Traduza esta Página
English plantillas curriculums vitae French cartas de amistad German documentales Spain cartas de presentación Italian xo Dutch Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
King Of Pop

Buscar
 
 

Resultados por:
 


Rechercher Busca avançada

Navegação
 Portal
 Índice
 Membros
 Perfil
 FAQ
 Buscar
Últimos assuntos
»  Um Amor de Padrinho
Sex Set 02, 2016 10:55 pm por Mimijak

» Michael Jackson In Memoriam. Remembrances (Ingles)
Sab Jul 09, 2016 4:09 am por Mimijak

» Todos os Livros Sobre Michael
Seg Jun 13, 2016 1:29 am por Mimijak

» Simplesmente MICHAEL
Seg Jun 13, 2016 1:16 am por Mimijak

» Michael Jackson = A Visual Documentary 1958-2009
Seg Jun 13, 2016 1:08 am por Mimijak

» LoveIsHIsMessage
Qui Maio 26, 2016 7:41 pm por Mimijak

» Curso de Ingles Online: Qual Escolho?
Ter Maio 17, 2016 1:17 am por Mimijak

» Mini-fic - Favores
Dom Maio 15, 2016 1:07 am por Mimijak

» Insana Obsessão
Qui Maio 12, 2016 2:13 am por Mimijak

Meu MSN
Meu MSN – Venha conhcer - Click Aqui e vá  para o Meu Perfil
Michael Is Invincible - diHITT– Mimijak Invincible
 Michael Is Invincible – Mimijak Invincible - Click Aqui e vá  para o Blogger
Dangerous
DANGEROUS MJ- Click Aqui e vá  para o Fórum Dangerous

Michael e Buffy - A sociedade de Cain III

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Michael e Buffy - A sociedade de Cain III

Mensagem por Mimijak em Dom Mar 27, 2016 5:34 am

Michael e Buffy - A sociedade de Cain III - A revolução


Sinopse: Com a queda da redoma de fogo o fim de todos estava próximo. A batalha final começou e a vida de Angel estava por um fio nas mãos do criador de toda raça de vampiros no mundo. Se Angel morrer o elo da Aurora entre os quatros será desfeito e a chance de salvar o mundo será perdida. Chega o momento de decisão para Buffy ou ela larga tudo e assume sua posição nessa batalha ou perde tudo inclusive toda a humanidade que ela sempre lutou pra defender. Será que Michael consegue evitar o pior antes que seja tarde. Descubra em:


Inspiração: Crônica Michael Jackson VampirosQamar zayn/ Missy Capadocian/ Missy/ Queila

Tema dessa fase: EvanescenceBring me to life









Michael e Buffy - A sociedade de Cain III - A revolução



avatar
Mimijak
Adm
Adm

Feminino Mensagens : 20561
Data de inscrição : 05/03/2011
Localização : Brasil

Ficha do personagem
MimiJak Invincible: 1

http://mimijak-mjj.forumsmusic.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Michael e Buffy - A sociedade de Cain III

Mensagem por Mimijak em Dom Mar 27, 2016 2:38 pm

I CapítuloDecisões




Cain após por a redoma a baixo estava com Angel em suas mãos. A jovem se debatia suspensa no ar tentando se libertar de seu algoz. A sede do Antigo Vampiro era tanta que ele através de suas unhas conseguia drenar o sangue se sua presa que sofria impotente em suas mãos. O desespero toma conta de todos ao ver a situação da jovem mestra de Michael. Cruel e impiedoso não mediria esforços pra por um fim nos seus inimigos. Esmagava a garganta de Angel com apenas uma das mãos enquanto se alimentava dela. Era visível o sofrimento da garota que tentava se soltar em vão. Quanto mais o tempo passava mais ela ia diminuindo seus movimentos. O que estava sendo um risco alto a ser pago naquele momento. Tudo dependia de conseguirem resgatá-la ainda com vida ou tudo estaria perdido para sempre. Sem perder mais tempo Andrei toma a uma atitude beirando a loucura. Conseguindo gerar um ataque certeiro em seu inimigo concentrando toda a sua energia em direção de seu inimigo em comum e assim lança um jato de fogo muito forte para cima dele que tenta se proteger com a outra mão livre. Michael que observava a cena e claramente entende o recado e faz o mesmo para assim ajudar potencializando o ataque de Andrei. Com o golpe poderoso gerado por ambos faz com que Cain comece a apresentar sinais que vai recuar, porém sem larga a sua presa que agora jaz inerte em suas poderosas mãos. Buffy mesmo sem saber muito bem como usar o poder da Aurora espalma sua mão em direção a cabeça seu inimigo, com a força do golpe Angel é arremessada para longe. Queimando em fúria o primordial vampiro tenta revidar ao ataque surpresa. A jovem caçadora corre para longe na tentativa chamar a atenção do rival para fora da redoma enquanto o ataca incansavelmente. Os soldados que estavam próximos a tudo usavam seus dons para expulsar a ameaça eminente da cidade fazendo assim com que o limite da redoma seja novamente seguro. Michael e Andrei correm em direção de Angel que está jogada aos pés de uma estatua desacordada aparentemente sem vida.
_ Angel? Angel? – Tenta Michael fazê-la acordar. - Fala comigo.
_ Está com o pescoço quebrado – Observa Andrei. – Tem sangue com você ai? O sol está nascendo temos que tirá-la daqui rápido.
_ Aqui. – Entrega o frasco a Andrei que rapidamente o destampa.
_ Segure-a com cuidado – Michael atende as observações de Andrei que faz com que ela beba o liquido viscoso vermelho em suas mãos. – Vamos aguarda ela se recuperar, leve-a daqui, eu vou buscar a maluca da Buffy antes que ela se mate.
_ Te encontro mais tarde. – Michael toma a sua mestra nos braços e segue o caminho do seu abrigo – Andrei?
_ Sim.
_ Tome cuidado, não podemos perder mais ninguém. – Observa o astro.
_ Tomarei.
Andrei sai o mais rápido que pode atrás da teimosa cria de Michael que insiste em fazer uma estupidez atrás da outra. Buffy por sua vez conseguiu fazer sua função de distrai-lo para que eles conseguissem salvar a cidade e a Angel, todavia conseguiu por a sua vida em risco sem perceber. Não muito longe do ponto em que a redoma da cidade foi posta abaixo estava sendo travada uma luta feroz pra conseguir deter no mestre dos mestres. A caçadora estava sendo brutalmente atacada por Cain que era visivelmente mais ágil e com melhores habilidades que ela. Como parar um ser que estava avido de sangue a séculos sem perder ninguém? Essa questão era muito complexa para ser negada. Já era quase dia e algo precisava ser feito rápido. Andrei assiste a tudo ao longe tentando encontrar uma maneira de salvar a caçadora sem atrair o perigo novamente a cidade. O céu já começa a apontar o tom alaranjado da Aurora no horizonte. E todos precisavam se esconder ou seriam destruídos pelo sol. A confusão era observada de longe pelo arcanjo Raphael que tinha se ausentado por alguns instantes para tentar encontrar uma maneira de derrotar o primeiro assassino do mundo. Aparente tudo estava sob controle pelos vampiros, entretanto o perigo não poderia ser ignorando. Algo precisava ser feito para impedir que mais baixas acontecessem o arcanjo resolve entrar na briga.
_ Como vamos detê-lo? Já está quase amanhecendo e não podemos ficar mais tempo aqui fora – Observa uma guerreira exausta pela batalha se aproximando de seu salvador.
_ Eu conto com isso. – Replica Andrei de olho no céu Afro - descendente, Ele é afro-descendente que começa a apresentar pontos cada vez mais alaranjados ao longe no horizonte.
_ Você está louco Andrei. Não somos imunes ao sol esqueceu. – Replica Buffy assustada com a afirmação do Vampiro.
_ Cain também não é, se o sol começar a nascer ele vai ter que recuar ou vai ser queimado por ele. Essa é a maldição de Raphael. – Relembra o experiente vampiro que assiste a cena tentando pensar em algo para por um fim em toda aquela destruição.
_ Quanto a nós? – Perguntou um jovem de um Clã da Camarilha que visivelmente não tinha dons de resistência e também corriam risco de serem extintos. – Não podemos ficar mais tempo aqui.
_ Vou segurá-lo aqui com Buffy, voltem para a cidade e se abriguem. Vão rápido antes que o sol alcancem vocês. – A mulher correu junto com o restante dos clãs de volta para a cidade para não serem mortos. Andrei e Buffy ficam com um problema nas mãos os pontos de sangue de ambos estão baixos e se um raio de sol lhes tocar poderá ser o fim deles. Quando eles fazem uma ultima investida ao seu inimigo uma voz familiar eco no vale.
_ Fujam daqui – Berrava a voz que se avançava com uma espada celestial para cima do inimigo. – Vão. Rápido, eu não consigo segurar o pôr do sol por muito tempo. – Era Raphael que ajudava como podia seus amigos, o anjo não queria perder mais ninguém naquela briga e veio para ajudar o grupo. Enquanto Andrei e Buffy correm de volta pra cidade junto com os demais para não perecerem. Raphael inflige toda a sua força para empurrar aquele monstro do inicio dos tempos par o mais longe possível da entrada da cidade. Ao senti o suave toque dos primeiro raios da manha em sua pele o seu rival foge para um abrigo seguro. Enquanto que Michael consegue chegar a sua fortaleza em Sunnydale, ele adentra a casa com Angel em seus braços. Era obvio que o sangue que ele havia lhe dado no campo de batalha era pouco para o tamanho do estrago que Cain lhe causará. Ele a leva um lugar seguro dentro de sua mansão para que ela pudesse se recuperar. O astro corre pelos corredores atrás de seu estoque os pontos de sangue de sua amada precisavam ser repostos antes que fosse tarde de mais. Ele conseguia ouvir em sua mente a suplica de Angel para que ele não a deixasse morrer.
O arcanjo ver o vampiro se afastando enquanto o sol iluminava mais um novo dia. Ele retorna para a cidade para verificar o estrago causado nos habitantes. Andrei e Buffy estão abrigados em uma tubulação de esgoto tentando encontrar o caminho de casa. O único que conhecia o local era Michael, mas ele estava impossibilitado de ajudá-los naquele momento. Ambos teriam que se virar pra encontrar o caminho de volta.
_ onde está Buffy e Andrei? - Pergunta o arcanjo pousando próximo a Michael que é surpreendido com a presença do amigo sumido.
_ Não estão com você? - Pergunta enquanto acomoda Angel em seu leito para que ela consiga se recuperar de seus ferimentos.
_ Não. Mandei que eles voltassem a cidade quando Cain recuou, mas os pontos de sangue deles estavam fracos, será que…?
_ Eles devem ter se abrigado nos esgotos, só eu sei o caminho pra chegar aqui. Terei que ir buscá-los. - Observa Michael pensativo – Cuida dela pra mim?
_ Pode ir. Ela estará segura.
Michael sai em busca da dupla dinâmica sem antes passar em seu estoque particular de sangue, com os pontos de sangue baixo o casal não tem como chegar ate aqui inteiros. Ele corre o mais rápido que pode com a bagagem, sai vasculhando cada túnel e cada passagem das galerias da cidade tentando localizá-los. Raphael não foi preciso pra onde Cain se abrigou quando o sol se pôs e provavelmente se ele tiver encontrado o mesmo esconderijo que eles, ambos estavam encrencados. O perigo era grande e ninguém poderia ser sacrificado nessa empreitada. A cada curva que o astro fazia em busca dos dois era uma tensão sem precedentes, não dava pra saber o que era que havia escondido nos tuneis subterrâneos da cidade. Mesmo sabendo do perigo de chamar atenção de seu pior inimigo ele não poderia ficar mais tempo rodando naquele labirinto. Resolve então tentar a sorte.
_ Andrei, Buffy? - grita Michael nos corredores se atentando a resposta ou qualquer tipo de ação suspeito ao seu redor. Cada movimento que fazia ele procurar encontrar algo que lhe desse pistas do casal. - Onde vocês estão. Buffy, Andrei.
Depois de vagar horas pelos esgotos Michael consegue sentir algo vindo de uma galerias. Mais que depressa ele se põe a chegar ao local. Ao chegar se depara com Buffy e Andrei deitados no chão ambos com queimaduras de segundo grau devido a exposição ao sol. Com os pontos de sangue baixos a regeneração era lenta e dolorida, porem estavam vivos.
_ Michael, graças a Deus você nos encontrou – Exclama Andrei se esforçando pra responder a presença do discípulo.
_ Trouxe sangue. - Michael abre o recipiente e põe na boca dele, devagar começa a despejar o liquido garganta a baixo. Assim que ele sente o gosto daquele precioso néctar nos lábios suas energias começam a retornar bem como as feridas que se fecham em segundos. - E Buffy?
_ Ela está muito fraca.
_ A teimosa não tem se alimentado como deveria.
_ Ela sabe que não pode fazer isso.
_ Faz ela beber, precisamos fugir daqui rápido – Sentencia o astro – Raphael não viu pra onde Cain conseguiu abrigo. Não quero ter surpresas aqui dentro ou a estrutura da cidade vai ser comprometida se houver um combate nesse local. Andrei faz com que ela beba mesmo que a contra gosto. Assim que ambos se recuperam é hora de se movimentar.
Iniciado o caminho de volta o trio tenta regressar o mais rápido que podem para a sede, a cúpula precisava ser reconstruída e com um membro a menos complicaria as coisas. Raphael sabia que Michael estava com o seu coração dividido entre a sua mestra e a sua cria. Ele observa o astro ao longe em seus pensamentos tentando entender o porque dele ainda está preso a sua mestra se ela já o havia libertada.
_ O que te aflige? - Questiona o anjo se aproximando dele suavemente.
_ O que??
_ Seu coração está aflito, qual o problema?
_ como você sabe?
_ Sua aura está diferente, a sua aurora está mais fria. Não a vejo com a mesma intensidade que no Andrei e na Angel. - Michael permanece calado diante dos questionamentos do arcanjo, que prossegue. - Ela já o libertou?
_ Quem me libertou?
_ Angel. Ela já o libertou? - Insiste o arcanjo.
_ Já.
_ Então porque a duvida?
_ Não tem duvidas Raphael. Eu sei com quem eu quero ficar.
_ Não sabe Michael, se soubesse não sentiria o coração bater mais forte pela sua cria. É normal isso. A angel te ama, mas isso não significa que você tem que ficar com ela pra sempre.
Michael sabia que o arcanjo estava certo, mas será que o futuro deles iria deixar as coisas mudarem? Cain era o problema da vez agora e o seu futuro ainda era incerto com tudo e talvez ele nunca mais veja as duas novamente ao fim disso tudo. O melhor é espera, porem ate quando? O tempo voa…...


avatar
Mimijak
Adm
Adm

Feminino Mensagens : 20561
Data de inscrição : 05/03/2011
Localização : Brasil

Ficha do personagem
MimiJak Invincible: 1

http://mimijak-mjj.forumsmusic.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Michael e Buffy - A sociedade de Cain III

Mensagem por Mimijak em Dom Mar 27, 2016 2:42 pm

II CapítuloPassado




Enquanto caminhavam de volta a mansão Michael se lembrava como que ele e Angel se conheceram e de como ela salvará sua vida. Era dia 20 de junho de 2009, os preparativos para This is it estavam a todo vapor. Nada poderia dar errado. Tudo corria bem, era final dos ensaios os ajuste finais pra viagem já haviam sidos feitos e enfiam o tão sonhado retorno iria acontecer. Nessa noite em especial o astro resolver sair um pouco mais tarde no Stample center. Algo o incomodava naquela noite e ele não conseguia definir o que era, sentia que estava sendo observado. Só não conseguia localizar quem ou de onde.
_ Algum problema senhor? - Questiona um dos seguranças vendo o patrão inquieto no canto do enorme estadio.
_ Não, está tudo bem Bill. Eu saio em 20 minutos.
_ Certo senhor.
Michael entra no seu camarim improvisado e tenta relaxar um pouco. Há dias que não consegue dormir e precisar descansar. Seu problemas eram maiores do que ele imaginava e logicamente não queria fazer aqueles show em apenas um lugar como tentam fazê-lo aceitar. É muito mais vantajoso levar seu espetáculo pelo mundo e assim atingir grandes massas do que permanecer fixo e esperar que os fãs venham ate ele em lugar limitado de lugares. Ele pensava no que fazer para sair daquela situação. Em um breve instante começa a analisar sua vida ate então, tudo que havia passado, as coisas que teve que enfrentar sozinho muitas vezes. Mas nada se compara com a solidão de não ter com quem compartilhar sua vida pessoal e a sua cama. Michael adormece por uns instantes o suficiente pra passar do tempo que havia dado ao seu guarda costa. Preocupados eles vão ate o seu patrão que está sentando em um sofá com uma expressão tão serena que eles ficam com pena de acordá-lo.
Bill resolve deixar seu chefe descansar por alguns momentos, eles tinham ciência que a vida de seu patrão não era fácil e qualquer momento pra relaxar valia muito pra ele. Enquanto sua equipe sai pra tomar um café rápido, um barulho vindo de trás do guarda roupa o desperta de seu sono. Michael abre os olhos rapidamente e procura de onde vem aquele barulho que o despertará. Dando-se conta que ainda está no estadio dos ensaios e precisa voltar pra casa. Mas por medo do que possa ser permanece sentado em sua posição sem mover um músculo. Uma forma estranha começa a surgir em sua frente, quando ela se vira se depara com Michael com os olhos fixo naquela figura que se vestia pesadamente de preto que escondia suas formas reais. Apenas ao abrir a boca ele pode perceber que se tratava de uma mulher e muito bonita por sinal.
_ Meu Deus! - Exclama com o susto – Pensei que já tinha partido – Justifica ela fazendo Michael estranhar a frase.
_ Você mora aqui? No estadio? - Pergunta confuso
_ Sim.
_ Porque?
_ Não tenho pra onde ir, meus pais morreram e desde então eu vivo nos lugares que encontro. - explica a moça.
_ Você não trabalha?
_ Não consegui um emprego. Não se preocupe comigo eu não vou mais voltar aqui. - Quando ela se vira pra passagem de onde ela entrou ele pede.
_ Esperá – Ela se vira pra ele. - Eu posso te ajudar. - Sorri pra ela.
A jovem não esperava muita coisa de seu novo amigo, todos com quem se envolveu na maioria das vezes só queria Sexo. Michael pede para que ela o acompanhe. Ambos seguem ate a entrada onde seus seguranças o esperavam. Nenhum dos dois tiveram coragem de comentar, mas era raro o patrão aparecer com uma mulher nos ensaios imagine depois deles.
_ Qual o seu nome? - Pergunta Michael com uma expressão de interesse por sua estranha visitante.
_ Angel, me chamo Angel senhor.
_ Não me chame de senhor Angel. Me faz sentir velho – Risos - Sei que não sou tão jovem assim. - A conversa flui naturalmente e a novata percebe que a vida do astro está um tanto quanto complicada. Angel tem um dom sombrio que é de ver a vida de quem ela se relaciona. E muito mais, conseguia ver ate mesmos quanto tempo ele ainda tinha de vida.
_ Michael eu posso te ajudar?
_ Com o que?
_ A se livrar dessa turnê que só te faz sofrer. - Ele respirar fundo e completa.
_ Ninguém pode me ajudar.
_ Eu posso te ajudar
_ Como? Só se eu morresse
_ Eles vão te matar Michael. Sabia disso? - Pergunta ela seria pra ele que a olha atônito com a revelação.
_ Como sabe disso? - Pergunta ele sem entender a revelação de sua “convidada.”
_ Eu vejo as coisas Michael. Vejo sua vida e sei que ela não é muito longa. - Ele ouvia tudo com lagrimas nos olhos, ele não sabia o que fazer ou dizer.
_ Eu não quero morrer.
_ Eu sei.
_ Não quero perder meus filhos.
_ Eu sei. Michael eu posso te ajudar a escapar. Mas você terá que se afastar de sua família e isso inclui os seus filhos.
_ Meus filhos? Não posso me separar dos meus filhos.
_ Se você não fizer isso por bem, eles vão fazer por mal. - Olhando seria em seus olhos – Eu te garanto a que se aceitar a minha ajuda vai ver seus filhos crescerem, mesmo que de longe e vai poder ajudá-los quando eles precisarem. - Michael sabia que não estava brincando com o assunto. Ele tinha certeza que mais ninguém o ajudaria naquele momento de desespero.
_ Qual é o plano?
_ Eu tenho um dom e posso passá-lo pra você e vou passá-lo. Eles vão tentar te matar no dia 25 de junho e é nesse dia que eu irei te passar e com ele você irá sobreviver. Agora tem que conseguir alguém confiável que possar ficar com os seus filhos. O tempo corre Michael.
_ E como você vai fazer isso?
_ Consigo entrar na sua casa sem ser percebida, então fique tranquilo. Te encontro na suas casa hoje a noite. - Ela sai por onde entrou deixando o astro um pouco mais aliviado com tudo, ter uma aliada no meio daquele inferno em que vivia era um fio de esperança que não deixaria escapar. Se ficar longe daqueles que ele tanto ama era um preço a se pagar ele pagaria.
Michael chama seus seguranças e vai embora. Ele entra em casa e se dirige ao quarto de seus filhos que dorme profundamente em suas camas. Dá um beijo de boa noite em cada um como se estivesse se despedindo deles e sai. Ao se virar pra porta da de cara com o cão de guarda da AEG.
_ Você demorou.
_ Os ensaios demoraram mais do que o previsto, você sabe. - Tentando passar por ele e sendo impedido com um braço na porta.
_ Você tem um horário a cumprir.
_ E um cronograma a cumprir e vou estar em casa quando eu estiver que estar.
_ Você vai está em casa na hora certa, me entendeu? Você não quer que nada aconteça com eles? - sorriso sínico nos lábios.
_ Faça alguma coisa com eles e vai ser você que não vai ver chegar a luz do dia.
_ Está me ameaçando?
_ Estou dando um aviso, você não me conhece o suficiente Murray.
_ Seu leite está pronto. - Entregando o copo para Michael, que pega e sai com ele nas mãos. Ele o leva a boa quando escuta uma voz nas sombras.
_ Não beba.
Ele olha para o canto do quarto e vê uma mulher saindo das sombras e arremessando o copo longe, o barulho do vidro estilhaçando chama atenção do medico.
_ Ele está vindo – Rapidamente ela corta a mão dele e o faz ajoelhar em direção ao copo – Disfarça – E volta a sumir nas sombras.
_ Porcaria – Exclama Michael ao ouvir a porta se abrindo e o sangue tomando de conta do chão e das mãos.
Conrad olha o estrago no chão e manda um empregado vir limpar a bagunça, Angel permanece escondida no banheiro enquanto Michael toma banho. O medico não pode desconfiar que o astro sabe que estão tramando algo contra ele. Assim que a jovem percebe que o empregado concluiu seu serviço a garota tranca a porta do quarto e fala baixinho pra não serem descobertos.
_ Você não me disse como pretende me salvar - Indaga Michael curioso. - como você fez pra ele não tiver quando entrou no quarto?
_ Eu tenho uma maldição Michael, que acho que ela pode te ajudar a sair dessa situação.
_ Maldição?
_ Sim
_ Que tipo de maldição?
_ Você sabe que Cain matou o irmão e Deus o castigou por isso porque ele não se arrependeu dos seus pecados?
_ Sim, conheço.
_ Digamos que eu herdei essa maldição dele – fala baixando os olhos.
_ Herdou? - surpreso sem entender o que ela tentava explicar.
_ Deus não permitiu que Cain fosse morto, ele foi transformado em um novo ser. Uma especie de demônio que muitos conhecem como vampiro. Isso nos dá alguns poderes por assim dizer. - enquanto ela falava Angel mostrava o que era capaz de fazer. Deixando Michael maravilhado com tudo e com medo ao mesmo tempo.
_ Nossa.
_ Eu sou uma grande fã sua Michael e não quero te ver perecer.
_ E se eu não quiser?
_ Não tem outro jeito Michael. O seu medico está lhe envenenando com um remédio que corta o sono. Quando você estiver em desespero pra dormir ele vai lhe da um dose fatal de um anestésico cirúrgico. Sou sua única chance de passar por isso e sobreviver.
_ e como vamos fazer?
_ Haja normalmente, finja que esta tudo bem. Eu posso está do seu lado sem notada por ninguém. Faça exatamente o que eu disser Se ama seus filhos e quer vê-los bem sou sua única chance.
Nos próximo dias ele agiu exatamente como angel lhe orientou. Os inimigos de Michael faziam tudo pra deixá-lo com ainda mais medo. Em vão. Angel o acalmava e e orientava exatamente no que fazer. Durante os dias que se seguiram Michael não tomou mais o leite que o medico lhe entregava. Sempre que o medico vinha ele dava um jeito de está no telefone pra impedir que ele forçasse a beber. Quando o medico passava de volta, angel se certificava que o copo estivesse vazio. Tudo estava correndo bem em relação ao plano de ambos. Ninguém queria perde a deixar de se dar bem em cima de seu inimigo. Angel sempre procurava está a frente de todos e passando tudo a parceiro que sempre dava um jeito de acompanhar a sua parceira de “crime.”

avatar
Mimijak
Adm
Adm

Feminino Mensagens : 20561
Data de inscrição : 05/03/2011
Localização : Brasil

Ficha do personagem
MimiJak Invincible: 1

http://mimijak-mjj.forumsmusic.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Michael e Buffy - A sociedade de Cain III

Mensagem por Mimijak em Dom Mar 27, 2016 3:33 pm

III CapítuloPassado o Desfecho



Os dias passaram rápido e finalmente o dia 24 de junho chegou. Angel estava bem ativa e não largava Murray e Michael por nada, qualquer descuido dela poderia significar morte de seu parceiro. Durante uma noite de falta se sono, já que Michael havia dormido muito bem nesses últimos dias sem o sonífero que o medico lhe ofertava todas as noites, ambos escutam uma conversa estranha saído do escritório.
_ Está tudo pronto para hoje a noite….. sim, ele não dorme faz uns dias a overdose será fatal……. Eu tomarei sim…… amanhã esse reizinho nojento sera deposto de seu trono….. tenho que desligar antes que alguém me pegue……
_ O que você ouviu?
_ será hoje Michael, temos que correr.
_ Hoje? Mas como?
_ Decidiram antecipar. Suba para o seu quarto eu irie bem atrás de você
_ Angel? - Olhando nos olhos da jovem – Estou com medo. Não quero decepcionar meus filhos e meus fãs. - dizia ele com o olhar apreensivo.
_ Confie em mim. - dizia Angel. - Seus filhos não vão se decepcionar com você, mas não posso garantir sobre seus fãs.
Eles seguem para o quarto seguindo os planos iniciais, Michael tinha que seguir o esperado do medico. E isso acontece. Ambos entram em discussão pesada por causa da falta de sono de Michael que não era normal para o medico, já que ele esperava que o astro estivesse dopado dificultando ainda mais o plano dele de o matar durante o sono. Sua fiel amiga assiste tudo em silencio ela sabia que era fundamental que as coisas corressem sem sua interferência. Ainda. O bate boca continua noite a dentro ninguém queria perder sua razão. O medico sai do quarto pisando duro com raiva do astro teimoso a sua costa.
_ Não vou deixar que ele me toque – Dizia Michael revoltado com a situação em que se encontrava.
_ Você tem Michael. - enfatiza ela. - precisa
_ Quem me garante que eu não vou sumir para sempre? - questiona com um visível medo em sua voz.
_ Pede pra você confiar em mim, eu posso fazer você voltar. Seja bonzinho que ele vai voltar e vai fazer isso da pior forma possível. Quer que ele de de um tiro? Não vai ser legal uma manchete de amanhã que você foi assassinado na sua cama com um tiro na cabeça por um assassino misterioso.
_ Ele não faria isso -
_ Me da sua mão. - pede ela com um olhar confiante fazendo com que Michael segure a mão dela e enfim ver tudo que ela via. Assim que ele a toca Michael vê exatamente tudo o que seu medico está fazendo, deu pra ver visivelmente quando ele escondeu uma arma em sua cintura e agarrou o vidro de propofol o misturando no leite em que iria oferecer ao astro.
_ O que foi isso? - pergunta ele sem entender o que aconteceu.
_ Isso é a minha visão de realidade. Eu consigo ver o que se passa ate 1 Quilometro a minha volta. Eu mostrei pra você pra que confiasse em mim. Você não tem muito tempo. Vou ficar ao seu lado quando estiver acontecendo eu vou te ajudar.
_ Ok, eu confio em você. - Diz Michael com um olhar encantador no olhar, era obvio que ele confiava em Angel de uma forma que ele não conseguia entender muito bem porque. Aquela jovem o estava fazendo jogar pro alto tudo que ele tinha trabalhado ate então por algo que não podia ter certeza se era ou não verdade, mesmo assim ele queria fazer.
O medico retorna ao quarto e gentilmente lhe oferece um copo de leite, o mesmo que ele tinha visto na sua visão. Michael segura o copo em suas mãos olhando para o medico e para o copo como que tentando adivinhar o que ia acontecer dai pra frente. Angel estava logo atrás do medico fazendo sinal para que ele aceito e que beba. Michael toma o conteúdo do copo mantendo a cara de pouco amigos para o seu medico pessoal bebendo em um único gole. Já passava das sete a manha do dia 25 de junho de 2009. Após verificar que ele tinha mesmo bebido sem cuspir tudo na pia e o posto na cama Murray sai quando o remédio começa a fazer efeito. Na mesma hora ele liga para os seus chefes e lhe informa que sua parte já estava feito.
_ Feito – Informou na ligação. - o medico não tinha a menor intenção de salvar a vida de Michael, pelo contrario.
Depois de quinze minuto o efeito do medicamento começou a mostrar seu poder. Michael começou a sufocar, mas ele não se rendia ao sono. Ele esticava o braço pra Angel pedindo ajuda, a garota espera o tempo certo para agir. Quando Michael estava quase caindo morto por efeito do remédio ela avança sobre ele atingindo a sua jugular e drenando rapidamente seu sangue contaminado. O astro não sabia, mas a garota era uma vampira. Ela tem pouco tempo para terminar seu trabalho, rapidamente ela corta seu pulso e força a Michael beber de seu braço que a principio rejeita a oferta, mas quando seus lábios sentem o gosto de sangue logo se põe a beber. Ela luta para fazê-lo para de beber e assim que consegue ele se põe a sentir uma forte agonia que ele não endente. A situação de sufocamento continua ainda mais forte, seu corpo lutava pra não morrer. Em segundo Michael cai inerte em cima da cama sem vida. A transformação completa se concluiria no necrotério do hospital UCLA.
_ Meu querido não se preocupe que eu estarei com você quando renascer. Eu prometo. - sussurra ela enquanto se afasta e deixa a equipe trabalhar.
Ela se afasta dele enquanto o medico verifica a pulsão do astro e detecta o obvio. Michael está morto. Ele calmamente liga para a emergência que chega ao meio dia tenta fazer uma manobra de ressuscitação enquanto o levam de ambulância para o hospital. Angel o segue de perto sem perde contato. Ele da entrada no setor de emergência ao saber que ele está lá, vários fãs e impressa correram para a porta em busca de noticias passava do meio dia na califórnia. A cada segundo mais e mais pessoas ia chegando o que tornaria difícil para ambos saírem dali quando sua cria acordasse.
_ O que eu faço agora – Se questionava ao perceber que a família dele estavam chegando em busca de noticias. Rapidamente ela se dirige ao necrotério para esperar Michael acordar, o tempo ia passando e os primeiros atendimento por assim dizer eram feitos e por fim o declaram morto. O anuncio foi feito e obviamente o medico não foi mais visto por alguns dias. O corpo de Michael foi encaminhado para o necrotério para a necropsia.
Ela sabia que iria precisar de ajuda pra sair dali com a sua nova cria. Ela testa os sinais dele para ver se tem algum sinal de seu retorno. Ela manda um sinal para o seu tutor “Andrei preciso de você aqui, preciso de sua ajuda. Venha rápido.” Chama ela em desespero.
_ O que você aprontou dessa vez Angel? - Pergunta seu mestre serio adentrando no local.
_ Andrei, preciso da sua ajuda. - Apontando para a sala e o puxando pelo braço. Eles adentram o necrotério onde o corpo de Michael acabará de entrar e aguardava a autopsia em cima da mesa.
_ Eu não acredito que você abraçou uma celebridade – Resmunga ele ao ver Michael deitado. - Não sabe o quanto é perigoso trazer ele pra nossa comunidade? O mundo não precisa saber da nossa existência. - repreendia ele severamente.
_ Não poderia deixar aquele medico matá-lo. Ele não merece isso.
_ você gosta dele não é? - não precisou dela responder nada para ele saber que era verdade. - Eu vou te ajudar, mas não me responsabilizo se algo der errado. Do que precisa?
_ Eu quero tirar ele daqui, mas com essa multidão não tem como passar desapercebido.
_ Obvio que não, agora temos que se rápido antes que ele acorde e ponha tudo a perder, o medico esta vindo.
Eles se afastam tentando se esconder não poderiam ser vistos ou tudo estaria perdido. Quando o homem entra na sala Michael está preste a acordar. Ele começa a preparar os instrumentos para a autopsia. Nesse exato momento Michael acorda quando o medico começa a fazer a incisão agarrando a mão dos para que ele parasse. Angel e Andrei correram para ajudar ao novo renascido. Ele estava com sede e o medico corria riscos se não houvesse intervenção. Andrei o fez dormir enquanto Angel lhe entrega uma garrafa grande de sangue que é ingerida imediatamente por Michael.
_ O que aconteceu? Como vim parar aqui?
_ Está tudo bem, precisamos sair daqui. Vem – O apoiando nos ombros para que ele. - você está no hospital da cidade, você foi trazido pra cá pelos paramédicos. - Explicava ela.
_ Pra onde vamos? Eu preciso voltar pra minha família.
_ Não pode.
_ Porque?
_ Você foi dado como morto.
_ o que?
_ Vamos Michael eu te explico tudo no caminho.
Angel explicou que assim que apagou e parou de respirar o medico ligou para os seus chefes e informou da sua morte, em seguida ele ligou para os paramédicos pra dar o diagnostico da sua morte. Não puderam impedir e ele não pode voltar.
_ Droga e agora o que eu faço?
_ você tem uma nova chance agora Michael. Aproveite-a. Você merece ser feliz longe dos abutres.
_ Espero que meus advogados consigam resolver tudo conforme deixei explicado nas instruções do testamento.
_ Combinou de se encontrar com eles?
_ Sim, tem o local na carta. Eles não entenderam nada, mas espero que venham.
_ Eles vão.
Na data combinada os advogados encontram Michael que lhes deu maiores instruções de tudo que fariam dali pra frente. Eles ficaram surpresos ao velo vivo e com saúde. Todos ficam sem entender o que de fato aconteceu, mas não negaram a ajuda necessária para manter Michael vivo e escondido.
_ você vai ficar bem? - questionou Blanca sem entender a situação.
_ Pretendo.
_ Se cuida Michael. Não sei como essa loucura vai dar certo, mas eu estou aqui pra te ajudar no que precisar. - disse Blanca serio.
_ Não se preocupe John. Eu vai acontecer nada que atrapalhe. Só quero um pouco de paz na minha vida.
_ E seus filhos? Como ficam?
_ Vão ter que ficar longe de mim por uns tempos. É um sacrifício que eu vou ter que fazer se eles vão me entender ou não? Não sei.
Ao fim da reunião as coisas mudaria muito, Michael não poderia voltar para sua família ate aprender a se controlar e descobrir todas as suas habilidades. Tudo ali pra frente seria dificil, mas ele superaria bem.
_ Preocupado?
_ Um pouco. Não entendo porque não tenho fome. Olho a comida e nada me atiça o paladar.
_ É é porque você é um vampiro Michael. A partir de hoje é o que você vai se alimentar de hoje em diante. - expliquei a ele a situação e mesmo que ele não entendesse a situação aceitou bem. Tudo a partir dali pra frente seria diferente. Michael precisava aprender tudo rápido e a sua irá não poderia influenciar seu aprendizado e muito mesmo a sua vingança.


avatar
Mimijak
Adm
Adm

Feminino Mensagens : 20561
Data de inscrição : 05/03/2011
Localização : Brasil

Ficha do personagem
MimiJak Invincible: 1

http://mimijak-mjj.forumsmusic.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Michael e Buffy - A sociedade de Cain III

Mensagem por Mimijak em Dom Mar 27, 2016 3:35 pm

IV CapítuloPresente



Michael se lembrava de tudo que havia se passado desde antes de sua transformação ate aquele momento. Sua mente pipocava de lembranças tristes de tudo a separação dos filhos mais cedo do que ele imaginava, mas ele sabia que tinha que ser feito.
_ O que te aflige astro? - pergunta o mestre de Angel que nunca foi muito a favor da aquisição de sua rebelde cria.
_ Estava no pensando na minha historia com a Angel.
_ Bons momentos espero. - ele sorri tentando dar um ar mais simpático ao clima pesado que se formava – Eu sei que não sou muito amigável com você desde o começo.
_ Não era pra menos. Outro homem mexendo com a sua garota ate eu ficaria não muito amigável. - risos.
_ Não colocava fé em você ate ver o que você era capaz. Esse nosso mundo tem que permanecer escondido a todo custo. Somos páreas da sociedade e não podemos ser descobertos. Todas as pessoas que desaparecem sem deixar rastro é culpa nossa. Sei que você não gosta de sangue….
_ Eu gosto, tenho que gostar. Só não gosto da maneira que ele é obtido.
_ Somos o topo da cadeia alimentar Michael.
_ Matamos de mais pra uma quantidade tão pequena.
_ Temos que iguala a quantidade de nascimentos com a de mortes se não, não tem como o planeta existir.
_ compreendo.
_ Agora com Cain a solta não dá pra gente descuidar disso.
_ Não quero perder mais ninguém na minha vida.
_ E a Buffy?
_ Ela ama outro, e mesmo que não amasse ela não quer essa vida. Gosto dela, mas o meu vinculo com ela é apenas de mestre e cria. Buffy por mais que aprenda sobre a gente nunca via mudar a sua sede de nos ver extintos. Não ficarei surpreso se após tudo isso ela resolver continuar nos matando.
_ o que pretende fazer com ela?
_ A profecia diz que alguém tem que se sacrificar para que tudo continue como era antes.
_ Não pretende se sacrificar não é?
_ não sei.
_ Michael você é uma aquisição formidável pra o nosso meio em todos os sentidos. Não só como celebridade, mas como membro da nossa sociedade. Sua habilidade de lidar com a situação lhe faz ser melhor que qualquer Ancião com mais de 500 anos.
_ Você fala de um jeito que eu quase acredito.
_ Michael para de se menosprezar. A sua morte não vai devolver Buffy a sua condição e muito menos qualquer um de nós. Nossos corpos já estão mortos e nossas almas estão aprisionadas neles a seculos suficiente pra não pertencer a lugar nenhum da existência. Sei que quer fazer o certo, mas o certo nem sempre é o que se deve fazer.
_ meu tempo nessa terra já esgotou.
_ Não pra Angel. Ela te salvou porque sabia que poderia viver mais tempo e melhor.
_ Não gosto de ficar longe da minha família.
_ Você tem uma família nova agora Michael, aceite. Eles te amam tanto quanto a sua família humana te amavam. Aqui ninguém te obriga a fazer não que não queira e dá pra saber quem quer se aproveitar de você ou não. Veja o lado bom disso aqui sua vida pose der melhor que a sua vida humana. Embora não possa fazer contato com seus filhos através das pessoas que você instruiu pode ter contato com eles e acompanhar a vida deles.
_ Minhas saudade é grande.
_ A minha também. Perdi minha família a muito tempo por causa da primeira volta de Cain. Não pude fazer nada.
_ Sinto muito.
Enquanto todos tentavam se refazer da batalha Buffy procurar encontrar uma forma de derrotar Cain. Ela se encontra com seus antigos amigos que estavam escondidos na cidade para juntos encontrarem uma solução para o problema. Giles era o mentor e sentinela da cidade era pra ele saber de tudo que se passava na cidade, mas não se sabe porque não conseguiu identificar essa ameaça a Sunnydale.
_ Giles como você não viu eles chegando?
_ Não sei Buffy. Não esperava a existência deles.
_ Inferno.
_ Eu não suspeitava nem que Cain estava vivo e muito menos da lenda. Por que sumiu tanto tempo?
_ Tive problemas pra resolver. E acabei me tornando um deles.
_ Como? Isso é loucura Buffy.
_ Eu sei. E não quero ficar assim.
_ Não tem volta.
_ torço para que tenha.
_ O que sabe sobre eles?
_ Pouca coisa. Só o que o Michael me disse.
_ O que ele disse?
_ Disse que esses vampiros que combatemos na cidade é apenas a ponta do iceberg. Vários vampiros de classe menor querem a volta do mestre para que eles subam de classe u geração. Cada geração tem uma força diferente quanto mais próximo de Cain mais forte o vampiro é.
_ Não podemos combater Cain, ele é muito forte para nós e sua sede está acima de tudo. - Diz a voz conhecida de Angelus.
_ O que sugere que façamos?
Todos estavam perdidos com tudo, ninguém jamais havia passado por algo parecido. Tudo sobre isso havia sido apagado da historia na inquisição católica. Não havia registro de nada do gênero. Mas ninguém esperava o que viria acontecer. Uma nova caçadora esta sendo treinada e iria chegar a cidade disposta a pôr um fim em tudo. Mas não seria tão fácil quanto ela imaginaria. Cain se recuperava de sua batalha em uma caverna próxima a cidade, sua sede de sangue não se aplacava e ele queria mais e mais. Mil anos sem beber não tem precedentes na fome do homem.
_ Como você conseguiu chegar aqui sendo vampira? - pergunta Giles sem entender as novas habilidades da antiga caçadora.
_ É meu mestre que possui esse dom. nem todos os vampiros podem sair ao sol sem serem cozidos vivos pelo sol. Isso pra nós é uma vantagem para tirar Cain desse mundo.
_ concordo – Diz angel serio pra Buffy. - mas como vamos expô-lo ao sol o suficiente para matá-lo.
_ Então é só arrastar ele pro sol e deixar ele queimar, simples. - diz Giles serio sem ter a real noção do perigo.
_ Não é tão facil assim – Diz Michael surgindo do nada – Se fosse a cidade não estava tão exposta e nós não estaríamos aqui. Achei você Buffy – brinca ele com a cria.
_ Ah meu Deus – exclama Giles surpreso com quem está a sua frente
_ Fique tranquilo não vou matar você, quero ajudar
_ É o Michael Jackson
_ Ah, é. Havia me esquecido desse detalhe – Ironiza Michael se dando conta que foi reconhecido.
Após as apresentações formais. Michael passou tudo que sabia sobre Cain e a nova sociedade que ele também não conhecia e aprendeu a conviver em harmonia com os humanos. Não era fácil encontrar uma solução para tudo aquilo. Porem tentou esclarecer as duvidas de todos de forma que alguma solução pudesse ser criada. Não era momento de rivalidades algo maior estava em jogo que só a vida de humanos.
_ Giles se fosse só os humanos que estivessem correndo perigo com Cain, não me importaria nenhum pouco em deixar vocês se virarem. Todavia o meu povo também corre risco. - explica Michael – imagine um cachorro preso por semanas em um canil sem comer e do nada ele é solto. Tudo que ele vê quer comer isso é o Cain.
_ Como impedir isso?
_ Andrei conseguiu uma vez, mas perdeu muita coisa.
_ precisamos ver com ele como conseguiu isso e ver se é possível repetir o feito.
_ Não sei mas ele deve saber mais que nós juntos – ele se retira para conseguir algo a mais de Andrei.
Raphael conseguiu afastar Cain da cidade e tentou entender um pouco do que se passava na mente do vampiro. Michael sempre manteve a guarda levantada quando se trata de seus sentimentos em relação as pessoas não gostava que se aproximassem de mais. Suas experiencias anteriores lhe mostravam que não era seguro e com o tempo acabou criando um mecanismo de segurança. Enquanto vigiava a cidade o avistou retornando da escola da cidade e resolveu ir mais fundo no assunto.
_ Você é diferente dos outros
_ Porque?
_ Se mantém longe das pessoas.
_ quando se é traído varias vezes a distancia não é opção é exigência
_ entendo. Vai manter sua cria longe?
_ Se sabe de alma coisa Raphael diga logo, não estou afim de rodeios.
_ estou mas perdido que vocês.
_ O chefão não vai deixar você falar não é?
_ É.
_ Ou seja temos uma bazuca nas mãos a qual não podemos usar. Não entende a logica dele.
A noite já caia quando se ouve um estrondo forte vindo do lado sul da cidade.
_ O que foi isso?
_ É Cain.
Todos correram em direção para o estrondo e lá estava o criador batendo forte na redoma recém restaurada.
_ continue a evacuação – berra Michael para a população – corram pelo lado posto da cidade, a redoma não irá aguentar muito tempo.
Raphael voava pelos ares atrás de Buffy e de Andrei sabendo que eles necessitariam de ajuda. Estavam sem sangue e eram preciosos de mais para serem ceifados da face da terra. Michael corre em direção a casa principal não podia deixar Angel desprotegida ela estava muito fraca para conseguir escapar sozinha. Escondido em uma caverna Andrei e Buffy tentando sobreviver a uma inanição profunda já que não conseguiram voltar para a cidade com o dia alto. Contavam com um milagre para conseguir saírem ilesos.
_ será que conseguiremos sair daqui? - questiona Buffy ofegante com um ferimento aberto em seu tórax.
_ Precisamos. A noite está caindo mais não consigo me mexer não trouxe sangue suficiente pra passar o dia exposto. - Dizia Andrei olhando para o céu próximo a entrada da caverna. - estamos perdidos. Cain voltou.
O barulho vindo da cidade era grande. O tempo era curto e algo precisava ser feito rapidamente ou não teria volta. Por sorte Raphael o encontra antes dela.
_ Estão bem? - Pergunta o arcanjo com o suprimento em mãos…...


avatar
Mimijak
Adm
Adm

Feminino Mensagens : 20561
Data de inscrição : 05/03/2011
Localização : Brasil

Ficha do personagem
MimiJak Invincible: 1

http://mimijak-mjj.forumsmusic.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Michael e Buffy - A sociedade de Cain III

Mensagem por Mimijak em Dom Mar 27, 2016 3:38 pm

V CapítuloFuturo - A nova caçadora



O arcanjo pousa na entrada com uma sacola em mãos com tudo que eles precisavam.
_ Bebam logo. - Dizia pressentindo o perigo se aproximar – Alguém esta chegando e não veio no ajudar. - Em alerta procurando o inimigo a sua volta.
_ Quem poderia ser??
_ Uma nova caçadora. Veio substituir você Buffy.
Eles se alimentam rápido e assim que o sangue começa a fazer efeito eles se retiram da caverna indo para o lado oposto da entrada onde Cain estava. Não dava para serem encurralados ali. Algo além de Cain estava se aproximando e pela energia que o Arcanjo captava não era boa coisa.
_ O que está sentindo?
_ Não estou gostando dessa energia.
_ Será que ela pode nos ajudar?
_ Não estou certo. Ela está caindo de paraquedas aqui e as coisas não estão boas. Só espero que ela não estrague tudo.
_ O que ela sabe?
_ Não sabemos.
Ninguém queria esperar para saber o que a nova caçadora sabia ou não. Eles queriam soluções e rápido Cain havia recomeçado o seu ataque e o tempo pra evacuação era estreito por demais. A cada pancada que era infligida na redoma a cidade inteira tremia e ameaçavam ruir. Michael corria juntos com os demais moradores para sair da cidade o mais depressa possível, a população humana também tentavam se salva. Muitos conseguiram sair durante o dia, mas a comunidade de dentes afiados só podem se locomover a noite. O que complica muito a situação.
Cain continuava a bater na redoma com toda a sua força na tentativa de por abaixo novamente a proteção. A cada pancada o monstro se enfurecia mas com as queimaduras causadas ela redoma e aplicava cada vez mais força. Ele estava cego com a fome e nada iria para-lo e muito menos impedi-lo de se vingar de seus oponentes. Raphael assisti tudo ao longe a tudo que acontece e ve que tem uma chance significativa de derrotar o pai de todos os vampiros.
_ Michael? - Chama o Anjo pousando em lado dele
_ Olá Raphael o que o traz no meio desse caos?
_ Temos uma chance de vencer Cain. - dispara ganhando a total atenção do astro. - mas vai precisar de todos pra isso.
_ conte-me tudo que temos que fazer.
O arcanjo conta com detalhes o que ele viu e sabia que dava pra usar contra Cain. O dom da Aurora foi uma arma implantada para segurar o primeiro assassino. Na primeira levantada de Cain ela funcionou perfeitamente, porem dessa vez Andrei não teria como detê-lo sozinho como aconteceu anteriormente. De alguma forma esse dom sabia que iriam precisar de ajuda e se permitiu aparecer em mais de uma indivíduo o que de certa maneira iria ser a salvação de todos.
_ Temos que avisar aos outros – Exclamava Michael ao arcanjo tentando encontrar onde eles estavam. - Tenho que voltar para Angel, ela ainda está fraca não posso deixá-la para trás.
_ Encontre Andrei e Buffy Eu vou cuidar dela pra você – dispara o arcanjo em direção do esconderijo de Michael. Angel ainda estava inconsciente devido ao seu ferimento mesmo com a quantidade de sangue absurda que recebia sua recuperação era lenta e ela corria perigo ficando ali sozinha. Raphael a toma nos braços e voa para um lugar fora da cidade distante de todo aquele inferno da cidade, ele consegue guiar a todos para o mesmo lugar como abrigo temporário. Enquanto Buffy e Andrei conseguem achar Michael no meio da multidão.
_ Ate que enfim achei vocês – dispara o astro ofegante do esforço – tenho novidades.
_ Nós também. - Michael olha intrigado para o casal que completa – Tem uma nova caçadora chegando.
_ Nova caçadora?
_ Sim, não sabemos nada sobre ela e Raphael pediu que saíssemos logo de onde estávamos abrigados.
_ Não podemos ter problemas agora. - Enfatiza Michael ao dois – vamos sair daqui.
Os três se dirigem para o local onde Raphael estava. Enquanto eles sumiam na escuridão a nova casadora surge para complicar a situação. A jovem morena de corpo escultural, com longos cabelos negros e uma atitude forte se aproxima da cidade em direção a Cain. Ela não tem noção do tamanho do perigo a qual ela vai enfrentar. Todos estão correndo para remover o suprimento de sangue e ao mesmo tempo evacuar a cidade. A nova visitante pode ser uma vantagem para eles. Por alguns instante Cain para e sente a presença de alguém chegando. Isso o faz parar com suas investidas a cidade o Arcanjo percebe toda a movimentação.
_ Ela chegou, rápido saiam daqui. - ordena Raphael o embate está próximo a acontecer e as coisas em Sunnydale prometem ficar muito complicadas.
_Ora, ora, ora o que temos aqui? - Pergunta irônico – mais uma presa para matar a minha fome. - Ele olha para a nova caçadora que está armada a sua frente e logicamente surpresa com o que vê. Ela não esperava encontra um vampiro tão grande como aquele a sua frente e provavelmente tão poderoso como Cain. Buffy e os outros veem ao longe o embate épico.
_ Buffy – grita Michael - Temos que ir não podemos ficar aqui.
_ Quem é ela?
_ Não interessa – Diz Andrei – Vamos embora.
_ Se ela precisar de ajuda?
_ Que se vire. Não temos reserva de energia suficiente pra fazer algo por ela, temos que ir agora. - observa o mestre.
_ Eu vou ajudá-la se ela precisar – Grita o arcanjo – Vão logo ou perderam a vantagem que ela está dando.
Michael respira fundo e puxa a antiga caçadora pelo braço para que eles conseguissem sair sem serem notados. Eles se dirigem ao endereço dado a Michael pelo arcanjo, dentro do local tinha tudo que eles precisavam. Eles entram no recinto e Buffy começa e brigar.
_ Porque não me deixou ajudar – Berrar ela.
_ Você é burra Buffy? Você não é humana agora como vai ajudar uma caçadora? Se tivesse se alimentado bem como todo mundo teria como o ajudá-la e não uma chance de se matar. - Devolve no mesmo tom Michael.
_ Ela vai morrer por minha culpa.
_ E vai se matar por culpa dela também? Eu estou cansado da sua estupidez Buffy. Não ouve nada o que a gente diz, só quer fazer tudo ao seu jeito, não aprende nada do que estamos dispostos a te ensinar pra que você possa fazer a diferença naquele mundo do qual você veio. - Descarrega ele – Minha mulher está fora de combate por sua culpa que mete os pés pelas mãos. Você vai matar ainda todo mundo além de se matar junto. Desse jeito não tem como a gente vencer e a culpada da extinção de todos vai ser unicamente sua Buffy sua. E eu não vou compactuar com isso. Pra mim chega. - Sai Michael pisando duro da sala com uma garrafa de sangue visivelmente furioso.
Andrei assiste a tudo calado sentado em um canto. O velho vampiro sabia o que estava acontecendo e não podia intervir. A teimosia de Buffy e a turonice de Michael eram implacáveis.
_ Esses dois não sei se é amor ou ódio – tomando um gole na garrafa.
Apesar de tudo que estavam passando uma boa noticia para Michael. Angel acorda um pouco confusa com tudo o que aconteceu, assim que abre os olhos ela procura sua amada cria por dentro do recinto.
_ O que aconteceu? Onde está o Michael? - Pergunta confusa tentando se levantar da cama sendo amparada por Andrei enquanto Michael seguia para o quarto dela.
_ Cain pegou você, mas conseguimos te salvar a tempo. - Assim que ele ouve a voz dela, Michael aparece segurando sua mão firmemente olhando fixo em seus olhos par alivio da mestra.
_ Michael tome cuidado. Ele quer matar a todos os que possuem a Aurora. – Pede Angel aflita com a sua visão enquanto esteve desacordada.
_ Como assim?
_ Ele sabe que juntos podemos matá-lo, mas separados somos vulneráveis não podemos ser pegos separados. - observa ela. - Eu consegui ler a mente dele enquanto estive desacordada. Nossas vidas correm risco serio.
_ Temos uma nova caçadora na cidade, Buffy quer ajudar.
_ Não sei,desde o bate boca de vocês dois ela sumiu. Provavelmente deve ter ido atrás da nova caçadora.
_ Não, não podemos ficar sozinhos com Cain. Tem que ficar juntos – Tentando permanecer de pé um pouco cambaleante. - ele quer nos pegar sozinhos o que essa louca tem na cabeça?
_ Angel fica ai. Não saia. Seus pontos de sangue estão baixos, não quero arriscar lhe perder de novo. - Pede gentilmente a sua mestra.
_ Michael se ele matar um de nós o elo será desfeito e tudo vai estar perdido.
_ Vou buscá-la e evitar que o domo se rompa.
_ O sol está quase saindo e isso é uma vantagem pra gente.
_ Sim. Só espero que ela ainda esteja viva quando eu chegar lá. – Michael saiu apresado busca dos dois. O perigo era eminente. Ao chegar próximo ele vê a sua pupila escondida atrás de uma pedra assistindo ao embate tentando não ser notada por eles no local de combate. Sabendo do perigo que corria Michael vai buscá-la sem um pingo de cuidado, Angel não quis esperar sua total recuperação e segue atrás de seu par. A jovem mestre pega uma boa quantidade de sangue e se encontra com eles. Ela havia visto tudo que poderia acontecer inclusive o futuro e as decisões tomadas.
Com a ajuda de Andrei ela consegue alcançar Michael ate onde Buffy estava comento a sua loucura vela. Eles chegam a tempo de ver Michael segurando Buffy pelo pescoço com força e a arrastando do local o mais rápido possível. Aquela atitude dele faria com que a fúria de Buffy viesse a tona, mas o jovem mestre não iria permitir que sua discípula se matasse antes da hora.
_ O que você está fazendo? - pergunta ela se debatendo nas mãos de Michael
_ Evitando que cometa uma loucura
_ Eu só quero ajudar, me larga.
_ Serio que ela precisa de ajuda? - ele a vira para o campo de batalha para ver o que se passa durante aquele pequeno conflito.
A nova caçadora é tal hábil quanto Buffy em suas artes marciais e técnica de luta com armas. Ela investia pesado contra Cain que revidava com toda a sua fúria e ódio. Michael sabia que ela estava em larga desvantagem e que aquilo não duraria muito, mas eles precisavam saber ate onde ela era capaz de ir. Observar era tudo que eles poderia fazer naquele momento. Os quatro ficam observando a luta o mais longe possível, Angel tinha ciência que ela iria atrás dos quatro independente do que acontecesse no combate.
_ Não pense que vai me vencer garotinha eu sou mais forte que você e mais perigos. - esbraveja Cain a erguendo no ar assim como fez com Angel.
_ É o que veremos seu mostro horrendo. - tentava falar enquanto se debatia impotente ao seu destino nas mão de Caim.
Era visível que a luta estava perdida, mas Michael resolve ajudar…...


avatar
Mimijak
Adm
Adm

Feminino Mensagens : 20561
Data de inscrição : 05/03/2011
Localização : Brasil

Ficha do personagem
MimiJak Invincible: 1

http://mimijak-mjj.forumsmusic.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Michael e Buffy - A sociedade de Cain III

Mensagem por Mimijak em Dom Mar 27, 2016 3:42 pm

VI CapítuloCombate Mortal





Era visível que a luta estava perdida, mas Michael resolve ajudar. Ele não queria ter outra vida perdida em seus domínios principalmente humana. O gado era importante pois ajudava na existência de todos. Os outros se juntam a Michael e conseguem lançar um potente ataca com a Aurora pra cima de Caim que solta a sua vitima longe. Os tiros causaram ferimentos não muito graves nele, mas foi o suficiente para o fazer recuar. A caçadora olha pra o local de onde veio o ataque misterioso e a vista o grupo no alto das formações rochosas em que estava brigados. Ela tenta se levantar enquanto assiste os seus salvadores saírem tranquilamente dali.
A garota não entendeu do porque daquela ação e quem eram eles. Estava obvio para ela que não eram humanos, mas também não aparentavam ser vampiros então o que eram? O que mais a intrigava era que aquele monstro não se parecia em nada com os tais vampiros que lhe haviam dito anteriormente em seus treinamentos. Ela precisava de uma resposta. Ela entra na cidade um pouco cambaleante depois do confronto. Giles ver a nova caçadora ferida andando perdida pelas ruas e se dispõe a ajudá-la.
_ Quem é você?
_ Sou um amigo e só quero te ajudar.
Ela não diz mais nada e simplesmente desmaia nos braços de seu inesperado amigo. A perda de sangue dela tinha sido muito forte e ela precisava de cuidados urgente. Michael fora chamado a pressas para que pudesse socorrê-la.
_ você vai ajudá-la?
_ Ela é humana, promete que não perderia nenhum humano se quer nessa batalha. Não temos culpa se ela foi enviada pra cá sem informação nenhuma da situação.
_ É assim que funcionam as regras Michael.
_ Já estão na hora de mudar
_ Não é bem assim que funciona Michael.
_ Então como Raphael? Me explica como funciona? Porque ela se quer sabia que Cain estava vivo, deu pra perceber que ela não sabia nada sobre os vampiros e pior foi treinada e mandada pra cá as cegas. E se ela morresse? Outra seria mandada pra cá pra ser mais uma vitima da Cain?
O arcanjo não tira a razão de Michael, alias não sabe como contra argumentar com ele a verdade. Mudanças precisava ser feitas na recrutamento das caçadoras.
_ Eu vou ajudá-la – Se oferece o arcanjo
_ Ótimo, vai rápido não tem medico mais na cidade e ela esta muito ferida depois de enfrentar Cain.
Raphael consegue chegar com todo o suprimento necessário para ajudar a nova convidada.
_ Graças a Deus você apareceu Raphael – diz Giles com uma expressão de alivio ao ver o arcanjo.
_ Trouxe algumas coisa pra ajudar na recuperação.
_ Quem iria vir era Michael, mas….
_ E a evacuação da cidade?
_ Está correndo bem. Enquanto o sol tiver alto os humanos estarão bem.
O arcanjo a toca em sua testa enquanto Giles continua a lhe fazer os cuidados necessários para sua sobrevivência. Esse simples ato faz com que a caçadora se cure e o sangue que ele havia trazido seja suficiente para sua recuperação. Um plano de ação precisava ser traçado com urgência para que nada do que tinha sido feito agora. Antes que ela pudesse acorda Raphael volta para junto de seus aliados deixando que Giles o antigo mentor de Buffy a informasse de tudo que estava acontecendo ate aquele momento. Enquanto as coisa com a nova caçadora se resolviam Michael organizou uma equipe de busca com a missão de buscar e matar Cain ou qualquer um que se atrevesse a ficar do lado dele. Vários Anarquista abrigados próximo a cidade foram mortos e outros tantos foram encontrado mortos secos por Cain. Preço alto que eles pagaram em busca de uma melhoria de geração que pra eles nunca veio de fato.
A busca foi pesada, Michael conseguiu passar um pouco de resistência para os soldados por assim dizer, para ajudar na buscar a Cain durante o dia. Os soldados conseguiram encontrar todos os Anarquistas. As buscas por Cain continuaram por algum tempo. Michael seguia de perto a todos.
_ Senhor conseguimos encontrar todos os que estavam escondidos.
_ E Cain? O encontraram?
_ Não senhor. Não encontramos ainda. Um grupo foi verificar as cavernas ao leste.
_ Tomem cuidado. Caim é muito perigoso e está faminto. Não vai exitar em matar para se alimentar.
_ Sim meu senhor.
_ Queimem esses corpos. A geração deles não são altas e não vai queimar como os vampiros normais. Não devemos deixar rastros. - Os soldados fizeram uma enorme pilha com madeira e carvão, ateiam fogo e empilham os corpos dos Anarquistas, Raphael para ajudar a queima joga água benta sobre eles o que fez com que as chamas aumentasse e ardesse com mais força.
_ Raphael?
_ Oi Michael.
_ Como estão as coisas com Giles? Ela acordou?
_ Ela está viva ainda, sai antes que ela acordasse.
_ Hum, não sei se devo ir ate lá.
_ Giles vai precisar de ajuda para explicar tudo.
_ Eu sei Raphael. Será que ela vai me aceitar bem? Para o mundo estou morto. Ela vai saber que sou um vampiro.
_ Sim, verdade. Mas você pode se esconder dela. Você tem o dom de transmutar, já usou ele com Buffy.
_ Bem lembrado. Avise a Giles que estou indo quero ajudar e preciso de mais ajuda e essa caçadora pode ser nossa salvação.
_ Vai abraçá-la como fez com a Buffy?
_ Não mesmo. Chega de crias.
Raphael voa o mais rápido possível para a biblioteca onde Giles estava abrigado com a caçadora e dá o recado. Ela já se encontra desperta e ele não pode ser viso ou será confundido com um vampiro. A garota escuta uma movimentação na sala central e então com dificuldade se dirige pra lá. Ao adentrar no local estava apenas Giles sentado em um sofá com um livro enorme em suas mãos.
_ Você acordou? Bem vinda a Sunnydale.
_ Quem é que estava aqui?
_ Não tinha ninguém aqui. Só tem nós.
_ Ouvi vozes.
_ Não tem nada aqui além da gente. Aproposito meu nome é Giles e seu? - se apresentou.
_ Me chamo Aria.
_ Prazer Aria. Você deve estar confusa com tudo que aconteceu na entrada da cidade. - responde sendo cortes com a jovem visita a sua frente que se esforçava para se manter de pé.
_ Sim, quem é ele? Não parecia humano, mas não se parecia com vampiro – Questiona confusa.
_ Minha querida ele é seu pior pesadelo como caçadora e nada te preparou para o que está acontecendo aqui em Sunnydale. Mas tenho um amigo que pode lhe ajudar a entender – explica Giles – Ah ele chegou…...


avatar
Mimijak
Adm
Adm

Feminino Mensagens : 20561
Data de inscrição : 05/03/2011
Localização : Brasil

Ficha do personagem
MimiJak Invincible: 1

http://mimijak-mjj.forumsmusic.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Michael e Buffy - A sociedade de Cain III

Mensagem por Mimijak em Dom Mar 27, 2016 3:47 pm

VII CapítuloO Encontro



Michael entrou na sala calmamente. A presença dele irradiou o ambiente. A jovem olha para aquela figura imponente que adentra o local. Michael não se fez disfarçado como antes. Os olhos da nova caçadora saltaram de suas orbitas de tanta surpresa.
_ Você não estava morto? - Perguntou ela sem entender nada.
_ Tecnicamente sim, tudo é possível quando se tem amigos fieis.
_ Michael essa e Aria a nova caçadora
_ Prazer Aria.
_ Aria Michael tem muita informações que nenhum caçador se quer desconfiou antes. Serão muto uteis a você.
_ O que ele sabe que eu não sei?
_ Tudo. - Diz ele – Já ouviu falar em Cain?
_ Quem?
_ Caim irmão de Abel? Você não lê a Bíblia? - Pergunta surpreso pela falta de conhecimento.
_ O que ele tem haver com aquilo que enfrentei?
_ Aquele monstro é Cain. O primeiro assassino e primeiro vampiro do mundo. Durante muitos anos ele ficou desaparecido ate que na época da idade media conhecida como idade das trevas ele ressurgiu e causou a maior destruição da historia da humanidade. Eles conseguiram prendê-lo depois de muita luta e perdas, mas alguns alienados resolveram investigar uma lenda de que quem o acorda-se subiria de nível. O resultado. Ele foi liberto e o mundo está em perigo. Ele não é um vampiro fácil a minha parceira quase morreu no ultimo embate e você mesma já passou por algo parecido. O não só o mundo humano como só dos vampiros também está e jogo.
_ Vampiro?
_ Sim. Assim que os vampiros forem extintos os humanos serão os próximos do cardápio.
_ E onde estão esses vampiros?
_ Eles querem ajudar nessa guerra, mas isso precisa ser em conjunto. Esses vampiros deformados que você caça é de uma linhagem mais baixa. Chamada de gerações. Quanto mais longe a geração do criador mais fraco é o indivíduo. Esses rostos deformados provavelmente são do Clã Nosferatus.
_ Clãs? Desde quando vampiros tem Clãs?
_ Desde que Cain surgiu no mundo, cada um desenvolveu uma dom diferente, só o criador possui todos os dons reunidos e por isso é perigoso.
Foram tantas informações que Aria ficou confusa, nada do que ela leu ou viu sobre os vampiros era encontrada em livros. A sociedade secreta que se revelava a sua frente era desconhecida pelas lendas humanas. E pretendia que continue assim.
_ E porque está me dizendo isso? Esses vampiros não podem se virar sozinhos?
_ Parece que a Buffy encontro uma amiga – Risos.
_ Quem é Buffy?
_ Sua antecessora
_ O que aconteceu com ela?
_ Digamos que foi escalada pro outro time. - Revela Michael com um sorriso suspeito no rosto.
_ quem foi que fez isso com ela? - mostrando um fervor no olhar.
_ Isso é o de menos agora, precisamos de ajudar pra acabar com essa ameaça coletiva. - explica Giles. - Ela ainda tem chances de voltar a ser humana, mas precisa ser com a ajuda de todos.
_ E tem como? - olhar de espanto – tem como voltar a ser humano quando um vampiro morde?
_ Abraça – a corrige.
_ O que?
_ O termo usado é abraçar. Vampiros não são animais irracionais que modem sem pensar. Eles abraçam. Eles escolhem que eles querem ou não no Clã.
_ Mais essa agora – diz ela em tom de deboche.
_ Aria, eu sei que não é fácil pra você entender esse mundo que está se abrindo a sua frente, mas quero que veja a chance que está se brindo a sua frente. Se der certo o que está acontecendo aqui vai ser possível uma convivência consciente e pacifico.
A conversa que tiveram não durou muito tempo e aparentemente produtiva. Michael volta para o esconderijo um pouco mais aliviado. No caminho de volta encontra com Buffy indo ate a biblioteca.
_ Está vido de onde?
_ Porque pergunta?
_ Aquela garota tem sangue nos olhos, quando disse que você tinha sido abraçada ela queria matar a pessoa que a abraçou. Não iria lá se fosse você. - Adverte.
_ você veio de lá. E ainda está vivo.
_ Ela não sabe que sou um deles. Não fui reconhecido.
_ Não tente me impedir.
_ Buffy, não ligo se quiser voltar a ser humana. Já me arrependi de tela abraçado e esse erro não vou cometer de novo, mas se quiser ser humana novamente precisa está viva. Morta não posso fazer nada. Ate porque o corpo do vampiro vira poeira quando abatido. Pense nisso antes de fazer qualquer burrada.
Michael tinha o dom de fazer suas palavras soarem como facada na alma. Obvio que ele também queria proteger as pessoa a sua volta, mas Buffy era um caso aparte. A antiga caçadora era imprudente como sempre foi, mas dessa vez ela estava passando dos limites. E isso iria ter um fim.
_ Se voltar viva venha falar comigo –Dispara o astro caminhando tranquilamente de encontro a Raphael que o esperava no final da rua em que se encontraram.
Pouco importava o que acontecesse na biblioteca. O que ele queria era resolver era Caim.
_ Alguma novidade Raphael? – suspira pesado ao sentir que sua cria não estava mais no seu raio de alcance.
_ Uma que vai lhe interessar muito e você conseguiu falar com a caçadora?
_ Sim só não sei se ela vai querer ajudar. Quando disse que a outra – apontando pra Buffy – Foi abraçada ela me lançou um olhar de cabeças vão rolar e no caso seria a minha.
_ Será que a Buffy vai dá com a língua nos dentes?
_ Espero que não, iria odiar matar uma caçadora pra me defender, mas vou amar dar cabo de uma cria imprudente.
_ Calma Michael, lembre-se de que precisamos dela pra nos livrarmos de Caim.
_ Eu sei que precisamos Raphael, mas o que fazer com uma cria rebelde que não me obedece?
_ Você concluiu o ritual ate o final?
_ Eu não vou fazer aquilo de novo.
_ Não respondeu minha pergunta.
_ não me lembro, aconteceu tanta coisa naquele dia que eu não sei dizer.
_ Se o ritual não foi feito corretamente ela não vai se libertar da sua origem humana. Por isso que está com problemas com a Buffy.
_ Já disse, não vou fazer aquilo de novo.
_ Você é quem sabe. Só não mate sua cria, ainda. Instiga Raphael lendo os pensamentos de Michael que estava visivelmente cansado de tudo.
Michael precisava de um tempo pra pensar, as coisas não estavam faceis. A pressão era grande em cima dele. Nada que ele não tivesse lidado na sua vida humana, mas aquilo era diferente. Michael caminha pela nova cidade explorando o lugar. Enquanto caminhava ele tentava colocar as ideias no lugar definir seus sentimentos.
_ Posso interromper seus pensamentos? - Dizia uma voz feminina atrás dele.
_ Angel?! - Abrindo um sorriso – Que bom te ver.
_ Problemas com sua cria?
_ Quem não tem?
_ Você demorou pra aceitar sua condição.
_ Seis anos.
_ Foram seis longos anos.
_ Fui uma cria rebelde.
_ É, mas não desiste de você.
_ Acha que não devo desistir da minha cria?
_ Não, acho que não deveria desistir de nós.
_ Angel não quero falar disso agora.
Angel entendeu o recado perfeitamente ele queria tratar o caso deles a parte como deveria ser. Os dois tinham uma historia juntos. Partia o coração de Michael ter que deixar sua mestra, amiga, companheira e ate sua cúmplice par trás.
_ Caim porque apareceu pra complicar asa coisas – suspirava pesado durante a noite espeça que se seguia.
Um tumulto aconteceu perto da entrada da nova cidade que mobilizou o trio. A confusão aumentou.
_ O que aconteceu?
_ Ele está vindo, ele está vindo.
_ Quem?
_ Cain.
_ não podemos permitir que ele nos encontre.
_ vamos segurá-lo.
Os três saíram em direção a Caim. Os outros trataram de promover a retirada da cidade a vida de todos corria perigo. Michael conseguiu chegar o mais próximo possível de Caim sem ser notado. Ele conseguiu estudar como Cain agia fora da cidade, pode-se notar que ele estava com menos fome e com mais ódio. Raphael se encontrou com ele em seu posto de vigia.
_ O que está vendo?
_ O que você já sabe Raphael.
_ Não sabia que conseguia ler pensamentos.
_ você não sabe de muita coisa Raphael. O que ele tem? Na vejo traço de insanidade que vi no começo.
Raphael não fazia ideia do que estava se passando com Cain. A loucura havia desaparecido por completo, Caim estava mais pra um vampiro normal com extremo poder do que pra um vampiro insano louco por sangue. Algo estava errado e ele precisava saber. Por aquele momento não houve lutas apenas vigia por parte dos sentinelas.
_ Fica com eles Raphael eu tenho algo pra resolver agora. - ordena o astro tomando o rumo de volta pra casa tentando ver se alcança Angel no caminho
_ Buffy?
_ Tambem….
_ Boa sorte, você vai precisar.
Raphael sabia que algo estava acontecendo entre cria e criador, mas ele não conseguia definir direito o que era. Só Michael poderia acabar com sua aflição e isso tinha que ser logo. O trajeto de volta foi longo e ele pensava no que fazer pra terminar com seus problema…...


avatar
Mimijak
Adm
Adm

Feminino Mensagens : 20561
Data de inscrição : 05/03/2011
Localização : Brasil

Ficha do personagem
MimiJak Invincible: 1

http://mimijak-mjj.forumsmusic.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Michael e Buffy - A sociedade de Cain III

Mensagem por Mimijak em Dom Mar 27, 2016 3:52 pm

VIII CapítuloAcertado os Ponteiros



Michael volta para casa e encontra Buffy e Angel sentadas em uma poltrona em um silencio cortante. Algo naquele clima estava estranho e ele quase conseguia sentir o cheiro da confusão no ar. Ele respira fundo e sabe bem que um fim deveria ser dado aquela tensão. Ele vai tomar um banho pra poder relaxar em seu novo esconderijo e colocar as ideias no lugar. Ao voltar ele já sabia o que iria fazer pra terminar tudo aquilo, um coração dividido não era certo. Uma atração que não estava lhe rendendo nenhum beneficio apenas prejuízo não lhe tinha serventia. Se fosse pra ele viver com outra que pelo menos ele tivesse o mesmo que Angel lhe dava desde o inicio de seu por assim dizer relacionamento. Michael manda chamar Buffy para uma conversa seria tudo ali agora dependeria de como tudo iria correr. A jovem se dirige ao quarto dele, ela bate na porta no exato momento que ele está saindo do banho.
_ Entra – Ordena ele já prevendo quem era. A caçadora dá de cara com uma cena pouco convencional para ela. Michael praticamente seminu a sua frente secando os longos cabelos. Buffy o observa sem respirar, não imaginava que Michael pudesse ter um corpo tão bem delineado como ele tinha. Seu corpo de bailarino se manteve firme e forte depois de sua transformação e tornando-se ainda mais definido em parte que antes não tinham tanta relevância, o fazendo proporcional na medida certa. O corpo de Michael era a personificação exata de sua melhor forma de uma de suas turnês, History.
Por sua vez ele observava a sua cria em cada expressão que lhe saia do rosto ao vê-lo daquela forma tão inusitada. Ele queria terminas com suas preocupações ali. Buffy iria resolver seus problema de vez com sua reação a tudo que se passaria dentro daquele quarto.
_ Porque me olha assim?
_ Assim como?
_ Como se nunca tivesse me visto antes. Você já me viu assim no ritual, lembra?
_ Não prestei atenção em nada daquele ritual.
_ Oh! - (mas presto agora) - Pensou ele um pouco decepcionado. - Buffy sente-se. - Pede ele apontando pra cama. A caçadora se dirige para uma cadeira e logo é repreendida pela seu mestre – Eu pedi na cama – a olhando serio.
A caçadora não estava entendendo do porque que ele não havia se vestido ainda. A intensão de Michael era clara. Testar os sentimentos por ele da sua cria. Sua decisão será baseada na reação de sua jovem cria.
_ Me beija – Pede ele olhando serio.
_ Porque eu te beijaria?
_ Quero fazer um teste.
_ Mas que tipo de teste?
_ Vai me beijar ou Não? - Impaciente.
_ Eu não vou te bei……. - Ela é interrompida por Michael que toma os lábios de Buffy de assalto, fazendo com que ela se surpreendesse com a atitude. Michael tenta investir mais na caçadora, mas ela revida o afastando com violência e indo em direção a porta.
_ O que está fazendo seu imbecil.
_ Se encontrar com a Angel manda ela vir aqui – Solta ele antes de ver a caçadora sumir pelos corredores da enorme mansão.
Michael percebeu que sua cria não tinha interesse nele e pra piorar ela queria mesmo se livrar daquela condição a todo custo. Ele não iria impedi-la ate a usaria se fosse necessário já que alguém naquela historia teria que ser sacrificada. Após aquela rejeição de Buffy foi fácil reorganizar os sentimentos e seguir em frente do que realmente interessava derrubar Caim.
Angel entra no quarto e vê que Michael ainda está sem suas roupas, achando estranho tudo aquilo.
_ Acabei de sair do banho – esclarece.
_ A Buffy acabou de sair daqui.
_ Não foi nada do que está pensando - desvia o olhar de sua mestra – não que eu não tivesse tentado.
_ não tem que me justificar nada Michael.
_ Tenho, tenho sim. Já resolvi meu problema, por isso a Buffy saiu daquela forma. Tentei com que ela me aceitasse ou ate mesmo mostrasse algo por mim que me fizesse não seguir em frente e ela me rejeitou.
_ Está me usando como segunda opção?
_ Não é isso Angel.
_ Pra mim não está parecendo.
_ Você nunca foi minha segunda opção. Não sei o que me deu com ela. Não consigo explicar.
_ Entendo que os homens tem atrações por outras mulheres, só não entendo porque a Buffy? Sempre estive ciente de que um dia perderia você pra outra, mas não entendo a razão de transformar uma caçadora que não liga pra nada além dela mesma. - silencio – você é liberto Michael e é um príncipe agora, não posso questionar suas decisões, mas a Buffy não vai nos ser útil em nada.
_ Queria poder desafazer isso. Volta a humanidade dela.
_ E você pode Michael. - uma voz interrompe a conversa pessoal entre os dois – Desculpe se atrapalhei vocês, mas era importante dizer,
_ Como Raphael – Estava claro o desespero no rosto de Michael.
_ Descobri que pra voltar um vampiro com menos de um ano de vida ele tem que beber o sangue do criador de todos.
_ Nossa, facinho de conseguir. - Ironiza Angel.
_ Eu sei que não vai ser facil.
Michael para por uns segundos pra pensar no que vai fazer em relação a Buffy, mas o que? As coisas estavam complicada pra todos e o bem da geral estava em jogo.
_ Meu amor nos falamos depois, precisamos resolver essa historia de Caim de uma vez por todas.
_ Tudo bem, eu espero por você como sempre. - Michael beija Angel com profundidade mostrando que sua saudade e arrependimento eram verdadeiro. Que nada iria mudar dali pra frente.
_ Eu vou pra você meu amor.
Michael saiu correndo para ver um plano que fosse possível para deter Cain. Obvio que tudo iria complicado vencê-lo sem ajuda. Andrei esperava inquieto em seu posto as novidades que lhe salvariam a vida. Ele estava cansado de fugir daquele inimigo, estava cansado de ser escravo. O tempo estava passando e cada vez que se confrontava com Cain a dor do seu passado lhe machucava ainda mais.
Raphael se sentia culpado por não ter se manifestado da ultima vez que Caim acordou, e agora ele só tinha o que lamentar por ter sido responsável pela pior caça as bruxas que a humanidade viu. O mundo havia mudado muito desde a ultima vez que ele havia se encontrado com Cain no inicio dos tempos. A humanidade havia crescido e evoluído de mais e de forma tremenda que uma ameaça do passado tão longe não tinha espaço nesse novo mundo.
_ Michael você viu Andrei?
_ Estava indo falar com ele agora, não está nos aposentos dele? - Questiona confuso.
_ Não, acabei de vir de lá.
_ O que está acontecendo? - pergunta Angel estranhando a movimentação.
_ Andrei sumiu.
_ Onde será que ele foi?
_ Não sei, só espero que não faça nenhuma tolice. De gente burra já basta a Buffy. - Michael sai correndo o mais depressa possível tentando encontra Andrei temendo que algo ruim possa acontecer e por tudo a perder.

1119 d.c.

Nas ruas da antiga cidade de Atena um casal conversava sobre seus planos de casamento, era uma tarde agradável de primavera e o vento leve de inicio da tarde soprava sobre as colinas. Tudo o tempo corria calmamente naquela época. Ninguém tinha pressa e tudo que os amantes queriam naquela época era um lugar escondido para aproveitarem a vida. Assim era com o jovem com pouco mais de 17 anos e sua bela namorada.
_ Ja falou com seus pais sobre o nosso casamento? - questionava a jovem ansiosa por viver o resto dos seus dias com seu futuro marido.
_ Ainda não,mas vou falar, quero apresentá-la no próximo festival do solstício. _ Andrei – repreendeu ela – Assim nunca teremos a benção dos seus pais. Ele precisam saber que estamos juntos. E se eles lhe arrumam uma pretendente eu iria morrer de desgosto.
_ Eles que não se atrevam – Esbraveja ele revoltado com a ideia – Angelic eu escolhi você como minha esposa e é assim que vai ser ate o fim dos meus dias.
_ Seus pais não vão me aceitar por eu ser uma simples camponesa.
_ Eles querendo ou não vão ter que aceitar.
Os dias decorreram como era esperando ate que em uma tarde o casal encontra uma gruta escondida por uma pedras. Levados pelos espirito de exploração eles adentraram o local que era escuro e tinha quase nenhuma luz, a medida que entravam a caverna ficava mais escura fria e gélida. Eles conseguem um pouco de madeira pra fazer fogo e quando a luz toma o lugar eles percebem que o local tem vários escritos estranhos, a qual eles não conseguem entender e que não remetia a nenhuma civilização conhecida. Um buraco na parede ao fundo da caverna chama a atenção. Mal sabiam eles que essa curiosidade gerariam problemas.
Andrei começa a abrir mai o buraco pra conseguir enxergar o que tinha dentro já que a luz da tocha iluminava o que tinha no interior. Assim que consegue alarga a abertura eles visualizam que tem uma enorme caixa de madeira amarrada com correntes de ferros. Ao romper as correntes uma voz grave como um trovão toma o lugar.
_ Quem ousa a incomodar o meu descanso? – a voz provoca um susto enorme neles, os fazendo soltarem para trás, a tampa voa longe mostrando uma figura horrenda de seu interior. O corpo completamente seco se move em direção deles com uma agilidade que causa espantos. - não importa serão meu jantar como forma de agradecimento por me libertarem.
_ Corre Angelic. - Grita Andrei enquanto segura a mão de sua amada eles correm em direção a porta sendo perseguidos pelo monstro que eles acabaram de despertar.
_ Ai, meu Deus, vamos morrer
_ Não se chegarmos ate a entrada corre, Angelic corre…...
_ Ah! - Grita ela após escorregar e bater com seu corpo no chao causando uma fratura no pé
_ Angelic, não……………..
_ Andrei?
_ Michael?
_ Tudo bem?
_ Tudo, tudo bem.
_ Você estava disperso, pensei que tinha acontecido algo – Observa Michael ao ver lagrimas nos olhos do amigo e sua espada na mão.
_ Me ousa Michael. Não deixe que aconteça com vocês o que aconteceu comigo? Me promete? - Implora ele com uma das mãos no ombro dele….


avatar
Mimijak
Adm
Adm

Feminino Mensagens : 20561
Data de inscrição : 05/03/2011
Localização : Brasil

Ficha do personagem
MimiJak Invincible: 1

http://mimijak-mjj.forumsmusic.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Michael e Buffy - A sociedade de Cain III

Mensagem por Mimijak em Dom Mar 27, 2016 3:57 pm

IX CapítuloMarcas




Michael não entende o pedido de Andrei assim tão repentinamente.
_ Acontecer o que Andrei? O que houve com você que não quer que se repita comigo?
_ O nome dela era Angelic, nós estávamos noivos quando Cain foi libertado da primeira vez. Fomos investigar o que tinha no fundo de uma caverna e sem querer não percebemos que era Cain que estava vedado entre as rochas. Ignoramos o escritos na rochas pois nunca tínhamos visto aquela escritas naquele ponto da Grécia. Quando o lacre se rompeu ele nos atacou. Saímos correndo em direção a saída, mas Angelic caiu torcendo o pé na queda e Cain a pegou. Ele a matou na minha frente e depois me escravizou. Nunca me perdoei por isso. Quando encontrei angel achei que Deus tinha me dado uma segunda chance, mas não foi isso que aconteceu. Quando Cain drena um humano a alma dele é morta e nunca mais retorna a terra para seus assuntos inacabados. Estou fadado a viver minha eternidade olhando a casca de quem eu amei um dia nos braços de outra pessoa.
_ Essa outra pessoa sou eu? Não é? - Pergunta Michael já sabendo da resposta.
_ Sim. O amor Michael é o bem mais precioso que o ser humano tem. Não perca. Angel é um bem muito precioso pra você perdê-la. Proteja-a.
_ Eu vou proteger.
_ Vamos, temos que por um fim em Cain. Quero minha vingança.
_ Você terá.
Ambos saem munidos ate os dentes, não só do precioso sangue que eles tanto necessitam, bem como todo e qualquer arma que pudesse ferir e enfraquecer. Eles precisava por um fi naquilo tudo e seria agora naquele local e exato momento. Buffy, Angel e Raphael se juntam a dupla.
_ Tem um plano?
_ Não, mas não pretendo desistir facilmente.
_ E a nova caçadora?
_ Se ela tiver juízo ajuda ou não nos atrapalha. - Sentencia Andrei – Quero todos vasculhando as cavernas, grutas, tuneis, qualquer coisa que sirva de abrigo pra aquele monstro. Esse inferno termina aqui.
Andrei tinha marcas profundas deixada por Cain desde que tudo aconteceu, sua transformação e vida eterna se tornaram um fardo sem ter o seu amor pra compartilhá-la. Os seculos foram muitos duros com ele, sempre tentando encontrar a sua ama reencarnada e sempre sem sucesso. Suas esperanças estava quase se esvaindo quando encontrou com Angel. Ele viu na jovem uma nova porta para reencontrar sua amada e trazê-la para o seu mundo. Durante o ritual ele percebeu que não seria a mesma coisa, pois ao tentar despertar a alma de Angelic, ele descobriu que aquela não era sua alma e que sua amada estava perdida pra sempre. Assim como Michael e Buffy o secular vampiro não pode fazer seu laço com Angel, mas a garota sempre foi submissa a ele. Sua cria aprendeu tudo que precisava pra ser uma vampira e se virar em seu mundo, ela nunca se afastou de seu mestre mesmo quando ele a libertou.
_ O que o Andrei tem?
_ Porque pergunta?
_ Está inquieto, não fala comigo e também não deixa eu me aproximar dele.
_ Porque tanta preocupação? Você já está liberta dele que eu me lembro.
_ Ele é meu pai Michael.
_ Pai?
_ não é biológico, mas ele quem me iniciou nesse mundo. Não posso abandoná-lo.
_ Entendo, ele me pediu pra cuidar de você. Disse pra não deixar acontecer com a gente o que aconteceu com ele.
_ Porque será que ele disse isso?
_ Ele me contou o que aconteceu com ele e sua noiva quando Caim se libertou. Ele perdeu a alma dela no processo.
_ Nossa. Eu não sabia.
_ Ele nunca te contou?
_ Nunca, sempre foi reservado sobre o seu passado.
_ só sei de uma coisa eu não vou deixar que nada lhe aconteça. Prefiro eu morrer do que te perder.
_ Então vamos ter que morrer juntos, porque eu não vou me separar de você. - Michael a beija na testa e a abraça ternamente. - Nós vamos superar isso.
Andrei observava de longe a dupla conversando e sentido que no fundo do coração era uma facada. As lagrimas correm soltas no rosto dele.
_ Sinto sua dor meu amigo – tenta consolar o arcanjo – ela está bem onde está agora. E espera por você.
_ Como você sabe?
_ A minha patente me da alguns dons e privilégios, eu vejo tudo que acontece e pra onde as pessoas vão quando morrem. A alma dela não pode voltar porque quem morre pelas mão de Caim fica preso no céu. Ela esta sendo treinada pra assumir uma posição como anjo de uma casta mais baixa. Essas castas ficam proibidas de vir a terra. Ela sente muita saudade de você meu amigo.
_ Raphael não tente me agradar, isso é perversidade.
- Não estou tentando te agradar Andrei. Estou contando a verdade. Assim como eu você tem uma missão, agora cabe a você cumpri-la ou não. - Raphael vai em direção ao ceu deixando todos confusos.
_ Pra onde vai Raphael?
_ Cobrar um favor de um amigo. Volto em breve.
Raphael era uma arcanjo muito perspicaz quando queria e tinha lá seu jeito de conseguir as coisas. Ele percebeu que Andrei não o levou a serio quando ele deu informações sobre a sua amada Angelic. Com certeza ele daria seu jeitinho para conseguir promover o reencontro do casal. Enquanto o arcanjo dava os pulos dele Buffy apenas observava os pombinhos as gargalhadas próximo a entrada da cidade. As buscas por Cain continuavam ferrenha, porem ninguém conseguia localizar o monstro que tanto causou problemas para todos. Ela sabia que tinha problemas serios para encontrar o seu amado Angel e as coisas entre eles eram complicadas desde o inicio e Buffy não suportava ideia de ter que viver com um vampiro por toda eternidade. A caçadora sempre repudiou o fato dos vampiros tirarem as vidas de outras pessoas para sobreviver.
A humanidade nunca teve um predador direto e os vampiros eram esses predadores. Por seculos eles viveram escondidos do mundo para evitar panico ou ate mesmo uma caçada desnecessária. Os seres humanos tem medo daquilo que não conhecem e ou tenta estudado ou matá-los sendo que a segunda opção sempre é a melhor opção.
_ algum problema Buffy? Esta calada.
_ só pensando no Angel
_ Ah. Angelus é importante pra você não é?
_ Sim, mas já passou.
_ você o forçou a viver na solidão em que estão, não foi ele. Na vida temos segundas chances cabe a você se a quer ou não. - as palavras de Michael caíram como uma bomba no ego da caçadora. Michael teve a segunda chance dele já Buffy, mas algo chamou a atenção de todos no ceu.
_ É o raphael que vem ali?
_ parece que sim, e não esta vindo sozinho.
_ É uma mulher?
_ Ah meu Deus – grita Andreí – É Angelic………….



avatar
Mimijak
Adm
Adm

Feminino Mensagens : 20561
Data de inscrição : 05/03/2011
Localização : Brasil

Ficha do personagem
MimiJak Invincible: 1

http://mimijak-mjj.forumsmusic.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Michael e Buffy - A sociedade de Cain III

Mensagem por Mimijak em Dom Mar 27, 2016 4:00 pm

X CapítuloReencontros



Andrei não acreditava nos seus olhos, era sua amada que vinha junto com o arcanjo do céu, pela primeira vez em seculos sentiu seu coração acelerar. Ela continuava linda como da ultima vez que ele a tinha visto no dia fatídico da sua morte. As lagrimas verteram do olhos de Andrei. Ele correu para abraçá-la com todas as forças que tinha em seu corpo. Era visível a felicidade estampada no rosto dele e a vontade de nunca mais soltá-la. Todos assistiam a cena emocionados com o que Raphael acabará de fazer.
_ Aproveitem – observava Raphael – Vocês não tem muito tempo.
_ Como assim? - Pergunta intrigado Michael sem entender a exclamação do arcanjo.
_ Eu sai escondido com ela se demorarmos muito eu estou frito. - Dizia sorrindo da travessura que acabará de fazer – Vamos deixá-los a sós um pouco.
_ Quem diria que anjos também fazem travessura.
Os quatro se afastam para dar privacidade ao casal que estava sedento de saudade um do outro. Michael aproveita a deixa pra traçar um plano para destruir Cain. Raphael sabia que a determinação de todos era imprescindível.
_ Quanto tempo Andrei. - Se manifesta ela com uma voz doce e suave.
_ Te procurei tanto por tantos anos – fala aos soluços diante de tanta emoção ele não sabia se chorava. Abraçava ou simplesmente a beijava ali mesmo.
_ Me desculpe não poder voltar, Cain quebrou o laço com o meu corpo naquela gruta. - esclareceu ela tímida com tudo que aconteceu.
_ Demorei muito pra notar isso.
_ parece a primeira vez que a gente se encontrou no rio da cidade.
_ Eu me lembro, você tinha caído da carroça não precisávamos de palavras pra saber que nunca mais nos separaríamos.
_ verdade – recorda saudosa – Mas Andrei, quero te pedir uma coisa. Não tenho muito tempo.
_ O que é?
_ Não morra Andrei. Se você morrer não poderá me encontrar mais. O céu está fechado pra você em sua condição.
_ Gabriel está tentando descobrir uma forma de me libertar.
_ Não tem como te libertar meu amor. Você é um vampiro a muito tempo sua condição é permanente. Mesmo que ele consiga descobrir como reverter a sua condição não vai funcionar.
_ Quer dizer que não vou conseguir me encontrar mai com você? - Questiona enquanto a uma lagrima sangrenta escorre pelo seu rosto. - Não quero viver sem você.
_ Prometo que vou dar um jeito de ficar com você, só peço que aguente mais um pouco. Não faça nenhuma besteira. Por favor, só o que te peço. Me prometa isso.
_ Eu prometo.
_ Mais uma coisa.
_ O que?
_ Pegue essa espada. - Entregando um embrulho que escondia nas mãos. - Ela está abençoada e pode matar Cain e libertar as almas que ele aprisionou quando se alimentou delas, inclusive a minha.
_ O que?
_ Andrei as coisas vão se complicar e só com o poder dessa espada vocês vão poder vencer, mas outro vampiro terá que assumir o lugar de Cain. Quem estiver empunhando essa arma no momento quem que ele for destruído.
_ Mais alguém sabe disso?
_ Só você agora. Raphael já deve ter contato aos outros. Tenho que voltar agora, se cuida por favor.
Angelic volta para o céu após cumprir sua missão. Andrei agora estava em um dilema, ele queria dar a vida para rever sua amada, na esperança de reencontrá-la no plano celestial, mas ao descobrir que as portas do céu estava fechadas para ele, Andrei se sentiu perdido. Raphael a essa altura já tinha dito a novidade para os demais que provavelmente tinham um plano pronto para resolver de uma vez por toda a situação. Varia duvidas imperam no coração de todos e a batalha final está próxima.
_ Tudo bem Andrei? - Pergunta Angel.
_ Sim está – Era visível a tristeza de novamente se separar de sua amada. - ela me deixou isso e disse que poderíamos da um fim em Caim com ela.
_ Uma espada?
_ Sim, Buffy.
_ O que essa espada pode fazer?
_ Essa espada está ungida com sangue celestial.
_ E dai?
_ Adoro o seu jeito Buffy. Seu desinteresse tende a ser mortal. - repreende Raphael. - toma – joga a arma pra caçadora. - se vai morrer por falta de interesse pelo menos morra usando a espada. - Michael olha serio pra caçadora em sinal de repreensão.
_ nem meus filhos eram tão rebeldes assim. - resmunga o astro antes de que Raphael prossiga com sua explicação.
_ Como eu dizia – Prossegue Raphael – essa espada é a única que pode matar Caim. O sangue que contem nela pode purificar a alma de Caim e libertar todos que ele matou.
_ Finalmente algo que pode nos ajudar. - Comemorou Angel cedo de mais.
_ Mas tem um preço a ser pago.
_ Lá vem. O que é?
_ Alguém tem que ficar no lugar de Caim. Ou o equilíbrio de tudo será afetado.
_ Que equilíbrio Raphael?
_ O universo tem uma ordem natural. Quando se tem um rompimento dessa ordem o mundo pode desmoronar por completo. Caim sem querer rompeu o equilíbrio quando matou Abel. Deus criou uma ordem que é pra se matar apenas em duas ocasiões. Ou pra comer ou pra se defender. Os humanos seguiram isso ate que Caim rompeu essa regra. Todos os animais com exceção do homem cumprem essa regra. Caim matou por inveja de Abel e não pra se defender.
_ Então Deus o castigou.
_ Não sem antes lhe oferecer o perdão três vezes. Como ele não aceitou em nenhuma Deus teve que criar uma raça pra controlar os humanos. E assim surgiu os vampiros. Mas vocês precisam de alguém que controle esse caos ou vão piorar mais ainda as coisas.
_ Temos que detê-lo então. Sem afetar o equilíbrio. - Completou Andrei. - Essa pessoa não pode ser pior que caim ou tudo será em vão.
_ Tem que ser alguém que esteja disposto a viver com esse fardo. Mas quem? - questiona o arcanjo.
Enquanto esse debate desenrolava. Alguém já tinha tomado sua decisão. O Fato de Buffy está com a espada não o impediria de fazer. O seu mundo já estava resolvido, ele já estava calejado com o seu fardo em vida. Já tinha sofrido tudo que tinha que sofrer e já teve a sua imagem destruída o suficiente pra poder lidar com tudo e principalmente já tinha se desapegado de todos que pudessem o fazer exitar.
_ Vai fazer isso mesmo?
_ Já está decidido, não tenho nada a perder e minha outra vida me fez ser o que sou hoje essa só complementou tudo. E a Buffy será libertada de seu fardo.
_ Tenho medo.
_ Não tenha. Estaremos juntos é o que importa……...


avatar
Mimijak
Adm
Adm

Feminino Mensagens : 20561
Data de inscrição : 05/03/2011
Localização : Brasil

Ficha do personagem
MimiJak Invincible: 1

http://mimijak-mjj.forumsmusic.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Michael e Buffy - A sociedade de Cain III

Mensagem por Mimijak em Dom Mar 27, 2016 4:06 pm

XI Capítulo - Escolhas



Enquanto todos tentavam encontrar o plano para resolver todo aquele infernos que se estendia por tempo demais. Algo incomodava Buffy. Isso não passou desapercebido pelo arcanjo.
_ O que te aflige jovem caçadora? Algo que eu possa ajudar?
_ Eu ouvir o que você falou sobre o Caim e a espada.
_ Não pense em ocupar o lugar dele Buffy você é nova de mais pra isso e a sua oportunidade de voltar a ser humana está nesse combate.
_ O que quer dizer com isso?
_ O sangue de caim quando a espada tocar será purificado e aquele que beber dele voltara a sua forma humana se o mesmo tiver menos de dez anos de vampiros. Ou seja você não tem nem um ano disso tem chance de voltar a ser humana.
_ Essa parte eu não ouvi.
_ Essa parte eu guardei pra você minha querida.
_ Ele pode mesmo me devolver a forma humana?
_ Buffy, Michael quando te transformou ele o fez por que sentiu algo por você e não queria te perder. Porem em contra partida você o repudiou desde o segundo que acordou. O que ele sentia por você acabou sendo extinto. Michael estava disposto a devolver a sua mestre para o mestre dela, já que ele não tem como recuperar a sua alma gêmea. Como sempre você preferiu o caminho mais difícil. O que facilitou pra ele. Quer mesmo desistir de tudo pra permanecer em um mundo a qual você rejeita? - pergunta intrigado o arcanjo diante da reação de Buffy a possibilidade de ser humana.
_ O que me garante que vou conseguir?
_ Sua determinação de voltar. Sinto uma ponta de indecisão Buffy? É fato que o Michael é um homem muito atraente e fisicamente bonito. Se eu fosse mulher não perderia tempo em ficar com ele. Mas me diga o que lhe aflige? O que a faz não ter certeza de que quer mesmo voltar? - Olhando no fundo do coração dela – Não me diga que se apaixonou por ele?
O silencio da caçadora já respondeu a pergunta do Arcanjo. A relutância dela o fazia ter certeza que algo mudou no coração de Buffy.
_ Quem diria, não adianta mais Buffy. Michael já fez sua escolha e ele não pretende voltar atrás.
_ Como tem certeza?
_ Quanto eu encontrei com o da primeira vez, ele era uma pessoa com o coração perturbado, mas depois que você praticamente o expulsou e o tratou com indiferença. O aspecto dele mudou. Mesmo que a angel venha morrer ele não vai ficar com você. Você teve a sua chance Buffy e perdeu. - As palavras do arcanjo soaram como uma pedra. A caçadora sentiu seu peito doer com a noticia era obvio que seu jeito impetuoso acabara com as chances de viver uma historia de amor profunda. Porem Angelus a esperava pacientemente.
Angel sempre foi apaixonado pela Buffy desde que a conheceu em meio as suas batalhas, mas pelo fato de estarem em mundo diferentes o vampiro sempre nutriu a possibilidade das coisas mudarem para em fim ficarem juntos. Porem o destino não é nada gentil com o casal assim que ele entra em seu mundo Michael e que entra pra atrapalhar. O que fez com que tudo que ele sempre sonhou fosse por água a baixo.
Nada estava dando certo pra o grupo que se esforçava para resolver suas diferenças. Raphael não perde tempo em contar a novidade para Michael que fica visivelmente alterado com a situação. Ele sempre tentou fazer com que ela cedesse as suas investidas, mas nunca aconteceu e agora ela resolve dar pra trás ao saber da possibilidade de recuperar algo que para ele não seria mais possível. A raiva tomou conta dele. Ele tinha que tirar isso a limpo e seria agora……...


avatar
Mimijak
Adm
Adm

Feminino Mensagens : 20561
Data de inscrição : 05/03/2011
Localização : Brasil

Ficha do personagem
MimiJak Invincible: 1

http://mimijak-mjj.forumsmusic.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Michael e Buffy - A sociedade de Cain III

Mensagem por Mimijak em Dom Mar 27, 2016 4:10 pm

XII CapítuloFúria….


Michael sai pisando duro de encontro a Buffy, um sentimento de raiva e ódio o consumia por dentro. Estava claro que ele não iria permitir que uma criança brincasse com o seu coração da forma que Buffy estava fazendo. Michael sempre pensou que ela iria ser seu novo porto seguro. Ele nunca duvidou dos sentimento por Angel ate conhecer Buffy. Ele tenta não chorar pra não mostrar uma fraqueza que fazia tempo que achava que tinha matado. Michael imaginava que nesse novo mundo ele não poderia mais ser magoado e Buffy o fez. E isso ele não iria deixar passa, não dessa vez.
_ Como ousa brincar comigo desse jeito? - praticamente cuspindo a pergunta na cara de Buffy que estava sentada em sua alcova, ele a puxa com tal força pelo braço que em um ser humano quebraria o braço – eu tenho cara de idiota? - a sacode com ódio deixando visível o sangue queimando em seus olhos.
_ Do que está falando? - pergunta atônita pela atitude dele. - me larga você está me machucando. - ele atende o pedido dela com completa brutalidade a solta praticamente a atirando no chão enquanto profere as palavras mais dolorosas pra sua pupila.
_ Não se faça de rogada Buffy. Sei muito bem que você está em duvida se volta ou não a ser humana.
_ Quem te disse isso?
_ Não interessa quem me disse, só vim aqui dizer uma coisa pra você. Não vou aceitar mais você em minha vida. Você vai voltar a ser humana nem que eu tenha que empurrar o sangue de Caim pela sua Garganta a baixo.
_ Michael me escuta.
_ Não. Chega. Pra mim já deu. Escuta você. Você só me deu dor de cabeça desde aquele dia que lhe abracei. Não vou me humilhar pra alguém que não se importa com as pessoas a sua volta. Você só se importa consigo mesma. Sua arrogância me enoja. Não sei como pude vislumbrar uma pessoa tão vazia assim do meu lado pela eternidade. Buffy você desiludiu tanto a mim quanto ao seu queridinho Angel que sempre sonhou em ficar com você.
_ Por favor me ouve. - suplicava ela.
_ Quem vai me ouvir é você. Passei a minha vida inteira passando por pessoas iguais a você e eu não vou permitir que mais nenhuma me machuque novamente. - Buffy tentava se aproximar dele a todo custo – Não encosta em mim, não ouse se aproxima de mim – Repudiava ela afastando com os braços. - Sua pele seu cheiro me dão náuseas Buffy.
Raphael assistia a tudo inerte. Não poderia impedir tudo aquilo, o arcanjo sabia que a dor que estava no peito de Michael era grande de mais para conseguir conter e manter dentro do peito. A caçadora só tinha consegui transformar um lindo sentimento em ódio.
_ Pensei que poderia por você como protetora da minha raça e tudo que você fez foi se mostrar egoísta e imatura…
_ sua Raça? Tenta rebater sendo logo interrompida por Michael que a prende pelo pescoço com uma força sem tamanho que a faz se calar com a pressão.
_ Sim, minha raça, as pessoas que me acolheram e me ensinaram a valorizar tudo que sou. Me mostrou que posso ter uma paz que nunca conhece. Uma raça que não pediu pra nascer e vive escondida por causa de gente imbecil igual a você que mata primeiro ao invés de conhecer. - Michael disparava as palavras com uma fúria insana – Me faz um enorme favor, só fale comigo se for extremamente necessário. - Ele a larga onde estava, Buffy permanece no mesmo local onde ele a deixou. - De você eu só quero distancia. - Michael sai do quarto de Buffy batendo a porta com tamanha força que a fechadura pula de seu local de origem para o outro lado da sala ficando partida em duas.
_ Porque Raphael? Porque fez isso? O que eu te fiz pra você me fazer passar por isso?
_ Buffy já deveria ter tomado uma posição nisso tudo. Quando a vida lhe da limões é você quem decide o que fazer com eles e não o contrario. Desde quando chegou Michael se dedicou a cuidar de você, ele ate aceitou a fazer o ritual de novo por causa do seu elo que os unia ser ainda mais forte e mesmo assim o que fez pra retribuir?
_ Nada.
_ Isso mesmo, nada. Tudo que ele te ensinou ou tentou ensinar era só pra que pudesse sobreviver, mas você preferiu agir do seu jeito, não bebia mesmo ele tendo um estoque de sangue feito só por doadores que ainda estão vivos, ficou varias vezes a beira da morte por inanição e em todas as vezes era ele quem te socorria mesmo que não se lembre de nada, era ele quem a fazia beber pra pelo menos conseguir chegar no dia seguinte. Não foram poucas as vezes que ele quase a deixou morrer por está cansado de te alimentar contra a sua vontade. Michael foi o mestre mais dedicado a uma cria que eu já vi em todos os anos que acompanho a prole de Caim. Outros mestres já a teria amarrado em uma pedra e deixado que o sol fizesse o resto. - Buffy ouvia tudo em meio as lagrimas por perceber o quanto era idiota o suficiente pra jogar a sua maior chance fora. - não vou interferir na sua personalidade Buffy. - Prossegue o Arcanjo. - Você tem o dom de afastar a todos que te amam. Com Michael não foi o diferente. Não adianta se lamentar a sua vida já foi definida e a dele também.
_ Eu posso corrigir isso?
_ Não adianta corrigir o passado depois que o futuro está definido. Michael não a quer mais. Ele desistiu. Aceite. Agora vamos que sua substituta está nos esperando.
Buffy se recompõe depois da sua visita impetuosa. Raphael a espera na porta com o suprimento de sangue que ela tanta precisa.
_ Beba, você vai precisar está 100% para a batalha. - Ela olha os frascos em sua mão resignada e começa a beber um a um – Isso criança.
Ambos entram no salão onde todos se reuniam pra o pronunciamento da líder de uns dos clãs mais importante do mundo secreto dos vampiros. Michael sente a presença do anjo e discretamente olha para o lado de onde aquela energia vinha e se depara com Buffy o olhando fixamente com um olhar de suplica. Ele desvia o olhar e some das vista da caçadora quando ela ligeiramente bixa a cabeça.
_ Meus irmãos. Estamos aqui reunidos para combater a nossa maior ameaça, embora seja nosso criador ele precisa ser detido, ou não teremos futuro. Por culpa de um bando de idiotas de sangue impuros, proclamados de Anarquistas, Caim foi libertado de sua prisão eterna. Sua sede de sangue e de vingança quer nos destruir. Temos que por um fim nisso o mais rápido possível. Mesmo que pra isso tenhamos que nos unir aos humanos. Não temos escolha, se os humanos forem extintos por caim nos também estaremos condenados – Seguia falando a velha senhora de cabelos negros com alguns fios brancos muito bem vestida em sua roupas de seda importada. - O inimigo do meu inimigo é meu amigo. Se não fizermos algo agora tudo pelo que lutamos ate aqui será em vão. Vamos lutar – convocava ela.
_ É – Gritavam todos eufórico.
_ Nossas rixas assadas tem que ser esquecidas dessa vez em prol de uma causa maior.
_ É.
_ Vamos lutar não por nossos Clãs,mas por nós. Nosso futuro. - A sociedade vampírica inteira se manifestava com as palavras daquela mulher, que deixou tudo nas mãos de Michael e Andrei o final daquele inferno. Mas aquela reunião duraria pouco. Caim estava a porta do esconderijo tentando romper os bloqueios feito para proteger a cidade e seus habitantes……...


avatar
Mimijak
Adm
Adm

Feminino Mensagens : 20561
Data de inscrição : 05/03/2011
Localização : Brasil

Ficha do personagem
MimiJak Invincible: 1

http://mimijak-mjj.forumsmusic.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Michael e Buffy - A sociedade de Cain III

Mensagem por Mimijak em Seg Abr 11, 2016 10:49 pm

Capitulo XIIIConfronto







Os guerreiros se juntam na entrada da cidade para evitar que Cain entre novamente. Aria se posiciona próximo ao portão principal. Michael, Angel , Andrei e Raphael se juntam a ela dispostos a por um fim naquilo tudo. Não demorou muito para a proteção feita pelos soldados ser posta a baixo com a força do criador das sombras. Uma explosão enorme se deu com o choque da pancada aplicada por ele. Um mundo de homens eram arremessados pelo ar enquanto ele avançava enfurecido destroçando e bebendo tudo e todos que estavam em seu caminho.
_ Avancem – Gritava um líder de Clã na tentativa de impedir que o inimigo ganhasse terreno.
Um novo e fortificado Cain surgiu a frente deles, o milenar vampiro estava armado com duas espadas e se vestia com um longo casado preto ate os pés, com uma calça igualmente preta de couro, seu peito sem camisa por baixo do casaco realçava o peito musculoso de seu algoz. Aria mostra pra que veio desferindo vários golpes com a sua espada que falham no seu objetivo. O Monstro a pega pela cintura e a joga longe de seus companheiros, que assistem a cena atônitos porem não recuam na sua missão. Dessa vez ele tinha armas para se proteger o que dificulta ainda mais a vida de todos.
_ Ele tem armas?
_ Isso não é bom
_ Vai ser péssimo. Alguma ideia?
_ Espero que os meus anos de esgrima sirvam pra alguma coisa – Diz Michael visivelmente surpreso com a defensiva de Cain. Aria consegue voltar e desferir mais alguns golpes em Cain o que não surte efeito sobre o vampiro. Ao percebe que o ataque não funcionou ele resolve investir com a sua espada com um presentinho em suas laminas. Ele faz com que o fio pegassem fogo com o Dom da Aurora e investe sobre o seu inimigo impiedosamente. O tilintar de laminas no ar só e as faíscas liberadas mostrava a intensidade do confronto. Em um determinado momento um golpe atinge a ambos. É nesse instante que todos percebem que a Aurora poderia ser a solução de todos os problemas. Michael foi jogado longe em uma nova tentativa de atacar Cain.
_ Usem a Aurora – Diz ele ao chegar próximo ao grupo que assistia a cena. - Ele é vulnerável ao fogo da Aurora.
A ordem é recebida e imediatamente é posta em praticar por todos. A cada golpe desferido pelo grupo parecia que Cain ficava mais fraco do que o anterior, mas não deixava de se defender dos golpes cada vez mais rápidos de todos. Os três desenvolveram uma velocidade tão grande que Buffy e Aria mal podia acreditar em que seus olhos viam e Raphael procurava uma forma de poder ajudar. O trio passava diante de Cain como três faixo de luz que por mais que ele tentasse atacar sempre acertava o vão.
_ Que coisa linda – Exclamou Aria maravilhada ao ver ao show de luzes promovido pelos vampiros que ela não sabia que existia.
_ Não vai participar da festa Buffy? - Questiona Raphael ao ver que ambas caçadoras apenas olhavam o espetáculo a sua frente. - Sem você o que eles estão fazendo é em vão. - Buffy o olha com uma expressão triste em seus olhos como que pedindo ajuda ao arcanjo. Arie por sua vez tinha um problema serio que precisava de Raphael
_ Eu não tenho esse negocio de Aurora – Contra argumenta a nova caçadora – Como posso ajudar?
Raphael percebendo sua falha pede para que Aria lhe estendesse a mão e assim que ela o fez o arcanjo lhe pressionou com força causando uma marca parecida com um circulo de fogo. Essa marca lhe da o dom temporário da Aurora.
_ Isso é temporário Aria. - Adverte o anjo - Quando Cain ou você morrer os poder que eu lhe dei acabam e vê se não morre. - Ele da um leve toque no ombro da caçadora que em segundos se vê frente a frente a Cain sem pestanejar ela o golpeia no meio de seu abdome provocando um ferimento profundo.
_ Apareceu mais uma pra nossa festa Michael e não é a Buffy. - Brincou Andrei com o jovem vampiro.
_ Eu percebi – Responde o astro com a sobrancelha arqueada sem entender absolutamente nada do que estava acontecendo. - Cadê a Buffy?
Raphael ainda estava com a teimosa caçadora ao seu lado sem mover um músculo do lugar. Como sempre ela havia desistido de tudo.
_ Eu sei o que está pensando e não, não vai fugir dessa briga Buffy. Michael te trouxe para o mundo dele por um motivo. Mesmo que as coisas entre vocês não terem dado certo ele ainda acredita no motivo que o fez trazê-la pra essa realidade.
_ Não queria que as coisas chegassem ao esse ponto. - Lagrimosa
_ Mas chegou, agora pare de se lamentar e ponha logo um fim nessa batalha. - Entregando uma arma. - Faça a sua parte Buffy. Se vai sair desse mundo o faça com chave de ouro. Com Michael não tem como voltar atrás.
A Buffy toma coragem e se lança em cima de Cain com a espada entregue por Raphael. A caçadora consegue fincar a espada nas costas de inimigo que consegue a segurar com força e a arremessar longe, Michael percebe que Buffy não usou a Aurora como deveria e tenta chegar ate a arma para que fosse aplicado o poder e tudo se encerrasse de vez. A cada tentativa que um fazia a reação era pior e mais ferrenha.
_ Pelo que estou vendo a minha antiga cria ganhou mais três aliados – Proferiu Cain para o Andrei que nesse momento era alvo de sua fúria com uma espada afiada pendurada sobre a sua cabeça. - Pena que eles vão você a sua morte e finalmente poderei me vingar da sua traição.
Vampiros de menores geração tentavam ajudar com seus dons, mas apenas serviam de mais alimento para o senhor dos senhores. Andrei se antecede a Cain e o golpeia o mais forte que consegue e desaparece do perigo eminente que ele sofria.
_ Não vamos vencer assim.
_ Ele está se alimentando dos mais fracos a cada golpe que aplicamos um de menor geração avança e assim vira comida para Cain.
_ Temos que acabar com esse estoque. Assim não vamos conseguir vencê-lo e só vamos estar queimando nosso pontos de energia.
_ Tem alguma ideia do que fazer? - Perguntava Aria visivelmente exausta – Não vamos aguentar por mais tempo.
_ Fale por você – Retrucou Raphael. - Você é humana e eles são vampiros. Se cansam menos que você.
_ Raphael sem sangue não vamos resistir por mais tempo e se Caim pegar um de nos nem no além nos vemos.
_ A Aurora consome muitos pontos de sangue. Precisamos comer. - Angel se senta visivelmente cansada vendo a cena de Buffy se esforçando pra fugir dos golpes de Cain.
O quarteto procuram se alimentar o mais rápido possível enquanto Michael tenta encontrar uma saída para a situação.
_ Pensa Michael, pensa – Repetia ele enquanto tomava a terceira garrafa de sangue. Do nada ele tem um estalo. - Temos que parar com os ataques dos gerações baixas.
_ Tá maluco? Ele vai vir atrás de nós.
_ Se eles continuarem a atacá-lo, vão ser fonte de alimento eterno pra ele e nos não teremos chances, sem sangue ele vai enfraquecer e assim conseguimos aplicar o golpe final nele mais fácil.
_ Quanto mais fraco ele tiver, mais fácil de atingi-lo pode dar certo.
Com a ausência de Aria que obviamente não conseguiu se recuperar com a mesma velocidade que os vampiros, os três voltaram com tudo pra batalha. Aria ficou incumbida de afastar o os soldados que apesar de sua valentia estavam sendo massacrados por Cain. A desconfiança era mutua em ambos os lados, os vampiros não queriam acreditar nos humanos, porem entre ser massacrados e se afastar para não morrer. Buffy apesar da sua rebeldia lutava freneticamente contra Cain sem usar a Aurora apesar dos apelos de seu mestre.
_ Eu disse pra usar a Aurora garota estupida – Berra Michael para sua discípula teimosa enquanto ele pula sobre ela para protegê-la de um golpe fatal da lamina de Cain. Ambos rolam pra longe do inimigo. - Bebi. - Jogando uma garrafa de Sangue para ela.
_ Eu não vou beber isso.
_ Bebi, não estou pedindo – Olhando fixo e serio pra ela – Eu não vou pedir de novo. - Sem muita escolha ela atendi o pedido.
Andrei se joga com tudo sobre Cain fazendo com que a espada do inimigo transpassasse seu corpo. Angel devolve o golpe em Cain com a mesma intensidade com a Aurora queimando em suas mãos ele se afasta e ela consegue puxar seu mestre para longe.
_ Tudo bem?
_ Agora está. - Arcanjo pousa ao lado do casal analisando a situação que não era nada boa, porem ainda tinham chances de mudar tudo.
_ Não vai entrar em batalha?
_ Não posso intervir.
_ O que?
_ Eu apenas joguei a maldição, não posso ajudar a quebrá-la. Não posso lutar. - Responde ele entristecido com a situação de todos – Gostaria que fosse mais fácil, mas não é. Recebi ordens para que se entrasse em combate eu perderia as minhas asas. Eu sei que é difícil saber disso.
_ Raphael?!
_ No máximo posso fornecer a ajuda necessária – Mostrando a espada que escondia pondo-a nas mãos de Michael. - Queimem a Aurora bem forte dentro de vocês e finquem ela no coração de Cain. Ele será destruído e o portador da espada tomará seu lugar na cadeia.
_ Então teremos que matar quem matar Cain também? - Pergunta a Angel em choque pela novidade.
_ Não, não vai. Cain enlouqueceu porque se afastou dos seus durante seculos. Não se alimentou e sempre se manteve escondido do sol por não saber como se livrar dele. Sua raça evoluiu, mas ele não. - Revelou ele.
_ Por isso nunca se envolveu.
_ Exatamente.
_ Se esse for o preço que temos que pagar pra nos livrar dele que seja. - Exclama Michael puxando Andrei e Angel de volta para a batalha sem antes de acabar com o seu estoque de sangue que ele trazia junto a si.
Os três retorno ao confronto com mais força e habilidade que antes. Buffy se joga por trás tentando imobilizar Cain mas seu peso e força não surte efeito no gigante a sua frente a fazendo balançar em suas costas. Os outros tenta derrubá-lo a todo custo para que Michael consiga fincar a espada em Cain. O vampiro consegue pegar a jovem caçadora de suas costas e a jogar no chão com violência a fazendo ficar brevemente desacordada. Um golpe do braço de Cain acerta Michael em cheio o deixando desacordado do outro lado do campo de batalha. Andrei se por em confronto direto e avido com ele para derrotá-lo.
_ Se é a mim que você quer, pode vir pegar sem miserável.
_ Com muito prazer vou fazer você pagar o que me fez no passado.
_ Vai pro inferno onde e o seu lugar – exclama Andrei indo em direção a Cain com o pouco de forças que lhe restam em seu corpo. Antes que os dois pudessem iniciar seu confronto um volto pequeno entra diante deles com uma espada nas mãos disposta a tudo ou nada.
_ Buffy não……………..


avatar
Mimijak
Adm
Adm

Feminino Mensagens : 20561
Data de inscrição : 05/03/2011
Localização : Brasil

Ficha do personagem
MimiJak Invincible: 1

http://mimijak-mjj.forumsmusic.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Michael e Buffy - A sociedade de Cain III

Mensagem por Mimijak em Seg Abr 11, 2016 11:10 pm

Capitulo XIV - Sacrifício











A caçadora se lança pra cima de Cain empunhando a espada que havia sido jogada longe quando Michael foi arremessado. Recobrando a consciência ele percebe que sua cria rebelde está fazendo mais sem usar a Aurora. Michael rapidamente avança em direção aos dois. Com um salto ele consegue alcançar Buffy e jogar toda a Aurora que tinha dentro dele na espada e com a sua força redireciona a lamina para o local onde deveria ser fincada. Uma reação em cadeia se inicia no corpo de Cain, mas ele não está afim de ir sozinho. O vampiro agarra Buffy pelo pescoço fazendo com que o fogo da Aurora também tomasse conta do corpo dela Michael foi mais rápido e conseguiu despencar no chão próximo a eles enquanto Cain se inflamava diante dos seus olhos. Andrei ao ver a cena corre pra puxar o astro para longe enquanto ele murmurava sem forças.
_ Buffy  
_ O que disse?
_ Ele está com a Buffy
Andrei olha para Cain e contempla a explosão do vampiro, uma enorme bola de fogo toma conta de todo lugar a Jovem caçadora era consumida em chamas junto com o pai de todos.
_ A não Buffy – Angel percebe o acontecido e corre para ver Michael que ainda está com a espada na mão. Ele começa a se debater tentando se afastar de todos seu corpo estava como que queimado. Raphael assiste a tudo e contempla a transformação do astro, devido a sua proximidade com a geração de Cain os dons do  criador foram rapidamente integrado por ele.
_ Porque Michael, porque?
_ não tenho mais vida Andrei. Desde conheci a Angel descobri que minha vida não valia nada pra ninguém, venho acompanhando minha família a muito tempo e sei que nem os meus filhos ligam pra minha trajetória. Não tenho motivo pra voltar depois de sete anos. Viver oculto pra mim é mais fácil. Consigo mudar minha aparência para as pessoas ao meu redor E Angelic prometeu te resgatar um dia Andrei. Não podia separá-los. A minha amada está aqui comigo eu não ficarei só, e eu já aprende a lidar com a solidão.
_ Te prometo que não vai te faltar nada. Essa é a forma que tenho pra te agradecer. Se precisar de alguma cria eu arrumo pra você.
_ Não, chega de crias pra mim. - risos
_ Consegue levantar?
_ Não tenho forças – Angel lhe oferece a mão a ele que consegue se levantar com ajuda deles.
_ Você precisa comer pra ontem. Temos tudo o que precisa pra você.
Todos os clãs viram o feito de Michael e Buffy e ficaram chocados com o final de tudo. Ninguém entendeu e temeram por isso. Raphael apaziguou todos.
_ E agora o que vamos fazer o que será de nós?
_ Nada vai mudar – declara o arcanjo – vocês vão seguir com suas vidas e apenas terão que respeitar a nova ordem. Cain morreu e não existe mais perigo de extinção. Michael sabe como manter sua fome controlada e o dom da Aurora que vive dentro dele queima toda a fúria que possa existir. Estão seguros agora.
_ o que quer que façamos?
_ A única cosa que eu quero é que ninguém, mas ninguém de geração baixa sejam abraçados. Se não tiver presas não pode ser da nossa sociedade. A parte de hoje Aria vai cuidar dessas crias e bem como de seus criadores. Chega de confrontos insanos por não terem dons. Vamos por um fim nos Anarquistas, se quiserem gente pra propiciar uma necessidades mundanas tenham carniçais e tomem cuidados para nunca quebrar esse laços.  
_E quanto a você?
_ Vou ficar onde sempre fiquei - Revela ele – Se precisarem de mim sabem onde me encontrar.
Os Clãs seguiram seu caminho de volta a seus domínios, Michael Andrei e Angel se despediram de um amigo.
_ E você Raphael vai fazer o que agora?
_ Tenho mais uma missão a cumprir e depois disso de volta aos afazeres de sempre no céu.
_ Até.
_ E enquanto a nós Michael o que vamos fazer da nossas vidas de agora em diante? - Pergunta angel com um olhar emotivo.
_ O que sempre fazemos nesses últimos sete anos. Eu quero é sucesso. Meus fãs vão ter o que sempre quiseram, musicas minhas e nada mais. Um dia eu volto a ativa em outro cenário menos favorável.
_ Fico feliz.
_ Pelo o que?
_ Ver que você cresceu nessa confusão que eu te mete a sete anos.
_ se não fosse por você não estaria aqui. Não estaria vivo, na vida que eu sempre quis longe dos holofortes. Eles nunca me dariam paz.
_ Pensei que ia me larga pela pirralha.
_ A Buffy? - assentiu com a cabeça – ate pensei mas aquela só se nascesse de novo. Eu nunca vi ninguém mais teimosa na vida que ela – risos agora sou só seu e é isso que me importa.
E enfim a paz reinou entre os dois mundos…...






É Isso

É isso, eu estou aqui
Sou a luz do mundo, me sinto grandioso
Peguei esse amor, eu posso sentir
E agora sim, com certeza, é real

E parece tão difícil quanto ter visto seu rosto mil vezes
E você disse que realmente me conhece para você
E eu sei que você se viciou com os seus olhos
Mas você diz que vai viver com isso para você

Eu nunca ouvi uma única palavra sobre você
Ficar apaixonado não era o meu plano
Eu nunca pensei que seria o seu amor
Vamos lá baby , somente entenda

É isso, eu posso dizer
Sou a luz do mundo, fuja
Nós podemos sentir, é real
Toda vez que estou apaixonado eu sinto isso

E eu sinto tão forte como se eu te conhecesse há 1.000 anos
E você me diz que já viu meu rosto antes
E você me disse que não me quer andando por ai
Muitas vezes, quis fazer isso aqui antes

Eu nunca ouvi uma única palavra sobre você
Ficar apaixonado não era o meu plano
Eu nunca pensei que seria o seu amor
Vamos lá baby, somente entenda

É isso, eu posso sentir
Sou a luz do mundo, é real
Sinta minha canção, nós podemos dizer
E eu digo que eu sinto isso

E eu sinto tão forte como se eu te conhecesse há 1.000 anos
E você disse que quer um pouco disso para você
E você disse que não vai comigo, por enquanto
E eu sei que isso é para me tranquilizar

Eu nunca ouvi uma única palavra sobre você
Ficar apaixonado não era o meu plano
Eu nunca pensei que seria o seu amor
Vamos lá baby, somente entenda

Eu nunca ouvi uma única palavra sobre você
Ficar apaixonado não era o meu plano
Eu nunca pensei que seria o seu amor
Vamos lá baby, somente entenda



Fim……


avatar
Mimijak
Adm
Adm

Feminino Mensagens : 20561
Data de inscrição : 05/03/2011
Localização : Brasil

Ficha do personagem
MimiJak Invincible: 1

http://mimijak-mjj.forumsmusic.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Michael e Buffy - A sociedade de Cain III

Mensagem por Mimijak em Seg Abr 11, 2016 11:33 pm

Capitulo Bônus - Presentes



Por Michael

A noite estava fria em Sunnydale, ms me atrevi a tomar um banho em um lago próximo a propriedade. Desde que entrei para esse mundo fazer essas pequenas ações a noite passaram a ser um habito pra mim. Passo horas pensando na vida e na paz que eu tenho depois de tantos altos e baixo. Parecia que tudo que eu tinha feito na minha vida pareca que foi preparação para essa. Tudo bem eu me sai bem com tudo isso. Fecho meus olhos e fico deitado nas águas calmas do lago de olhos fechados ate que sinto alguém pousando. Me levanto e vejo um conhecido sentado na beirada.
_ Raphael, quanto tempo? - O cumprimento - O que o trás aqui? - Já havia passado nove meses desde a ultima vez que eu tinha o visto.
_ Lembra que eu disse que tinha mais uma missão pra cumprir? - Olho intrigado para aquele arcanjo que sempre foi um posso de mistério. Permaneço olhando para ele com a minha inconfundível sobrancelha arqueada. - Então, es minha missão.
_ Eu sou sua missão? - Sem entender – Não preciso de ajuda.
_ Você não. Ela. - retirando das costas uma pequena cesta com um lindo bebe dentro – os pais delas morreram em um acidente e agora ela não tem com quem ficar.
_ Raphael eu não posso ficar com ela. Sou um vampiro esqueceu?
_ Não esqueci. Mas a Buffy precisa de alguém pra guiá-la nessa nova vida, quem melhor que você?
_ Buffy? - surpreso – esse Bebe é a Buffy?
_ Sim.
_ Mas como?
- Ela ganhou a segunda chance dela depois do sacrifico que ela fez. - Entregando a em meus braços – sei que sente falta dos seus filhos e não aceita o que está acontecendo com eles. Ela é sua segunda chance de fazer tudo direito e de nunca abandoná-la e se quiser pode abraçá-la. Passe para ela os conhecimento de sua nova vida e ela será a guardiã perfeita pra vocês.
_ Raphael não faz isso eu não tenho mais idade pra esse tipo de emoção.
_ você aguenta. Sejam feliz vocês quatro.
_ Nos vemos algum dia?
_ Não sei, só o tempo dirá, Adeus.
Era uma loirinha muito linda e ainda humana e cheia de possibilidades. Saber que Buffy está de volta me alegrou. Eu sabia que ela poderia ser mais do que sempre foi e agora eu poderia guiá-la para o que sempre foi meu proposito. Buffy apesar da sua rebeldia sempre foi dedicada as coisas e isso sempre me fascinou.
A vida é cheia de surpresas e não podemos deixar ficar tristes com as coisas que nos acontecem. As vezes perdemos pra ganhar la na frente, posso não está como muitos querem, mas eu sei que todos me veem com os olhos do coração. E um dia estarei com todas assim como Buffy está aqui. Continuem com fé eu estarei lá.

A vida é única e nós podemos ser únicos pra alguém.

agora acabou


avatar
Mimijak
Adm
Adm

Feminino Mensagens : 20561
Data de inscrição : 05/03/2011
Localização : Brasil

Ficha do personagem
MimiJak Invincible: 1

http://mimijak-mjj.forumsmusic.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Michael e Buffy - A sociedade de Cain III

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum