Traduza esta Página
English plantillas curriculums vitae French cartas de amistad German documentales Spain cartas de presentación Italian xo Dutch Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
King Of Pop

Buscar
 
 

Resultados por:
 


Rechercher Busca avançada

Navegação
 Portal
 Índice
 Membros
 Perfil
 FAQ
 Buscar
Últimos assuntos
»  Um Amor de Padrinho
Sex Set 02, 2016 10:55 pm por Mimijak

» Michael Jackson In Memoriam. Remembrances (Ingles)
Sab Jul 09, 2016 4:09 am por Mimijak

» Todos os Livros Sobre Michael
Seg Jun 13, 2016 1:29 am por Mimijak

» Simplesmente MICHAEL
Seg Jun 13, 2016 1:16 am por Mimijak

» Michael Jackson = A Visual Documentary 1958-2009
Seg Jun 13, 2016 1:08 am por Mimijak

» LoveIsHIsMessage
Qui Maio 26, 2016 7:41 pm por Mimijak

» Curso de Ingles Online: Qual Escolho?
Ter Maio 17, 2016 1:17 am por Mimijak

» Mini-fic - Favores
Dom Maio 15, 2016 1:07 am por Mimijak

» Insana Obsessão
Qui Maio 12, 2016 2:13 am por Mimijak

Meu MSN
Meu MSN – Venha conhcer - Click Aqui e vá  para o Meu Perfil
Michael Is Invincible - diHITT– Mimijak Invincible
 Michael Is Invincible – Mimijak Invincible - Click Aqui e vá  para o Blogger
Dangerous
DANGEROUS MJ- Click Aqui e vá  para o Fórum Dangerous

A Inocência de Um Amor verdadeiro

Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: A Inocência de Um Amor verdadeiro

Mensagem por Mimijak em Dom Abr 17, 2016 8:42 pm

Capitulo  XXV - Seguindo num trem azul




Roupa nova - Seguindo no trem azul


Acordei com Michel me abraçando forte, tirei-o de cima de mim e me arrumei pro meu compromisso, no final do dia eu peguei as crianças e segui pro minha casa, avisei a Michael que os levaria para o Brasil, pra ficarem longe de tudo e de todos, ele meio que sem querer concordou, assim o fiz, ele me ligava todo dias pra conversa com as crianças e comigo, sentia seu coração triste e pesado, estava com medo de perder tudo que mais amava na vida.
Os dias de julgamento se sucederam, pra Michael era um calvário, eu via que ele morria um pouco a cada dia, eu sempre que podia lhe dava forças, como estava longe não podia fazer mais que isso, já que ele não podia viaja nos contentávamos em ficar a distancia:
_ Como você esta?
_ Acho que pelo tom da minha voz você já sabe. – Replicou com tom de voz arrasado – sinto sua falta e das crianças.
_ Eu também sinto sua falta. – pesarosa – amanhã saio veredicto e ai ta animado?
_ Sinceramente? Não! – Suspirou com ar pesado - Queria dormi e não acorda mais pra isso, odeio minha vida.
_ Quer falar com aas crianças? Elas estão aqui loucas pra falar com você.
_ Hoje não deixa pra amanhã. – recusou choroso – amanhã é melhor pra mim.
_ Descansa, conversa com Deus e dorme Michael – Aconselhei – Amanhã nos falamos.
_ Talvez pela ultima vez.
_ Não fala assim – Retruquei – Eu vou ai te visita depois de tudo acabo pra gente ficar juntos.
_ Promete?
_ Prometo
Desliguei, no dia seguinte ele foi inocentado das acusações e então pude devolver as crianças pra ele. Não pode ficar, pouco tempo ele viajou pra mora um tempo no bahren, estava cansado e precisava fugir do mundo, ele só falava comigo pelo celular, 2006 pra 2007 ele volto pros estado unidos, estava cheio de planos e idéias, uma delas era fica comigo de vez sem se importa com o mundo.
Os meses se passaram e eu e Michael estávamos felizes, tentando levar uma vida normal sem os olhos do mundo cobrando algo que não podíamos dar, no começo de 2009 uma empresa entrou em contato com Mike pra uma serie de 10 shows, mas ele se recusava, Michael estava mais voltado pro pra mim e pros filhos, sua carreira já tinha dado o suficiente pra ele de problemas, alegrias e decepções, ele estava cansado de tudo aquilo e não queria volta:
_ Porque você não volta?
_ Porque eu quero você e meus filhos e mais nada.
_ Você poderia fazer os shows e se aposenta depois, o que acha?
_ Eu não sei. - Indagou duvidoso.
Depois de muita insistência da AEG ele aceito, mas os planos de Michael definitivamente não eram os shows e no momento certo ele iria por seu plano em pratica que nem eu sabia qual era, em Londres Michael saia e na dava muita satisfação, ele estava me escondendo algo que eu não sabia o que era e só me dei conta tarde de mais:
Na conferencia em Londres:
_ Vejo vocês em Julho...




Londres cnference O2 Arena

avatar
Mimijak
Adm
Adm

Feminino Mensagens : 20561
Data de inscrição : 05/03/2011
Localização : Brasil

Ficha do personagem
MimiJak Invincible: 1

http://mimijak-mjj.forumsmusic.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Inocência de Um Amor verdadeiro

Mensagem por Mimijak em Dom Abr 17, 2016 8:53 pm

Capitulo XXVI - Ele está morto?!?!?!?!




George Micahel - Freedom

Liberdade '90

Eu não vou te decepcionar
Eu não vou desistir de você
Tem que ter um pouco de fé no som
É a única coisa boa que eu tenho
Eu não vou te decepcionar
Então por favor não desista de mim
Porque eu realmente gostaria de ficar por perto

O céu sabe que eu era apenas um garoto jovem
Não sabia o que eu queria ser
Eu era o orgulho e a alegria de cada garotinha da escola
E acho que era o suficiente pra mim vencer a corrida
Um rosto mais bonito
Roupas novas e um grande lugar
Na sua tv rock and rol
Mas hoje a maneira que eu jogo não é a mesma
De jeito nenhum
Acho que vou me fazer um pouco feliz

Acho que tem algo que você deve saber
Acho que já é hora de te dizer
Há algo bem dentro de mim
Há outra pessoa que eu tenho que ser
Pegue de volta sua foto no porta-retrato
Pegue de volta sua cantoria na chuva
Só espero que você entenda
Às vezes as roupas não fazem o homem

Tudo que temos que fazer agora
É pegar estas mentiras
E transformá-las em verdade de algum jeito
Tudo que temos que ver
É que eu não pertenço a você
E você não pertence a mim

Liberdade, liberdade, liberdade
Você tem que dar pra ter o que quer
Liberdade, liberdade, liberdade
Você tem que dar pra ter o que quer

O céu sabe que nós nos divertimos, cara
Que legal só um amigo e eu
Nós tivemos cada banda da hora na ativa, cara
Estávamos vivendo uma fantasia
Nós ganhamos a corrida
Saímos daquele lugar
Voltei pra casa e tinha um rosto novo
Para os garotos da mtv
Mas hoje a maneira que eu jogo tem que mudar
Oh sim
Acho que vou me fazer feliz

Acho que tem algo que você deve saber
Acho que já é hora de te dizer
Há algo bem dentro de mim
Há outra pessoa que eu esqueci de ser
Pegue de volta sua foto no porta-retrato
Não pense que eu voltarei de novo
Só espero que você entenda
Às vezes as roupas não fazem o homem

Tudo que temos que fazer agora
É pegar estas mentiras
E transformá-las em verdade de algum jeito
Tudo que temos que ver
É que eu não pertenço a você
E você não pertence a mim

Liberdade, liberdade, liberdade
Você tem que dar pra ter o que quer
Liberdade, liberdade, liberdade
Você tem que dar pra ter o que quer

Bem, parece a estrada para o paraíso
Mas eu sinto como se fosse a estrada pro inferno
Quando eu soube que o bicho ia pegar pra mim
Eu tomei controle da situação
Posando pra outra foto
Todos temos que vender
Mas quando você balança sua bunda
Eles notam rápido
E alguns erros foram feitos pra durar

É isso que você ganha
Eu disse que é isso que você ganha
É isso que você ganha por mudar sua mente

E depois de tanto tempo
Só espero que você entenda
Às vezes as roupas não fazem o homem

Vou me agarrar à minha liberdade
Pode não ser o que você quer de mim
É assim que tem que ser
Perdi o rosto e agora tenho que viver
(tenho que viver, tenho que viver)

Não vou mentir, sai daquela conferencia decidido a não fazer essa serie de show, sempre odeie tours e quem me conhece sabe bem disso, mesmo sendo só em um lugar não estava disposto a um desgaste sobre o humano, pra ser taxado de velho, decadente, que deveria me aposentar, e tudo mais que gostam de fala de mim, sei que pode parecer loucura ou idiotice minha, mas Michael Jackson precisava e tinha que morrer e logo. Tava de saco cheio de tudo, mina mulher não ficava comigo por conta da minha vida, que pretensão a minha, nunca fui casado com ela de verdade pra chamá-la de minha mulher, mas o fato é que eu não a queria mais longe de mim, em 2001 quase a perdi e a meu filho e não vou perde-la dessa vez, não tenho mais idade pra brinca com meus sentimentos, Blanket seria minha pra sempre nem que eu tivesse que morrer por isso.
E foi o q eu fiz, liguei pros meus melhores amigos e pessoas de minha extrema confiança, contei-lhes que não queria mais viver sob as luzes da ribalta, tinha que sai de alguma forma, Liz sempre soube o porque da Blanket nunca ficar em definitivo comigo, e pensava como eu o astro tinha que morrer, me deu todo suporte necessário, contratou médicos para forja um falso atestado de óbito e autopsia, contratou outro que conseguiria pra mim remédios controlados prescritos sob receita medica, outros me ajudariam a sair do pais com a equipe medica, documentos e passaportes com outros nome, não diria falso, mas alterado para serem meus em definitivo, não podia e nem queria contar, no fundo que queria uma vingança por todos os anos que eu não tive contato com ela, saia sem da muitas satisfações, conversei com a minha família que me apoio, até mesmo o carrasco do Joe me deu apoio, pro meu espanto.
Ah essa altura eu já tinha voltado pro EUA com a minha família, continuei meus ensaios normalmente, escolhia bailarinos, participava de audições pra seleção, escolhia palco desenhava figurino tudo por conta da AEG, enquanto meus fãs se preparavam pra ir para os “shows,” eu me preparava pra minha liberdade, sempre amei meus fãs, mas sei que muitos se não todos não iriam me entender essa minha atitude, mas quando você se ver enjaulado por anos, a menor chance de liberdade que você tem, você se agarra nela com todas as forças, foi o que eu fiz, havia uma unica chance de eu sair era agora ou nunca, o tempo ia correndo e eu me desdobrava entre a tour e a minha “morte”, meus filhos estavam instruídos e já sabiam que depois de um tempo se juntariam a mim, selecionei algumas fotos nossas de família e separei pra serem divulgadas na net, a imprensa tinha que ser distraída de todas as formas para que pudesse sai sem da nas vista. Faltava uma pessoa que eu tinha que conversa. Lá foi eu pra essa dura missão:
_ Blanket eu quero que você me faça um favor?
_ Depende do favor – ela disse sem desvia o olho da revista que folheava.
_ preciso que você vá pra o Brasil?
_ Brasil? Fazer o que lá? Tudo que eu tenho ta aqui. – questionou-me confusa.
_ Vá pro Brasil. Por mim – Implorei fazendo charme.
_ Mas porque? Pensei que você me queira aqui.
_ E quero, mas preciso de você lá no Brasil depois eu te explico apenas vá e me espere lá ok?
_ Não entendo esse pedido repentino? – questionou-me incrédula.
_ Porque que é um parto pra consegui uma coisa de você, se você consegue tudo tão fácil de mim. – suspirei pesado – confia em mim só dessa vez é a ultima coisa eu te peço na vida. – implorei
_ Ta bom eu vou – falou-me aborrecida – chato, espero não me arrepender depois.
_ Obrigando! Prometo que não vai se arrepender nunca. – suspirei aliviado.
Agora faltava acerta a administração dos meus bens, fato que resolvi em dois tempos, Blanket viajou para o Brasil dia 24 de junho, dia dos meus últimos ensaios, recebi uma ligação do meu advogado:
_ Tudo pronto Michael pode dá inicio ao plano quando quiser.
_ Ok John avisa o Klein que de hoje não passa amanhã já quero esta embarcando pra UK, deixa o Murray pra fica de prontidão com o meu carro, vamos sai cedo amanhã.
No dia 25 eu morri pro mundo, o mundo paro enquanto todos chorava minha morte eu comemorava minha liberdade, fui na madrugada da do dia 25 pro dia 26 pro México, de lá embarquei em um avião com destino a minha Felicidade e a minha amada Blanket.....



avatar
Mimijak
Adm
Adm

Feminino Mensagens : 20561
Data de inscrição : 05/03/2011
Localização : Brasil

Ficha do personagem
MimiJak Invincible: 1

http://mimijak-mjj.forumsmusic.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Inocência de Um Amor verdadeiro

Mensagem por Mimijak em Dom Abr 17, 2016 9:05 pm

Capitulo  XXVII - One more Chances for love, De volta ao começo





Michael Jackson - One more chance



Passei alguns dias em UK, não dei noticia mesmo para Blanket, me doía o que eu fazia com ela, mas eu precisava de duas coisas, uma era que ela sentisse minha falta de verdade, a outra eu tinha que prepara minha nova casa, o tempo que eu fiquei em UK foi justamente pra montar minha casa no Brasil, havia umas pessoas que estavam cuidado disso pra mim eu já tinha o endereço da Blanket no Brasil em mãos, eu estava mais perto dela do que ela imaginava.
Soube que ela havia ficado doente por minha causa, essa noticia realmente me pego de surpresa, não queria fazer-la sofrer, só queria assusta um pouco, mas acho que peguei pesado demais, fui obrigado a rever meus planos por conta disso. Combinei com a minha família que em seis meses meus filhos se juntariam a mim no Brasil. Eles cumpriram sua parte no que era para eles fazerem, enquanto isso eu recebi a informação que Blanket iria pra uma praia afastada do litoral, não pensei duas vezes em ir atrás.
Nos hospedamos no mesmo hotel, assim como fizemos no resort na frança, ela não me viu mas eu a vi, novamente estávamos no mesmo andar, quartos visinhos, ela estava linda apesar do seu rostinho ter uma expressão triste por pensar que me “perdeu”, tomei coragem e pedi ao boy do hotel pra mandar um bilhete pra ela:



“Essa bela e tristonha jovem aceita vir ao meu quarto pra uma noite de diversão inocente? Estou aqui do seu lado”.


Com amor Michael.


Esperei na porta a sua resposta, por sorte o rapaz não me reconheceu, ele bateu na porta do quarto dela e esperou ela atender, meu estomago gelo quando ou o barulho da chave abrindo, quando se abriu eu notei que seus olhos estavam molhados, conclui que estava chorando no quarto naquele momento. Fiz questão que me visse quando o rapaz apontou pra minha direção após ela ler o bilhete, quando ela me viu e me reconheceu não pode me conter, chorei junto com ela pela emoção. Abri meus braços esperando que ela me abraçasse, o que não demorou muito após ela vender a pequena distancia que nos separava. Seu abraço era firme parecia que ela queria ter certeza que eu estava mesmo ali:
_ Eu estou aqui – Acarinhando seus cabelos e acalmando-a – Eu não morri, sou só seu agora.
_ Porque você não me contou - Me repreendeu – Sofri tanto por você, que você nem faz idéia.
_ Agora eu faço – Acarinhando seu rosto. – Eu tinha que sai sem muitas pessoas saberem, agora estou aqui pra você, pra sempre.
Passamos a noite juntos nesse dia, na manhã seguinte matei a minha vontade de fazer algo que a muito não fazia, era bem cedo e estava bem calma tinha poucas pessoas na praia, então acompanho da minha amada dei um mergulho naquelas águas, me senti livre como a muito não me sentia, parecia que eu tinha tirado um peso de 500 mil toneladas das minhas costas, o tempo se passou e enquanto o meu velório lá nos estados unidos não acontecia, eu me preparava pra subir ao altar com a Blanket, todos que estava envolvido viram ao meu casamento, inclusive meus filhos:
_ Pai e agora? – pergunto Prince I – Como vai ser daqui pra frente.
_ Vamos ser felizes meu filho, isso que vai ser. – Respondi sorridente – Sem paparazzi atrás de você ou seus irmãos e principalmente de mim.
_ Mas e as fotos que foram divulgadas?
_ Não se preocupem logo eles vão esquecer e na próxima oportunidade vocês se juntam em definitivo a mim.
_ Vamos ter que volta – Pergunta Paris.
_ Só enquanto eu preparo tudo pra vocês virem, por que se vocês sumirem agora vão dá muito nas vistas. Não quero que chamem a atenção com isso agora.
_ Quando nós poderemos vir?
_ No natal vocês vem pra cá. E o Blanket cadê? – perguntei preocupado
_ Ele não larga da Blanket desde a hora que chego.
_ O baixinho tava com saudade da mãe.
Nos casamos longe dos olhos do mundo como eu sempre quis, ela estava linda, vestia um vestido branco com renda, nada muito rodado ela não gosta disso, tinha um decote pequeno no busto, ela não queria mostras as lembranças amargas de um passado não muito distante, que pra mim pouco importava, trocamos alianças as 14:00 hora de um sábado, nunca estive tão feliz em toda minha vida, estou rodeado pelas pessoas que eu amo, a mulher da minha vida, no natal terei minha família reunida pra sempre, por enquanto quero curti minha lua mel em paz com Blanket.
Hora da despedidas, tínhamos uma outra viagem marcada, dessa vez não muito distante, iríamos de carro a sós, meu passado foi enterrado em setembro em um caixão dourado VAZIO, o que me interessa agora é o futuro, futuro longe de todos que me odeiam da imprensa. Pela primeira vez eu ia dirigir sem provoca tumulto,confesso que to com um pouco de medo, mas eu topo esse desafio. Sentei-me no banco do motorista e perguntei pra minha dama:
_ Para onde senhorita? – Perguntei sorridente.
_ Para as estrelas. – Completou ela.
E assim fomos, quanto a você que ficou ate agora comigo, nos vemos por ai algum dia desse .....





Mais Uma Chance


Desta vez
Vou me esforçar para fazer direito
Não posso continuar sem você ao meu lado
(Espere)
Me proteja, venha e me resgate
Dessa tempestade e desse frio
Eu preciso de alguém
(Oh por quê, por quê, por quê?)
Se você a vir
Diga a ela que isto é de mim
Tudo que preciso é

Mais uma chance no amor...

Procurando, por aquela pessoa
Que vai me completar
Me ajudar a desvendar esses mistérios.
(Espere)
O relâmpago, quando faísca na chuva
Acerta apenas em mim...
Machuca tanto,
Que às vezes é difícil respirar.
(Oh por quê, por quê?)
Se você a vir
Diga a ela que isto é de mim
Tudo que preciso é

Mais uma chance no amor...

E eu andaria por este mundo
Para encontrá-la
E eu não me importo o quanto vai demorar
(Por quê?)
Eu navegaria pelos sete mares
Para estar perto dela,
E, se acontecer de você vê-la
Diga a ela que isto é de mim

Mais uma chance no amor...




Fim
Dance2  2wq7s6c


avatar
Mimijak
Adm
Adm

Feminino Mensagens : 20561
Data de inscrição : 05/03/2011
Localização : Brasil

Ficha do personagem
MimiJak Invincible: 1

http://mimijak-mjj.forumsmusic.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Inocência de Um Amor verdadeiro

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum