Traduza esta Página
English plantillas curriculums vitae French cartas de amistad German documentales Spain cartas de presentación Italian xo Dutch Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
King Of Pop

Buscar
 
 

Resultados por:
 


Rechercher Busca avançada

Navegação
 Portal
 Índice
 Membros
 Perfil
 FAQ
 Buscar
Últimos assuntos
»  Um Amor de Padrinho
Sex Set 02, 2016 10:55 pm por Mimijak

» Michael Jackson In Memoriam. Remembrances (Ingles)
Sab Jul 09, 2016 4:09 am por Mimijak

» Todos os Livros Sobre Michael
Seg Jun 13, 2016 1:29 am por Mimijak

» Simplesmente MICHAEL
Seg Jun 13, 2016 1:16 am por Mimijak

» Michael Jackson = A Visual Documentary 1958-2009
Seg Jun 13, 2016 1:08 am por Mimijak

» LoveIsHIsMessage
Qui Maio 26, 2016 7:41 pm por Mimijak

» Curso de Ingles Online: Qual Escolho?
Ter Maio 17, 2016 1:17 am por Mimijak

» Mini-fic - Favores
Dom Maio 15, 2016 1:07 am por Mimijak

» Insana Obsessão
Qui Maio 12, 2016 2:13 am por Mimijak

Meu MSN
Meu MSN – Venha conhcer - Click Aqui e vá  para o Meu Perfil
Michael Is Invincible - diHITT– Mimijak Invincible
 Michael Is Invincible – Mimijak Invincible - Click Aqui e vá  para o Blogger
Dangerous
DANGEROUS MJ- Click Aqui e vá  para o Fórum Dangerous

Preciso de vida

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Preciso de vida

Mensagem por Mimijak em Dom Abr 17, 2016 9:34 pm

Preciso de vida


Sinopse: Um jovem garoto de nome Michael sofre um acidente fatal na antiga casa onde ele e sua familia morava, abalada a familia se muda pra outra cidade, mas a alma de Michael permanece na casa, recusando-se a deixa pra tras sua familia, Michael acaba ficando encarregado de assombra a casa enquanto não descobre um meio de voltar ao mundo dos vivos. Quando ele estava qse desistindo ele conhece uma jovem que pode ajuda-lo. Será que um amor verdadeiro pode trazer Michael de volta a vida? Descubra em......



Michael Jackson - Preciso de Vida


Insipiração: Clip da Música Ghost



Tema Principal da fic:

Michael Jackson - Ghost



Capa:


avatar
Mimijak
Adm
Adm

Feminino Mensagens : 20561
Data de inscrição : 05/03/2011
Localização : Brasil

Ficha do personagem
MimiJak Invincible: 1

http://mimijak-mjj.forumsmusic.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Preciso de vida

Mensagem por Mimijak em Dom Abr 17, 2016 9:42 pm

Capitulo I - Michael Jackson – Preciso de vida



Era os anos 30, uma família muito rica e suntuosa viva numa cidade pequena, eles tinham três filhos o mais velho de nome Michael e o mais adorado da casa, a do meio Queila super apegada ao mais velho, e o mais novo caçula Andrew. Tudo na família girava entorno do mais velho, a palavra dele era ordem na casa, todos o amam apesar de ser mimado por todos, ele era sempre gentil e cordial com as pessoas que o cercavam, nunca maltratava quem estava abaixo dele. Michael estava na adolescência e estuda em uma escola próxima a sua suntuosa mansão.
Certo dia ele resolveu trazer alguns colegas para conhecer sua casa, todos os amigos foram bem recebidos, tiveram lanches, jogos, ouviram radio, conversaram sobre garotas, tudo que os adolescentes fazem naquela idade eles fizeram, bem quase tudo, mas enfim havia um cômodo na casa que era intocado, era proibida a entrada de quem quer que fosse, até que um dos garotos resolveu averiguar o que havia de tão misterioso naquele lugar, o cômodo era no alto de uma escada que ele subiu-a e viu que a porta estava entreaberta, a passos leves ele adentrou no quarto, Michael deu por falta de um dos amigos e logo se pôs a procurá-lo.
Todos o ajudaram na busca até que um dos garotos notou que a porta de um dos cômodos estava aberta e era justamente a porta do quarto proibido, logo se dirigiram ao local para ver quem era e retirar o intruso lá. Ao adentrar no quarto um dos garotos de nome Jeremy, o que havia sumido tinha encontrado uma arma de fogo escondida no lugar, Michael ao perceber o perigo que o amigo corria tentou pegar a arma de volta, mas não obteve sucesso:
_ Jeremy me dá essa arma isso é perigoso. Exclamou Peter.
_ Que nada deixa de besteira nem ta carrega. “Isso é o Jeremy pensava”, mas não estava descarregada. Um dos garotos tenta pegar das mãos de Jeremy para ver melhor o novo “brinquedo”, uma briga se forma Michael tenta separar, mas é empurrado em cima de um suporte de madeira com umas estacadas de metal daquelas usadas em troque de magia. A queda foi fatal Michael tem o corpo todo perfurado o garoto não resiste aos ferimentos e morre ali mesmo, os outros garotos fogem deixando o local, quando o pai de Michael chega se depara com a cena chocante. Não há mais nada a fazer, ele havia ficado muito tempo ali já estava morto. A tragédia abalou toda a família não havia como nega, a perda do mais velho foi sentida por todos, especialmente por Queila a irmã mais ligada a ele.
O pai de Michael era muito rico, ele trabalhava com mágicas por isso no porão havia o tal suporte de madeira. O garoto foi enterrado no cemitério da casa como era de costume fazer nas famílias antigas. Após o longo e doloroso funeral a família mudou de casa por não agüentar viver no lugar onde o seu filho mais amado havia morrido. Mas Queila sentia que ainda iria ver o irmão mais uma vez.
Na casa foram deixados todos os pertences de Michael nada fora levado para que as lembranças dele não voltassem à tona e principalmente a dor da sua morte, o garoto fora meio que apagado da vida dos pais e dos irmãos, mas não da vida de Queila. A jovenzinha era a melhor amiga do irmão e onde quer que ele estivesse lá estava a garota do céu lado, esse apego também era da parte de Michael onde quer que ele fosse se Queila não estivesse com ele, ele corria para chamá-la e assim os dois saiam juntos pra escola, mercado, festas de amigos, aventuras imaginarias e tudo o mais que o eles podiam ir ou a imaginação deixasse criar lá estavam eles.
Queila era desde novinha muito sensitiva tudo que se passa ao redor dela que os olhos humanos não pudessem ver ela via e sabia que com a morte de seu irmão Queila se sentia cada vez mais tentada em voltar à casa que ela nasceu e viveu com ele, pois sabia de alguma forma que seu irmão estava lá. E de alguma forma precisava dela para encontrar o caminho de volta, mas por ser muito nova ela não iria pode ficar ou voltar lá por um bom tempo...
Enquanto isso...


avatar
Mimijak
Adm
Adm

Feminino Mensagens : 20561
Data de inscrição : 05/03/2011
Localização : Brasil

Ficha do personagem
MimiJak Invincible: 1

http://mimijak-mjj.forumsmusic.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Preciso de vida

Mensagem por Mimijak em Dom Abr 17, 2016 9:45 pm

Capitulo II - Do outro lado, onde os mortos vivem


Michael acorda assustado em um lugar que nunca vira antes, sua mente esta confusa, as imagens pipocam em sua mente e ele se sente meio zonzo ele tenta levar, mas cai em um lugar estranho que tem a mesma textura dura do chão, mas não é o chão, uma jovem moça o ampara e o pondo de volta deitado onde Le estava.
_ “Onde eu estou?” Pergunta quase pegando no sono. “O que aconteceu comigo?”
_ Você está no limbo celestial. Agora durma você precisa descansar sua passagem foi muito dura.
Michael adormece e após muito tempo “dormindo” ele acorda e consegue se levantar e caminhar pelo local, o lugar é lindo cheio de paz e harmonia sem nenhuma perturbação, era de um verde majestoso e um vento suave que parecia acariciar a pele, um córrego de águas calmas e em uma temperatura ambiente que era agradabilíssima de sentir.



Michael não se dava conta, mas ele havia desencarnado e sua alma estava em uma espécie de ponto transitório entre o céu o inferno e a terra, tudo seria diferente pra ele a partir dali. Enquanto ele nadava aproveitando o lugar que ele não sabia até quando poderia ficar, ele avistou uma bela jovem de vestido branco esvoaçante o observando da margem do rio. Intrigado ele foi até a jovem ter com ela.
¬ _ Olá!
_ Ola Michael!
_ Como você sabe o meu nome? Indagou surpreso.
_ Eu sei de tudo aqui, e sei de tudo de você. Posso responder a tudo que você quiser saber basta só perguntar
_ Como foi que eu cheguei aqui? Onde estou?
_ Você está em um lugar que chamamos de Limbo, você só pode vir até aqui se estiver morto Michael.
_ Morto??? Mas eu mão posso morrer tenho uma família que me ama...
_ Agora não tem mais.
_ Eu preciso volta.
_ Você não pode voltar, não há mais lugar pra você lá.
A realidade lhe bateu a porta, como se fosse uma pedra rolando ladeira abaixo, ele precisava de tempo para digerir tudo o que descobriu e não seria fácil, sua realidade mudara radicalmente e ele queria volta para sua família urgente, mas não sabia como e se era possível. Ele tinha que fica ali pelo tempo que fosse e isso o deixava louco de ansiedade para voltar a sua família.


avatar
Mimijak
Adm
Adm

Feminino Mensagens : 20561
Data de inscrição : 05/03/2011
Localização : Brasil

Ficha do personagem
MimiJak Invincible: 1

http://mimijak-mjj.forumsmusic.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Preciso de vida

Mensagem por Mimijak em Dom Abr 17, 2016 9:49 pm

Capitulo III - A nova vida e realidade


_ Qual o seu nome?
_ Me chame apenas de Amistiel.
_ Onde estou necessariamente?
_ Não posso lhe dizer com certeza, mas ainda não é o céu. Siga-me
Michael foi levado para um local onde as almas recém chegadas ficam, lá elas são encaminhada para as suas missões, ele continuava meio perdido, não sabia como agir nem o que fazer naquele lugar que ele não sabia onde ficava, a única coisa que ele queria era voltar pra casa, voltar pra sua família.



_Siga por essa escada, ela o levara até os seletores, eles lhe mostraram o que você ira fazer aqui.
Michael não sabia, mas onde ele estava era uma espécie de acampamento de anjos e Amistiel era um anjo que tinha sido mandado pra o ajudar nessa transição de Michael, que lhe fora tão traumática e inesperada pra o garoto.
A escada era muito, muito longa parecia que quanto mais ele subia menos ele a tinha percorrido, ele olhou para os lados e começou aperceber que passava a sua frente cenas de sua vida como seu nascimento, seus aniversários, os nascimentos de seu irmão e irmã, os momentos felizes que ele tivera em vida com sua família, a cada passo em cada degrau ele via uma cena nova. Até que ele se deparou com a ultima cena que tivera em vida, o acidente que o havia matado, ele não pode evitar de deixa uma lagrima escorrer de seus olhos.
Ao chegar ao topo da escada, Michael se depara com uma bela e imensa sala, ele caminhou olhando atento cada detalhe do recinto, ao final havia uma mesa alta onde havia imagens de querubins esculpidas aparentemente a mão, Michael ficou prado ali observando a beleza do móvel. Sua distração era tanta que não se deu conta de um senhor que adentrou o ambiente, que logo se fez perceber o tirando do transe em que estava.
_ han han – limpando a garganta pra se fazer perceber.
_ ola senhor – cumprimenta encabulado – meu nome é ...
_ eu sei quem você é Michael! – fala o interrompendo – sei tudo sobre você não me olhe assim espantado.
Michael o fitava sem entender nada, sua cabeça ainda esta muito confusa, a cada minuto as coisas iam surgindo o deixando mais confuso ainda do que antes, a sua confusa se expressava no seu rosto.


avatar
Mimijak
Adm
Adm

Feminino Mensagens : 20561
Data de inscrição : 05/03/2011
Localização : Brasil

Ficha do personagem
MimiJak Invincible: 1

http://mimijak-mjj.forumsmusic.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Preciso de vida

Mensagem por Mimijak em Dom Abr 17, 2016 9:53 pm

Capitulo IV - A missão



_ Não se assuste comigo, sou apenas um amigo.
_ Eu não to entendo o que estou fazendo aqui.
_ Aqui é um limiar entre o céu e o inferno, todos são julgados aqui pelas suas ações antes de serem enviados a um desses lugares.
_ Eu serei julgado?
_ De que? Você não cometeu crime nenhum. Mandei que te trouxessem aqui para que você cumpra uma missão.
_ Missão? Que missão?
_ É uma missão paralela, como você não cumpriu a sua missão na terra, você terá que cumprir uma aqui.
_ Não estou entendo?!
_ Todo ser humano tem uma missão quando é mandado a terra, a sua foi interrompida lá, agora aterá que cumpri uma aqui.
_ E o que eu tenho que fazer?
_ você apenas terá que comandar um grupo de fantasmas em uma casa na colina, a sua função é não deixar ninguém se aproximar aquela casa.
_ Qual seria a casa?
_ A casa em que você morreu.
A principio Michael se assustou com a informação, ficou um tanto perdido e indagou:
_ A minha casa? Por que a minha casa?
_ Um dia você saberá, mas agora por enquanto você terá que aprender a lidar com seus novos poderes e suas funções, siga por aquela porta.
O que Michael não sabia é que sua antiga casa havia mudado, enquanto ele esteve lá pelo que ele achava ser uma semana na verdade forma quase um ano, seus pais mudaram de casa, saíram da pequena cidade onde morava e forma para uma outra próxima dali, Michael fora enterrado no quintal da casa dele, em uma cerimônia reservada para os amigos e familiares próximos, todos estavam inconformados com a perda dele.



Michael se encaminhou para a tal porta sem entender porque teria que assombra a própria casa, sua vontade era apenas sai dali e volta pra casa, mas não um prédio e sim sua família. E quem eram esses fantasmas que ele teria que comandar, eram questões que o atormentava sem precedentes.
Michael quando desencarnou tinha apenas 12 anos, inicio da adolescência, não aprendeu muita coisa na vida, apenas sabia ser Cortez com as pessoas, mas não sabia nada de liderança de grupos, será que ele agüentaria votar a sua casa sem poder toca sua família, seria difícil ele sabia, mas teria que aprender a lidar co sua realidade.
Esses eram seus pensamentos enquanto caminhava pelo longo e vasto corredor, até que encontrou um brinquedo jogado no chão. Ele tentou pegar, mas a cada passo que ele dava, o brinquedo se afastava dele, ele não entendia como um brinquedo podia andar sem ninguém tocar, Michael ainda não entendia em que lugar estava, com quem estava, ele estava sozinho sem ninguém conhecido pra conversar, para poder tirar algumas duvidas, nem sabia como fazer pra volta, enquanto segui o brinquedo que o guiava sem ver até uma garotinha...


avatar
Mimijak
Adm
Adm

Feminino Mensagens : 20561
Data de inscrição : 05/03/2011
Localização : Brasil

Ficha do personagem
MimiJak Invincible: 1

http://mimijak-mjj.forumsmusic.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Preciso de vida

Mensagem por Mimijak em Dom Abr 17, 2016 9:56 pm

Capitulo VEspíritos bons fazem coisas boas


O brinquedo para aos pés de alguém, ele olha pra cima e vê uma garotinha sentada ao pé da escada, ela o fita nos olhos, Michael fica ai de joelhos olhando-a, era uma bela garotinha, de cabelos loiros mais ou menos ate a altura do quadril, com longos cachos que lembrava o serpentear de uma cobra, pele bem alva sem nenhuma marca. Michael se encantou com ela:
_ Olá! - Exclamou a sorridente menina. - Como vai?
_ Olá! Eu vou bem e você? – Respondeu sem tirar os olhos dela – você é daqui?
_ Vamos dizer que sim.
_ Você sabe como sai daqui?
_ A única formar da sai daqui é fazendo o que eles ti pediram.
_ Mas eu quero voltar pra minha família.
_ Em breve você se reencontrará com ela, mas primeiro você precisa cumpri sua missão.
_ E quanto tempo essa missão vai ler?
_ O tempo necessário.
_ Quanto tempo? – insistiu na pergunta.
_ Isso só depende de você Michael.
Aquelas palavras soaram como uma ordem, se só dependia dele, então ele iria da tudo de se pra cumprir logo a missão, o mais rápido que pudesse para ele retorna sua vida ao lado da sua família, assim resolveu entra no jogo e agir como deveria agir:
_ Me mandaram ir pra uma sala, ou quarto não sei direito – coçando a cabeça – pode me mostra onde fica as coisas por aqui.
_ Você tem que ir pra sala de aprendizado.
_ E onde fica isso?
_ Eu te mostro.
A garotinha o levo pra a sala, andaram juntos pelo extenso corredor, Michael notou que por mais que eles andasse e andasse, ele se sentia disposto como se tivesse acabado se levantar, depois de muito andarem chegaram a tal sala:
_ Esta entregue. – Indagou a garotinha.
_ Obrigado – Agradeceu com um sorriso – não vai me acompanha?
_ Não aqui só é permitido a aqueles que acabaram de chegar. – sorriu a jovem.
Michael ficou observando a menina enquanto ela se afastava, sua mente gritava de duvidas e perguntas, mas ele na sabia como poderiam responde-las naquele lugar, voltando se para a porta ele respirou fundo e adentrou na sala a passos lentos, enquanto caminhava admirava a bela da sala que era tão bela quanto a primeira que ele estava anterior mente. Seus olhos devoravam cada milímetro do lugar que era majestoso e chamava atenção de quem a olhasse.



avatar
Mimijak
Adm
Adm

Feminino Mensagens : 20561
Data de inscrição : 05/03/2011
Localização : Brasil

Ficha do personagem
MimiJak Invincible: 1

http://mimijak-mjj.forumsmusic.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Preciso de vida

Mensagem por Mimijak em Dom Abr 17, 2016 10:07 pm

Capitulo VI - Aprendendo a Usar Seu Poder




Enquanto seus pensamentos se perdiam naquele lugar, um senhor muito velho se aproximou dele, sua barba chega até próximos aos joelhos, estava usando uma bata branca que ia até os pés, seus olhos eram bem expressivos:
_ Que bom meu jovem já o esperávamos a um tempo.
_ Quem é o senhor?
_ Sou apenas seu professor – Indagou o velho sem delongas.
_ Me mandaram pra cá, mas não sei o que tenho que fazer exatamente.
_ Eu vou lhe ensinar a usar seus poderes
_ Poderes? Que poderes?
_ Seus poderem de fantasmas oras. O que mais seria?
O velho guia Michael ao centro da sala e começa a ensiná-lo sem mais perda de tempo, ele o instrui dizendo como e o que tem que fazer para usar seus poderes e aos poucos ele o ensina e explica cada um deles.
_ Você pode voar, flutuar, muda de forma, se ocultar nas sombras, ou ate mesmo ficar invisível, convocar, velocidade, mobilidade mental e tátil, percepção, ler mentes, imobilizar, controlar mentes e você ainda terá uma beleza tão hipnótica que embora você não faça nada, eles não vão conseguir para de olhá-lo. E o mais importante só poderá sai da casa se for por algo que ame muito. Caso contrario você esta confinado a ela.
_ Uau!! Que demais. – Indagou boquiaberto.
_ Voe Michael aprenda a controlar, não tenha medo apenas pense no que quer fazer que seu corpo e poder o farão por você.
E seguindo as instruções do velho Michael conseguiu dominar seus poderes, aprendeu a combiná-los, ele aprendeu de uma tal forma que surpreendeu até o seu mestre, que não imaginava que Michael conseguisse ser tão aplicado como se mostrou ser. Michael vôo, flutuou, passou por entre objetos.
_ Convoque sua nova família. – Ordenou o velho.




avatar
Mimijak
Adm
Adm

Feminino Mensagens : 20561
Data de inscrição : 05/03/2011
Localização : Brasil

Ficha do personagem
MimiJak Invincible: 1

http://mimijak-mjj.forumsmusic.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Preciso de vida

Mensagem por Mimijak em Dom Abr 17, 2016 10:31 pm

Capitulo VII - Bem vindo maestro


Michael se concentrou, e com a ajuda do velho senhor que o orientava, ele conseguiu chamar sua nova família, os olhos negros de Michael logo se tornaram um azul cristalino parecendo dois diamantes, sua expressão fica seria, enquanto seus braços estão arqueados, de seu corpo pontos de luz começam a sair e se liquefazerem no chão e ao poucos tomando formas de figuras humanas vão surgindo, aos pouco a sala ia se enchendo com todo tipo de pessoas de épocas diferentes, roupas e estilos diferentes, homens e mulheres de todas as épocas e idades. O garoto exausto, cai pelo esforço que tivera que fazer, então o velho percebe que faltou-lhe algo. Enquanto ele fica deitado no chão recuperado suas forças, o velho em um estalar de dedos ordena que o corpo de Michael mude, em questão de minutos o corpo de um garoto de 12 anos muda, ele cresce e se transformar em um homem de aproximadamente 35 a 40 anos.


Após a transformação se completa, ele acorda e se depara com mais ou menos 12 a 15 pessoas a sua frente, timidamente ele acenou para elas e sorri, o velho então proferiu sua ultima ordem ao grupo:
_ E essa é sua nova família Michael, ele cuidarão de você de agora em diante – Apontando para o grupo – Enquanto a você Amile, seja mais gentil dessa vez com o maestro.
_ Só porque o antigo maestro foi embora, não significa que foi minha culpa – Diz a mulher com desdém.
_ É melhor que seja boazinha dessa vez, já sabe o que lhe pode acontecer, não é mesmo? – Pergunta o velho autoritariamente.
_ Sim senhor – Diz Amile baixando o olhar em sinal de obediência.
_ Vou deixá-los a sós para que possa se enturmar.
Após a retira do velhote, se instauro uma verdadeira discussão em torno de Michael, uns comentavam como ele bonito, outros comentava se ele teria capacidade de os liderar, como ele era, se era chato, bravo ou os dois juntos. Ninguém se aproximava dele, até que Annie tomou coragem e foi falar com ele, ela já o observava desde quando eles chegaram, a beleza de Michael era tanta que chamava a atenção até dos fantasmas por onde quer que ele passasse:
_ Olá maestro – Proferiu com vocês tremula – Meu nome é Annie.
_ Olá Annie! O meu é Michael – Disse timidamente.
_ Você... Você vai fica na casa da colina com a gente? – Gaguejando – Que Pergunta a minha, é obvio que sim – rindo timidamente.
_ Acredite estão tão em pânico quanto vocês.
Após essa breve conversa, todos se dirigiram pra casa, ao chegar lá não demorou muito pros trabalhos começarem....




avatar
Mimijak
Adm
Adm

Feminino Mensagens : 20561
Data de inscrição : 05/03/2011
Localização : Brasil

Ficha do personagem
MimiJak Invincible: 1

http://mimijak-mjj.forumsmusic.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Preciso de vida

Mensagem por Mimijak em Dom Abr 17, 2016 10:35 pm

Capitulo VIII - A família


Chegando à casa, mal tiveram tempo de conversa, o prefeito e mais algumas pessoas estavam chegando, o intuito era justamente alugar ou compra a casa, sem entender muito bem o real motivo das coisas, e do porque não deixar ninguém se aproxima da casa, Michael deu a ordem:
_ O prefeito vem chegando com uma família pra alugar a casa.
_ E o que quer que façamos? – Perguntou Amile
_ Não importa o que façam, apenas não os deixem entrar. – Ordenou Michael – Se eles conseguirem entrar eu entro em ação.
Todos voaram pra fora e comeram seus trabalhos, eles ainda estavam do lado de fora da casa sem adentrar o portão, quando um deles começou a fazer ventar forte, a casa que já era naturalmente escura até mesmo durante o dia ganhou raios ferozes, a noite eterna na casa nunca cessava, deixando a casa naturalmente assustadora, a casa não era assim se tornou assim após a morte de Michael.
Eles descem do carro, se aproximam do portal que dá fortes trancos com a força do vento, o prefeito tem dificuldade de conseguir pegar a grade de tanto que ela chacoalha na ventania:
_ A casa é sempre assim? - Pergunta a mulher receosa.
_ Nem sempre. – Diz o prefeito tentando apaziguar o medo da mulher – O clima aqui nessa colina muda de repente – Fala forçado enquanto briga com a grade do porta pra alcançar o cadeado e abri-lo. Quando finalmente consegue abrir, o vento sopra mais forte chegando até a assobiar,o grupo de cinco pessoas tem que andar praticamente abraçados e a passos lentos pra se conseguir manter em pé, Annie próxima a um arbusto se deixa ver correndo e se ocultando novamente nas sombras, só a mulher consegue vê-la e indaga:
_ Você disse que a casa estava vazia?
_ Está – Respondeu o prefeito – Por quê?
_ Então o que aquela mulher faz ali?
_ Mulher? Que mulher?
_ Onde? – perguntou o marido
_ Ali nos arbusto.
_ Nos arbustos? Eu não estou vendo nada nos arbusto.
_ Que bobagem não tem nada nos arbusto.
_ Eu estou vendo ela sim.
_ Não tem ninguém ali.
_ Tem sim! Eu estou vendo ela ali
_ Deve ser uma sombra
_ Não é sombra ela ta de rosa ali, acenado pra mim.
_ Você tomou seu remédio hoje – Pergunta o marido aflito com a reação da esposa, ele olha o arbusto e não vê ninguém.
_ Se eu tomei? Claro que tomei o remédio, eu não estou louca.
_ Ok! Eu vou até o arbusto pra mostrar que não tem nada lá ok? - Diz o prefeito indo em direção ao arbusto. – Viu? Não tem nada, está vazio!!!
Quando o prefeito dá as costas ao arbusto, um lobo salta do nada nas costas dele, assustando a todos que se põem a correr em direção a saída que estava aberta a sua frente, eles correm o Maximo que podem em direção ao portão que se fecha do nada na frente deles, deixando todos em pânico, os gritos de desespero do prefeito podem ser ouvidos ao longe, ele luta pra se livras das garras do lobo que tenta feri-lo. O pânico está instalado, a mulher implora pra sai dali, enquanto o marido tenta abrir o portão, que apesar de não está trancado teima em não abri, quem está trancando o portão é Michael, que observa tudo ao longe por uma janela de dentro da casa com olhar fixo ao que acontece do lado de fora.....


avatar
Mimijak
Adm
Adm

Feminino Mensagens : 20561
Data de inscrição : 05/03/2011
Localização : Brasil

Ficha do personagem
MimiJak Invincible: 1

http://mimijak-mjj.forumsmusic.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Preciso de vida

Mensagem por Mimijak em Dom Abr 17, 2016 10:40 pm

Capitulo IX - O que fazer?


Enquanto Michael observava, o lobo que tentava atacar o prefeito mudava seu foco, agora ele se dirigia ao portão da casa, o prefeito que sofreu alguns arranhões correu para o portão onde estava o grupo, que tentava abri o portão a todo custo, o animal faz mira em uma das crianças da família, faz o seu salto e a milímetros de distancia desaparece no ar como que feito de poeira. Uns minutos de silencio total, o vento para de soprar, e as alucinações somem, tudo acalma, mas o portão continua teimando em não abri, ainda sob controle de Michael dentro da casa. De repente do nada o carro se liga:
_ Quem fico no carro? – Pergunta a mulher com os olhos arregalados e fixo no carro
_ Ninguém. Estamos todos aqui. – Responde o prefeito.
_ E as chaves?
_ ta aqui no meu bolso. – Responde o marido
O carro acelera, a ponto das rodas fumaçarem no chão, percebendo que as coisas não iam fica fácil, eles em pânico não sabem o que fazer, se correriam se gritam ou se fugiriam, mas para onde a única saída é o portão que não abre de jeito nenhum e agora o carro a sua frente, que ameaça invadir o lugar.
_ Protejam se – Grita o homem.
Naquele exato momento, o carro se Poe a movimentar indo de encontro ao portão e levando consigo tudo que estiver a sua frente. Nesse instante todos saltam para lados diferente, abrindo passagem ao veiculo que aparentemente não tem condutor nenhum.
Aproveitando confusão, todos correram pra fora do terreno, enquanto os portões ainda estavam abertos, o carro que estava sem ninguém ao volante colide de frente com uma arvore, ficando parcialmente destruído com a força da batida, dada a alta velocidade que ele invadira o local. Com o veiculo parcialmente destruído, eles tiveram que ir a pé de volta pra cidade.
Michael deu seu trabalho por encerrado, satisfeito ele se retirou da janela e esperou sua família volta, que estavam se sentindo vitoriosos, nunca antes eles conseguiram pôr visitantes pra correr ainda no quintal, sempre alcançavam a casa, dobrando o trabalho deles.
A brincadeira se seguiu por vario dias e semana a fio, cada visitante que adentrava no terreno, não conseguia ficar mais que dez minutos, Michael sempre arrumava um jeitinho de por o intruso pra correr com a ajuda dos colegas, ate que um dia....


avatar
Mimijak
Adm
Adm

Feminino Mensagens : 20561
Data de inscrição : 05/03/2011
Localização : Brasil

Ficha do personagem
MimiJak Invincible: 1

http://mimijak-mjj.forumsmusic.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Preciso de vida

Mensagem por Mimijak em Dom Abr 17, 2016 11:01 pm

Capitulo X - A menina


O prefeito que estava disposto a não deixar que a casa da colina lhe infligisse medo, levou mais um casal pra tenta comprar a casa, dessa vez eles vinha com uma criança de aproximadamente cinco anos, era uma menina, seu nome era Eva, Eva era loira tinha olhos azuis e pele bem alva, o mais importante nela era, ela acreditava e via fantasmas.
Novamente eles tentam entra na casa, Michael dessa vez não tá de brincadeira, e resolve pegar pesado, eles não saíssem por bem iriam sair por mal, começam os trabalhos, dessa vez tem truques novas, a cada passo que eles dão as arvores parecem acompanhá-los, o que causa estranheza nos visitantes:
_ A gente já não passo por aquela arvore antes? – Pergunta a mulher
_ Já – Diz o pai.
_ Que estranho.
_ Ai não! De novo não. – Diz o prefeito esperando tudo – estejam preparados pro que der e vier, ao menor sinal de problemas fujam como se sua vidas dependessem disso.
Eles concordaram apesar de estranhar a ordem, já Eva ria do medo do prefeito, ao adentrar mais no terreno, uivos começaram a serem ouvidos, prevendo o pior já que o ultimo encontro com um lobo não foi muito agradável, o prefeito segue para apressando os visitantes para que alcançasse a casa o mais rápido possível, já Michael esta disposto a não deixá-los chegar a casa.
Michael convoca sua família de volta a casa, causando estranheza nos demais com a atitude dele:
_ Mas por isso agora? – Pergunta Amile
_ Porque Amile eu também quero brincar com eles. – Responde Michael frio a janela.
Michael não esta pra brincadeiras,, e logo um terremoto fortíssimo começa, a casa não esta em nenhuma fenda sismológica o que causa espanto e medo, todo terreno se move freneticamente, tudo começa a racha e a cair por cima deles. O surto é tão grande que eles não conseguem se manter de pé, Eva olha pra janela e vê Michael olhando imóvel pra o quintal da casa, sem ele percebe ela corre e consegue entrar, já sua família no meio da confusão consegue voltar pro carro sem se dar conta do sumiço de Eva. Apenas quando chama pela menina pra irem embora, que eles se dão conta que ela não esta com eles.
_ Cadê a Eva? - Pergunta o pai.
_ Pensei que estava com você! – Responde a mulher.
_ Não ela não pode ter ido pra lá - Diz o prefeito preocupado.
_ Ido pra onde?
_ Pra casa. – Diz o prefeito
_ Temos que ir buscá-la. – Diz a mulher em pânico – Não podemos deixá-la.
_ Não. Não podemos, mas por hoje chega amanhã voltamos com ajuda.
_ Não eu não vou volta sem a Eva.
_ Senhora vá por mim. A senhora não vai querer entra lá de novo. – Mostra o braço com marcas do lobo. – Pelo menos não sozinha.
A contra gosto a mulher concorda em voltar outra hora, ela reza pra que Eva esteja bem, já a garotinha explora a casa a procura de seu novo amigo, ela percorre cada cômodo da casa, tentando achá-lo em silencio, sem sucesso ela resolve chamá-lo.
_ Fantasma onde você está? – chama Eva.
_ tem alguém na casa – exclama Michael ao ouvir a voz da menina – Que ódio pensei que tivessem saído todos.
_ Foi que o eu nos pareceu daqui – Diz Amile.
_ Então como ela conseguiu entra? Encontrem ela e a tirem daqui. – ordena Michael enfurecido pela falha.
Eles vão procura a meninas por todos os cômodos da casa, sem sucesso:
_ Garotinha você está aqui? - Abrindo a porta do armário – Não. Não está.
Mal sabia Michael, que a menina estava mais próximo dele, do que ele mesmo poderia imaginar.
_ Ai está você fantasma – Diz Eva nas costas de Michael – Eu te encontrei...


avatar
Mimijak
Adm
Adm

Feminino Mensagens : 20561
Data de inscrição : 05/03/2011
Localização : Brasil

Ficha do personagem
MimiJak Invincible: 1

http://mimijak-mjj.forumsmusic.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Preciso de vida

Mensagem por Mimijak em Dom Abr 17, 2016 11:04 pm

Capitulo XI - Não tenho medo de você -I


Ao se virar, Michael deu de cara com Eva sorrindo pra ele, a garotinha fita o seriamente, ele logo se fez ocultar e começa a voar pra fora do recinto onde ela o encontrará, assim que ele saiu a menina se pôr atrás dele, instaurou-se uma verdadeira caça atrás de Michael, entre risos e gargalhadas da menina, que o seguia pelos cômodos da casa.
Eva pouco se importa com os outros fantasmas atrás dela, seu alvo principal é Michael, que não quer de jeito nenhum se fazer conhecer por ninguém da cidade, ou ate mesmo por aquela menininha que ele não sabe quem é, e nem lhe interessa saber. Michael acha o portão que o leva de volta ao educandário onde ele estava antes de ir pra casa, só os fantasmas podia passar por ele, então ele tinha tempo suficiente pra pensar no que fazer.
Os outros se juntaram a Michael, sem entender o que estava acontecendo, um alvoroço se instalo, ninguém entendia como aquela menina podia velos e pior não tinha medo deles, de dentro do outro plano Michael ele resolveu falar com a menina:
_ Fantasma!! Cadê você? – Perguntou a menina procurando por Michael.
_ O que você quer garotinha? – Pergunta Michael com voz estridente imitando um trovão.
_ Quero ser sua amiga – Diz Eva sorridente.
_ Não quero amigos, quero que vá embora – diz Michael com tom de poucos amigos.
_ Eu não quero ir embora, quero fica com você. – Diz a menina
_ Vá embora. – insiste Michael sem sucesso
O velho senhor aparece, percebendo o problema que se instauro, Michael decide pedir uma autorização especial para sai da casa.
_ Preciso sai da casa. – pede Michael ao velho.
_ Você sabe que não pode sair Michael. – Diz o velho – Em hipótese nenhuma.
_ Eu não vou ficar com uma intrusa na casa. - Indagou Michel – Mesmo sendo uma criança.
_ Então faça como todos os outros, Michael – Sentencia o velho.
_ Como assim? - Pergunta intrigado – O que os outros fizeram? – Pergunta aflito.
_ Mate a garota – Sentencia Amile.
_ Isso eu não vou fazer. - Replica Michael
_ Não se preocupe a casa o fará.
_ A casa? – Pergunta Michael assustado.
_ Sim. A casa é viva, Michael, e logo, logo ela se livrará da intrusa.
_ Eu não posso permitir isso – Grita Michael – Ela é só uma criança.
_ Só existe um jeito Michael para evitar isso, e você sabe como, a pergunta é, será que é o suficiente pra você salva-la?
_ Em duas horas só restara lembranças da garotinha – Gargalhou maquiavelicamente Amile.
Ao ouvir isso Michael não teve duvidas, vôo pelo espelho que era a passagem para o mundo dos vivos e dos mortos, e tentou a todo custo romper a barreira que o impediam de sair, depois de umas três tentativas Michael se vê fora das paredes da casa, ele tem pouco tempo pra encontrar a família de Eva e devolve-la aos seus entes queridos, ao ganhar a rua ele seguiu direto pra cidade, apesar dela ser pequena, havia mudado bastante desde a época que Michael viverá, isso iria tira um bom tempo dele para encontrar a família de Eva, Michael deixou seus ouvidos em alerta para qualquer sinal que lhe fosse importante, ele filtrava tudo que lhe fosse desnecessário enquanto Olhava de janela em janela o mais rápido que podia, até que uma voz lhe chamou a atenção e ele seguiu direto pra lá.
Era a voz do pai e da madrasta de Eva, sem ter medo da reação deles, Michael se materializa na frente deles, ele o faz sem que lhe causem medo, as poucos vai liberando um suave perfume de baunilha que toma conta da casa. Em seguida uma fumaça brilhosa começa a surgir na sala e aos poucos toma a forma de Michael, sem perder tempo ou preocupado com o medo deles, ele proferi:
_ Vocês tem uma hora pra salvar a garotinha ou a casa a matará.
_ Quem é você? – pergunta o pai em choque. – Como sabe disso?
_ Eu assombro a casa. - Responde Michael friamente – Vão tirem sua filha de lá, o tempo esta se esgotando......



avatar
Mimijak
Adm
Adm

Feminino Mensagens : 20561
Data de inscrição : 05/03/2011
Localização : Brasil

Ficha do personagem
MimiJak Invincible: 1

http://mimijak-mjj.forumsmusic.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Preciso de vida

Mensagem por Mimijak em Dom Abr 17, 2016 11:07 pm

Capitulo XII - Não tenho medo de você -II


Depois de proferir essas palavras Michael sai pelo teto, com toda a família o seguindo pela porta, eles pegaram o carro e se dirigiram o mais rápido que podiam para a casa, Michael se antecipo como conseguia voar mais rápido do que eles indo de carro, Michael foi logo para onde a menina estava, a tomou-a em seus braços e vôo pelos corredores da casa, em busca da saída mais próxima, enquanto isso a família chegava de carro a casa faltando menos de 10 minutos, entraram correndo logo sendo recepcionado pelo outros fantasmas, que acabaram por dificultar ainda mais as coisa, com muita dificuldade eles conseguem se aproxima da porta da frente.
Mas não perto o suficiente para tocá-la, os outros fantasmas que habitavam a casa os impediam, um estilhaçar de janela é ouvido, ao olharem para cima vem e figura de Michael, que havia se jogado pela janela com Eva nos braços, a casa havia fechado todas as saídas pra eles que sem alternativa se viu obrigado a se joga pela janela com a menina pra conseguir sai, Michael pousa na frente a mulher e entrega Eva pra ela e sentencia:
_ Saiam já daqui, o tempo ta se esgotando. – ouvisse um estrondo – Vão agora. – grita Michael.
Mal deu tempo de Michael completar a frase e a casa o suga, o arremessando com muita violência de volta pra dentro, a mulher nos poucos instantes que conseguiu fitar nos olhos dele o reconheceu, a mulher era Queila sua irmã, mas Michael não teve tempo pra reconhecê-la ao contrario dela.
_ Michael?! Diz Queila enquanto ele é puxado de volta. – Michael – Grita novamente Queila.
Saído um pouco do transe, todo começa a correr em direção ao portão o mais rápido que podem, Eva nos braço de Queila chora porque não quer deixa Michael. Que por sua vez está desacordado no chão do segundo andar da casa. A contra gosto a garotinha segue com os pais de volta pra cidade, mas ela está decidida a não abandonar seu novo e misterioso amigo, e irá fazer tudo pra voltar pra ele.
Já Queila, ficou chocada com a cena de ver seu irmão mais velho ali, bem a sua frente, ela não conseguia tirar aquela imagem da sua mente, Eva com certeza não iria deixar seu “tio” pra trás e sem duvida ela iria voltar mesmo a contra gosto de todos principalmente de Michael. Ao chegar em casa Queila da um banho em Eva e a Poe pra dormi. Mas a menina não ao se rende ao sono, quando todos estão dormindo, ela sai e volta para a casa onde Michael está. Ela segue a pé pela rua no escuro e no frio, ao chegar no portão ela entra sem que os fantasmas e Michael se dêem conta, ela sobe ate o segundo andar, e o encontra no chão deitado. Ele está vulnerável, Eva se aproxima e acarinha em seus cabelos o fazendo abrir os olhos e dá de cara com a menina.
_ Oi fantasma! – Diz Eva com um largo sorriso no rosto .....


avatar
Mimijak
Adm
Adm

Feminino Mensagens : 20561
Data de inscrição : 05/03/2011
Localização : Brasil

Ficha do personagem
MimiJak Invincible: 1

http://mimijak-mjj.forumsmusic.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Preciso de vida

Mensagem por Mimijak em Dom Abr 17, 2016 11:11 pm

Capitulo XIII - Amigos?


Michael ao se depara com Eva de volta a casa, toma um verdadeiro susto, sem saber o que fazer ele volta a se esconder no mundo dos mortos, mas dessa vez quem o espera é Amistiel:
_ Porque aquela garota volto? – Pergunta Michael angustiado – O que ela que comigo?
_ Te libertar!
_ Me liberta de que? – pergunta Michael confuso
_ Sua condição obviamente.
_ Mas como ela poderia me ajudar? – Pergunta Michael intrigado ela é só uma criança. - Afirma Michael incrédulo.
_ Voltei para a casa e deixe que os pais da menina fiquem na casa, mas não pode haver visitantes ou hospedes.
_ Tudo bem, vamos ver onde isso vai para – Diz Michael ao inspirar fundo.
Ele retorna a casa e vai de encontro a Eva, então eles começam uma conversa amigável:
_ Então você volto?
_ Ola! – diz Eva sentada em um canto da casa.
_ Qual é o seu nome? – Pergunta se ajoelhando perto de Eva
_ Eva. E o seu? – pergunta a menina querendo iniciar um choro.
_ O meu é Michael – responde ele percebendo que a menina esta com frio – olha isso não são hora de se fazer visitas sabia?
_ Michael porque você foge de mim? – pergunta com o olhar triste – eu fiz alguma coisa errada?
_ Olha Eva aqui não é seguro nem para um adulto, menos ainda pra você.
_ Mas eu quero fica com você - Indagada a menina chorosa.
_ vamos fazer uma coisa? – propõe Michael
_ O que? - Pergunta Eva.
_ Eu te levo pra sua casa e amanhã você vem me visitar com seus pais ta certo assim?
Eva acena positivamente com a cabeça dando sinal verde pra Michael:
_ vem eu vou te levar pra casa. – diz Michael a tomando nos braços.
Em questão de segundos eles estão no quarto de Eva, Michael então ao Poe novamente na cama, a ajeita com o lençol e lhe da um beijo de boa noite, antes de sai a menina o chama:
_ Michael?
_ Hã? – resmunga ele.
¬_ Eu vou te ver de novo?
_ Se seus pais aceitarem minhas condições, sim. – se aproximando de Eva pra ajeita seus cabelos - Agora vá dormi e amanhã avise-os que eu quero falar com lá na casa.
_ Podemos ser amigos?
_ Podemos sim. Agora durma que vem vindo alguém ai.
_ Tá
Passam-se uns segundo depois que Michael some, e Queila entra no quarto de Eva atraída pelo falatório que vinha de lá:
_ Esta cordada moçinha? – Brinca.
_ O Michael me trouxe de volta
_ Michael? Que Michael? – Joga ela sem entender nada.
_ Fantasma da casa.
_ E você volto na casa Eva? – Tom alterado na voz. – Responde Eva?
_ Fui – responde Eva chorosa
_ Eva você quase morreu hoje e ainda tem coragem de volta na casa, sem nos avisar.
_ Eu queria ver o Michael.
_ Não pode é perigoso.
_ Ele me trouxe de volta e disse que quer fala com você e o papai.
_ O que ele quer com a gente? – Pergunta ela intrigada.....



avatar
Mimijak
Adm
Adm

Feminino Mensagens : 20561
Data de inscrição : 05/03/2011
Localização : Brasil

Ficha do personagem
MimiJak Invincible: 1

http://mimijak-mjj.forumsmusic.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Preciso de vida

Mensagem por Mimijak em Dom Abr 17, 2016 11:14 pm

Capitulo XIV - A Proposta de Michael



Queila voltou pro quarto após arrumar Eva na cama, Michael não saia de sua cabeça, a forma como ela o havia encontrando e o reconhecido, agora Eva diz que ele veio até a casa dela deixá-la em segurança, a cabeça de Queila fervilhava com tanta informação, seu marida já estava adormecido, então ela preferiu dar o recado pela manhã. Amanheceu e Queila não tinha pregado o olho, as 6h30min ela já estava de pé, estava tudo praticamente pronto para seu marido sai pro trabalho quando ele se levanto, ela foi ao seu encontro e dando-lhe logo o recado:
_ Aquele fantasma esteve aqui de novo.
_ O que ele queria? - Expressão seria.
_ Trouxe Eva de volta...
_ Eva foi lá de novo? - Interrompendo Queila. - Mas como isso aconteceu?
_ Eu não sei, ela deve ter fugido quando a gente foi dormir, eu não a vi sai. – Se explica – Só soube por que ela mesma me falou, quando voltei ao quarto dela, depois de ter ouvido vozes lá.
_ Aquela menina quase morreu ontem e ainda volta pra lá – Furioso – A troco de que?
_ Calma amor – Pede Queila – A Eva disse que o tal fantasma quer falar com a gente hoje.
_ Mas o que ele quer fala com a gente?
_ Não sei temos que ir lá pra saber.
_ Se ele não nos por pra correr como da outra vez.
Ao fim do dia após os dois cumprirem seus afazerem e deixar Eva com uns amigos de confiança, ele rumaram para a casa, esperavam uma recepção nada agradável como da primeira vez, mas pra surpresa deles a entrada foi calma, seguiram até a porta, giraram a maçaneta devagar pra não causar muito barulho, abriram a porta da casa e adentraram pé ante pé, com cautela a espera do que viria pela frente. Seguiram rumo a escada, subiram no mesmo ritmo que entraram, no segundo andar tiveram acesso a um belíssimo salão de festas, onde havia um lindíssimo candelabro pendurado com cristas e diamantes, Queila reconheceu logo a casa, se espantando com seu estado de conservação:
_ Esse andar esta exatamente como me lembro dele – Diz Queila espantada – Não mudou nada.
Enquanto eles admiravam a beleza do lugar, Michael oculto nas sombras se limitava a observá-los, ele os havia visto chegar e preferiu deixá-los a vontade, quando se cansou de observá-los ele se revelou:



_ Pensei que não iriam vir mais. – Disse Michael serio.
_ Queremos lhe agradecer por trazer-nos a Eva de volta.
Acenou com a cabeça positivamente.
_ Mas porque nos chamou aqui?
_ Tenho uma proposta pra vocês. – Indagou ele.
_ Proposta? Que tipo de proposta?
_ Vocês estão procurando uma casa pra mora, certo?
_ Que tal vocês morarem aqui? – Propõe Michael sorridente – Eu sei que vocês gostaram da casa.
_ O que o faz pensar? – Pergunta cético o homem.
_ Vocês não vão acha casa melhor e alem do mais Eva não vai sair daqui, e falando nela, ela está vindo pra cá. – diz Michael serio
_ Eva ta vindo pra cá.
Michael acena com a cabeça positivamente:
_ A única coisa que eu peço, não, exijo é que vocês não tragam visitantes ou hospedes pra cá, é pega ou larga?
O pai de Eva a ver adentrar no salão e correr pra Michael, que logo desaparece evitando que a menina se agarre nele. Queila puxa o marido pro canto e o convence a ficar.
_ John, vamos ficar aqui. – fala Queila aos sussurros.
_ Não podemos. É perigoso pra você e pra Eva. – Retruca o homem.
_ Eu acho que sei quem ele é, mas preciso ter certeza, e só posso fazer isso ficando aqui. E acho que ele não vai maltratar a mim ou a Eva. – Argumenta Queila.
_ Tudo bem - Concorda – Mas a qualquer sinal de perigo pra você ou ela saímos daqui.
_ Ok!
_ E quando nós poderemos mudar? – Pergunta John se voltando pra Michael que brinca com Eva.
_ Quando vocês quiserem. – Responde Michael olhando pra Eva e sorrindo de uma altura que ela não o toca, que pula tentando pegá-lo.
_ A gente pode dá uma festa? – Pergunta Eva pra Michael.
_ Minha casa, minhas regras Eva. – Diz Michael.
_ Só de vez em quando quero que meus amigos te conheça. - Diz Eva com os olhos molhados de lagrimas. – Por favor?
_Ok – Diz Michael suspirando fundo. – Mas quando eu disse pra qualquer um de você é acabo, é acabo sem acréscimos, caso contrario já sabem, mas me avisem antes. Ah mais uma coisa sem alterar a casa nada de construção, reparos sim, criar novos cômodos não.
Todos concordaram com as regras de Michael. E logo começaram a mudança....



avatar
Mimijak
Adm
Adm

Feminino Mensagens : 20561
Data de inscrição : 05/03/2011
Localização : Brasil

Ficha do personagem
MimiJak Invincible: 1

http://mimijak-mjj.forumsmusic.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Preciso de vida

Mensagem por Mimijak em Dom Abr 17, 2016 11:28 pm

Capitulo XV - Intrusos e a Festa do Terror!!!!





Hoje tem tema:
Michael Jackson - Is It Scary


Na manhã seguinte, Queila começou a arrumar a casa com os moveis que vinham chegando na casa, Michael só observava a movimentação, sempre permanecia oculto para os demais, a única que ele se deixava ver era Eva, que não cansava de brincar com ele. Foi inevitável os dois acabaram virando unha e carne, onde Michael estivesse lá estava Eva e vice versa, praticamente uma anunciava o outro.
Tudo pronto e a família de Eva, se viu obrigada a dar uma festa para comemorar e apresenta a nova casa aos amigos, obviamente teriam que pedir autorização para Michael, que com certeza não iria gosta muito da idéia, já que na proposta, ele era o dono real da casa e a família seria seus hospedes:
_ Oi Eva – Cumprimentou Queila a menina. – Eu sei que o Michael esta com você, então já vou da logo o recado pra ele.
Realmente Michael estava com Eva e brincando com a menina em silencio:
_ As pessoas da cidade estão querendo saber quem são os corajosos que estão aqui.
A menina pulava segurando as mãos de Michael tentando beijá-lo no rosto, ele não prestava atenção no que Queila dizia, e ria com as peripécias da menina.
_ Eles se convidaram pra vir aqui hoje. - Continuou Queila, arranco uma frase de Michael apenas.
_ A festa vai até meia noite sem falta, depois desse horário ninguém alem de vocês fica na casa, é sem exceções. – Ordenou Michael.
Primeira parte do problema resolvido, agora era explicar pros convidados que eles só podiam ir até meia noite. Queila deixou todos os auto convidados sobre aviso, a meia noite tudo se acabava, quem ficasse depois desse horário eles não se responsabilizavam pelo que acontecesse com eles, alguns debochavam das recomendações do casal e Michael sabia disso. Então ele resolveu que, quem ficasse alem do permitido, iria ter que encara a casa na sua mais simples calmaria, pra não dizer o contrario. Em outras palavras a diversão começa quando acabar a dos convidas e quando surgiram os abusados.
Hora da festa, as 18 horas todos começaram a chegar, aos pouco a casa foi enchendo e entrando sem maiores problemas, Michael perto de Eva só observava sentado tipo borboleta flutuando no ar, subindo e descendo enquanto a menina tentava pega-lo e ele subia, fazendo a menina pular e ri com a pouca sorte em pegá-lo. A festa transcorria as mil maravilhas, Queila sempre de olho no relógio para não extrapola o tempo limite de Michael. Alguns fantasmas se disfarçaram de garçons contratados pela família, sempre davam um jeito de lembrar ao casal das regras, meia noite e tudo acabado.
23h45min, Michael se faz perceber, Queila já esta ciente das coisas que poderão acontecer, e começa a dispensar os convidados, mas muitos não estão nem ai para os avisos desesperados da moça, quanto mais ela tentava alertá-los, menos eles ligavam. O tempo passava e o casal se desesperada, mas ninguém dava sinal de arredar o pé. A meia noite fim do prazo. Casa cheia, então Michael pede a Eva para chamar seus pais pra o quarto e não saírem de lá por nada. Assim a menina o faz:
_ Fiquem a vontade – diz Queila receosa. - Vou por Eva na cama e já desço.
_ Bom eu vou ir ao banheiro e já venho – Diz John seguindo Queila. - Já volto.
Assim que eles saíram, Michael e a turma entraram em ação, na prataria as facas comeram a vibras e bater nos vidros dos armários, guiado pelos sons que vinham da cozinha um senhor foi até lá, procurando de onde vinha o barulho abriu uma das gavetas e as facas começaram a voar em sua direção, ele corria feito um louco enquanto as facas se cravavam nas paredes, cada vez que ele virava para um cômodo diferente, as pessoas gritavam com a visa da cena tentavam correr e não conseguiam, de repente a casa começou a tremer como se um terremoto tivesse iniciado ali, portas fechada pânico na casa todos tentando se salvar de um fim eminente. Estantes caindo, mesas voando com as cadeiras, e nada das portas se abrirem até que conseguiram quebrar uma das janelas e começou uma fuga em massa por lá.
Mal sabiam que do lado de fora seria ainda pior, um lobo os aguardava, que logo atacou a todos, muitos não conseguiam ligar os carros, que eram pegos e jogados pelas as arvores, muitos corriam a pé pela pequena estrada enquanto o buracos enormes se abriam por trás deles, Queila e o marido só escutavam a confusão instaurada do lado de dentro e de fora da casa, Eva olhava pela janela e via tudo que se passava, todos conseguiram sai uns bem outros nem tanto, com certeza eles não iriam querer por os pés naquela casa tão cedo.....


avatar
Mimijak
Adm
Adm

Feminino Mensagens : 20561
Data de inscrição : 05/03/2011
Localização : Brasil

Ficha do personagem
MimiJak Invincible: 1

http://mimijak-mjj.forumsmusic.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Preciso de vida

Mensagem por Mimijak em Dom Abr 17, 2016 11:35 pm

Capitulo XVI - Quero Voltar, Mas Como?



Queila passa a noite no quarto de Eva com o marido, na manhã seguinte eles podem ver o resultado a ação de Michael, a casa esta completamente destruída, com moveis e janelas destruídos, comida jogada no chão, tudo fora do lugar ou quebrado, o marido de Queila seguiu pra um banho, pois tinha que trabalha, Queila iria ficar sozinha em casa com Eva para arruma aquele campo de guerra que havia se instaurado, ela sabia que o grude de Eva, no caso Michael estava pro porto, e estava mesmo enquanto Eva dormia, Michael estava encostado na porta vendo ela recolher aos poucos os cacos de louças do chão:
_ Michael eu sei que você está ai.- Diz Queila sem olhar pros lados. – sei que a casa é sua, mas não precisava destruir tudo dentro dela pra tira-los daqui.
Ele se limitava só a ouvir, calado estava, calado ficava.
_ Michael porque eu não consigo te ver e a Eva sim? – questiona ela. – eu sei que eu te conheço, mas não tenho certeza. Mostra-se pra mim Michael, por favor? – imploro aos prantos Queila.
Nesse momento, ela vê uns pedaços de louça se erguerem do chão, formando um montinho do lado esquerdo dela, era Michael, que a ajudava sem deixar se ver:
_ Ta bom espertinho – diz Queila – Já sei que você está aqui, eu quero olhar dentro dos seus olhos e ver o seu rosto, se não poder fazer isso, então me deixa sozinha.
Ao ouvir isso aos poucos Michael foi se deixando enxergar, uma leve nevoas branca começou a aparecer na frente de Queila, devagar a nevoa foi tomando forma a sua frente:
_ Porque você quer me ver? – Questiona Michael – Não estou interessado em ninguém da sua família. – Indaga a mulher se materializando na frente dela e ainda recolhendo nos cacos da louça, sem desviar o olhar.
Queila segura Michael pelo braço o fazendo olhar pra ela:
_ Porque só Eva pode te ver?
_ Se for porque eu quero? – Replica Michael.
_ porque eu tenho a sensação que te conheço?
_ Ilusão a sua. – replicou – nunca vi vocês antes.
_ seus olhos lembram o do meu irmão.
Ao ouvir isso, Michael sai da presença de Queila tão rápido que ela mal consegue se manter de pé, sem entender o porque da sua fuga. Mas ela queria saber porque ele fugiu assim, Michael se refugiou com Eva:
_ Michael você esta bem? – pergunta a menina estranhando o amigo.
_ Tá tudo bem sim Eva. – sorri amarelo pra menina.
_ Você está triste? – notou a jovenzinha.
_ É apenas saudade da minha família.
_ Porque você não volta pra ela?
_ Eu não posso volta mesmo que eu quisesse. – Lamenta Michael.
_ mas um dia você vai volta – Anima a menina.
Michael sonhava com essa volta mais não fazia a menor idéia de Omo voltar, uma coisa era certa. Tudo apontava pra Eva, pois Michael não entendeu por deixar Eva e sua família ficar dentro da casa, havia muitos mistérios a ser revelado, a rotina na casa não muda muito, e os anos vão passando e Eva vai crescendo e estreitando ainda mais os laços com a menina:
_ Michael me girar no ar? –pede Eva a ele – mas não toque os pés no chão.
Michael segura Eva firme pelas mãos e atende o pedido da menina, são ficar muito longe do chão Michael a gira lentamente como se fosse um montanha russa, rodopiando no próprio eixo com Eva nas mãos, sempre fazia isso com um sorriso no rosto, ao ver a alegria dela nos rosto, Michael subia um pouco conforme a menina crescia. Nessa leve rotina o tempo se passa e a garotinha se torna uma adolescente. Foram dez anos que Michael praticamente criou a jovem. E nem ele quanto ela conheciam seus sentimentos por ela ou por eles.....


avatar
Mimijak
Adm
Adm

Feminino Mensagens : 20561
Data de inscrição : 05/03/2011
Localização : Brasil

Ficha do personagem
MimiJak Invincible: 1

http://mimijak-mjj.forumsmusic.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Preciso de vida

Mensagem por Mimijak em Dom Abr 17, 2016 11:39 pm

Capitulo XVII - O sonho de Queila


Certa noite quando Eva ia a um passei com seus amigos, Queila teve um sonho, tanto quanto estranho, ela via seu irmão de doze anos sendo puxado por umas figuras que ela não conseguia identificar, ele se debatia enquanto ela tentava puxá-lo de volta em vão, ela conseguia ouvi-lo gritar por ela e lhe pedir ajuda, ele sumia na escuridão e voltava sumia e voltava. Ele sempre com um braço esticado procurando por pela mão dela pra que ela o segurasse. Em uma dessas vezes ela o viu adulto, era o fantasma que ela tanto convivia e temia, mas nunca entendeu. Michael era seu irmão, a imagem no se sonho estava clara. Queila acordou assustada e em lagrimas, ela correu pelos corredores da casa em busca da presença de Michael e não acho em lugar nenhum. Então resolveu chamar por ele, em vão não respondia:
_Michael cadê você? – Gritava Queila – Aparece, preciso te ver.
Michael havia sido chamado pelos anciões do outro lado, ele não voltaria tão cedo, Queila se desesperou, achando que ele havia ido embora da casa por algum motivo, ela se sentou no chão próximo a escada de acesso ao segundo andar da casa, que fica trancado desde quando seu irmão morrerá no trágico acidente, ali ela chorou igual ao dia que Michael os deixará, ela não sabia o que fazer pra conquistar a confiança do irmão de volta, ela havia passado anos procurando uma forma ou um lugar para reencontrá-lo mas agora ela não sabia o que fazer.
No plano espiritual, lugar onde Michael recebeu sua missão, Amistiel o esperava, a conversa foi curta porem objetiva, não houve muita extensão de papo, mas o pouco tempo que se passou lá foram quase duas semanas aqui:
_ Michael eu tenho uma revelação pra te fazer.
_ Sobre? – replicou serio Michael.
_ Sobre você volta.
Nessa hora Michael gelo por dentro, era tudo que ele queria voltar pra sua família, mas seria um desafio para ele, mas mesmo assim ele estava disposto a tentar qualquer coisa.
_ O que? O que tem a minha volta? O que sabe sobre isso? – Pergunta desconfiado a Amistiel.
_ Há alguns anos você encontrou a sua chave.
_ Minha chave? Que chave?
_ A chave que te levará de volta ao mundo dos vivos.
Amistiel havia conseguido a total atenção de Michael agora, que a ouvia sem perde nenhum detalhe do que ela contará lhe:
_ A chave é formada por dois elos, um é sua irmã e o outro é um amor verdadeiro. – explica o anjo. _ E você encontrou os dois elos, a sua chave esta completa.
_Minha irmã? – Fala confuso – eu não sei onde esta minha irmã
_ Tem certeza Michael – Questiona – ela esta sob sua guarda a 10 anos
_ Queila!!! É minha irmã?!?! – disse Michael em choque. - Queila é minha irmã? - Repetia em estase de total alegria, por saber que sua família esteve tão próxima dele por todo esse tempo. Seu coração pulava dentro do peito.
Essa conclusão chegada por ele só o fez ter mais certeza de voltar ainda, ele não queria saber de mais nada, apenas queria abraçar sua irmã, ele precisava voltar a casa......


avatar
Mimijak
Adm
Adm

Feminino Mensagens : 20561
Data de inscrição : 05/03/2011
Localização : Brasil

Ficha do personagem
MimiJak Invincible: 1

http://mimijak-mjj.forumsmusic.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Preciso de vida

Mensagem por Mimijak em Dom Abr 17, 2016 11:44 pm

Capitulo XVIII - O reencontro com o irmão


Michael correu pelos corredores do mundo dos mortos e foi em direção a passagem no espelho que dá acesso a casa, não queria perder mais tempo, Durante anos ele tratou Queila com indiferença, agora ele se martirizava por não ter dado tanta atenção pra ela, a cada passo que ele dava parecia uma eternidade, ele estava em pranto, nunca achou que conseguiria chorar novamente como chorava agora.
Enquanto Michael seguia rumo a casa, Queila se lamentava não ter tido esse sonho antes, ela sabia que conhecia aquela energia, mas não conseguiu identificar antes, ela chorava copiosamente sem ninguém ver nem John nem Eva, eles não iriam entender, chorar por um fantasma do passado, ainda mais sendo esse fantasma tão hostil quanto Michael. Ela desejou morrer sopra ver se o encontrava de novo.
Ao alcançar a passagem, Michael passa por ela como sempre fazia quando fugia de Eva, já na casa ela flua pelo cômodos a procura de Queila, depois de muito procura, ele a encontra na cozinha, de cabeça baixa e com um choro contido enquanto preparava o almoço da família, Michael se encostado na porta, fica um tempo a observando calado, mas Queila já o sentiu ali, no mesmo instante que ela o sente suas lagrimas param de rolar, e sem olhar pra trás ela começa um monologo:
_ pensei que você não voltaria mais – Michael ouve apenas a analisa – tive um sonho com você umas noites atrás – completa Queila, Michael apenas ouve. – agora eu entendo tudo, o porque da gente vir pra essa casa, de você nos deixar ficar. – o silencio dele chegava a corta de tão forte, só o olhar dele dizia as coisa que ele tanto queria dizer.



Queila não imaginava, mas Michael estava visível pra ela, ao se virar ela o vê na porta com os olhos marejados de lagrimas, assim como os dela também, a passos lentos ela vai de encontro a ela, Queila tem medo que ele fuja novamente, mas não, dessa vez Michael deseja de todo coração abraçar a irmã, Michael abre os braços largos e se permite deixar abraçar pela primeira vez em 10 anos que Queila mora na casa.
Quando finalmente alcançou o irmão, ela teve o tão esperado abraço que ela sonhou e Michael também, os dois choraram juntos ali abraçados por algumas horas, nada mais do que lagrimas saiam dos dois, após um longo tempo ela quebra o silencio:
_ Senti tanto a sua falta. – Fala se contendo Queila.
_ E eu a sua.
_ Eu te amo meu irmão - Acarinha o rosto dele – Nunca mais vou te deixar.
_ Nem eu a você – Replica Michael....


avatar
Mimijak
Adm
Adm

Feminino Mensagens : 20561
Data de inscrição : 05/03/2011
Localização : Brasil

Ficha do personagem
MimiJak Invincible: 1

http://mimijak-mjj.forumsmusic.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Preciso de vida

Mensagem por Mimijak em Dom Abr 17, 2016 11:49 pm

Capitulo XIX - Mistério Sobre a Mãe



Eles conversaram sobre tudo que Michael havia perdido desde que ele se foi, Queila e Michael passaram horas nesse papo e ele descobriu algumas coisas sobre sua mãe que ele não gostou, a família ainda ficou três anos morando na casa, mas ela teve depressão logo após a morte dele, devido um fato desagradável a família foi obrigada a se mudarem de lá:
_ Que fato desagradável Queila? - Pergunta Michael curioso.
_ A nossa mãe se mato nessa casa.
_ A nossa mãe o que? - Pergunto chocado.
_ Sim Michael – explicou Queila - Ela não conseguiu suportar a sua perda, e acabou se matando, fizemos tudo que podíamos pra ajudá-la, mas ela preferiu assim.
_ Mas porque ela não precisava fazer isso. – Choroso
_ Ela disse que agora iria se encontra com você.
_ Comigo? Mas eu não a vi lá. – Observa aflito Michael.
_ Você tem certeza? – Pergunta temerosa.
_ Tenho. Se eu tivesse visto ela tinha comentado com você.
_ Onde será que ela está?
_ Eu não sei, mas pretendo descobri. – Diz pensativo. – Eu vou ter que ir em um lugar, mas prometo que volto logo.
_ Promete?
_ Prometo. – Replica Michael - Preciso fala com uma pessoa que pode saber onde ela está.
_ Quem é ela?
_Uma amiga. – Indaga abraçando a irmã – Só eu posso ir se não eu te levaria.
_ Eu te espero aqui.
Michael beija a fronte de Queila e sai de volta ao mundo dos mortos, ele busca por sua mãe, indo de pessoa em pessoa do outro lado perguntando se eles a haviam visto, explicando cada detalhe sobre ela. Ninguém a havia visto em lugar nenhum. Então ele resolveu procurar novamente Amistiel e ver o que ela sabia sobre sua mãe.
Ele percorreu os corredores do lugar indo até o lado de fora do aparente prédio, mas não a encontrou, já Queila, estava em casa terminando de prepara o jantar que aquela altura deixará de ser almoço para sua família, devido o tempo que ficara conversando com Michael. A emoção foi tanta que ela nem reparou que John e Eva não vieram almoçar em casa. Ela só se deu conta após a saída de Michael para iniciar a buscar por resposta pela mãe, que ele não vira do outro lado.
O primeiro a chegar em casa foi John, que chegara após um dia exaustivo de trabalho, ela logo o recebe feliz da vida, fazendo se logo por perceber a sua euforia por parte dele:
_ Pra ta com essa euforia toda o nossa antigo morador deve de ter dado as cara novamente? – Pergunta ele sendo inundado de beijos.
_ Volto e eu já falei com ele, contei do sonho, e....
_Ei ei, ei, ei, ei, calma que é muita informação de uma vez só pra mim – adverte ele reprimindo a euforia dela – vamos por parte assim eu entendo tudo melhor ok?
_ Ok!
_ Vamos com calma me conta tudo, falo com ele?
_ Falei. – começa Queila – falei do meu sonho e que entendia tudo. Então ele me conto que sabia quem eu era, que só descobriu a pouco tempo, contei da mamãe e ele disse que não a viu por lá, pelo tempo que freqüenta lá já era pra ele ter-la visto.
_ E cadê ele? – pergunta John eufórico – quero abraçar meu cunhado
_ Ele saiu.
_ Saiu? Como assim?
_ Foi falar com uma amiga pra v se tem noticia da mamãe.
_ Essa agora! Quando ele volta?
_ Não sei! Não disse só pediu pra mim esperá-lo.......


avatar
Mimijak
Adm
Adm

Feminino Mensagens : 20561
Data de inscrição : 05/03/2011
Localização : Brasil

Ficha do personagem
MimiJak Invincible: 1

http://mimijak-mjj.forumsmusic.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Preciso de vida

Mensagem por Mimijak em Dom Abr 17, 2016 11:52 pm

Capitulo XX - Aqui Não Está. Amistiel Esconde Fatos!!!



Enquanto Queila era obrigada a espera por Michael, ele percorria os quatro cantos do céus para encontrar Amistiel, até que em um lugar muito distante ele a encontrou, sem perder tempo ele se aproximou dela e logo se pôs a questioná-la:
_ O que aconteceu com a minha mãe? Porque não a encontrei aqui? - indagou Michael.
_ Aqui não é lugar pra suicidas Michael – Replica o anjo – Eles vão para o lugar que eles merecem.
_ Pro inferno? - Questionou Michael – Minha mãe nunca fez nada que a fizesse merecer ir pra aquele lugar.
_ Ela tirou a própria vida. – Responde o anjo desviando o olhar dele – Isso a fez merecer.
_ Eu sei que tem mais coisa por trás disse, quer me contar? – Intima Michael.
O anjo permanece calado, era evidente para Michael que o anjo sabia mais do que queria contar, Amistiel sabe de tudo sobre todos que vivem na terra, inclusive sobre o que levou a mãe de Michael a cometer tal ato horrendo e imperdoável ao olhos de Deus. Michael se lembrou dos ensinamentos religiosos de sua mãe que sempre lhe dizia:
_ Meu filho por maior que seja o fardo que carregues nunca seja fraco o suficiente pra tirar a própria vida. Na bíblia diz que suicidas não ganham o reino dos céus. Quando se tem muitas lutas pelo seu caminho é porque a vitoria é certa, então não desanime quando tiver um obstáculo muito grande a sua frente, nada é pesado demais que você não possa suportar, Deus nunca dá uma cruz pesada de mais para ser carregada, nunca se renda a dor por maior que ela seja. Lute até o fim Michael e você verá os louros do seu sacrifício no final da estrada.
Com esses pensamentos sobre sua mãe, Michael não levou fé no que Amistiel tentou lhe passar, então ele encostou o anjo na parede pra tentar entender:
_ Minha mãe acreditava fielmente que suicidas não entravam no céu. - Explica Michael – ela não iria tirar a própria vida.
_ Mas tirou Michael – Replica Amistiel – Conforme-se.
_ Sei que você está me escondendo alguma coisa Amistiel. – Joga Michael – Não sei o que é, mas vou descobrir nem que seja só, mas eu vou.
_ Na hora certa a verdade aparecerá – Retruca o anjo. – Mesmo que a encontre agora como irá salva-la?
_ Você tem tantos mistérios que já está começando a me cansar, não sei como vou fazer pra trazer minha mãe de volta, mas de uma coisa fique certa não vou deixá-la no inferno. Nem que pra isso eu tenha que morrer de novo.
Após essas duras palavras Michael sai, tomando de volta o caminho da casa, mas antes ele resolveu averiguar com outros anjos se eles poderiam ajudá-lo a resolver esse mistério. Ate que ele encontrou um segundo anjo, de nome Michael, arcanjo de deus, esse sim lhe foi muito útil.
_Arcanjo? Posso falar com você? – Perguntou Michael.
¬_ Pelo que vejo Amistiel pouco revela pra você? – Pergunta o arcanjo – Se não, não viria a minha procura.
_ Desculpa, mas hoje não estou com paciência pra piadinhas celestiais – Replica Michael com raiva na voz. – Quero respostas e o outro anjo não me deu nenhuma.
_ Ok Michael. Vou te conta alguns fatos, mas você não pode mudar a realidade dos deles, não ainda. – Explica o arcanjo. – Sua mãe estava muito triste com a sua perda, mas ela relaxou nas orações e acabou dando brecha pra demônios, que provavelmente foi o que a levou ao suicídio. Não sabemos pra onde ela foi, pois assim como você era pra ela vir aqui, cumprir uma missão, não sabemos o que pode ter acontecido, ouvimos boatos que ela também na chegou ao inferno , o que indica que algo a pegou no caminho, mas não sabemos o que, estamos procurando.
Michael fica estarrecido com o que ouve, ele deseja muito reencontrar sua mãe e principalmente salvá-la, mas a questão agora era como? Ele se vê obrigado a voltar para encontra sua irmã, ele não pode mais ficar ali, precisa proteger sua irmã e Eva a todo custo, embora a dor de saber que sua mãe está sumida seja grande, ele precisa contar a Queila o que descobriu e assim encontra uma solução juntos.
_ Não se preocupe Michael nós a encontraremos – Consola o arcanjo
_ Assim espero – Indaga tristonho, entre lagrimas ele volta a casa, mas sem antes ouvir um conselho do novo amigo.
_ Cuidado com a garota Michael, eles a querem. Se perde-la você nunca mais poderá voltar.....



avatar
Mimijak
Adm
Adm

Feminino Mensagens : 20561
Data de inscrição : 05/03/2011
Localização : Brasil

Ficha do personagem
MimiJak Invincible: 1

http://mimijak-mjj.forumsmusic.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Preciso de vida

Mensagem por Mimijak em Dom Abr 17, 2016 11:58 pm

Capitulo XXI - As estranhas atitudes de Eva


Ao voltar pra casa Michael percebe a atmosfera do lugar mais pesada que o habitual, uma casa com espíritos geralmente tem um ar pesado, para uma pessoa sensitiva ou com dons de sentir áureas, era desmaio na hora, Queila estava a alguns dias de cama devido a atmosfera do lugar. Michael encontrou assim quando chegou:
_ Perdi alguma coisa aqui? – Pergunta aflito
_ Não muito, o que descobriu – Questionou a mulher tentando se levanta.
_ Onde está John? - Pergunta Michael tentando muda de assunto.
_ Está no trabalho – Responde ela áspera – Não vai me contar?
_ Vou – afirma Michael – Mas onde está Eva
_ Ela está com os amigos dela, que há com você vai me conta logo ou não?
_ Eu vou calma – Diz eles fazendo sinal pra para com as mãos – mas não sei se você vai gosta de saber.
Michael se sentou na cama e começou a conta tudo que ele descobriu para a irmã, do que o arcanjo contou pra ele, do que supostamente aconteceu para que sua mãe se matasse, e que ela não havia chegado nem no céu nem no inferno, era como se ela tivesse sido tragada por alguém ou alguma coisa, Queila ouvi tudo atentamente, sem desviar o olhar do irmão, ate que algo a fez gelar nas palavras de Michael, já fazia alguns dias que ela havia notado uma mudança súbita em Eva.
_ Michael agora você me deixou preocupada.
_ Com o que? - Pergunta ele estranhando a reação dela.
_ Áurea em volta da Eva ta muito pesada – Revela ela – Eu mal consigo chegar perto dela sem passar mal.
_ O que você esta me dizendo? – Se levantando da cama em choque.
_ Isso que você ouviu – Indagou ela – Ela nunca me respondeu antes e agora, reclama de tudo que vou fala pra ela, até de um lanche que eu vá oferecer ela me reprimi. – revela.
_ Não – Exclama ele com as mãos na cabeça – Eles já comeram a agir. Eu não posso deixar se repetir, preciso impedi-los – Profere ele.
_ Se repetir o que Michael? – Disse Queila em pânico. – Com quem?
_ O mesmo que aconteceu com a mamãe se repetir com a Eva. – Solta enquanto ele atravessa a parede em busca de Eva.
_ Ohh até que enfim o ilustre morador da casa apareceu. – Diz a menina com desdém ao ver Michael.
_ Eva? – pergunta Michael – Você está bem?
_ Estou ótima. – Esbraveja a moça – Apesar de você me abando nas com mais freqüência do que devia.
_ Desculpe Eva – Replica Michael – Mas eu tenho que cuida da casa não dá pra fazer tudo aqui com você do lado, você não pode vir comigo quando sou convocado.
_ Ignore a convocação.
_ Não posso – Rebate ele – Essas convocações são importantes.
_ Mas importantes do que eu? – questiona a moça.
_ Eva já falamos milhares de vezes sobre isso e você sabe que é importante.
_ Não minta pra mim – Esbraveja ela. – Você nunca gostou de mim. Sempre quis se livrar de mim.
_ Não é verdade. – diz Michael - eu sempre gostei de você desde a primeira vez que a vi.
_ Mentira você fugiu de mim.
_ Fugi porque você sempre veio atrás de mim, você quase morreu aqui. Eu salvei a sua vida. – diz Michael em prantos.
_ Você nunca me amou, isso sim. Grita Eva.
_ Eu te amei, sempre te amei e nunca vou deixa te amar, mesmo que eu tenha que morrer de novo pra te provar isso. - Michael tenta se conter, mas salta a verdade.
_ Me prove?
_ Como te provar?
_ Faz amor comigo?
_ Eu não posso.
_ Pode sim.
_ Eu estou morto Eva não posso nem sentiu sua pele se eu quiser. – Diz Michael baixando o olhar – Embora eu tenha tentado todos esses anos sem sucesso – Confessa.
Eva sai furiosa da presença de Michael, que estranha a sua atitude, já que ele sempre deixou claro pra moça que seus atos eram em pro do bem estar da família. Ao passar por ela, ele nota algo de estranho na moça em suas costas há uma espécie de mochila, que ele não notará antes. Intrigado Michael vai atrás e vê que o objeto na verdade está vivo, Eva está com um demônio gravado em suas costas sem ela saber. Pela foram que ele estava grudado nela seria quase impossível tira-lo sem matá-la, ele tinha que descobri como e rápido o tempo estava contra ele.....



avatar
Mimijak
Adm
Adm

Feminino Mensagens : 20561
Data de inscrição : 05/03/2011
Localização : Brasil

Ficha do personagem
MimiJak Invincible: 1

http://mimijak-mjj.forumsmusic.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Preciso de vida

Mensagem por Mimijak em Seg Abr 18, 2016 12:19 am

Capitulo XXII - Demônios na casa



Ao ver a criatura nas costas de Eva, Michael tentou se aproximar dela no intuito de remove-lo, mas numa atitude inesperada do monstrinho, fez com que Michael fosse jogado com força na parede, logo em seguida outros apareceram se arremessando sobre ele, Michael lutava pra conseguir se livrar dessa legião que estava sobre ele, enquanto isso Eva saia de casa deixando Michael tomado pelos demônios.
Queila percebe a movimentação e corre pra sala onde Michael está e tem uma visão horrenda, ele esta tomado por eles mal se consegue distingui-lo ela corre desesperada para ajudá-lo, a casa inteira começa a estremecer e os moveis começam a ser arremessados contra a parede e sobre Queila. O piso começa a se erguer tentando tirar da moça seu equilíbrio, Michael se arrasta pro lado de Queila tentando esticar a mão pra que ela a segure.
Um buraco enorme se abre no chão da casa, embaixo de onde Michael está, ele se segura como pode Queila pula pra tenta pega, Michael escorrega enquanto ele tenta a todo custo alcançar a irmã, sem sucesso, a terra arenosa dificulta a sua subida que o faz descer mais a cada investida dele em subir, de repente de dentro do buraco surge uma mão que agarra firme os pés de Michael e o puxa pra baixo ele tenta subir tomado pelo desespero, Queila numa tentativa frustrada de ajudá-lo, se inclina pra que ele pegue sua mão, vendo que Michael não vai conseguir resistir por muito tempo ele entrega a Queila um amuleto:
_ Guarde isso Queila
_ Segure a minha mão Michael
_ Não deixem que consigam isso.
_ Segure a minha mão, por favor – Grita chorosa.
No mesmo instante em que Queila consegue segura o objeto, Michael é tragado pela terra que se fecha em cima dele e a casa volta ao normal. Queila permanece sentada chorosa no chão sem saber o que irá acontecer......


Continua....  : Conectado pesquisand

Texto complementar que ninguém Le que eu sei

Um demónioPE ou demônioPB, ou ainda,daimon ou daemon é originalmente um tipo de ser que em muito se distanciou, mesmo que ainda se assemelhe, aos gênios da mitologiaárabe, pois ao longo dos anos a sua descrição mudou, e segundo a maior parte das religiões, que dividem-se no mundo de forma maniqueísta, como judaico-cristão, é um ser intermediário entre o homem e Deus, tipicamente descrita como um espírito do Mal, embora originalmente a palavra demónio e primeiros significados dela pertença aos gregos, e para eles também pode significar um ser benigno.
São espíritos do folclore, da mitologia e da religião do mundo inteiro - existem em todas as formas e tamanhos e quase sempre querem fazer alguma coisa ruim. Na maioria das culturas religiosas é possível encontrar histórias apavorantes de demônios e suas maldades. Embora hoje sejam reconhecidos como frutos da imaginação, os demônios foram considerados reais em outros tempos e inclusive eram responsabilizados por boa parte dos males acontecidos.

Na antiguidade

Os mais antigos relatos sobre demônios podem ser encontrados nas antigas culturas da Mesopotâmia, Pérsia, Egito e Israel, onde uma diversidade de espíritos malignos levava a culpa pelas doenças, pela destruição das plantações, pelas inundações, incêndios, pragas, ódios e guerras. Diziam que demônios com nomes como "O Emboscador" e "o Pegador" estavam sempre prontos a atacar, em todo e qualquer lugar: em desertos e florestas, em porões e telhados e dentro de casas que não estivessem devidamente protegidas com amuletos e feitiços.

No Espiritismo

O Espiritismo afirma que demônios não existem. Deus, ao criá-los, estaria derrogando suas leis e contradizendo-se, uma vez que lhe são atribuídos os fatores divinizadores sendo um deles a BONDADE. Deus não criaria seres para perturbar a vida dos homens.
Existem espíritos que incorporam esse personagem fictício e passam a agir em seu nome, representando esse papel mitológico. O Espiritismo entende que todo MAL é temporário e a evolução é caminho único do Espírito que pode apenas estacionar no seu estado de imperfeição, mas não retroceder.
Outras religiões atribuem aos espíritos levianos o rótulo de "demônio" por não conhecerem profundamente a relação espiritual na que estamos imersos.
Esses "demônios" são espíritos em estado temporário de ignorância que precisam de amor fraterno para se libertarem dos sentimentos inferiores que os prendem à esta condição. Nem todos passamos por estas situações, o que é raro.

O ponto de vista cético

Sob o ponto de vista científico o bem e o mal, o frio e o calor, a noite e o dia, o escuro e o claro, a sombra e o sol, não existem são apenas condições transitórias que dependem dos sentidos e das sensações dos seres vivos e do lugar onde se encontram, esses são condicionamentos que há séculos tem comandado o comportamento animal. Tais interferências nos humanos foram usadas como referenciais, para explicar os fenômenos físicos, e tudo o que existe em ciência hoje se deve a associação dos fenômenos físicos com a imaginação humana, quando aplicados em outras deduções os extremos ditam as leis do meio que os governam e regulamentam uma tecnologia inteligente voltada para o bem estar humano. Paralelamente porem, esses opostos que no passado distante alimentaram os avanços das imaginações mais especulativas "que questionavam sobre o futuro ou seja sobre o paradeiro da alma humana depois da morte" se apresentaram insatisfatórios e permaneceram nos domínios da fé até os dias de hoje, sem contudo deixar de ser uma sub categoria da ciência presente numa hipótese válida e inclusive integrante na arque-cosmologia chinesa do Yin Yang que já procurava entender o universo e que simultaneamente deu sentido a fé e as bases das ciências orientais ou ocidentais. Considerar que o ponto de vista dos humanos constantemente tem sofrido adaptações ao meio, e o que é bom hoje, no futuro poderá se transformar num mal. Nesse caso ou pelo menos originalmente, o demônio é o deus do mal e ao mesmo tempo é parte inseparável do deus do bempois um não pode existir sem o outro e juntos, respondem pela mesma fé que formaram as religiões, as quais hoje movem ou condicionam os atos da humanidade em defesa de ambos.

Na Bíblia

Santo Antônio cercado por demônios, The Temptation of St. Anthony , de Martin Schöngauer
Na maioria das religiões cristãs os demônios são anjos caídos que foram expulsos do terceiro Céu (presença de Deus), conforme diz em (Apocalipse 12:7-9). Lúcifer era um Querubim da guarda ungido ( Ez 28 & Isaias 14:13-14 ) que, ao desejar ser igual ao Criador (Deus), foi lançado fora do Paraíso. Quando porém ele foi lançado fora do Céu sobre a Terra, a Bíblia nos relata que Lúcifer (que tem por nome diabo,serpente, dragão, príncipe da potestade do ar, etc...) trouxe com sua cauda um terço dos anjos de Deus (Ap 12:4) - lembrando que isto é uma linguagem figurativa, que significa apenas que junto de si levou os demônios. A Bíblia não cita a quantidade de anjos caídos, mas tem um passagem que diz que o número de anjos que adoram ao Senhor são milhares de milhares e milhões de milhares (Ap. 5:11). O Inferno foi feito para eles e a função deles é destruir a máxima criação de Deus (Homem). Sua função é fazer com que o ser humano não conheça a Jesus Cristo. Todos aqueles que morrem sem arrependerem de seus pecados, crendo que Jesus Cristo não é o único Salvador, é lançado no Inferno juntamente com estes anjos caídos.
Devido a rituais ou simplesmente a submissão de pessoas ao Diabo, os demônios podem entrar no corpo de alguém, tornando-o o que se chama de endemoniado, ou atuando sobre o corpo de alguém - como no caso do vudu. Fora isso eles podem simplesmente usar alguém para dizer alguma mensagem para outro indivíduo/grupo. Segundo o que se sabe hoje em dia, os meios para se tirar um demônio de um corpo possuido são, pela Igreja Católica, o exorcismo, e pelos evangélicos a simples oração (e em alguns casos jejum), como orientado pela Bíblia.
Para os Cristadelfianos os demônios na Bíblia são os deuses dos pagãos que não têm existência real pois existe um só Deus e uma fonte de poder sobrenatural que é Javé. Segundo os Cristadelfianos os antigos gregos acreditavam que os demônios podiam possuir pessoas e que eram os espíritos dos falecidos que tinham subido ao nível de demônios(semi-deuses que traziam bem ou mal à humanidade). Quando alguém não entendia a causa de uma enfermidade por não ter causa aparente ou por ser uma doença do foro psicológico eram atribuídas a demônios. Os Cristadelfianos também não acreditam que os anjos possam pecar.

Fonte do texto wikipedia


PS: não sou estudiosa do assunto é só pra informa vocês um pouco sobre ok? então não brinquem com eles, eles são coisa seria e na fic vocês vão saber porque.


avatar
Mimijak
Adm
Adm

Feminino Mensagens : 20561
Data de inscrição : 05/03/2011
Localização : Brasil

Ficha do personagem
MimiJak Invincible: 1

http://mimijak-mjj.forumsmusic.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Preciso de vida

Mensagem por Mimijak em Seg Abr 18, 2016 12:52 am

Capitulo XXIII - A Casa é a Mamãe.


Num súbito ar de revolta, ela se levanta e começa a querer rasgas a madeira solida do chão com as próprias mãos, com as unhas ela tenta cavar através da madeira, mas sem sucesso, ela apenas consegue cortar profundamente suas falanges, mesmo com o as mãos ensangüentadas ela continua tentando rompera o chão de madeira pra seguir Michael e tentar salva-lo, suas lagrimas que correm abundantes pelo seu rosto se misturam ao salgue de suas mãos, ela não quer parar, ela precisa continuar, seu desejo é maior que a razão.
De repente uma figura horrenda aparece do meio do fogo na frente de Queila, roubando-lhe por completo sua atenção, que ate então estava voltada para o chão, e em sua tentativa frustrada de romper–lo, se Poe a perguntar:
_ Onde está o maestro? – voz rouca
_ Que maestro? - Pergunta Queila.
_ Ela quer saber do Michael – diz um dos fantasmas escondidos
_ Ele foi tragado pelos demônios que estava aqui.
_ Você tem 24 horas pra trazê-lo ou todos que habitam essa casa irão morrer.
_ Você não me ouviu? – diz Queila em prantos – os demônios levaram ele.
_ Isso não é problema meu. 24 horas ou todos da casa morem. – com um gesto dela um relógio em forma de ampulheta aparece – o tempo esta passando querida.




A areia corria rápido, Queila não tinha a menor noção de onde Michael estava, a única pista era aquele chão que havia se fechado na frente dela com ele dentro. Os outros fantasmas procura ajudar no que podia, mas a passagem por onde Michael havia sido levado havia se fechado pra eles também, o tempo estava passando pra eles.
Os fantasmas então correram para o mundo dos mortos no intuito de encontrar Michael, mas não conseguiram muita coisa até que o arcanjo Michael soube do que se passava e foi até o encontro deles:
_ Fantasmas!!! – chama o arcanjo
_ Sim arcanjo - Diz um dele baixando a cabeça em sinal de respeito.
_ O que houve com Michael? – Pergunta o arcanjo estranhando a movimentação
_ Está sumido senhor.
_ Casa deu 24horas pra ele volta e não sabemos onde ele se encontra.
_ A casa você disse?
_ Sim.
_ Então vocês a encontraram, ou melhor ela encontrou vocês.
_ Ela o encontrou a quem se refere?
_ A mãe do Michael – diz o arcanjo aflito - ela é a casa.
_ Como disse?
_ Disse que a casa é mãe do Michael. – repete o arcanjo.
_ Mas como?
_ Descobri que os demônios a pegaram e a transformaram na casa, e só Michael é capaz de controlá-la.
_ Temos sérios problemas então.
_ Porque? O que houve
_ Ela deu pouco tempo par encontrarmos ou todos morrem.
_ então temos que encontrá-lo e rápido....


avatar
Mimijak
Adm
Adm

Feminino Mensagens : 20561
Data de inscrição : 05/03/2011
Localização : Brasil

Ficha do personagem
MimiJak Invincible: 1

http://mimijak-mjj.forumsmusic.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Preciso de vida

Mensagem por Mimijak em Seg Abr 18, 2016 1:10 am

Capitulo XXIV - O Esquife de Gelo






Enquanto isso, Michael era levado por uma espécie de ciclope, seguro penas por um dos pés, Michael estava desacordado e muito machucado, apesar de está morto seu espírito também se machucava, ele havia apanhado muito para revelar onde estava o amuleto, mas ele não revelou que havia deixado com Queila, assim tanto sua irmã quanto o objeto estariam seguros.
Como punição a afronta, Michael foi confinado a caverna de gelo, e era pra lá que ele estava sendo levado, ao chegar no lugar Michael é deixado no chão, sem proteção nenhuma contra o frio, desacordado ele fica lá deitado em um canto, cubos de gelos caem sobre ele o encobrindo pela metade, em questão de segundos uma espécie de esquife de gelo se forma em volta dele o prendendo pra sempre em um sono eterno.
Diz a lenda, que uma vez preso nesse esquife na caverna de gelo seria praticamente impossível fugir a pessoa ficava aprisionada para sempre em um sono eterno, nunca se soube de ninguém que houvesse escapado desse esquife. Nem mesmo o sol é capaz de derreter o gelo que se forma envolta da vitima, é a pior punição que se pode ter, pois o prisioneiro permanece consciente o tempo todo sem poder fazer nada. O tempo corria pra Queila e os outros fantasmas, o arcanjo com suas asas imponentes percorria todos os lugares que passava pra encontrar Michael.
Numa decisão arrisca ele voa até o inferno, e interroga um dos seus habitantes para descobrir o paradeiro de Michael, que por sorte do arcanjo, ele obtêm a informação que precisa:
_ O espírito que procura está confinado na caverna de gelo – Diz o condenado – Mas lhe advirto não será fácil tirá-lo de lá.
_ onde fica essa caverna? – pergunta o arcanjo.
_ no lado sul do inferno depois dos campos de condenados.
Imediatamente o arcanjo segue para o destino indicado pelo condenado, esperando que a informação na fosse falsa, ao chegar à caverna Michael entra cuidadosamente pra não ser pego por eu movimento dento dela, já que o lugar é sensível a movimentação. Ao chegar ao fundo ele vê vários esquifes e um lhe chama atenção era justamente o esquife de Michael.
O arcanjo se aproxima para ter certeza, e sem titubear ele ergue o esquife e o leva consigo, mas antes de conseguir chegar a saída ele é notado pelos guardiões do lugar, ele não pode deixar o esquife cair ou será o fim de Michael. A melhor opção é ele voar pra o mas longe que puder, numa fuga alucinante ele voa pelos precipícios sem fim que existem no inferno, em alguns ele passa tirando um fino, faltando pouco pra bater, enquanto os guardiões o perseguem sem dó.
O arcanjo entra em uma caverna, notando que é segura ele deixa o esquife lá e sem muita alternativa ele volta pra lutar, pois se não o fizer ele não conseguirá escapar. Usando de toda coragem que Le tem ele desembainha a espada e trava uma luta feroz contra os 15 guardiões que o perseguiam. Pode-se ouvir o barulho do aço ecoar por boa parte do inferno, ele gira no ar pegando um deles por traz, cravando a espada em seu peito que ferido mortalmente despenca no abismo sem fim, outro consegue ferir o arcanjo, porem ele tem suas asas cortadas por ele que cai também no abismo, após uma luta ferrenha ele consegue enfim derrotar o ultimo dos guardiões e assim prosseguir com sua fuga, ferido e com muita dificuldade ele consegue reencontrar os fantasmas que o ajudam a levar Michael até onde esta Queila.
O tempo esta quase acabando quando eles chegam com o esquife, que para desespero da moça Michael está preso, ao ver o irmão naquele estado ela chora deslizando as mãos pelo denso bloco de gelo. O arcanjo tenta consolar:
_ sinto muito não pude ajudá-lo a tempo. – lamenta o arcanjo. – não sei se há como tirá-lo daí.
Queila apenas chora....



avatar
Mimijak
Adm
Adm

Feminino Mensagens : 20561
Data de inscrição : 05/03/2011
Localização : Brasil

Ficha do personagem
MimiJak Invincible: 1

http://mimijak-mjj.forumsmusic.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Preciso de vida

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum