de inscrição : 05/03/2011
Localização : Brasil

Ficha do personagem
MimiJak Invincible: 1

http://mimijak-mjj.forumsmusic.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Eu assessor do Michael Jackson

Mensagem por Mimijak em Ter Abr 19, 2016 9:44 pm

Capitulo  XV - Love Is In Air Menos Para Mim






Por Blankie


Mike pede licença a jovem e entra na casa em busca de sua amada, no caso eu. Kenny vem logo atrás com cara de bobo com a surpresa inesperada ate pra nós:
_ Mike sem vergonha, desde quando você sabe dela? – Diz Ortega rindo de felicidade.
_ Na verdade estou conhecendo ela agora. – Explica ele – Resolvemos fazer esse encontro as cegas com você ontem lá em casa, mas você não queria vir.
_ Pois é Kenny ai tivemos que arruma uma desculpa pra você vir pra cá a força.
_ Não acredito que é você que está aqui.
_ Eu não acredito que estou conhecendo meu ídolo no sofá da sala da casa da minha amiga – Todos gargalham.
_ Desculpa Lola devia ter te preparado pra isso antes. – Me desculpei com ela – A minha intensão era justamente essa te apresentar ele, ou você acha que eu ia te chama pra los Angeles quintal do Mike e te deixar no vaco? De eito nenhum. Bom vou deixá-los sozinhos e, por favor, não quebrem o sofá da sala ok? – Falei fazendo sinal pro Mike vir comigo.
_ Eu pensei que o Mike ia ficar aqui com a gente.
_ Deixa eles irem amor vai ter muito tempo pra conversar com ele depois.
Retiramo-nos pra cozinha e fomos tomar um café antes de subir. Enquanto isso na sala....



Por Ortega


¬_ Estamos indo.
_ Vão lá seus dois danados – Grita Ortega – Valeu pela surpresa.
_ Ai que mico, te desprezei na frente do meu ídolo – Se desculpa a moça. - Mil perdões.
_ Não esquenta, Michael Jackson é Michael Jackson né, quem consegue competir – Ri Ortega.
_ Verdade – Concorda Lola.
_ Nossa não imaginava que sua amiga era a Blankie, você estava tão perto e eu não sabia.
_ É, eu que você trabalhando com meu ídolo também.
_ O Mike é maravilhoso, muito profissional em tudo que faz.
_ É bom ver o Mike feliz assim.
_ Estamos passando, boa noite crianças e não façam muita bagunça. – Fala Mike as gargalhadas empurrando a Blankie pro andar de cima.
_ Boa noite vocês dois – Gritei pros pombinhos boa diversão ai
_ Obrigado – Ouvi uma resposta ao longe
_ Nem tanto Lola - justificou ele - O assessor novo dele está sofrendo horrores com o humor variante dele.
_ Variante?
_ Sim. Mike está muito estressado e esse namoro com a Blankie está vindo bem acalhar. Ele está um pouco mais calmo o que deixa as coisas melhores pra ele se não o Michael já tinha infartado.
_ Não fala isso nem de brincadeira Kenny o mundo morre sem ele e eu também.
_ Fique tranquila que vai ficar tudo bem depois de This is it.
_ E aquele cara que estava com você é assessor do MJ?
_ É sim, é o James, porque já viu ele antes?
_ Ah ele teve aqui mais cedo e me viu só de toalha, tinha acabado de sai do banho quando ele chegou aqui. – Ouvi tudo estático Lola continuou – Ele ficou me olhando com cara de tarado por um tempo até a Blan aparecer.
Permanece mudo ao ouviu isso e pensei “mas que filho da mãe,” então tomei coragem e fiz um convite no mínimo tentador pra Lola.
_ Lola?
_ Sim Kenny.
_ Estaria sendo ousado demais se lhe pedir a você que fosse a minha casa amanhã? – Perguntei com as mãos frias de tão nervoso e com medo da resposta. – Para um jantar a dois, apenas eu e você.
_ Claro que não – Disse ela com um sorriso enorme nos lábios. –
_ Então amanhã eu mando alguém vir te buscar ok? As 8h pode ser?
_ As 8 está bom. – Confirma ela.
Barulho de vaso quebrando.
_ Acho que o Michael está se divertindo demais lá em cima.
_ É o que parece.
_ Quer dar uma volta? Podemos fazer um lanche aqui perto, na esquina tem uma lanchonete é simples, mas a comida é boa.
_ E quanto a eles Kenny? Não vão ficar preocupados? – Barulho de vaso quebrando de novo.
_ hahaha relaxa Lola aqueles dois estão tão ocupados que não vão nem perceber que saímos.
_ Melhor avisar antes de sairmos?
_ Tudo bem, mas acho que eles não vão nem nos ouvir.
_ Acho melhor. Fico mais tranquila pelo menos a gente aviso.
_ Ok.- concordei – ó pombinhos estamos saindo pra toma um lanche aqui na esquina, assim que terminarem nos liguem ok?
_ Kenny tranca a porta quando saírem tem uma chave extra na porta – Gritou Blankie do quarto.
_ Ok, já achei - Falou Lola – Vamos.
_ Bom passeio
_ Obrigado. Divirtam-se ai.
Saímos para um lanche que digamos assim não seria rápido já que o casal em casa estava a todo vapor, nos acomodamos em uma das mesinhas do lugar e enquanto esperávamos o nosso lanche fomos conversando pra nos conhecermos melhor. Afinal a viagem ao Brasil mal tive tempo de fazer isso, a cada palavra dela eu ficava cada vez mais fascinado com a desenvoltura dela. Era tão natural que me fazia sonhar com um futuro primoroso ao lado dela. Minha vida após a minha separação minha vida tinha ficado muito solitária, me dediquei a vida como ao trabalho pra fugir de problemas mais sérios, era o meu refugio ate a viagem que fiz pra ajudar o Mike.
A conversa fluía agradavelmente com o nosso lanche ate que uma ligação nos fez cair na realidade. Mike estava pronta ir pra casa e eu lhe daria carona, mas não iria ficar com raiva dele, não hoje que tinha ganhando o melhor presente da vida. Retornamos pra casa e a muito custo nos despedimos delas. Na manhã seguinte Mike eu vamos para os ensaios e as meninas ficam em casa se preparando pra noite daquele dia que prometia muito, a noite chega e as 8horas o carro para na porta da Blankie para pegar minha deusa..... (parte reservada a Lola só passada por MSN)



avatar
Mimijak
Adm
Adm

Feminino Mensagens : 20561
Data de inscrição : 05/03/2011
Localização : Brasil

Ficha do personagem
MimiJak Invincible: 1

http://mimijak-mjj.forumsmusic.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Eu assessor do Michael Jackson

Mensagem por Mimijak em Ter Abr 19, 2016 9:57 pm

Capitulo  XVI - Tubarão Rondando o Paraíso


Por Ortega


Após a noite intensa de amor acordei nos braços da minha deusa e com o telefone berrando na minha orelha. Relutei pra atender, mas não tive escolha olhei no visor e vi que era o Mike, que pela hora que estava ligando, algo grave devia ta acontecendo:
_ Alô – Voz sonolenta.
_ Ortega é o Mike, desculpa atrapalha seu Love, mas é urgente. – disparou apreensivo do outro lado da linha.
_ O que houve Mike? – Tom de preocupação na voz.
_ O Tohmei ta quase descobrindo tudo, vem logo pra cá agora.
_ Saco – Reclamei – To indo pra ai.


Por James

Depois que o Mike comunicou pro Ortega os acontecimentos, ele ligo pra mim, eu tinha que reuni o povo o mais rápido possível e correr com as coisas, faltavam dois dia pra tudo acaba. Na realidade Mike que tinha planejado tudo pra estréia da tour, mas teve que adianta as coisas devido a cobra que cuidava das finanças dele. O cara era do mal de verdade até de morte ele ameaço o Mike, que obviamente teve que se vira pra não vira presunto mesmo. Marquei uma reunião de emergência em outro lugar que não fosse a casa do MJ. Pra disfarça, disse pra levarem roupas de banho, pois usaríamos o pretexto de que iria ser uma festa na piscina. Tínhamos que tá preparados para o caso a víbora desse as caras.
Quando nós já havíamos acertado tudo pro dia 25, a naja aparece de surpresa tentando acabar com a festa. Mas por sorte o Mike havia pensado em tudo e tinha um agente do FBI disfarçado no meio dos envolvidos, que com uma escuta conseguiu gravar tudo que o Tohmei falou por Mike inclusive a ameaça que ele fez:
_ Ora, ora, ora Sr. Jackson – Caminhando em direção dele – Pensei que estaria nos seus ensaios e não numa festinha na piscina.
_ Pois é, eu estou apenas fazendo o combinado – ironizou o Mike – você não pode impedi que me convidem pra festas como essa Tohmei. Você pode toma conta das minhas finanças, mas a vida ainda é minha.
_ Continue com essa rebeldia e ela deixa de ser sua mais rápido do que possa imaginar – Falando próximo ao rosto do MJ – Não só a sua, mas a de sua família também. Como o mundo reagiria com a perda de seus preciosos filhos, hã? – Mike permanece mudo - Agora pare de brincadeira e voltei ao trabalho.
Mike toma um gole de tequila, enquanto Tohmei sai esbanjando um sorriso vitorioso na face, quando ele finalmente some na rua. Mike se vira pro agente e lhe questiona:
_ Será que isso já pode ser enquadrado como uma ameaça de morte agora? – Diz Mike ao investigador quando não há mais sinal do intruso.
Todos ficaram atônitos ao ouvirem essas palavras do Tohmei para o Mike. Ninguém se manifestou na hora, mas se a partir dali tinha alguém que duvidasse se aquilo era mesmo necessário, após esse episodio infame passou a ter certeza que era mais que necessário. Como já era dia 23 de junho e Mike ainda não tinha tomado sua decisão pra onde ir quando saísse do México, então por sugestão da Blankie Mike decidiu que iria pra Dublin Alemanha.
Rapidamente a festa se desfaz e começa uma verdadeira corrida contra o tempo, eu e uma equipe de desconhecido junto com a Blankie nós dirigimos a casa do Mike. Arrumamos tudo que o ele podia precisa pra sua viagem, roupas, sapatos, material de higiene pessoal, alguns DVDs foram ripados e CDs foram todos convertidos pra arquivos de mp3 e salvos no HD externo de 1 terabyte da Blankie, sem esquecer do notebook do Mike com todos os trabalhos inéditos que ele estava trabalhando em segredo de todos a gente não esqueceu e tudo mais que coubesse em 3 malas de mão foram levadas por nós. O resto JJ aviso que mandaria tudo o mais rápido que ela pudesse.
Como noticia ruim não correr voa adivinhem quem estava nos esperando quando já estávamos de saída? E logo quando achamos que tudo ia dá certo, o carcará sanguinolento aparece pra tenta impor medo na gente. Mas Blankie minha heroína respondeu a altura:
_ Ora, ora o que vocês fazem aqui com essas malas? – Pergunta Tohmei entrando na frente dela.
_ Hmm deixa me ver, as malas tão um pouco deprimidas e estamos levando pra dá um role pra cura a depressão – Diz ela ironizando - Faltam pouco menos de um mês pra tour começa, Mike tem que entrega a casa em 2 dias pra ir pra Londres. O que tu acha que a gente ta fazendo gênio? – O empurrando com muita gentileza de um mamute raivoso o fazendo cai da varanda da casa de costa no chão.
_ Não brinque com fogo senhorita – Diz Tohmei saindo do meio dos arbustos – Você pode se machucar.
_ Continua sonhando querido – Rebate ela - Quem sabe seu sonho se realizar um dia, mas até lá vou ser seu pior pesadelo.
Aquela cobra estava realmente incomodando a geral, mas a Blankie conseguiu pôr ordem na situação. Embarcamos as malas no carro e vazamos pra casa dela o mais rápido possível. Chegando lá desovamos tudo e rumamos pra casa do Danny pra avisa o rumo que o Mike ia tomar no dia 25, marcamos um horário pra ele pega a bagunça geral da gente. Era obvio que o monstrengo Afro - descendente, Ele é afro-descendente não podia ver nossa movimentação, então marcamos tudo pra madrugada. Como nego nasceu pra sofre, fiquei incumbido de fica de tocaia pra cobra não notar a nossa muvuca, não deu outra, durante boa parte do dia um carro suspeito ficou rondou a casa, em alguns momentos eu tive a nítida impressão de ver o Tohmei nesse carro, então liguei pro Mike:
_ Alô?
_Alô Mike? É o James.
_ O que você quer agora James? – Tom irritado na voz.
_ O Tohmei tá rondando a casa da Blankie. – Soltei a bomba. – O carro dele passou aqui 10 vezes desde que a gente chegou.
_ (palavrão impublicável) você ta onde agora James?
_ To na frente da casa dela olhando pra rua agora.
_ Avisa pra Blankie que ela tem que da o fora daí já, peguem tudo que puderem e vão para o aeroporto o mais rápido que possível James. Agiliza James não perde tempo, se acontecer alguma coisa com ela eu juro que mato aquela cobra com as minhas próprias mãos.
_ Pode deixa Mike. – Desliguei o telefone e fui avisa a Blankie pra correr com tudo e sumi da onde estávamos o mais depressa possível.
Pra nossa sorte Blankie não tinha tirado as malas do carro como programamos. Ela quis deixar para caso de emergência e tivéssemos que sair as pressas, eita mulher de sexto sentido apurado. Assim que comuniquei a ela os que estava acontecendo ela pratica como sempre pós tudo que deu em duas malas, ela não sai sem sua coleção do MJ nem que o mundo se acaba em lava, ela colocou o no carro as coisas que ela ia precisar o resto ficaria a cargo de Janet.
Enquanto nós estávamos na casa da Blankie ela embalou tudo e deixou fora do alcance dos olhos dos intrusos, no caso um intruso especifico, com a porta da garagem fechada dava pra abastecer o carro sem levantar suspeitas. O que nos ajudou muito nesse momento, enquanto o carro do Tohmei foi da uma voltinha no quarteirão pra despistar a gente, nós aproveitamos e vazamos da cada o mais rápido que deu. Esse joguinho de gato e rato estava ficando interessante e logicamente estamos torcendo pra alguém se dar mal e nesse caso não era o Mike. Depois de da um perdido máster no carcara rumamos pra casa do Danny com tudo que havíamos conseguido levar no carro do Mike e da Blan....



avatar
Mimijak
Adm
Adm

Feminino Mensagens : 20561
Data de inscrição : 05/03/2011
Localização : Brasil

Ficha do personagem
MimiJak Invincible: 1

http://mimijak-mjj.forumsmusic.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Eu assessor do Michael Jackson

Mensagem por Mimijak em Ter Abr 19, 2016 10:11 pm

Capitulo XVII - 25 de Junho Começa o Show do Século





Tínhamos pouco tempo pra embarcar tudo e da o fora da cidade sem levantar suspeitas, era obvio que o carrasco ia descobri depois de um tempo que fora enganado. Era dia 24 e as coisas estavam ficando apertadas quanto mais corríamos parecia que mais o carcara se aproximava da gente. As malas já estavam no avião e o Danny já as tinha deixando no México como combinado. Tudo estava pronto, mas só faltava um detalhe. Como o MJ iria ser dado oficialmente como morto sem estar morto? Liguei para o Ortega pra ele nos ajudar nessa missão árdua e complicada, ao chegar ele se lembrou do medico que iria nos ajudar no hospital e logo correu pra ligar pra ele:
_ Robert tudo bem é o Ortega.
_ Oi Ortega como estão indo os planos? Tudo certo pra amanha?
_ Quase.
_ O que houve? – Respondeu preocupado - Posso ajudar em alguma coisa?
_ Pode. Bom acho que pode.
_ Então é só dizer.
_ você conhece alguma substancia que induza ao sono simulando a morte?
_ conheço sim. Porque?
_ O Mike precisa dela pra poder sair de casa e ir pra ai sem levantar suspeitas. – explicou – tem ela por ai?
_ Tenho sim, vou levar ai agora me esperem.
Com a parte do remédio resolvida. Me sobrou o trabalho pior que era de tocaia o Murray e o Tohmei, as coisas começaram a ficar estranha. E como eu suspeitava o sacana do medico tava sendo informante do carcará. Só precisou de um descuido meu pro infeliz ligar e passar a informação, pelo que pude ouvir ele chegaria em menos de meia hora. Tive que correr pra avisar o Mike, por sorte o medico que já tinha trazido o medico e Mike só tinha que tomar. E tempo estava correndo e assim que soube dos fatos Mike tomou o medicamento.
Faltava meia hora pro Tohmei chegar o cara, parecia que tava mesmo de tocaia. Ele tava indo lá só pra conferi se o Mike tava mesmo fazendo o que mandava e investigar a informação do Murray, mas dessa vez o Mike tinha uma surpresinha pra ele. Quando os meninos saíram de casa, Mike tinha acabado de ingerir o tão remedinho. Mike só teve tempo de chega na cama e deita apagando imediatamente, eu o cobri com os lençóis habituais e esperei. Meia hora depois da bela adormecer, chega o carcará todo pomposo com seu ar de superioridade, mal sabia o que lhe aguardava no quarto do Mike:
_ Muito bem – Indagou ele – Chega de brincadeiras, onde está a moça? – Disse ele praticamente espancando o Mike, que obviamente nada reagia. - Para de palhaçada senhor Jackson – Retrucou irritado – Eu sei que dorme pesada, mas isso já está sendo ridículo até mesmo pra você. – Sacudiu-o novamente – Já estou me cansando disso. Acorde, vamos acorde. – Sacudiu-o outra vez e nada, já irritado ele gritou pelo medico.
_ Murray!!!
_ Sim. – Respondeu o medico assustado.
_ Veja porque esse idiota não acorda – Disse ele assim que o medico chegou ao quarto, sendo logo recebido aos berros pelo Tohmei que estava furioso com o Mike.
O medico começa a verifica a pressão nada, pupilas não reage, respiração não existe, é o Mike tava “morto”, graças ao remedinho de falsa morte. Mas o Tohmei não precisava saber. Enquanto o Mike estava “morto”, ou melhor, dormia profundamente. Dei a ordem aos dois seguranças um ligaria pra emergência e o outro buscaria a falsa ambulância de paramédicos. Em menos de 10 minutos o grupo fake chego dando ar de eficiência ao caso. Colocaram o Mike na maca e seguiram para o UCLA Medical Center, Kenny já estava lá com o medico conhecido de lá que fez questão em ajudar em tudo assim que soube do caso antes de tudo começar. Assim que os fakes chegaram com o “corpo” do Mike, ele logo se prontificou a assumir o caso para tentar “socorrer” ele.
O medico que sabia da tal droga e quanto o Mike havia tomado já que ele próprio o tinha orientado logo ele precisava apenas dá cobertura até o efeito passa. Jermanie que já está de sobre aviso, já que eu liguei pra e ele avisando do inicio de tudo. Achou melhor evacua o hospital quando o Mike acordasse e fica só a equipe que tava envolvida na maracutaia. Assim era mais fácil quando o Mike voltasse do efeito da droga não assustaria nenhum desavisado, ou quase nenhum. A essa altura os fãs e imprensa do mundo todo já sabiam da “morte” e tomavam a frente do hospital em busca de mais informação. Aquilo viro um inferno em questão de minutos, ninguém conseguia entra ou sai do lugar. Nem eu sei explica como a família entro sem serem visto. Já era mais de meio dia num lembro bem ao certo se já tinha passado desse horário quando o Jermanie anúncios dos fatos.
Enquanto o Mike não acordava. Eu providenciava para que um helicóptero transferisse o “corpo”, no caso o Mike já estaria acordado, para o IML local. Mas na verdade haveria uma parada antes pra troca de aeronave e também por um corpo falso no lugar do dele. Mike já estaria disfarçado como um dos caras da equipe de paramédicos que efetuaria a troca. Estava tudo pronto pra agir só falta um detalhe fecha com chave de ouro, e La foi eu buscar. Entrei no carro e fui direto ver como estava o sócia do Mike. Todos da equipe sabiam que ele não estava muito bem, então fui visitá-lo. Alguns anos esse cara que era idêntico ao Mike descobriu que estava doente e que não teria muito tempo de vida. Quando Michael soube que ele estava gravemente doente fez questão de ajudar em tudo que o sócia precisasse. Cheguei lá embora em um estado lastimável ele estava bem, doença terminal é duro pra qualquer um, imagine pra ele.
_ E ai cara como está? – perguntei sentando-me ao lado da sua cama.
_ Estou sobrevivendo. E o Mike como está?
_ Ele vai sair de cena hoje.
_ Estou torcendo pra ele ser feliz, ele merece.
_ Verdade.
_ Diz pra Blankie que eu nunca vou esquecê-los pelo que fizeram por mim.
_ Ei. Não desista você vai dizer isso pessoalmente pra eles.
_ Não se iluda James, essa será a ultima vez que você vai me ver. – Disse ele com lagrimas nos olhos e muita dor no rosto. – agradeça-os por mim, por favor.
Ele estava certo ele não viveria muito tempo pra falar com o Mike de novo. Após a rápida visita voltei pro hospital, mas não consegui evita uma coisa chata acontecesse e o Mike ia me comer vivo por isso. Sai da casa do sócia o mais depressa possível o remédio estava pra acabar o efeito e eu tinha que conseguir tira o Michael de lá do hospital o mais depressa possível ante que tudo vá por água a baixo. Parece que quanto mais eu corria contra o tempo pior estavam às coisas. As ruas estavam um inferno pra transita todo mundo resolveu ir pro UCLA após a divulgação da “morte” do MJ, estava torcendo pro Tohmei não ter a mesma idéia e conferir de perto a historia. Falando no diabo. Quem eu vejo indo em direção do hospital? Ele mesmo. Não pensei duas vezes e liguei pro Kenny:
_ Kenny ferro tudo, o Tohmei esta indo pra ai confirma pessoalmente a more do Mike.
_ Como você sabe James?
_ Acabei de cruzar com ele na rua. A gente tem que correr não deixa ninguém chega perto do MJ antes do remédio passar o efeito, se o Tohmei pegar o Mike acordando lascou tudo.
_ Pode deixar eu vou falar com o meu amigo medico pra proíbe a entrada na sala onde o Mike está. Se ele aparecer aqui eu vou tentar impedi-lo.
Assim que desliguei arrumei um jeito de ir mais rápido pro hospital e evitar que o Tohmei pegasse o Mike com a boca na botija, enquanto isso o Kenny da o jeito dele de evitar que o carcará entrasse no necrotério pra ver de perto o Mike, trabalha pro Mike é dose...


avatar
Mimijak
Adm
Adm

Feminino Mensagens : 20561
Data de inscrição : 05/03/2011
Localização : Brasil

Ficha do personagem
MimiJak Invincible: 1

http://mimijak-mjj.forumsmusic.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Eu assessor do Michael Jackson

Mensagem por Mimijak em Ter Abr 19, 2016 10:43 pm

Capitulo  XVIII - Um Copinho D’Água Com Açúcar Pro Legista, Por Favor.






Enquanto me dirigia pro hospital o mais rápido possível pra chega antes do Tohmei. Algum médico desavisado resolveu averigua o corpo do Mike pra saber a possível causa morte, mas o que o cara não contava era com o que ia acontecer com ele. Enquanto eu não chegava, o Mike foi levado pro necrotério do hospital UCLA medical Center. Mas esqueceram ou por vaidade do cara vai saber não avisa pro legista que não mexesse no “corpo”. O efeito da droga estava previsto pra acaba em 40 minutos, graças a Deus o manézão era lento de mais na preparação do instrumental, porque senão o Mike tinha ido dessa pra melhor por conta do legista. O cara levou uns 30 min pra montar a mesa de instrumental e eu correndo feito um maluco pra evita uma tragédia, mas tava difícil de entra devido a multidão na porta do hospital. Por providencia divina cheguei antes do carcará.
Enquanto isso o cara pega o bisturi e começa abri desavisadamente o peito do Mike. Vão por mim eu não queria ta na pele do legista agora. Quando ele faz a primeira incisão de mais ou menos 8 cm de extensão, o Mike acorda e agarrar o braço do legista. O cara gritava feito um louco desesperado:
_ Ai meu Deus socorro – Mike se levanta da mesa meio tonto – Eu sou muito jovem pra morrer – Legista gritando histérico.
_ O que você fez comigo? – Pergunta Mike meio sem entender nada – Cadê minhas roupas? - Se dando conta que estava nu.
_ Ai Jesus, juro que não fiz nada. Pelo amor de Deus, me deixa sai daqui. – Legista tenta sai correndo, derrubando tudo em volta tentando se solta. Mike solta o cara que se Poe a correr feito um louco e atropelando tudo que vê pela frente. Finalmente consigo entra no hospital e vou até o necrotério, no caminho encontro com o cara correndo louco, alucinado aos berros:
_ Ele ta vivo, ele ta vivo. – Abracei ele pra impedir de estragar o plano.
_ Quem ta vivo?
_ O Michael Jackson. Ai meu Deus. Ele pego no meu braço e se levanto. Me senti no lugar da Ola Ray no clipe thriller, ai Jesus eu não nasci pra isso. – Falando descompassado quase que eu não entendo nada.
_ Cadê ele agora? – Perguntei tentando acalmá-lo.
_ Oh meu pai eterno eu vou sai desse emprego, não nasci pra isso – Falo legista desconexo no que diz.
_ Cadê o Mike? - Perguntei de novo sacudindo o cara.
_ Ta na sala de autopsia – Querendo desmaia.
_ Vem comigo.
_ Não senhor, pelo amor de Deus. Não me faz volta lá não, pelo amor de seus filhinhos, por favor. Não ti fiz nada pra merecer esse castigo. - Sai andando e levando o cara pelo braço, enquanto ele se esgoelava de grita.
Quando entrei na sala Mike tava escorado com a cabeça baixa apoiada sobre os braços, quando o chamei ele levanto-se e eu pode ver uma cena que me deixo em choque. Vi o corte no peito dele, ouço um barulho de peso caindo quando eu olho pro lado o legista havia desmaiado. Olhei em volta e encontrei um telefone. Liguei pra recepção e pedi pro medico amigo do Ortega que estava no esquema e combinadamente de plantão naquele dia pra descer.
_ James você demorou como sempre – Falo o Mike com expressão de dor.
_ Foi mal. A entrada lotada de gente e jornalista, ta um inferno pra entra, desculpe chefe.
_ Só não te soco porque to sem força agora, mas deixa eu melhora.
O medico chega e vê o estrago do legista. Rapidamente segura o Mike pra não cai, o poe na mesa e o kit de sutura. Anestesia ele e tapa o buraco que o legista fez:
_ É Senhor Jackson vai fica com uma bela cicatriz dessa sua aventura heim. – Brincou o medico, fazendo o home ri.
_ Só não sei se a patroa vai gosta dela.
O medico levou o Mike pra uma sala, o deixando lá tomando soro. Já eu fui providencia uma roupa pro Mike vestir. Como não tínhamos um corpo do tamanho do Mike pra ser transportado de helicóptero, tivemos que usar um cara menor que ele e sem nota o Mike entro em um saco do necrotério branco e ele ficou por cima do outro corpo. A aeronave alçou vôo e seguiu pra o heliporto do IML de Los Angeles. Mike teve que ir sozinho com a equipe e sem perceber ele cometeu uma gafe, por sorte que poucos conseguiram nota sem ver mais de uma vez. Ele se mexeu dentro do saco no helicóptero e tinha uma teve filmando e por sorte pegou de um péssimo ângulo e mal dá pra nota sem presta muita atenção. Quando conseguiram desvia a atenção, Mike assumiu o lugar do cara que estava na porta com um capacete que não dava pra identificar que era ele. Houve a remoção do corpo e a equipe seguiu pro destino combinado.
Tudo acompanhado de perto pelas TVs. Enquanto o corpo falso ia de ambulância pro IML, Mike e os fakes chegavam a outra parte da cidade sem serem notados e eu já o esperava lá esperando. Já era 16 horas da tarde quando eles pousaram no heliporto, pra sorte da gente o Tohmei não havia se tocado ainda do golpe que estamos dando. Mike seguiu pra casa dos pais escondido no porta mala do meu carro onde ficamos escondidos lá ate anoitecer e o povo esquecer um pouco da situação. Embora a casa tivesse lotada de gente da imprensa em frente.
Quando tudo se acalmo Mike e eu nos despedimos dos seus filhos e fomos direto pra fronteira do México. Saímos por volta das 10h da noite de Los Angeles e após umas 3 a 4 horas de viagem chegamos a fronteira e por conseqüência paramos pra abastecer. Mike devido o cansaço do dia acabou adormecendo no banco de trás do carro. Quando paramos no posto ele acabou acordando e sendo visto pela frentista, que pra nossa sorte não sabia ainda da morte dele. Abastecemos e seguimos viagem sem problemas, chegamos ao local combinado aproximadamente as 3h da manhã e Blankie estava nos esperando inpaciente:
_ Oi meu anjo – Diz Mike a Blankie tomando a num beijo de fazer inveja
_ Saudade.
_ Eu também.
_ Oi James.
_ Oi
_ Então deu tudo certo?
_ Quase tudo, mas dos males o menor.
_ Como assim quase tudo? – Espanto na voz. – O que aconteceu?
_ Digamos que eu quase fui autopsiado – Mostrando os pontos. - Mas eu to aqui.
_ James eu te mato – Tentando me pega e o Mike impendido. – Como você pode deixa isso acontecer com ele.
_ Calma estou bem – Dizia Mike tentando segura ela.
_ Não tive culpa o hospital tava lotado.
_ Eu peço pra tu cuida dele e você me traz ele com pontos James – Mike a segura pela cintura, que ta esperneando pra tenta me pega.
_ Tinha gente de mais não deu tempo de chega.
_ Calma, calma. Já passo – Dizia Mike – To aqui não to, esquece isso agora – Beijando no pescoço.




Depois de ser quase espancado pela Blankie. Entramos no jatinho Fretado com o Danny e seguimos direto pra Alemanha. Pousamos no heliporto do castelo do Mike em Dublin. Desembarcamos e Mike foi logo dando as boas vindas para todos, alguns empregados de confiança de Mike já estavam lá cuidado de tudo:
_ Olá a todos e bem vinda a minha nova vida. Daqui pra frente nada de perigos ou cobranças desnecessárias. Eu sei que meus fãs vão sofrer com tudo isso, mas foi um mal necessário. Ou eu fazia isso ou morria mesmo. Espero que um dia todos me entendam. Feliz vida nova. E mais uma coisa ninguém me viu aqui oficialmente estou morto, tenham um bom dia – Falou ele com um largo sorriso no rosto com a Blankie grudada na cintura dele.
Chegamos em cima da hora do almoço e tinha um verdadeiro banquete preparado pra nós. Lola e Ortega já haviam chegado um dia antes e estavam perdidos nos chamegos em um dos quarto da casa. Não demorou muito e eles se juntaram ao casal celebre pra comer, já o escravo aqui teve que volta pros EUA pra continua na farsa e com o plano do Mike. Na volta pode contemplar o Tohme p*** da vida com a morte do MJ, mas ele não podia fazer nada agora:
_ Que ódio era pra mim ter matado aquele miserável – Foi a ultima coisa que ouvi antes de sai da sala dele. Eu tinha ido lá deixa uma copia do testamento do Mike.
Descobri nessa tort... digo experiência toda que meu ídolo era um gênio. O fundo da família Jackson que havia citado no testamento Mike tinha livre acesso já que ele e o John Blanca haviam ficado como administradores da herança do MJ. Mike dava as ordens e o John cumpria, não vou revelar o nome novo do Mike pra não poder dar brecha ao Tohmei. Pois ele não me contou e eu achei melhor assim, pra minha própria segurança. AEG achou um jeito de não perde com os investimentos e lançou o filme da tour This is it, que o Mike logo trato através do John Blanca de garanti uma gorda porcentagem dos lucros do filme. Da mesma forma foi com a musica. Em outubro a casa do Mike fica pronta no Brasil e eles finalmente podem viajar pra mora no local onde a Blankie escolheu no nordeste. Casona de frente pro mar. Ortega e Lola se casaram na segunda semana de dezembro um pouco antes do natal e Mike escolheu a virada do ano pra se casar com a Blankie. A festa foi linda a minha amiga estava com um vestido bege, que em nada lembrava um vestido de noiva. Mike preferiu usar a mesma vestimenta da capa da Ebony. Confesso que os dois estavam lindos e a cerimônia foi rápida. Mike devidamente legalizado pra viver no Brasil. Já que casou com uma brasileira foi curti o novo estado civil junto com o amigo Ortega também casado. Enquanto eles curtiam a lua de mel, lá estava eu servindo de candelabro pra eles. Quando eu tava quase desistindo de me sai bem dessa, eu avisto uma coisa linda de cabelos castanhos pele alva de biquíni vindo em minha direção:
_ Ai Debbie chega mais pra aumenta a família - Grito Blankie no colo do Mike.
_ Olá Jameszinho – Diz Debbie toda encabulado pra mim - Posso me sentar aqui?
_ Claro.
_ É eu acho que o James no fim das contas se deu bem. – Estava beijando Debbie calorosamente.
_ Depois da tortura que eu fiz ele passa? Deixa ele se diverti, ele tá de férias. – Diz Mike beijando Blankie com carinho – Agora quem quer se diverti sou eu.
E ficamos nós seis sentados numas cadeiras de praia na beira mar, tomando água de coco gelada e aproveitando a vida. Enquanto ela pode ser vivida e assim termina nossa historia de como virei assessor do Mike e as minhas confusões. Agora você deve ta se perguntando e o Tohmei? Isso é conversa pra outra historia. agora eu quero aproveita...... As beijos com a Debbie.....






Escapar

abra, 6
ele fugiu!

Para onde me viro, não importa para onde eu olho
Os sistemas em controle, está tudo escrito no livro
Eu tenho que fugir, so assim posso esparecer a minha mente,
Escapar. é isso que eu preciso,
Ir para longe desses olhos eletrônicos

Não importa onde eu esteja, eu vejo meu rosto ao redor
Eles perguntam pelo meu nome, e o espalham de cidade á cidade
Não tenho um lugar para fugir, mas não há necessidade de se esconder
Eu tenho, que achar um lugar,
Então, eu não irei desaparecer por completo
[refrão]
escapar, tenho que me livrar do sistema falido desse novo mundo
escapar, a pressão que eu sofro por relacionamentos que acabaram
escapar, o homem com a caneta que escreve as palavras que mentem sobre esse perseguindo!
escapar,eu faço o que eu quero, porque não devo contas a ninguém senão somente a mim mesmo

(kylie minogue)
As vezes eu sinto, como se tivesse que fugir


Eu tentei dividir a minha vida com alguém que eu pudesse amar
Mas, joguinhos e dinheiro era so nisso que ela pensava
Como pode ser minha culpa se ela esta estrangulada e morta
Estou cansado de jogos ,e hora de mudar

Qual o porque disso, não posso fazer o que quero (ooh)
Invadindo minha vida privada, eu não vivo por você(você)
Então não tente me dizer o que é melhor para mim
Você se preocupe com seus problemas ,
Eu posso fazer o que eu tiver vontade.

hoje (eu tenho que fugir)
(você não sabe que preciso disso)
(eu tenho que fugir) (fugir)
(não tente)
(pressão, que eu encaro todos os dias)
2x(pare, agora)
(hoo-hoo)

quando eu for,(oh,for) esse problema mundial não vai mais me incomodar (repete)
problema mundial me preocupa .


4xescapar


escapar, fugir
o homem com a caneta(vá embora)
eu faço o que quero, faço porque e so da minha conta
escapar.


Fim




avatar
Mimijak
Adm
Adm

Feminino Mensagens : 20561
Data de inscrição : 05/03/2011
Localização : Brasil

Ficha do personagem
MimiJak Invincible: 1

http://mimijak-mjj.forumsmusic.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Eu assessor do Michael Jackson

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum