Traduza esta Página
English plantillas curriculums vitae French cartas de amistad German documentales Spain cartas de presentación Italian xo Dutch Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
King Of Pop

Buscar
 
 

Resultados por:
 


Rechercher Busca avançada

Navegação
 Portal
 Índice
 Membros
 Perfil
 FAQ
 Buscar
Últimos assuntos
»  Um Amor de Padrinho
Sex Set 02, 2016 10:55 pm por Mimijak

» Michael Jackson In Memoriam. Remembrances (Ingles)
Sab Jul 09, 2016 4:09 am por Mimijak

» Todos os Livros Sobre Michael
Seg Jun 13, 2016 1:29 am por Mimijak

» Simplesmente MICHAEL
Seg Jun 13, 2016 1:16 am por Mimijak

» Michael Jackson = A Visual Documentary 1958-2009
Seg Jun 13, 2016 1:08 am por Mimijak

» LoveIsHIsMessage
Qui Maio 26, 2016 7:41 pm por Mimijak

» Curso de Ingles Online: Qual Escolho?
Ter Maio 17, 2016 1:17 am por Mimijak

» Mini-fic - Favores
Dom Maio 15, 2016 1:07 am por Mimijak

» Insana Obsessão
Qui Maio 12, 2016 2:13 am por Mimijak

Meu MSN
Meu MSN – Venha conhcer - Click Aqui e vá  para o Meu Perfil
Michael Is Invincible - diHITT– Mimijak Invincible
 Michael Is Invincible – Mimijak Invincible - Click Aqui e vá  para o Blogger
Dangerous
DANGEROUS MJ- Click Aqui e vá  para o Fórum Dangerous

Exilado no Espaço

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Exilado no Espaço

Mensagem por Mimijak em Qui Abr 14, 2016 7:33 pm


Exilado no Espaço


Sinopse: Michael e Janet foram exilados no espaço, após algum tempo Janet pira e quer se aproveita do corpinho do irmão, obvio que ele não quer e vai tenta a todo custo se livra da irmã maluca. Michael vai ter uma ajudinha de Dédalo que também vai ser responsavel por apresentar-lhe Luna uma exilada secreta na nave, será que finalmente Michael se livra da solidão sem fim? Será que janet vai pega-lo de jeito? Descubra em.....



Michael JacksonExilado no Espaço



Inspiração: clipe da musica Scream.
avatar
Mimijak
Adm
Adm

Feminino Mensagens : 20561
Data de inscrição : 05/03/2011
Localização : Brasil

Ficha do personagem
MimiJak Invincible: 1

http://mimijak-mjj.forumsmusic.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Exilado no Espaço

Mensagem por Mimijak em Qui Abr 14, 2016 8:05 pm

Capitulo IExilado no espaço





Foi em 2020, às coisas ficaram muito diferentes na terra, novas leis foram instituídas e muita coisa foi proibida, qualquer coisa que pudesse incitar a rebelião dos jovens e levar a outra guerra sem sentindo, em 2010 houve uma Grande Guerra Mundial que foi chamada de A guerra, ela durou quase dez anos e destruiu boa parte da população mundial e os sobreviventes, resolveram bani tudo que os jovens mais gostavam e a liberdade de expressão foi um dos itens que os jovens perderam. A guerra começo porque uma pequeno pais que queria ser independente declarou guerra ao seu colonizador e para isso compro um senhor armamento nuclear, após meses de guerra vários paises haviam se envolvido nesse conflito tornando-a uma epidemia global sem controle, muitos eram a favor da independência ajudaram na batalha para a libertação, e muitos outros que eram contra ajudaram o colonizador, o massacre se arrasto por anos e vários intelectuais e artistas que eram contra ou favor do conflito se manifestaram alguns até foram para o campo, inclusive Janet Jackson, Michael foi menos radical, mas também era contra a guerra e queira ajuda, mas era um alvo fácil se comparado a sua irmã. Então preferiu contribuir com ajuda de custo, armamentos, comida e o que mais fosse necessário. Quando foi finalmente dado um fim a essa guerra, muita coisa na terra havia mudado, a fome era a ordem dominante e algo precisava ser feito, mas antes os envolvidos precisavam ser punidos.
Todos os que sobreviveram à guerra forma julgados e condenados a exílio total com o convívio com a sociedade. Com o tempo não havia mais espaço para tantos exilados que chegava a ser centenas milhares, uma alternativa foi lançada ao Conselho que sem alternativa mais viável aprovou o Projeto Jornada nas Estrelas e quem estivesse na lista Afro-descendente, Ela é afro-descendente do conselho seria exilado para sempre no espaço. Começou a caça aos rebeldes muitos não conseguiram escapar do poder do conselho e logo foram embarcados em naves do projeto, Sai à lista de personalidades que vão ser presas e embarcadas. A cada nova lista os fãs de suas personalidades ou respiram aliviados ou choram de tristeza, mas nessa ultima lista anunciada dois nomes chocaram o mundo. Noticiário.
_ Sai mais uma lista de exilados e dessa vez dois nomes deixaram o mundo em choque, Michael e Janet Jackson foram presos agora pela manhã, imagens. _ os fãs do astro pop estão em choque varias pessoas estão na porta da casa do astro, que está em Las Vegas cuidado dos negócios, A força do Conselho já chegou ao local, o tumulto é grande aqui fora muito empurra, empurra faixa de apoio ao astro. A força entrou na casa, segundo fontes o astro está na casa e vai sair algemado direto pro hangar da nave que está a sua espera... Ainda não há informações precisas sobre a irmã Janet Jackson que também será exilada na mesma nave com o cantor.




O Conselho: O conselho era a união de todos os poderes governamentais dos países e cada um havia um representante como membro do conselho, ele havia sido instituído no lugar dos poderes independentes dos países formando assim um único poder político no planeta, o intuito era evitar guerras por independência como foi a causa da grande guerra e todas as leis, projetos de saúde e tecnologia tinha q ser aprovado pelo conselho pra poder entra em vigor e benecifiar a população.
Projeto Jornada nas Estrelas: Criando para exilar os rebeldes da terra, o projeto consiste em uma nave alto-suficiente que teria suporte de vida, combustível que vagará pelo espaço sem rumo ou curso certo, uma coisa era certa quem embarcasse em uma dessas naves, nunca mais poria os pés na terra novamente, nem veria família, filhos e amigos outra vez.
A Força do Conselho: É assim que é chamada a nova policia armada, essa nova policia tem conhecimentos de segurança e também de exercito podendo atua tanto como policia para proteger a população quanto para grandes guerras.




Última edição por Mimijak em Qui Abr 14, 2016 8:27 pm, editado 1 vez(es)
avatar
Mimijak
Adm
Adm

Feminino Mensagens : 20561
Data de inscrição : 05/03/2011
Localização : Brasil

Ficha do personagem
MimiJak Invincible: 1

http://mimijak-mjj.forumsmusic.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Exilado no Espaço

Mensagem por Mimijak em Qui Abr 14, 2016 8:18 pm


Capitulo IIA Prisão, O Julgamento e A Condenação




Em meio a muitas vaias a força conduziu Michael algemado para o carro onde já se encontrava outros ativistas, os fãs dele choravam outros tentavam agredir os membros do esquadrão para tentar libertá-lo, mas tudo era em vão os soldados eram imparciais qualquer tentativa de rebeldia era brutalmente reprimida. Ele é colocado no carro a população tenta impedir a confusão é quase incontrolável, ao fechar as postas do carro, a agitação aumenta o esquadrão tem que arrancar com o carro para poder sair, na investida varias pessoas são feridas da à brutalidade dos carros, próximo destino a casa de Janet, quanto o irmão se entregou pacificamente a irmã não iria ser tão fácil assim, ela ia dá muito trabalho.
Ao chegar à casa de Janet, a força teve uma recepção nada amigável, os soldados foram recebidos a bala, tudo que Janet pode fazer para não ser levada ela fez, quando o esquadrão conseguiu invadia a casa Janet luto no braço, ela conseguiu ainda derrubar uns três soldados da força, mas foi em vão ela acabou sendo imobilizada e levada para o hangar onde seu irmão a esperava.
_ Me larguem seu idiotas, estão me machucando. Eles a jogam na sela com Michael.
_ Malditos, miseráveis.
_ Janet!
_ Que ódio como eles podem me tratar assim.
_ Janet!
_ Eu vou sai daqui e vocês vão me pagar por isso!
_ Janet! (gritando com a irmã)
_ Que é?
_ Não perca seu tempo com isso. (tom de tristeza na voz)
_ Como pode Michael você se conformar com isso?
_ Não estou conformado, estou tão revoltado quanto você, não vou poder ver meu netos crescerem, não vou poder me apaixona como sempre quis porque não vou poder conviver com outras pessoas alem de você. Você destruiu minha vida. (choro)
As horas se passaram e cada minuto os dois ficavam mais próximo do embarque, depois que o conselho foi instaurado os rebeldes eram julgados e condenação sem um julgamento formal como eram feitos nos dias de hoje, quando finalmente se abriu a porta da sela Michael e Janet foram levados ao hangar para ouvirem a sentença e serem aplicadas imediatamente após o anuncio.
_ Senhor aqui estão os rebeldes.
_ Rebeldes! Eu não sou rebelde seu...
_ Michael e Janet Jackson vocês foram julgados e condenados como rebeldes, apena é exílio no espaço sem direito a regresso a terra.
_ Não eu não vou. Me larga seu imbecil....
Em um golpe de sorte ela conseguiu soltar um dos braços e deu um soco em um dos soldados, ela conseguiu correr e ainda libertou o irmão, mas vou por pouco tempo, os soldados conseguiram derrubá-la e a levaram para uma das cápsulas de hibernação, ela luto para não ser colocada dentro, Michael mais calma se dirigiu a sua cápsula sem ter muito que fazer ele aceito a sua sentença no mais puro silencio, ele se deito e não teve como esconder o seu rosto estava molhado de suas lagrimas, as lembranças de sua vida, amigos, fãs, amores e filhos pipocavam em sua mente, uma tubo com um gás foi colocado em seu rosto, ele foi orientado para inspira fundo o gás era sonífero, ele inspiro e logo adormeceu. Janet mais arisca teve que ser posta a força pra dormir.


avatar
Mimijak
Adm
Adm

Feminino Mensagens : 20561
Data de inscrição : 05/03/2011
Localização : Brasil

Ficha do personagem
MimiJak Invincible: 1

http://mimijak-mjj.forumsmusic.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Exilado no Espaço

Mensagem por Mimijak em Qui Abr 14, 2016 8:23 pm


Capitulo IIIO Exílio





Os dois foram acondicionados em suas cápsulas, os soldados os embarcaram na nave, a população acompanhava por um telão o triste fim que o maior astro da musica pop de todos os tempos estava prestes a ter, milhões assistiam e milhões choravam a perda, a nave foi posicionada, a contagem regressiva começou, motores foram ligados, um barulho ensurdecedor toma conta do hangar. As lagrimas da população que assisti a tudo sem poder fazer nada aumenta. É dada a primeira ignição a partida esta próxima, lentamente a nave se move do hangar agora não há volta a nave alça vôo e todos aqui na terra lamentam a perda, a noticia sai em todos os jornais e mais celebridades são enviadas ao exílio o caos se instala na terra não há como negar a vida na terra começa a ficar sem graça sem musica, TV, teatro ou qualquer outra coisa que possa distrai os jovens.
A nave atingiu a atmosfera da terra e todos os sistemas de navegação são ativados, o suporte de vida é acionado e aos poucos as cápsulas são destravadas, liberando seus ocupantes, o gás inspirado por Michael e Janet começa a perder o efeito, e os primeiros sinais de consciência começa a surgir, o primeiro a se movimenta é Michael. Ele acorda e se levanta inda um pouco zonzo pelo gás, mas ainda consegue ver pela janela o planeta terra ao longe ela se afasta rápido, e pensa o quanto queria ter podido ficar.
Michael sem ter muito o que fazer então resolve explora o seu novo lar ou prisão como queiram, ao sair pelos corredores às luzes se acendem sozinhas. Ele observa que o interior da nave é todo branco e em alguns lugares são cinza, ele entra de cabine em cabine e acaba descobrindo uma sala de TV, ele liga a TV e percebe que só passam programas previamente gravados o acervo da nave de vídeos é imenso, programas de TV e filmes, ele pensa:
_ Quanta consideração, depois eu vejo já que vou mofa aqui mesmo, ter pressa pra assisti tudo pra que não é mesmo?
Michael está com um ar melancólico à tristeza em sua alma é imensa tudo que ele conhecia em sua vida acabará de perder por fazer o que ele julgava certo, ele se senta no chão da sala de TV e com o controle nas mãos, começa a zapear os canais e ao ver cenas e reportagens sobre ele a sua vida inteira quase, passando na sua frente ele não se contem se deita no chão e se abraça numa tentativa de se auto-consolar e lá ele simplesmente chora, no chão frio e solidão daquela imensa sala.
Janet acordou um pouco depois, meio desorientada já que o sonífero nela teve que ser injetado na veia, ela cai varias vezes tentando se levantar, em uma das quedas ela até se machuca, deitando-se no chão permanece lá adormecendo em seguida, Michael continua a explora a nave encontra umas cabines que parecem com quartos e ele percebeu que em uma delas há alguns objetos pessoais dele como roupas, perfumes, sapatos alguns produtos de beleza, CDs de musica ele olhava tudo com cuidado eram varias malas lotadas de seus pertences pessoas ele pensou:
_ Legal! Tudo meu aqui. Valeu conselho por limpa meu quarto antes de me joga aqui, Deus daí-me força pra suporta tudo isso.
Ele tenta distrai a mente enquanto tenta arruma a sua cabine que é bem espaçosa por sinal, deu pra perceber até que a cabine tinha uma cama de casal, pra ironia da situação, com quem que ele iria aproveita aquela cama generosa? Já que só estava ele e a irmã naquela nave. Melhor nem cogita uma hipótese penso ele. Michael continua observar em volta e nota que não há interruptores e nem chaves nas paredes e portas.
_ Como é que se tranca a porta aqui sem chave? Pergunta Michael.
_ Por comando de voz senhor Jackson.
Michael se assusta com aquela voz e torna a indagar:
_ Quem está falando e como sabe meu nome?
_ Meu nome é Dédalo, sou programada para atender as necessidades dos meus hospedes, seu nome está em meu banco de dados como um dele, tenho todo o suporte que precisar.
Michael conversa com Dédalo e aprende como pilotá-la, e algumas funções da nave. Não tinha muito que fazer ali. Michael passava o dia a ler, estudar as funções da nave e via alguns vídeos, filmes programas de TV que pelo seu tempo escasso de trabalho nunca pode acompanhar. Janet finalmente o encontra na sala de TV.
_ Ah você se escondeu ai?!
_ Ai meu saco essa agora. (pensou em tom claro de raiva)
_ É Janet to aqui e pelo que eu sei não tenho pra onde ir mesmo, o que você quer?
_ Credo Michael que amargura é essa? O que eu ti fiz pra você agir assim comigo?
_ O que você me fez? (Michael aponta para sua volta) preciso dizer o que você me fez? Olha em volta e descubra o que você me fez.
_ Sou sua irmã sabia não aquela gentinha asquerosa da impressa.
_ Infelizmente você é minha irmã.
_ Volta aqui Michael! Michael! Michael!(ele sai da sala e vai para o quarto Janet grita por ele, mas sem repostas) só tenho você agora (Janet senta no chão e chora).
Michael sempre que podia evita encontra com Janet nos corredores da nave, mas quando acontecia era briga certa, ele estava magoado com a irmã e não suportava a idéia de só tê-la como companhia, os dias vão se passando e Janet começa a dar sinais que a solidão a esta afetando.
Michael está em umas das salas de Dédalo fazendo uns ajustes, quando ele vê uma cena do alto da escada que lhe chamou a atenção, Janet andando nua e aparentemente alcoolizada, a principio ele pensa que tava vendo coisas de tão rápido que ela passou. Ele continua fazendo os ajustes quando ela aparece de surpresa na sua frente e pergunta:
_ Michael, você não sente saudade de fazer sexo?
_ Ai! Janet que susto. (a ferramenta cai da mão dele)
_ Responde!?
_ Responder o que? (ele finge que não ouviu a pergunta)
_ Ah Michael não se faça de desentendido comigo, eu sei que você adora sexo.
_ Hã? (Michael levanta uma das sobrancelhas e tenta desconversa)
_ Pode se abrir comigo, sei que você deve ta louco pra fazer, me lembro que você não ficava muito tempo sem que eu sei. (Janet fala ao pé do ouvido enquanto alisa o irmão, descendo as mãos até a altura da sua cintura, mas ele a detém)
_ Janet o que deu em você? Que modos são esses? Não to te reconhecendo minha irmã. Que cheiro é esse? Você andou bebendo? Melhor você ir pro seu quarto. (ele a leva em direção da porta)
_ Me leva pro meu quarto vai (ela tenta beijá-lo na boca)
_ Não! Você ta bem grandinha e pode ir sozinha. Anda, vai. (desviando dela).
_ Meu deus o que deu na minha irmã? (ele pensa em voz alta)
_ Ela deve estar reagindo mal ao isolamento.
_ Como assim Dédalo?
_ Existem pessoas que conseguem reagir bem ao isolamento outra não, acho que sua irmã deve está tendo uma reação adversa e deve piora.
_ Em outras palavras ta enlouquecendo. Obrigado por avisa.


Cápsula de hibernação: são semelhantes a câmaras hiperbaricas com a função de manter o individuo em estado de sono profundo sem fins medicinais preservando apenas as funções vitais do individuo.


avatar
Mimijak
Adm
Adm

Feminino Mensagens : 20561
Data de inscrição : 05/03/2011
Localização : Brasil

Ficha do personagem
MimiJak Invincible: 1

http://mimijak-mjj.forumsmusic.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Exilado no Espaço

Mensagem por Mimijak em Qui Abr 14, 2016 8:31 pm


Capitulo IVJanet tenta arma pro irmão



Janet volta pro seu quarto e dorme por horas, quando acorda ela encontra o irmão no corredor, ela esta confusa e tem flashes do que aconteceu no dia anterior.
_ Janet? Ta tudo bem com você? (um pouco afastado dela)
_ To meio tonta, ta tudo meio que rodando, eu ti fiz alguma coisa ontem? To com umas lembranças estranhas tipo uns dejá vú.
_ hum tipo você ando nua em um dos hangares?
_ É isso sim.
_ E tava se oferecendo pra alguém?
_ Nossa até parece você estava lá.
_ Digamos que eu estava sim.
_ Você ta brincando!? Não está?
_ Eu gravei tudo ontem aqui.
_ Quem está falando? Ou eu to ouvindo vozes?
_ Janet essa vozes é de Dédalo.
_ Dédalo! Quem é Dédalo?
_ A nossa atual casa.
_ E então Janet ta a fim de ver um vídeo? (com ironia na voz)
Eles foram assistir a cena do que havia se passado no dia anterior, Janet ficou em choque não sabia o que dizer pro irmão ela realmente não se lembrava do que tinha feito no dia anterior. Envergonhada ela se retiro e pediu milhões de desculpa pro irmão e juro que não iria mais se repetir.
Após algum tempo afastada, ela apronto mais uma para pegar o irmão, após algumas horas, Michael estava arrumando algumas prateleiras em uma das salas do deck D, Janet teve a brilhante idéia de esperá-lo do lado de uma das portas com um a barra pronta pra bater nele, mas ela ficou muito próxima da porta e quando Michael ia saindo da sala, Dédalo abre a porta de surpresa e com uma rapidez tão grande que ela é arremessada com muita brutalidade contra a parede que Janet acaba ficando desacorda no chão atrás da porta:
_ Bons sonhos Janet (diz Dédalo)
Só um detalhe a porta na nave se abre retraindo pra dentro da parede, e Michael nem percebeu o que aconteceu do lado de fora, ao sai ele notou a Irma desacordada no chão próximo a porta:
_ O que a Janet ta fazendo dormindo no chão?
_ Não sei. Acho que ela bebeu de novo e acabo adormecendo ai.
_ Deixa-a dormindo ai, se você mexer nela, ela pode acorda e irá te persegui.
_ É melhor mesmo, prefiro não arisca com ela nesse estado.
Michael se retirou e foi dormir no seu quarto com a porta trancada, por conselho de Dédalo, os dois conversam enquanto o sono de Michael não chega, ele lhe conta alguns fatos que não constam nos arquivos da nave:
_ Dédalo apesar de tudo que aconteceu eu sempre amei minha irmã e respeito ela e quero continua assim, mas devo confessar viver só com ela vai o mesmo que viver na solidão. (Michael adormece em seguida).



Dédalo: nome da nave de alta tecnologia, com suporte de vida, ela tem varias facilidades tecnológicas, inclusive auto preparo de comida, dentre outras facilidades. Dédalo também tem discernimento do que é certo e errado, ela é programada para atender as vontades do ocupante, mas pode se recusar a cumpri-la se está oferecer algum risco há existência dos seus ocupantes. Ela também será uma importante aliada para Michael se livrar da irmã pinel. É Dédalo que irá mostrar a Michael a existência de Luna.


avatar
Mimijak
Adm
Adm

Feminino Mensagens : 20561
Data de inscrição : 05/03/2011
Localização : Brasil

Ficha do personagem
MimiJak Invincible: 1

http://mimijak-mjj.forumsmusic.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Exilado no Espaço

Mensagem por Mimijak em Qui Abr 14, 2016 8:37 pm

Capitulo VDessa vez você não me escapa


Janet ficou algumas horas desacorda no chão no Deck D, ao acordar sentiu uma forte dor de cabeça e com os pensamentos meio embaralhado, sem entender nada ela se dirigiu ao seu quarto, despencou na cama e dormiu por mais algumas horas.
Ao acordar ela estava decidida que seu irmão iria dormir com ela custasse o que custasse, então Janet aramou um plano infalível para pegar o irmãozinho fujão, a melhor forma de isso acontecer pensou ela é se aproximando dele, os dias se passaram e ela se comportou como um anjinho.
Michael desce para a parte de enfermaria da nave, ele quer conhecer e aprender a usa o local, tendo em vista que ele freqüentava o lugar na terra apenas como paciente, não seria ruim ele aprender um pouco de medicina para caso precisasse com Janet se o problema fosse tempo isso, não lhe faltava já que não tinha ninguém para assistir suas performances alem da irmã, ele se sentia um pouco deslocado então preferiu estudar, Dédalo tinha de tudo que um estudante de medicina precisava vídeos, livros, manequins e tudo mais que fosse necessário, ele se dedicava hora de seu tempo pra isso, Janet percebendo o súbito interesse do irmão resolveu aprender também, mas seu propósito era bem diferente.
Ela queira arruma alguma forma de por Michael a nocaute para assim ela conseguir o seu propósito, para isso ela teria que ser uma ótima atriz para enganar tanto a Dédalo quanto ao irmão, os dias se seguiam Janet se empenhava em aprender tudo sobre química, mexia com muita destreza nas substancias químicas perigosas, tudo corria bem eles não tinham qualquer tipo de problema ou ela manifestava nenhum sinal de distúrbio.
Até que Janet descobriu uma substancia que poderia resolver seus problemas, ela encontrou uma substancia conhecida como clorofórmio, então ela formulou um plano que seria infalível, em uma das aulas de química ela “acidentalmente” derrubou um pouco da substancia em um pano e provocou um corte não muito profundo em sua mão, que apesar de pequeno sangrava muito:
_ Aí!
_ O que foi?
_ Cortei minha mão.
_ Deixe-me ver?
Ao se aproximar da irmã, Janet rapidamente pega o pano e numa chave de pescoço consegue imobilizar Michael que tenta em vão se soltar dela, ele tenta batendo Janet contra a parede fazer com que ela o solte, mas não consegue há uma verdadeira luta corporal dentro da sala. Janet conseguiu se prender a Michael de tal forma que por mais que ele tentasse não conseguiria se solta dela, após muitas tentativas frustradas de se livrar da irmã, Janet consegue por o pano com clorofórmio sobre o rosto de Michael cobrindo a boca e o nariz impedindo que ele conseguisse ar sem ser o que o pano lhe fornecia, ele ainda tenta resistir, mas em vão o forte cheiro do produto faz com que Michael perca os sentidos quase que instantaneamente.
Janet consegue e parece que seu objetivo vai ser alcançado, ela com um pouco de dificuldade consegue arrastar o irmão para os seus aposentos e lá ela o Poe sobre a cama o amarrando firme no espelho da cama, deixando apenas as pernas dele livres ela tira as calças deixando o exposto da cintura para baixo por completo, após uma breve contemplação ao seu objeto de desejo Janet prende as pernas de Michael contra os pés da cama de forma que por mais que ele tente não consiga sair.



Clorofórmio: liquido incolor, volátil de cheiro muito forte usado como anestésico e solvente, se inalado causa inconsciência temporária.


avatar
Mimijak
Adm
Adm

Feminino Mensagens : 20561
Data de inscrição : 05/03/2011
Localização : Brasil

Ficha do personagem
MimiJak Invincible: 1

http://mimijak-mjj.forumsmusic.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Exilado no Espaço

Mensagem por Mimijak em Qui Abr 14, 2016 8:39 pm

Capitulo VIDédalo ajuda Michael a se livrar de Janet (por hora)




O efeito do clorofórmio passa e Michael se dá conta onde está e com quem está, Janet ainda termina de amarra a perna que estava solta, quando nota que o irmão acordo:
_ Bom dia bela adormecida!
_ Janet o que pensa que você está fazendo? Me solta.
_ Não vou te soltar, não até conseguir o que eu quero meu irmão.
_ Você só pode esta louca Janet eu sou seu irmão, não podemos fazer esse tipo de coisa, é pecado sexo entre irmãos sabia Deus pode te condenar por isso.
_ Pecado? Na bíblia Caim tomou uma de suas irmãs para ser sua esposa, isso então não era pecado?
_ Janet me solta.
_ Seja bonzinho que eu te solto, quando terminarmos. Ela vai engatinhando sobre a cama até a cintura dele.
_ Você enlouqueceu, para Janet.
Janet começa a fazer umas caricias mais ousada no irmão, passa as mãos por todo o seu quadril, escorregando lenta até a altura de seu... E... Enfim enquanto ela dizia:
_ Não resista eu sei que você também quer.
_ Eu quero, mas nunca com você. Você é minha irmã, não uma mulher qualquer, eu jamais vou me entrega assim por necessidade. A você nunca se conforme com isso.
Enquanto Michael discursava para tenta conter sua irmã, Dédalo armava uma armadilha para livrar-lo da irmã, enquanto Janet ouvia sem dá muita importância Dédalo, calculo de uma forma que ele teria tempo suficiente pra fugir. A nave montou um esquema que foi logo posto em ação, quando Janet ia aplica um digamos golpe de misericórdia, Dédalo enviou um robô de faxina para o quarto, ele tinha na sua mão uma frigideira, Janet não viu ele se aproximando, e quando ela menos o robô deu um golpe certeiro do lado esquerdo da cabeça, fazendo com que Janet voe para fora da cama e caia numa passagem onde dá acesso as roupas sujas, caindo dentro de uma enorme maquina de lava roupa cheia de água, que é ligada na hora que ela Poe a cabeça pra fora da água. Fazendo a água gira em altíssima velocidade deixando Janet tonta e desorientada.
Enquanto isso o robô desamarra uma das mãos Michael da cama que solta a outra, conseguindo se livrar da das amarras que o prendiam, ele se recompõe e corre para os seus aposentos e se tranca, assustado com o ocorrido Michael não pretende cruzar com Janet tão cedo pelos corredores da nave. Ele se deitou na cama e pensou como eu posso me livrar da minha irmã?
_ Você deve ta pensando que ela passou dos limites?
_ Acerto.
_ Alguma idéia pra deixa ela longe?
_ Nenhuma.
_ Posso dá uma idéia? Pode ser que funcione.
_ se for pra me livrar dela por um bom tempo topo qualquer coisa, sou todo ouvidos.
Dédalo deu uma idéia que resolveria a vida de Michael por um longo tempo, pelo menos os dois pensaram isso a principio. Com essa intenção os dois começaram a construir a solução dos problemas deles.


avatar
Mimijak
Adm
Adm

Feminino Mensagens : 20561
Data de inscrição : 05/03/2011
Localização : Brasil

Ficha do personagem
MimiJak Invincible: 1

http://mimijak-mjj.forumsmusic.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Exilado no Espaço

Mensagem por Mimijak em Qui Abr 14, 2016 8:55 pm


Capitulo VIIO Andróide


Michael não sabia nada de robótica, mas teve uma ajuda e tanto de Dédalo, enquanto a Janet voltava do eu pequeno passeio na lavanderia, seu irmão sumiu por uns tempos, ele estudava como construir um andróide tão real quanto ele, Dédalo sempre ajudando-o, eles montaram e desmontaram vários andróides até encontra o ideal. O objetivo era deixa o andróide idêntico a um ser humano de forma que não desse para distinguir quem era o andróide quem era o humano, enquanto eles quebravam a cabeça, Janet não desistia e procurava o irmão por toda nave o tempo passava rápido, e Janet não ia desistir tão fácil.
_ Michael! Não fuja de mim você é o único homem nessa nave eu vou ti ter.
_ Ela ta decida a ti pegar.
_ Ela que continue tentando, até eu termina o novo brinquedinho dela.
_ Você está cansando. Não quer descansar?
_ Não preciso ter um pouco de paz nessa nave, só vou para quando terminar. Tranque a porta, eu não quero que ela descubra antes da hora.
Depois de dias em trabalho intenso e pesado eles conseguiram o objetivo, finalmente ele ficou pronto.
_ Ufa! Terminamos.
_ É terminamos.
_ E não esqueci nenhum detalhe até o detalhe principal, eu fiz num tamanho especial. (ele puxa o lençol e descobre o andróide).
_ Nossa. Uau!(riso) Eu tenho os registros dos humanos e isso ai ta acima da media, bem acima da media.
_ Eu sei. Fiz de propósito.
_ Ele Está bem maior que o seu.
_ Dédalo! (tom de raiva) Observação dispensável.
_ Desculpe.
_ Que nomes vamos dar a ele?
_ Não sei alguma sugestão?
_ Estou sem nenhuma.
_ Já sei tenho uma!
Após batizarem o andróide, Michael o ligou e deu roupas para vestir-se, enquanto ele se arrumava, Michael dava as instruções para sua criação, o andróide era perfeito para os padrões humanos, ele tinha 1,90 de altura, era moreno claro, cabelos claros, olhos azuis, corpo malhado, pesava exatos 70kg, Michael carregou o andróide com todos os arquivos de sexo que Dédalo tinha em seu disco rígido, tornando-o assim um amante mais que perfeito, perfeito para Janet iria distraí-la por um longo tempo, Michael contava com isso.
Quando ele finalmente estava pronto e instruído Michael o levou para um passeio pela nave, dessa vez ele não tinha motivo para fugir dela, ele queria encontrar-la para entregar o brinquedinho da irmã, eles andaram quase toda a nave atrás de Janet quando estavam quase desistindo, ouviram uma voz gritando nos corredores.
_ Michael! Não se esconda de mim, eu vou ti acha mais cedo ou mais tarde.
_ Achamos ela! Vamos a sua missão.
Andaram mais um pouco e quando dobraram o corredor deram de cara com ela, que não escondeu a surpresa ao ver o novo amigo de seu irmão que até então era desconhecido para ela, e logo levantou o interesse de Janet.


avatar
Mimijak
Adm
Adm

Feminino Mensagens : 20561
Data de inscrição : 05/03/2011
Localização : Brasil

Ficha do personagem
MimiJak Invincible: 1

http://mimijak-mjj.forumsmusic.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Exilado no Espaço

Mensagem por Mimijak em Qui Abr 14, 2016 8:58 pm

Capitulo VIIIPaz finalmente.




_ Ola irmã!
_ Quem é ele?
_ Esse é Adam. Eu o encontrei hoje de manhã, também está exilado aqui com a gente.
_ Oi Adam! Está aqui há quanto tempo? (empurrando o irmão pro lado com força).
_ Tempo suficiente para me sentir sozinho e carente.
_ Que coincidência, eu também.
_ Pelo que eu to vendo acho que sobrei...
_ Michael some.
_ Não precisa pedir duas vezes. Sumindo.
_ Deu certo ela caiu.
_ Graças a Deus eu vou fica um longo tempo sem me preocupar com ela. (tom de alivio)
_ Aproveita essa paz pra dormi umas boas 40 horas de sono, eu to quebrado.
_ Bons sonhos.
_ Obrigado! (em tom de alivio)
Michael se dirigiu aos seus aposentos, tomou um longo e demorado banho, se trocou e se deitou na cama, como estava morto de cansado na mesma posição que ele deitou adormeceu logo. Fez-se silencio na nave por dias e Michael conseguiu um bom tempo de descanso, como sua irmã estava um pouco ocupada com o brinquedinho novo dela, Michael resolveu explora um pouco a nave. Não tinha muito que fazer o melhor mesmo era ver o que Dédalo tinha de novo, ele também aproveitava para fazer alguns reparos na amiga. Dédalo era auto-suficiente, mas às vezes precisava de uma ajudinha externa.
Após alguns reparos rotineiros Michael resolveu andar pela nave, ele só conhecia apenas um deck da nave, mal sabia ele que Dédalo tinha mais sete e em um deles escondia um segredinho, que será muito bem vindo para ele.
Michael sempre passava na porta dos aposentos de Janet e pelo barulho que ouvia ela estava bem ocupada, isso era bom pra ele que aproveitava para explora, quando não explorava, ele aproveitava o dia para se distrair nas salas de jogos ou de TV, a paz reinava na nave.
_ Nossa esse silencio é uma maravilha.
_ Com a minha irmã ocupada e pelo que notei bem ocupada espero que ela fique assim por um longo tempo.
_ Também espero. Ah Michael eu tenho um presente pra você.
_ Presente! Pra mim? O que Dédalo?
_ Não posso fala é segredo.
_ Dédalo o que você ta aprontando?
_ Na, na, na, na, na, não. Não vou conta, só na hora certa.
_ Dédalo eu sou curioso por natureza. Não vou dá descanso até descobrir o que é.
_ Será um prazer esconder de você.
_ Veremos.
Enquanto o papo rolava entre eles, ouviu-se uma explosão vinda de dentro da nave, pelo tamanho do barulho que se fez percebeu-se que foi bem próximo de onde eles estavam. Se fez um silencio estranho na nave por alguns segundos, nenhum dos dois queria se mover para saber o que era, tinham medo do que poderia ter acontecido e que isso não fosse muito bom pro Michael.


avatar
Mimijak
Adm
Adm

Feminino Mensagens : 20561
Data de inscrição : 05/03/2011
Localização : Brasil

Ficha do personagem
MimiJak Invincible: 1

http://mimijak-mjj.forumsmusic.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Exilado no Espaço

Mensagem por Mimijak em Qui Abr 14, 2016 9:01 pm

Capitulo IXUé o que aconteceu com o Andróide?


_ Você ouviu isso?
_ Ouvi, o que será que aconteceu?
_ Não sei, mas to com medo de olha.
_ Eu também.
_ Melhor a gente ir ver vai que tem alguém machucado.
_ É melhor mesmo.
Michael sai da sala de TV com cautela para ver o que aconteceu, ele caminha pelo corredor, no ar tem um cheiro forte de queimado, a fumaça toma conta de todo o corredor, mas dá pra nota de onde ela vem. Dédalo escânea todo o corredor a procura de vida e encontra no quarto de Janet, ela está desacordada.
_ Ops!
_ Ops?! Porque ops?
_ Acho que você não vai gosta de saber.
_ Fala Dédalo.
_ Veja por você mesmo.
Dédalo indica o quarto da irmã de Michael ao entra ele se depara com uma cena assustadora, pelo menos pra ele que iria ao saber o resultado da gana da irmã. Dá pra se nota pedaços do andróide por todo lado do quarto. Quanto a Janet ela está sem nenhum arranhão apesar do quarto parcialmente destruído.
_ O que aconteceu com o andróide (tom de surpresa e ao mesmo tempo de medo)
_ Eu não sei, mas isso não é nada bom.
_ Ela destruiu o andróide!!!!!!!!!!
_ O que você pretende fazer agora?
_ Ficar bem longe dela, é um bom começo.
_ Bom! Viva ela está. Só está dormindo.
_ Menos mal. Melhor eu sai antes que ela acorde.
_ Melhor mesmo.
Michael deixou a irmã dormindo e volto pro seus aposentos se trancando lá, ele está quase em pânico porque depois que a irmã descobrisse a travessura dele, as coisas ia fica feias pro lado dele.
_ E agora essa. O que faço?
_ Ela vai acorda doida da vida com você.
_ Eu sei. E pra piora ela vai vir com tudo pra cima de mim. O que eu faço agora?
_ Já sei.
_ O que?
_ Tem um novo compartimento que você pode fica lá.
_ Onde? Como assim?
_ Você não me conhece por completo, nem ela, então vantagem pra você.
_ Não to entendendo Dédalo.
_ Eu tenho mais sete compartimentos Michael.
_ Dédalo cheia de surpresas.
_ Vamos eu te guio até eles.
Michael saiu do quarto e começou a seguir pelos corredores de Dédalo, mas o que eles não esperavam é que Janet acordou e está irritadíssima com o irmão e as coisas vão fica complicadas pra valer.


avatar
Mimijak
Adm
Adm

Feminino Mensagens : 20561
Data de inscrição : 05/03/2011
Localização : Brasil

Ficha do personagem
MimiJak Invincible: 1

http://mimijak-mjj.forumsmusic.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Exilado no Espaço

Mensagem por Mimijak em Qui Abr 14, 2016 9:03 pm


Capitulo XNovo compartimento! Ótimo pra mim me esconder.



_ Michael!!!!!!!!!! (ela grita e estronda a nave inteira)
_ Michael corre!
_ Quando é que eu vou ter paz?
Janet circula na nave com fúria atrás do irmão, mas ele consegue escapa correndo pelos corredores, Dédalo indicava onde Michael tinha que ir guinado ele até onde deveria ir, surpresa no corredor Janet não se sabe como o encontro em um dos corredores.
_ Não por ai não ela ta vindo por ai.
_ Por onde então?
_ Pelo duto de ventilação.
_ Pelo duto? Era mais fácil volta pelo corredor?
_ O duto está próximo a passagem pro próximo deck, alem do mais, ela iria-te ver correndo pelo corredor, rápido ela ta vindo.
_ Ok vamos pelo duto.
Com uma ajudinha da amiga ele conseguiu tira a grade que fechava o duto e entro, quando ele terminou de passa a amiga repôs a grade e quando Janet apareceu não tinha ninguém no corredor. Dentro do duto Michael se arrastava que por azar dele era um pouco apertado, ele tinha que se mover devagar para conseguir se mover.
_ Olha o que eu tenho que passa pra fugi da minha irmã. (se esforçando para respira e andar)
_ To vendo.
_ Ainda bem que no sofro de claustrofobia, se não já tinha surtado. Pra onde agora?
_ Pra esquerda. Estamos quase chegando.
_ Ainda bem, agora vamos ver se eu consigo fazer a curva nesse cubículo.
Com muita dificuldade ele consegue entra no duto à esquerda, e logo consegue avista a saída, ele conseguiu abrir a grade e saiu no novo deck desconhecido para ele então, as luzes se acenderam automaticamente com a presença dele. Ele ficou maravilhado com o novo lugar.
_ Nossa que lugar lindo. Era essa a surpresa Dédalo que você tinha pra mim?
_ Ahh não. Era outra surpresa. Esse lugar fazia parte dela.
_ Ok uma parte você já me deu agora cadê o resto dela.
_ Não quer explorar o lugar primeiro?
_ Ta bom. Mas não pense que eu esqueci. Eu vou cobra.
Dédalo guiou Michael até uma floresta artificial instalada no deck superior da nave, nesse lugar havia de tudo um pouco, arvores frutíferas, água fresca, alguns animais quase no mesmo estilo a arca de Noé, era um verdadeiro paraíso Michael finalmente se sentiu livre e em paz consigo mesmo, bom pelo menos por alguns minutos. Ele viu um pequeno lago de águas tão limpas e claras que ele não resistiu, tirou a roupa e mergulhou completamente nu na água, não havia mais ninguém no lugar, aparentemente, então ele fez o que há muito tempo tinha vontade, ele se sentiu leve sabia que de certa forma livre e podia desfrutar de uma liberdade que a muito não sentia, sempre com fãs a sua volta ele mal podia relaxa e nunca pode curtir um momento de descanso só dele, e com a Janet maluca no pé dele, momentos de descansos ele não sabia o que era mais, quando Dédalo lhe mostrou esse paraíso escondido ele tratou logo de aproveita, ele nadava a vontade e em alguns momentos ele fica boiando olhando para o teto da nave que era num vidro especo e dá pra ver a total e eterna escuridão do espaço. Chegava ao ponto até dele dá uns breves cochilos de tanto que ele viajava-nos próprios pensamentos.


avatar
Mimijak
Adm
Adm

Feminino Mensagens : 20561
Data de inscrição : 05/03/2011
Localização : Brasil

Ficha do personagem
MimiJak Invincible: 1

http://mimijak-mjj.forumsmusic.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Exilado no Espaço

Mensagem por Mimijak em Qui Abr 14, 2016 9:06 pm


Capitulo XIQuem é você? Luna!!!




Enquanto ele tomava seu banho relaxante e distraído, Dédalo providenciava a segunda parte da surpresa dele, em um compartimento a parte havia uma bela jovem, também exilada na mesma nave, a jovem passo boa parte do tempo dela dormindo na cápsula em que havia chegado, ela havia desistido de viver depois que fora exilada, tudo que ela conhecia ela havia perdido, mas Dédalo percebendo o quanto Michael se sentia só resolveu tirar-la do seu sono eterno.
_ Hello! Bela adormecida acorda. Tenho uma coisa que vai lhe interessar.
_ Ah qual é? Eu pedi pra me deixa dormi até morrer.
_ Foi sim, mas eu tenho um presente pra você e se não gosta prometo que te ponho pra dormi até não querer mais ou até morrer o que vier primeiro.
_ Ta bom. Eu vou, eu vou.
_ Anda logo.
_ Espera. Deixa-me sai primeiro daqui.
_ Aperta o passo. Por favor.
_ Credo hoje você ta chata heim. Que agonia é essa? Parece que vai tira a mãe da f...
_ Surpresa! Ai está seu presente.
Nesse momento a garota entra na floresta artificial e se depara com Michael em seu banho, ela o observa de longe e absolutamente nada escapa aos olhos da garota.
_ Nossa ele é lindo!
_ É mesmo.
_ Muito lindo.
_ Ele ta sozinho. Vai lá fala com ele.
_ Não Dédalo não vou, não quero atrapalha.
_ Ele está aqui, sozinho como você, sem ninguém louco pra conversa com alguém e eu sei que você também, então para de frescura e fala com ele.
Nesse momento Dédalo levanta uma parte do chão onde a garota está para, ela acaba se desequilibrando e escorrega na rampa de acesso a floresta caindo direto pra dentro do lago, com o barulho Michael sai do transe em que estava ele olha para o lado em que veio o barulho e vê a moça saindo de dentro da água furiosa. Ai ele se da conta de como ele está e reclama com a nave, tentando esconder o que estava à mostra, tarde de mais ela já tinha visto tudo.
_ Dédalo?!
_ Dédalo você me paga.
_ Ah olha vocês ai. Já se conhecem?
_ Não o conhece.
_ Também não a conheço. Dédalo para. (tom de raiva)
_ Acho que ela gostou da sua roupa
_ ... (vermelho de vergonha)
_ É melhor eu ir embora to matando o rapaz de vergonha.
_ Não imagina. Eu que deveria toma mais cuidado. Você não me disse seu nome?
_ Luna. E quem é você?
_ Michael (obrigado senhor ela não me reconheceu, ainda)
_ Seu rosto não me é estranho, já não nos vimos antes?
_ Se eu tivesse visto uma garota tão bela como você eu me lembraria.
_ Riso (nossa alem de lindo ainda é bom de cantada).
_ Melhor eu me vestir antes que eu pegue um resfriado.
_ Melhor eu volta acho que eu estou te atrapalhando, incomodando enfim melhor eu ir, já vou, fui. (ela não sai do lugar fascinada com ele)


avatar
Mimijak
Adm
Adm

Feminino Mensagens : 20561
Data de inscrição : 05/03/2011
Localização : Brasil

Ficha do personagem
MimiJak Invincible: 1

http://mimijak-mjj.forumsmusic.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Exilado no Espaço

Mensagem por Mimijak em Qui Abr 14, 2016 9:09 pm

Capitulo XIIAmigos?




Está obvio no rosto de Luna que ela se encantou com Michael, ele tinha alguma coisa que ela não conseguia tirar os olhos de cima, a cada movimento que ele fazia ela acompanhava. Até que ele quebrou o breve silencio que se fez.
_ Você não estava indo embora?
_ Tava? Ah é estava. (timidez) to indo mesmo tchau.
Luna está visivelmente envergonhada por fica observando-o daquele modo tão devorador, ela não andava corria pra longe dele querendo esquecer ou pelo menos tentando que o conheceu.
_ Espero te ver mais vezes. (grita enquanto termina de se vestir)
_ Ah sim também espero.
Ela se afasta, mas a cada passo que dá ela não consegue ficar sem olhar pra trás deixando claro que ele a fascinou de verdade, em quanto a ele se vesti também não consegue tirar os olhos dela, de repente uma certa tristeza toma conta de Michael, ele tem que volta para o deck onde sua irmã está louca atrás dele. Só dele imagina o que teria que enfrentar quando voltasse já batia um desanimo a vontade dele era de ficar ali, ficar com Luna, conversar com ela, mas não podia.
Ele retomou o rumo do deck da discórdia, mas ele sentia que o seu coração estava ficando para trás, uma certa angustia tomava conta da sua alma, acho que ele se apaixono por ela.
_ O que foi ta triste?
_ Não foi nada.
_ ta triste porque ela foi embora?
Michael fica em silencio e cabeça baixa.
_ Não fique assim você pode voltar aqui quando quiser. Aqui não é área proibida, se não, eu não te mostraria. Vou ti mostra um acesso pra você poder volta sem ter que dá de cara com a bruxa malvada.
Dédalo ensinou a Michael um acesso seguro para ele volta para a floresta artificial, quando ele voltou pro seus aposentos, trocou as roupas molhadas, deitou na cama e tentou dormir um pouco, pois é tentou ele, mas não conseguiu seus pensamentos sempre o levavam ao rosto de Luna. Com Luna também não foi diferente, quanto mais ela tentava esquecer a visão que ela teve com Michael mais ela pensava nele, a imagem dele no lago artificial não sai a sua mente. Ele parecia um anjo dentro d’água, aquela imagem ficava voltando a sua mente sempre que ela tentava esquecer. Ela também não conseguiu dormir aquela noite.
Ele dormiu pouco e já estava de pé, estava disposto a voltar ao lago depois de fazer alguns reparos, assim foi com esse pensamento ele seguiu pra a sala de ventilação e começou os seus afazeres, mas uma visita o surpreenderia nesse lugar.
_ Ta vindo alguém ai?
_ Janet!
_ Se esconde.
_ Michael?! Michael?!
_ Não é a Janet. Deixa-me ver. É Luna.
Ele desce da parte onde estava consertando e foi recebê-la.
_ Luna! Que surpresa você aqui.
_ É eu mal falei com você direito, vim conversar um pouco. Algum problema?
_ Não! Nenhum eu estava acabando o conserto aqui pra poder subi pra lá.
_ Ah que bom a gente pode subi junto então, ou conversar aqui mesmo, se preferir. (nossa ele ia lá hoje, meu deus).


avatar
Mimijak
Adm
Adm

Feminino Mensagens : 20561
Data de inscrição : 05/03/2011
Localização : Brasil

Ficha do personagem
MimiJak Invincible: 1

http://mimijak-mjj.forumsmusic.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Exilado no Espaço

Mensagem por Mimijak em Qui Abr 14, 2016 9:12 pm

Capitulo XIIIPor que não consigo tira ele (a) da cabeça?



_ É melhor eu subi mesmo, prefiro fica por lá (eu não quero só conversar, meu deus daí-me força pra suporta e não fazer besteira).
_ Quer ajuda? Quando a gente termina, a gente sobe.
_ Claro. Passa-me a chave. 3/8, por favor.
_ Aqui.
Os dois arrumaram os defeitos que tinha na nave, Michael estava muito suado, a ponto até de pingar, Luna não deixava de observá-lo, ele fica cada vez mais sexy pra ela, as coisas começava a ficar feia pra Luna.
_ Terminamos. Acho que vou tomar um banho pra gente subi (ele dá um sorriso lindo, Luna quase não resiste, pois nunca tinha o visto sorrir)
_ Pode ir lá eu espero.
Luna não consegue entender porque ela não consegue tira os olhos de Michael da cabeça quanto mais ela tenta se afastar mais ela se aproxima dele, enquanto esperava por ele ela se indagava do porque desse sentimento, já Michael sabia que tinha se apaixonado por ela, seu coração disparava sempre que Luna se aproximava dele.
Michael se arrumou e se perfumou, e foi encontrar Luna próximo ao acesso ao deck da floresta artificial, ela não acreditou no que viu, não imaginou que ele pudesse ficar mais lindo do que já era, Michael estava trajado todo de preto e com os cabelos longos presos, que ressaltava ainda mais o rosto. O perfume dele era embriagante por onde ele passava deixava seu cheiro, aquilo deixava Luna sem ar perto dele.
_ Vamos?
_ Vamos. Eu vou te mostra outras áreas do deck, você vai gosta.
Eles subiram e entraram pela parte que dá acesso a floresta, Michael já conhece uma parte, mas Luna lhe mostra uma parte que ele não conhecia. A floresta artificial escondia um pequeno zoológico natural, ele fica encantado com o que vê, os laços de amizade entre eles começam a se estreitar. Algumas situações começam a causar um certo desconforto, há situações que eles quase se beijão.
Enquanto Michael se distraia Janet o procurava pela nave ela estava decidida a ter-lo por bem ou por mal, e não iria poupar esforços para consegui seu objetivo, seu irmão estava lhe devendo e ela não ia deixa a brincadeirinha barato ele vai ter que paga.
Os dias iam passando e cada vez mais Michael estava se encantando com Luna e Luna por Michael, era quase automático um procurava o outro sempre que acordavam, era como se os dois tivessem um imã um puxava o outro, se a Luna num ia ate o ele, ele ia até Luna.
_ É impressão minha ou alguém ta com um súbito interesse no andar da floreta.
_ Dédalo para! Foi você que me apresento ela.
_ Não pensei que você iria gruda nela tão rápido.
_ Não grudei nela.
_ Imagina. Ela que não larga você.
_ Ta com ciúme né?
_ Ei! Sou uma maquina não tenho sentimento esqueceu.
_ Ta certo, vou subindo.
_ Já beijo ela?
_ Que isso! Não sou promíscuo a esse ponto, não vou força nada com ela.
_ Ahamm, mais você ta a fim de beija ela que eu sei.
_ Dédalo! (tom de bronca)


avatar
Mimijak
Adm
Adm

Feminino Mensagens : 20561
Data de inscrição : 05/03/2011
Localização : Brasil

Ficha do personagem
MimiJak Invincible: 1

http://mimijak-mjj.forumsmusic.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Exilado no Espaço

Mensagem por Mimijak em Qui Abr 14, 2016 9:18 pm

Capitulo XIVAcho que to amando ele! Acho que to amando ela!



_ Ta bom. Não ta mais aqui quem falo. Vai lá vê ela.
Com mais que cautela Michael tomou rumo da floresta tropical, Luna dessa vez não pode ir ao encontro dele ela estava um pouco indisposta preferiu esperar por ele, que mais que pontual chegou na hora, hora de socorrer Luna que teve uma tontura e só não caiu no chão porque Michael a segurou a tempo.
_ Opa! Cuidado pra não se machucar.
_ Meu herói!
_ Dédalo!
_ Tudo bem Luna?
_ Está! Tudo bem já passou.
_ Tem certeza? Quer que eu examine você, por medida de precaução? (preocupado)
_ Não precisa. Estou bem é serio.
_ Está bem, mas, por favor, qualquer coisa não deixe de me avisar ok.
_ Está bem. Mas você não veio aqui só pra me ver desmaiar né?
_ Não. Vim saber se você quer jogar comigo um pouco?
_ Claro. Quer joga o que?
Michael leva Luna para uma sala onde tem uma quadra de squesh, os dois jogaram por horas na quadra, os dois ficam completamente suados e Luna fica admirada como preparo físico dele, ela cansou varias vezes e ficava ofegante, já Michael não se cansou nenhuma vez apesar de ter suado bastante. Ela para pra respira pela quinta vez e ele se senta ao lado dela.
_ Nossa como você consegue? Mal está suando.
_ Eu praticava muito quando morava na terra.
_ Nossa esse homem é cheio de segredos.
_ (risos) ele dá aquele sorriso largo que ilumina a alma e diz:
_ Não. Só tenho os necessários pra minha sobrevivência.
_ E você? Tem alguma coisa que me queira conta?
_ Não. Tenho nada grave pra esconder.
_ Ta com sede? Vou pega água, você quer?
_ Quero sim.
_ Já venho.
Só que Dédalo não armou para ele, trancou a porta da sala com eles dentro, Michael tentou abri e não conseguia.
_ Que estranho eu deixei a porta sem tranca.
_ Não ta abrindo?
_ Não. Não está.
_ hoje vocês estão de castigo.
_ Dédalo?! (grita os dois)
_ Foi você que prendeu a gente né sua safada.
_ Hmm foi. Ora Michael toma uma atitude eu sei que você gosta dela. (Michael fica vermelho de vergonha) e você Luna fica suspirando pelos cantos sussurrando o nome dele que eu já ouvi.
_ Que isso Dédalo?
_ Acho que ela nos entregou. (ele fala tentando disfarça que está encabulado)
_ É ela nos entrego mesmo.
_ Já que a dedo duro entrego tudo mesmo, Luna eu queria dizer pra você que...
Ele ta tentando acha as palavras, mas não consegue. Michael nunca pensou que iria ficar sem palavras para falar com uma mulher na vida, ele sempre conseguiu falar o que queria para elas, mas agora ele travou. Ele respira fundo e diz:
_ Luna pode parecer pretensão a minha, mas...
Ela tenta interromper, mas ele não deixa.
_ ... Não fala me deixa falar se não vou perder a coragem e não falo mais ok.
Ela faz um sinal de positivo com a cabeça e ele continua.
_ Desde que te vi naquele dia no lago não consegui te tira da minha cabeça, não consigo dormi direito, não consigo me concentra quando to longe de você, não tem nada que eu faça desde aquele dia pra cá que não me lembre de você.
_ Nossa Michael comigo foi igual. (ela fala e se aproxima dele)
_ Você não sai da minha cabeça sabe. Não sei como explica isso nunca senti isso por ninguém...
Ele a interrompe...
_ Eu te amo Luna. Como nunca amei ninguém em toda minha vida.
Luna não se contem com a frase e puxa Michael num caloroso beijo, Michael não consegue se conter e corresponde ao gesto, ele a aperta contra si como que implorasse pro aquilo a séculos, suas mãos percorriam o corpo de Luna durante o beijo seu corpo implora pelo dela, enquanto a Luna tenta saciar sua vontade naquele beijo, ela o desejava com muita intensidade, enquanto ela o beija ela tenta despi-lo, seu corpo quer ver o dele nu novamente praticamente implora por isso. Michael não resiste enquanto mais ela investi nele, mais ele sede, até que Dédalo achando que conseguira seu objetivo, destranca a porta da quadra, Michael percebe e num impulso inesperado pra Luna ele a larga pegue a blusa no chão e sai o mais rápido que ele pode. Deixando Luna confusa com a ação dele.
_ Mas o que deu em você? Faz todo aquele discurso e depois foge dela.
_ Me deixa Dédalo. (em lagrimas)
_ Michael ela ti ama, você ama ela o que tem de mal nisso.
_ Para Dédalo, eu não quero conversa agora.
_ Ela esta confusa e chorando por sua culpa.
_ Minha culpa? Quem foi que falo pra gente os nossos segredos, quem foi?
_ Eu. Porque não quero ver nenhum dos dois imaginando o que pode acontecer, se ele ou ela e declarasse, pronto agora já sabem, então tratem de ficarem junto.
_ Quem ti ver falando assim, seria capaz até de dizer que você me ama Dédalo!
_ No dia que uma maquina tiver sentimentos eu ti respondo Michael, agora volta lá e peça desculpas a Luna por sair daquele jeito.
Michael não sabia, mas Dédalo tinha um programa que dava sentimentos a ela e sim Dédalo amava Michael, mas por ser uma maquina, ela tinha total consciência que era impossível algo serio entre eles, então ela fazia tudo para que ele fosse feliz com Luna e vê-lo receber o carinho e atenção dela, o que a própria Dédalo não podia nunca dar a ele. Já Luna não entendeu o porquê dele ter saído daquele jeito, acho que nem o próprio Michael não entende também.
Luna chorava copiosamente o fora que ela achava que tinha levado de Michael, ela não entendia porque ele fugiu dela daquele jeito, ele havia se declarado pra ela, ela apenas retribuiu o que ele fizera, será que ela fez algo errado? Será que o decepcionei? Será que foi vulgar de mais com aquele beijo? O que eu fiz de errado pra ele agir assim? Essas perguntas atormentavam a cabeça dela, quanto mais ela tentava entender ou encontra uma explicação mais confusa ela ficava.




Squash: É parecido com o tênis, só que o adversário é a parede, o jogo consiste em: o jogador jogar a bolinha e contra a parede e rebatê-la novamente, pode se joga em dupla ou sozinho, o jogo aparece no clipe Scream com Michael quebrando uns vasos de porcelana com uma bola que desafia a gravidade.


avatar
Mimijak
Adm
Adm

Feminino Mensagens : 20561
Data de inscrição : 05/03/2011
Localização : Brasil

Ficha do personagem
MimiJak Invincible: 1

http://mimijak-mjj.forumsmusic.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Exilado no Espaço

Mensagem por Mimijak em Qui Abr 14, 2016 10:02 pm



Capitulo XVJanet descobre Luna




Michael está sozinho em seu quarto chorando por não entender o que ele fez então pra aliviar a sua dor ele começa a cantar:



Sinto como se um fogo queimasse em meu coração
Todo pequeno momento que passamos separados
Eu preciso de você por perto para que todos os dias comecem
Eu não lhe abandonei
Tem algo sobre você, olhando nos teus olhos
Pareço conseguir encontrar tudo o que procuro
Todo este tempo afastados está me matando por dentro
Eu preciso do seu amor em minha vida


[Refrão]
Eu quero estar até o tempo acabar
Eu quero me apaixonar por você novamente
Como fizemos da primeira vez quando nos conhecemos
Eu quero me apaixonar por você de novamente

Nós lutamos numa batalha, ninguém venceu
E agora encaramos a montanha à frente
Você não pode dar as costas, o passado foi dito e feito
Eu preciso que nós continuemos levando

Refrão

Você irá tentar de tudo que você nunca pensou que iria precisar antes
quando você ama e dá tudo de si
Você sempre pode dar mais
Baby nada significa nada a não ser você esteja aqui e divida isto comigo
Eu posso respirar, eu posso sangrar, eu posso morrer dormindo

Porque você sempre estará lá em meus sonhos

Refrão 2x

Você novamente....


_ Luna. (Grita ele a plenos pulmos)
Nesse momento Janet passa na porta do quarto dele e escuta seu irmão.
_ Olha parece que meu irmãozinho encontro uma distração, preciso saber quem ela é.
No dia seguinte Michael resolve voltar ao deck onde Luna está e Janet o segue até o onde ele vai e quando chega ela tem uma supresa. Luna o abraça como que fizesse seculos que ela não o visse, para odio de Janet que não acreditava que ele tinha encontrado alguém e a tava desprezando ela não ia deixa isso quieto, ela iria se vingar deles e quem sabe assim ter os seu irmão como ela sempre quis.


avatar
Mimijak
Adm
Adm

Feminino Mensagens : 20561
Data de inscrição : 05/03/2011
Localização : Brasil

Ficha do personagem
MimiJak Invincible: 1

http://mimijak-mjj.forumsmusic.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Exilado no Espaço

Mensagem por Mimijak em Qui Abr 14, 2016 10:08 pm

Capitulo XVIA primeira noite deles estragada por Janet





_ Luna!
_ Michael pensei que você tinha se esquecido de mim ou não queria me ver.
_ Eu nunca me esqueceria de você meu amor.
_ Então porque você saiu ontem? Eu fiz alguma coisa errada? Se eu fiz me desculpe.
_ Você não fez nada de errado, sou eu que não queira passar dos limites com você, pelo menos não antes da hora. Não sou assim e não quero começar agora.
_ Nossa. Você não ia passa dos limites, eu te amo e quero você mais que tudo, só sobrou você na minha vida e não quero te perder.
_ E você pra mim Luna. (ele a beija com muito fervor)
Janet não podia acredita no que ela estava vendo, Michael arrumou uma namorada, era inconcebível ela não iria permitir que ele se divertisse e ela não, Michael e Luna combinaram que a primeira noite deles seria especial por tudo que eles tinham passado até chegar ali, o ele volto para o seu Deck e começou os preparativos pra aquilo que seria uma noite perfeita (se a Janet num jogasse titica no ventilador se que me entende) Michael toma um belo e demorado banho, se perfuma todo, arruma os cabelos e com a ajudinha da Dédalo dá um up no corte nos cabelos que a muito não tinha já que o tempo passo e ele nunca teve um bom motivo para cortá-los.
A roupa estava escolhida e ele já estava quase pronto, Luna também não ficava atrás nos preparativos queria está tão linda quanto na primeira vez que ele a viu, tudo estava pronto entre eles, na hora marcada ele chega ao deck da floresta artificial, só que ele não sabia que Janet o havia seguido até lá e estava esperando o momento certo de atacar, as coisas iam ferver hoje.
_ Michael que bom que você chegou.
_ Não me agüentava mais esperar.
_ Eu também não. Quer tomar um banho comigo no lago?
_ Quero sim.
Os dois tiram a roupa e tomam banhos no lago nus, Michael não conseguia tira os olhos do corpo de Luna, aos olhos dele era uma escultura que ele não se cansava de contemplar, num súbito impulso inesperado pra ele Luna se joga nos braços de Michael deixando claro para ele o que ela queria, sem pensar duas vezes ele começa a beijá-la, ele a acariciava enquanto a beijava, ela o correspondia com muito fervor, seus corpos eram puro desejo de ambas as partes.
Mas quando tudo estava indo bem uma presença indesejada aparece na beira do lago, Janet observa tudo o que se passava dentro d’água, ela se faz perceber aplaudindo o irmão na sua investida amorosa. Ele percebe:
_ Você não desisti não é?
_ Claro que não meu amor, estou vendo o que o meu maridinho está fazendo de bom.
_ Marido? (Luna se surpreende com o que Janet diz)
_ Marido? Ta louca Janet? Não sou seu marido.
_ Foi isso que você disse pra ela?
_ O que está acontecendo aqui?
_ Luna eu posso explicar.
_ Ele é casado comigo isso que está acontecendo.
_ Ela está mentindo Luna. Fica quieta Janet.
_ pra mim chega eu vou embora.
_ Luna não vai. Espera. Deixa-me fala com você. Luna.
_ Me esquece Michael. (Luna sai chorando do lago)
_ Janet você me paga. Desgraçada.




Última edição por Mimijak em Qui Abr 14, 2016 11:11 pm, editado 1 vez(es)
avatar
Mimijak
Adm
Adm

Feminino Mensagens : 20561
Data de inscrição : 05/03/2011
Localização : Brasil

Ficha do personagem
MimiJak Invincible: 1

http://mimijak-mjj.forumsmusic.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Exilado no Espaço

Mensagem por Mimijak em Qui Abr 14, 2016 10:11 pm

Capitulo XVIMichael briga com Janet




_ Conforme-se não vou desistir de você tão fácil.
_ Você está louca. Nunca vou tocar em você. Nunca.
_ Você me pertence e vai fazer o que eu quero.
_ Eu me mato antes. Você só vai me ter depois de morto.
_ Isso é o que veremos. (Janet toma a frente dele)
_ Sai da minha frente.
_ Não vou sai até você fazer o que eu quero.
_ Para de palhaçada você já me encheu de mais por hoje.
_ Não vai se livra de mim tão fácil.
_ Isso é o que vamos ver. Eu vou sai daqui e você não vai me impedir
_ Só sai daqui por cima do meu cadáver.
¬_ Não me provoque Janet você não sabe do que sou capaz.
_ Me mostre, porque você até agora não fez nada que preste.
_ Você não fez nada que preste.
Janet não queria deixar o irmão sai da floresta artificial antes que ele atendesse os seus desejos, ela não ia deixar Michael volta para o deck deles tão fácil e estava disposta a ir até as ultimas conseqüências para isso, já ele estava com o coração despedaço e queira sair dali o mais rápido possível, ele queira um lugar para se esconder e chorar sozinho a besteira que a irmã fez contra ele, ele só queira sair dali, não se importava se ele ainda estava se roupa ou não só queria sai dali.
Janet não queria deixa e as coisas iam fica feias, a paciência de Michael não estava muito grande para aturá-la. Ela tenta tocá-lo, mas ele não consegue se conter na sua raiva e a empurra com força, ela cai e se levanta furiosa com o ato do irmão, mas ele está disposto a fazer a irmã desistir dele a todo custo, os dois então começam uma verdadeira briga corporal.
_ Que isso Michael a gente nunca brigo! (espantada com a atitude dele)
_ Hoje eu vou briga com você por tudo que eu não briguei até agora.
_ Você enlouqueceu?
_ Enlouquece. To louco pra me livra de você, não agüento mais aturar você.
Michael avança com toda a fúria pra cima da irmã, eles trocam vários socos e pontapés, a briga tava pesada tudo que se encontrava pela frente era arremessado ou utilizado para bater no outro, ele conseguia desviar dela e bater ao mesmo tempo, isso deixa Janet louca de raiva, ela nunca viu o irmão lutar daquele jeito ela estava surpresa, mas a raiva de Michael era tanta que até Dédalo ficou temerosa por ele, ele podia matar a irmã.
Por horas os dois se degladiarão, eram saltos mortais de todo jeito para se livra do golpe do outro, os dois estavam muito machucados e cansados de mais, eles lutavam bem conseguiram agüentar horas, mas em um golpe de sorte Michael conseguiu acertar Janet em cheio no rosto, ela cai no chão desacordada, ele sem muita energia consegue se arrasta pra fora da floresta artificial, ele agora está com um misto de tristeza e alivio, cambaleante ele consegue chega em uma sala que aparentemente é um laboratório, ele tenta se apóia em umas das mesas e acaba caindo no chão.
Michael mal consegue ficar de pé e fica ali mesmo no chão chora e adormece lá mesmo no chão frio, sua alma está carente, vazia, precisando de um motivo para se animar, ele teme que Luna não o aceite de volta pela mentira que Janet inventou, sua alma sangrava só de imaginar que ficaria o resto da vida preso, sem poder tocá-la, beijá-la, ou até mesmo conversar com ela, ele se apaixonou de verdade por ela e precisava dela como precisava do ar que respirava, Dédalo sabia que ele sofria e precisava fazer alguma coisa apesar dela ser uma maquina, ela não suportava vê-lo sofre, como ele estava sofrendo.


avatar
Mimijak
Adm
Adm

Feminino Mensagens : 20561
Data de inscrição : 05/03/2011
Localização : Brasil

Ficha do personagem
MimiJak Invincible: 1

http://mimijak-mjj.forumsmusic.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Exilado no Espaço

Mensagem por Mimijak em Qui Abr 14, 2016 10:13 pm

Capitulo XVIIÉ isso que você quer? É isso que você vai ter!




_ Ai tadinho o que eu posso fazer por você?
Dédalo trancou a porta do laboratório e deixou ele descansar sem ser incomodado pelo tempo que fosse necessário, ao acordar Michael ainda estava tonto devido a perda de sangue não foi muito grande, mas suficiente para perder deixá-lo sem forças.
_ Acordou melhor?
_ Não Dédalo. To pior do que quando adormece. Que lugar é esse?
_ Você está no laboratório.
_ Nunca estive aqui.
_ É nunca mostrei pra você porque achei que não ia precisa.
Dédalo explica para Michael qual a finalidade daquele laboratório, ele prestou atenção em tudo que ela dizia, não perdia nenhum detalhe, perguntava sempre que tinha duvidas e logo aprendeu a mexer no laboratório como se tivesse trabalhado a vida todo naquilo. Então ele teve uma idéia que foi no mínimo cruel. Naquele dia ainda sujo de sangue e sangrando pela briga Michael tomou uma decisão:
_ Se é isso que ela quer de mim? Então é isso que Janet terá. (com uma faca nas mãos)
_ O que você vai fazer?
_ Você vai ver Dédalo.
Em um golpe certeiro ele corta uma parte uma parte muito importante do seu próprio corpo, com a dor ele desmaia e fica inconsciente por alguns minutos, ainda caído no chão ele pede para Dédalo levar um presentinho para Janet.
_ Entregue isso para Janet e diga para fazer bom isso já que é o que ela quer.
_ Você está maluco? O que você fez?
_ Me livrando da minha irmã Dédalo.
_ Como isso pode ti livrar dela?
_ Leve pra ela agora.
_ Ta bom to indo levar.
Dédalo leva o pacotinho para Janet e deixa ao pé da porta do quarto dela, enquanto isso ela ajuda o amigo a sair do chão e o Poe em seu quarto com a porta trancada como sempre, Michael está muito machucado e ainda sangra o ferimento aberto por ele ainda não parou de sangrar. Ela teme pela vida dela então resolve pedir uma ajuda extra.
_ Luna preciso de você.
_ Pra que?
_ Michael precisa de você.
_ Fala pra ele morrer e me deixa em paz.
_ É exatamente isso que vai acontecer se você não me ajudar com ele agora.
Ao ouvir essa frase de Dédalo Luna corre até onde ele está, ela está completamente desesperada e não pode perder tempo a garota não corre quase voa pelos corredores da nave, ela teme que não dê tempo de socorrê-lo apesar de não fazer a menor idéia do que aconteceu com ele, seu coração faltava parar só de pensar que ele poderia estar morto quando ela chegasse, tempo era o que ela menos tinha e ela sabia disso e nada nem ninguém poderia impedi-la de chagar até ele. Luna seria capaz ater de matar pra salva a vida dele se fosse preciso.
Ela chega ao deck onde fica os aposentos dele, Dédalo mostra pra Luna onde ele dorme, ela percebe que a porta está trancada, ela tenta força pra abri, mas não consegue, ela tenta chamar ele, mas não obtêm resposta. Um desespero toma conta de Luna do lado de fora, ela quer entra, mas não consegue.


avatar
Mimijak
Adm
Adm

Feminino Mensagens : 20561
Data de inscrição : 05/03/2011
Localização : Brasil

Ficha do personagem
MimiJak Invincible: 1

http://mimijak-mjj.forumsmusic.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Exilado no Espaço

Mensagem por Mimijak em Qui Abr 14, 2016 10:15 pm

Capitulo XVIIIMeu Deus! O que aconteceu com ele?





_ Dédalo a porta está trancada não vamos conseguir entra.
_ Eu tranquei porque ele pediu.
_ Destranque a porta.
_ Não posso sem autorização dele.
_ Dédalo se não abri, não poderei ajudá-lo e ele vai morrer, você não quer isso quer?
_ Não. Não quero eu vou abrir, mas ele vai me matar por isso.
Dédalo abre a porta para Luna entra, ela entra e se depara com uma cena muito forte, Michael está caído no chão ainda sangrando, muito fraco e inconsciente, há muito sangue no quarto, Luna corre para ajudá-lo, certificando-se que ele ainda está vivo ela o leva para o banheiro para poder limpa-lo, ela liga a água na banheira e lhe dá um banho para retirar todo o sangue e ver o seus ferimentos, que não eram poucos, mas um chamou atenção dela e este sangrava muito, era o ferimento que Michael havia feito abaixo da linha da cintura era bem profundo e o sangue não parava, após o banho ela o levou pra cama e fez todos os curativos que ele precisa.
_ Ele precisa de uma transfusão de sangue.
_ Melhor a gente correr.
Luna foi ao laboratório e pegou algumas bolsas de sangue e correu para o quarto, o tempo era curto Michael estava fraco e precisa de sangue urgente, a moça preparou tudo e começou a transfusão Luna deixo correr solto, ele precisava recuperar o sangue e rápido, Michael permaneceu desacordado o tempo todo não via nada que se passava em sua volta.
Enquanto a Luna ela passou os dias que se sucederam cuidando dele, velava pelo seu sono, cuidava das suas feridas e o alimentava como podia, desacordado ela não podia fazer muita coisa, Dédalo ajuda da melhor forma que ela conseguia sendo uma maquina ela não tinha como tocar nele e nem dá ajuda que Michael precisa por isso chamou Luna para auxiliá-la. Foram exatos sete dias que Michael ficou sem consciência e durante sete dias Luna velou por ele, ela não descuidava até mesmo quando tinha crises de infecção com febres altas que durava a noite toda, a garota ficava acordada de olho nele.
_ Luna você precisa descansar.
_ Estou bem Dédalo.
_ Você está acordada há dias ele não vai fugir.
_ Não. Só vou descansar quando ele acordar. Não quero que ele morra enquanto dorme.
_ Eu cuido dele enquanto você descansa. Fico de olho nele.
_ Não se preocupe eu vou ficar bem.
Luna fala enquanto está encostada em um canto do quarto ela acaba dormindo de tão cansada que estava à noite seguiu tranqüila, Michael dormiu a noite toda sem maiores problemas, Luna enfim pode descansar um pouco de seu ardo trabalho de baba, Dédalo percebendo o cansaço dela deixo a moça mais confortável possível onde ela estava, enquanto Michael dormia como um anjo na cama. Dédalo o cobriu e pegou um lençol extra para Luna e a cobre.
_ Boa noite Luna. Durma bem você merece um desanco.
Dédalo tranca os aposentos de Michael e deixa os dois sozinhos descansando, ela sabia que Janet havia aprontado feio e Luna só veio porque ele estava precisando de ajuda, caso contrario não viria.
_ Espero que esse dois se acertem. Janet não podia ter feito aquilo. Mas acho que eu sei como posso ajudá-lo!


avatar
Mimijak
Adm
Adm

Feminino Mensagens : 20561
Data de inscrição : 05/03/2011
Localização : Brasil

Ficha do personagem
MimiJak Invincible: 1

http://mimijak-mjj.forumsmusic.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Exilado no Espaço

Mensagem por Mimijak em Qui Abr 14, 2016 10:18 pm

Capitulo XIXLuna preciso conversar com você.



Luna acorda e verifica se ele está bem ao tocá-lo Michael se move e chama pelo nome da moça, percebendo que ele pode acordar a qualquer momento ela o deixa só no quarto e volta para o deck da floresta artificial, apesar de ter cuidado dele por uma semana Luna não consegue esquecer das palavras de Janet, ela deseja que tudo seja mentira o coração de Luna clamava pela verdade.
Após algum tempo da saída dela Michael acorda um pouco desorientado olha em volta e percebe que está vestido, ele estranha já que ele tinha ido para o quarto sem roupa, nota também que seus ferimentos estão curados, e questiona Dédalo.
_ Quem esteve aqui?
Dédalo permanece em silencio.
_ Dédalo quem esteve aqui? Responde. Não vou pergunta de novo e não falo mais com você.
_ Luna esteve aqui.
_ Luna?! Como eu não vi?
_ Você passou dias desacordado eu não tinha como te ajuda ai chamei ela.
_ Preciso fala com ela esclarecer tudo isso.
_ Acho que ela não vai querer te ouvi.
_ Preciso tenta Dédalo, não vou perdê-la por um capricho da minha irmã.
_ Ô mulher de sorte Luna. Ah se eu tivesse um corpo de carne e osso.
Michael sai atrás de Luna para tenta se explicar, mas a moça não o quer ver apesar de ter-lo tratado enquanto ele estava doente. Ia ser difícil pra ela evitá-lo, seu coração doía só de estar longe dele, mas não podia negar que o que Janet disse foi um golpe enorme para ela, quando Michael chega Luna se assusta, mas ela não o evita:
_ Se afaste de mim não quero mais você.
_ Luna eu tenho que te explicar.
_ Não quero ouvir explicações suas, seu cafajeste.
_ Não Luna. É mentira o que a Janet falou pra você.
_ Já disse não quero explicações, saia daqui.
_ Luna tente me ouvir, por favor.
Michael tenta implorar a Luna para ouvir o que tem a dizer e a verdade sobre Janet, mas moça não cede ela o expulsa do Deck, não deixando escolha para ele a não ser ir embora com o coração partido, ele caminha de cabeça baixa, andando e a cada passo que dava tentava olhava pra trás, quase que implorando para Luna pedir para ele voltar, mas não aconteceu, Michael chorava pelos corredores tentando entender o porque dele esta passando tudo aquilo, ele precisa arruma uma forma de contar a verdade custe o que custasse.
_ Não chore. Isso acaba comigo Michael.
_ O que eu fiz Dédalo para ela me rejeitar assim?
_ Você não fez nada. A Janet é que fez e ela vai me pagar por isso.
_ Eu preciso dela Dédalo, preciso da Luna, não consigo viver sem ela agora, meu coração está sangrando e não posso fazer nada pra parar.
_ Calma Michael ela vai te ouvir na hora certa.
_ Mas quando Dédalo? Quando? Não sei se estarei vivo até lá.
Dédalo não agüentou ver o amigo tão desolado e foi conversar com Luna e tentar contar-lhe a verdade, mas o trabalho seria difícil, Janet conseguiu fazer um estrago muito grande na mente da moça. Mas só de ver o estado que Michael se encontrava ela não podia deixa as coisas como estavam, ela tinha que agir mesmo que não desse em muita coisa, mas algo iria acontecer antes de Dédalo tenta que mudarias as coisas, entre esses pombinhos as avessas.


avatar
Mimijak
Adm
Adm

Feminino Mensagens : 20561
Data de inscrição : 05/03/2011
Localização : Brasil

Ficha do personagem
MimiJak Invincible: 1

http://mimijak-mjj.forumsmusic.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Exilado no Espaço

Mensagem por Mimijak em Qui Abr 14, 2016 10:21 pm



Capitulo XXChuva de Meteoros.





_ Luna precis........ Ai!
_ O que foi isso?
_ É uma chuva de meteoros e das grossas.
Uma pesada chuva de meteoro atinge a nave, as pedras de menor tamanho batem violentamente contra o casco da nave sem causar grandes danos, mas causa forte trepidação fazendo com que Dédalo chacoalhe muito quebrando boa parte dos utensílios como copos, pratos, mesas, cadeiras, espelhos vasos, tudo que estava solto ia pro chão, parecia até um terremoto de 11 pontos na escala Richter, as coisas não ia bem dava pra ouvir o casco da nave ranger até parecia que ela ia se partir ao meio.
_ Dédalo, o que está acontecendo? (Michael se segurando em uma barra tentando ficar de pé)
_ É uma chuva de meteoros.
_ Chuva de meteoros? Como viemos para no meio de uma chuva de meteoros?
_ Não sei! Acho que me distrai com a briguinha de vocês e não consegui detectar ela a tempo. Mas esse não é o nosso problema maior.
_ O que poderia ser pior?
_ Estamos indo direto pra um meteoro gigante.
_ Não tem como virar?
_ Só manual. Meus comandos automáticos estão quebrados.
_ Quem está na Ponte?
_ Luna.
_ Luna?!
_ Sim, mas ela sozinha na vai consegui vira.
Michael saiu o mais rápido que pode para a Ponte, tentando desvias dos objetos que vinham abaixo na sua frente devido às pancadas no casco, as coisas estavam feias pra Luna o manche estava travado e ela sozinha não ia conseguir vira sem ajuda, o tempo ta passando e para complica as coisas, Michael encontra Janet no caminho e pelo jeito ela não vai facilitar a vida do irmão, ele tenta fugir ao Maximo enquanto Janet tenta segura-lo, mas para sorte dele uma barra de ferro cai em cima dela e a deixa desacordada, sem pensa muito Michael continua seu percurso, não dá pra parar para ver se a irmã ta viva se ele fizer isso todos morrem. O caminho vai ser difícil varias parte de acesso desabaram e ele tem que escalar pra chega até a Ponte. Michael v o tubo de ventilação e reza para não esta obstruído é por lá mesmo que ele vai, ele retira a tampa que dá acesso, entra no duto que por sorte esta livre o caminho que ele escolheu apesar de apertado dá de frente a porta de entrada.
Michael tenta sai, mas a grade de proteção está trancada, ele vai ter que chutar para conseguir solta, ele chuta forte até conseguir arrebentar, ele sai e nota que a entrada da sala está obstruída.
_ Dédalo eu não consigo virar
_ Calma a ajuda está chegando
_ Está imperado.
_ Continue tentando.
_ Não dá. Eu não consigo mover do lugar. Que barulho foi esse?
_ A cavalaria chegando.
_ A cavalaria?!
Michael consegue tira a obstrução e liberar a porta, mas o sensor de movimento esta quebrado e ele tem que abri na mão, com muita dificuldade e usando toda a força que ele mesmo não faz idéia de como apareceu ele abre a porta e consegue entrar, para a surpresa de Luna, Michael segura no manche e junto com Luna consegue desemperra e finalmente virar a nave faltando pouco pra bater de frente com o gigantesco meteoro, mas devido a proximidade da nave ao fazer a cursa a popa de Dédalo bate no meteoro a pancada não é suficiente para destruir a nave, mas alguns equipamentos de navegação são danificados. Com o choque Luna e Michael são jogados fora da cadeira de piloto, Michael cai por cima de Luna. Os dois se olham por um tempo e Michael se levanta em silencio e vai ao painel para ver os danos em Dédalo.
_ Dédalo relatório de danos.
_ O meu casco está bem, perdi a antena de comunicação na chuva, algumas placas da estrutura externas estão danificadas e eu não tenho como conserta, mas nada que possa comprometer a vida de vocês aqui meu sistema de navegação está quebrado e não dá pra conserta por dentro. Alguns decks internos foram destruídos e terão que ser reconstruídos.
_ É temos muito trabalho pra fazer. E não podemos perder tempo.
_ Michael!
_ O que é?
_ Não está esquecendo de nada?
Ele olha pra Luna como que implorasse pra ela ouvi-lo, mas a moça vira-lhe o rosto em um sinal claro que não deseja nada da parte dele, Michael retira seu olhar sai pela porta, mas antes diz uma frase que corta o coração de Luna:
_ Não. Dédalo não estou, meu coração a muito deixo de bater desnecessária por alguém que não me quer.
_ Estou falando de sua irmã.
_ Dessa eu cuido depois (enquanto caminha no corredor sumindo pelos decks da nave e tentando esconder o tom de choro em sua voz).
_ Luna! (Dédalo em tom de bronca) vai deixar ele ir embora sem ouvir o lado dele? Vai perder uma chance e tanto de ser feliz.
Luna continua cala e não se pronuncia sobre nada do que aconteceu na sala, mas no fundo a moça se questionava.
_ Será que ele me esqueceu? De que irmã a Dédalo ta falando? Será que houve um mal entendido e eu sem querer não deixei que falasse?
Esses pensamentos deixavam Luna louca porque ela talvez não saberá a resposta nunca, enquanto a Michael seguia para uns dos Decks para começar o conserto de Dédalo que as avarias não eram poucas alguns decks tinha sido completamente destruídos e só reconstruindo mesmo, já Janet não se sabia o paradeiro pois devido a uma pancada no meio da chuva por alguns objetos que desabavam, ela desmaio e Michael não a viu mais. Apesar dos consertos a “viagem” seguia em paz, Luna não se aproximava de Michael para pergunta e nem dava abertura para ele fala. Já Michael apesar do coração partido continua seguindo a sua vida, consertava a nave e nos tempos livres tentava não pensar em Luna, o que era muito difícil apesar de ter sido pouco, mas foram bons momentos com ela, ele queria poder voltar no tempo e evitar as coisas que a Janet fez, mas seria impossível, entregado a sua dor Michael decidiu que o tempo seria a melhor forma de resolver as coisa, ou ele esquecia Luna de vez ou ela voltaria para ele de algum jeito, porem ia demora pras coisas voltarem pro eixos, mas tempo dentro daquela nave gigante e coisas pra fazer era o que Michael mais tinha.





Ponte: Quem é fã de startrack ou starwars já deve conhecer essa palavra, não tem uma ponte de passa carro na Dédalo não, o nome Ponte é usado para denominar sala de comandos geral de nave, é onde fica o capitão e os seus primeiros no comando, como piloto, oficial de comunicação, oficial de estratégia e guerra, conselheiro até o medico pode ficar também. A ponte também se tem a visão geral do espaço, visualizando o que se tem pela frente, e desviando dos obstáculos e ou inimigos.


avatar
Mimijak
Adm
Adm

Feminino Mensagens : 20561
Data de inscrição : 05/03/2011
Localização : Brasil

Ficha do personagem
MimiJak Invincible: 1

http://mimijak-mjj.forumsmusic.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Exilado no Espaço

Mensagem por Mimijak em Qui Abr 14, 2016 10:26 pm


Capitulo XXIOutras naves de exilados
.


Michael está na ponte consertando e verificando através das câmeras as avarias externas Dédalo, ele nota que não é poucas e ele vai ter que sai pra conserta.
_ Dédalo o que é ou era aquilo?
_ Ali ficava a antena de comunicação.
_ A gente podia se comunicar com a terra e você nem me falo nada?!
_ Não podíamos! Os canais com a terra estavam todos bloqueados, por mais que tentassem não iriam conseguir se comunicar.
_ É então eu vou ter que sai pra coloca no lugar. Então mão a obra.
Michael se dirige a um dos andares que dão acesso ao lado externo da nave, ele verifica os equipamentos necessários para a substituição e vai se troca, ele Poe uma roupa adequada para a caminhada no espaço, ele se acomoda em um veiculo especifico para reparo, acopla o capacete que lhe dá suporte de oxigênio tira a compressão de ar do deck e sai para a manutenção de Dédalo. A nave o orientava de como era pra solda, aperta o parafuso, a freqüência correta da antena enquanto terminava o conserto o radio começou a captar um sinal estranho e cortado.
_ Aqui é a nave... (chiados)... Precisamos de ajuda... Alguém na escuta...
_ Dédalo ouviu isso? Estão precisando de ajuda.
_ Alto e claro.
_ Então temos um resgate a fazer.
Michael voltou para dentro de Dédalo e foi para a ponte pilota a nave no manual já que o sistema de navegação estava quebrado e ele não tinha tido tempo para conserta, Dédalo localizou o sinal e respondeu o chamado da outra nave.
_ Aqui é da nave Dédalo respondendo ao seu chamado estamos a caminho já identificamos a sua localização e estaremos ai em meio dia terrestre, deixaremos os canais de radio abertos pra vocês se comunicarem conosco.
Houve uma profunda alegria na nave danificada, as coisas por lá estão piores que Dédalo, a nave se chamava Hercules e o suporte de vida em vários decks havia sido seriamente comprometido, em muitas partes da nave não havia ar suficiente para todos, se Dédalo e Michael não tivessem respondido a nave teria sido exterminada. Enquanto o tempo passava eles mantinham o olhar fixo na escuridão do espaço na esperança de ver os seu salvador o mais rápido possível, até que um ponto que se movia rápido surgiu no horizonte. Para a alegria de todos era Dédalo que vinha na velocidade da luz ao socorro.
_ Demoramos? (Michael no radio)
_ Chegaram bem na hora.
Dédalo e Michael chegaram antes do previsto, e logo se puseram a analisar as avarias na outra nave.
_ Atenção tripulação da nave Hercules, eu vou ver o grau de danos em sua nave para poder iniciar os reparos necessários.
_ Ok Dédalo estamos no aguardo de informações.
_ É pelo que eu estou vendo aqui há um rasgo considerável no seu casco, que deve estar comprometendo o suporte de vida ai, do outro lado a parte de reposição da nave foi destruída e vai precisar ser reconstruída.
_ Afirmativo Dédalo estamos com pouco ar aqui, há ar suficiente para poucos decks precisamos urgente de suprimento de ar todo a nossa tripulação está onde ainda é possível respira. O ar acaba rápido.
_ vou analisar o que podemos fazer de imediato volto em alguns minutos cambio desligo.
_ Então Dédalo o que podemos fazer até reconstruírem a nave?


avatar
Mimijak
Adm
Adm

Feminino Mensagens : 20561
Data de inscrição : 05/03/2011
Localização : Brasil

Ficha do personagem
MimiJak Invincible: 1

http://mimijak-mjj.forumsmusic.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Exilado no Espaço

Mensagem por Mimijak em Qui Abr 14, 2016 10:30 pm

Capitulo XXIIO auxilio começa



_ Bom poderíamos transferir alguns para cá e os outros trabalhariam na reconstrução.
_ É possível fazer isso?
_ Sim. Só precisamos acopla uma nave na outra e efetua a transferência da tripulação para cá.
_ Há alimento suficiente pra todos aqui?
_ Sim há.
_ Então mão a obra.
_ Hercules vamos transferir a sua tripulação pra Dédalo para que fiquem mais confortáveis enquanto o reparo nave de vocês são efetuados, quando estiverem prontos vocês voltam.
A operação é arriscada para ambas as naves, mas tinha que ser feita, Michael começou a unir as naves, ele começou a encostar Dédalo em Hercules com todo o cuidado pra não danificar ainda mais a nave com medo de provocar danos maiores na estrutura Michael aproximo o Maximo que pode, não podia correr o risco de destruir a outra nave, ele deixo uns 3 metros de distancia, estendeu um plataforma e num duto ligando as duas naves, o duto vedava a entrada das duas naves para que a pressão externa do espaço não sugasse, após o termino da manobra Michael foi recepcionar os seus visitantes.
A porta que separava as duas naves foi aberta e Michael caminhou até a escotilha da outra nave, lá ele conseguiu abrir por fora, empurrou a porta e disse:
_ Foi daqui que pediram um suprimento de ar extra?
_ Graças a Deus (exclamaram todos que o esperavam em um dos Decks).
Em Hercules eram ao todo 400 pessoas, mas uma pequena parte havia morrido com as avarias provocadas com a chuva de meteoros, que pra sorte de Michael não provocou grandes danos em Dédalo, todos se admiraram com a beleza de Dédalo.
_ Nossa como essa nave é grande
_ Verdade imensa, quantas pessoas será que vivem aqui?
_ Só três!
_ Só três? Pra isso tudo?
_ É, vai entender o conselho. Sou Michael. Prazer em conhecê-los.
_ Prazer foi o nosso, salvou nossas vidas.
_ Disponham. A nave está com alguns problemas devido à chuva de meteoros, mas logo estará pronta. Em quanto nos consertamos a de vocês, ficaram aqui como meus hospedes.
_ Obrigado senhor... Nem sabemos o seu nome.
_ Pode me chamar de Michael
_ Obrigado Michael!
A tribulação de Hercules passou para Dédalo e logo Michael reuniu os homens para começar a manutenção na nave deles, mas muitas coisas boas estavam para acontecer naquela pequena estadia provisória, em Dédalo havia grande maquinas que se fosse necessário dava pra construir uma nova nave se fosse necessário, o que tornaria o trabalho para eles mais fácil, já que eles mesmos tinham como repor as peças que estavam precisando apenas tendo o projeto original da nave avariada.
Tudo corria bem já que logo, logo as duas naves volteariam a funcionar perfeitamente novamente, até que Michael viu uma linda jovem e esta lhe chamou a atenção, desde que Janet fez aquela maldade com ele e Luna Michael tenta esquecer o que aconteceu para assim não sofrer, mas será que essa nova jovem seria a solução? Como entre ele e Luna nunca foi nada muito serio ele resolveu arriscar.


avatar
Mimijak
Adm
Adm

Feminino Mensagens : 20561
Data de inscrição : 05/03/2011
Localização : Brasil

Ficha do personagem
MimiJak Invincible: 1

http://mimijak-mjj.forumsmusic.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Exilado no Espaço

Mensagem por Mimijak em Qui Abr 14, 2016 10:32 pm

Capitulo XXIIIUm Novo amor pro Michael, será?


Michael está trabalhando em uns dos decks com a ajuda de Dédalo, quando uma jovem o interrompe, eles haviam encontrado Janet embaixo dos escombros que davam acesso a ponte, e logo foram avisá-lo do fato.
_ Senhor encontramos uma mulher nos escombros da sua nave e não sabemos se ela esta viva ou morta.
_ Acho que encontraram a bruxa malvada
_ Dédalo!(tom de bronca) ok eu já estou indo ver quem é, mas acho que sei quem poderia ser.
A moça que foi até Michael era a mesma que ele tinha visto na entrada da nave e que lhe chamará a atenção, aproveitando o fato ele começou a puxa papo com a moça e descobriu que seu nome era Roberta, ela havia sido exilada em Hercules por escrever texto que não convinham com a moral do seu país, ela era do Afeganistão país muito rígido em termos religiosos. Michael falou só o necessário sobre si, ele não queria assusta a moça que acabara de conhecer.
_ O que você faz da vida Roberta? Ou melhor, fazia.
_ Eu escrevia contos...
_ Que tipo de contos?
_ Contos bem interessantes (pornôs disse ela em pensamento).
_ Hum não me lembro de ter lido algum conto com o seu nome.
_ Nem poderia, eles era confiscado pelo meu país que não permitia tais conteúdos subversivos.
_ Que pena! Mas se tiver algum ai depois eu gostaria de ler, já li todos os livros que tinham aqui e to com vontade de coisa nova.
_ Ta legal eu vou procura vê se tenho alguns aqui e te passo (agora eu me dei mal ele quer ler um dos meus contos, penso a moça)
_ To esperando então.
Michael e Roberta foram ao encontro dos amigos onde estava Janet, ao chegar ele notou que a irmã ainda estava viva apesar de muito machucada, providenciaram a remoção dela para a enfermaria da nave, lá Michael deu os socorros necessários e deixou um rapaz tomando conta dela enquanto ela se recuperava.
_ Bom essa daí vai dormi por um bom tempo.
_ Dédalo menos. (tom de bronca)
_ O que? É verdade ué, pelo menos ela te deixa em paz.
_ Será que dá pra você fica com ela e me chama se caso ela acorda?
_ Sim claro senhor
_ Obrigado! Como você se chama mesmo?
_ Todos me chamam de Big Boy
_ Prazer Big Boy. Se ela acorda me avisa.
_ Big Boy com esse tamanhinho?
_ Hoje você ta impossível heim Dédalo.
Michael não conseguia esconder que estava encantado com Roberta, eles eram sempre vistos juntos onde quer que fossem na nave, sempre tinham assunto pra conversar, mesmo que fosse uma bobagem sem sentido, eles estavam lá um conversando com o outro. Luna por sua vez estava triste com o que presenciava, ela sentia que perdeu o seu amor para Roberta, todas as vezes que Michael a procurou pra esclarecer as coisas, eram as ultimas tentativas de recuperá-lo e ela o perdeu, agora era tarde de mais para voltar atrás, tudo indicava que Michael encontrou outro amor e dessa vez Janet não estava lá pra atrapalhar.


avatar
Mimijak
Adm
Adm

Feminino Mensagens : 20561
Data de inscrição : 05/03/2011
Localização : Brasil

Ficha do personagem
MimiJak Invincible: 1

http://mimijak-mjj.forumsmusic.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Exilado no Espaço

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum